Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

17
Abr 16

Em poucos dias a região do Pacífico voltou de novo às bocas do Mundo, com mais uns violentos sismos (provocando vítimas e destruição) registados nos limites do Círculo de Fogo: um no JAPÃO e agora outro no EQUADOR – este último colocando todo o continente americano a tremer (e não sendo só da vibração, talvez mesmo de medo).

 

7.4-Earthquake-Ecuador-2016.jpg

 Ontem no Japão hoje no Equador e tudo seguindo a linha do ativo Círculo de Fogo

 

Enquanto as notícias ainda se focavam sobre o violento sismo de magnitude 7.3 ocorrido no início deste fim-de-semana na ilha de KYUSU localizada no sul do JAPÃO (numa sucessão de outros sismos bastante fortes iniciada dias antes a uma profundidade de apenas 10Km e por esse motivo provocando mais estragos e vítimas à superfície), eis que de novo e na mesma região do globo terrestre circundando o conhecido CÍRCULO de FOGO, mais um violento sismo sacode a crosta terrestre mas agora no EQUADOR: registado pelas 23:58 UTC de ontem, a uma profundidade inferior a 20Km e com uma magnitude de 7.8.

 

No caso dos sismos ocorridos no sul do JAPÃO provocando mais de 40 mortos e cerca de 900 feridos e no caso do Equador com o número de vítimas a cifrar-se de momento em mais de 200 mortos e de 1500 feridos – num sismo com consequências muito mais trágicas do que as ocorridas na ilha japonesa de KYUSHU.

 

Deixando os equatorianos bastante preocupados com possíveis réplicas que possam entretanto ocorrer (até agora uns nove sismos registados: 5.4/4.5/4.8/4.5/4.8/4.5/5.6/4.5/5.5) assim como todos os outros países da América do Sul e do Norte fazendo fronteira com o PACÍFICO e com o CÍRCULO DE FOGO.

 

No que toca ao Continente Americano com outros países a sentirem desde logo os efeitos das ondas de choque propagadas na região por este forte sismo e por outros sismos ocorridos no seu próprio território: como é o caso do Chile (com dois sismos de magnitude 4.4 e 4.8 registados hoje) e dos EUA (com todos os seus sismógrafos a registarem o sismo e as suas ondas de choque), comprovando que os efeitos provocados por este sismo se repercutiram por todo o Continente (se não por todo o mundo) colocando-nos e à Terra todos a vibrar.

 

O que para quem vive nas zonas limítrofes à região vulcânica e sismologicamente bastante ativa do CÍRCULO de FOGO, deverá desde já coloca-los em estado extremo de alerta, para a forte possibilidade da ocorrência de outros abalos identicamente violentos.

 

(imagem: WEB)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:47

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Abril 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11

19
21

27


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO