Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

17
Nov 17

“The outer rigid surface of the Earth is divided into chunks known as tectonic plates. These plates move around at the rate of a few centimeters per year – by coincidence, the same rate at which your fingernails grow. The Arabian Peninsula and Iran are on separate adjacent plates in this region.”

(theconversation.com/16.11.2017)

 

Com esta imagem relativa ao sismo ocorrido a 12 de Novembro (deste ano) na zona de fronteira entre o Iraque e o Irão (perto da cidade iraquiana de Halabjha localizada a nordeste de Bagdade) ‒ registada a 8 de Setembro deste mesmo ano pela agência espacial norte-americana NASA (satélite EOS/instrumento ASTER) ‒ pode-se ver o local do epicentro deste sismo devastador de M7.3 (indicado com uma estrela amarela).

 

PIA22112.jpg

1

PIA 22112

Iran-Iraq Border Quake Region Imaged by NASA Satellite

 

Um sismo sentido no Iraque e no Irão e noutros países (mais ou menos) próximos (como o Kuwait, a Turquia e Israel), provocando enorme destruição (como danos materiais em casas, edifícios e outras infraestruturas) e entre 500/600 vítimas mortais (sobretudo na zona indicada a amarelo) ‒ segundo os especialistas ocorrendo num local já com um passado histórico de sismos violentos e particularmente mortais (e localizado nas imediações dos limites da Placa Tectónica Arábia e Euroasiática).

 

Iran-Iraq Earthquake Kills More Than 500

(nytimes.com)

 

14iran-1-superJumbo.jpg

2

Cidade iraniana de Pol-e-Zahab uma das mais atingidas

(pelo sismo M7.3 de 12 de Novembro)

 

Finalmente com a imagem (produzida pela JPL) a indicar-nos, a Vermelho-Vivo locais de campos e de culturas (terrenos agrícolas), a Vermelho-Pálido encostas de montes cobertas de arbustos e de árvores, a Cinzento-Escuro áreas recentemente queimadas e a Cinza/Acastanhado diferentes tipos de rochas. Utilizando assim o satélite EOS e o instrumento (ótico) ASTER não só para o estudo destes fenómenos sismológicos (associados à deslocação das Placas Tectónicas) como igualmente para observar a deslocação dos glaciares (avanços e recuos), a atividade vulcânica, culturas e colheitas (agrícolas) e muitos outros parâmetros influenciando o Ambiente e todo o nosso Ecossistema (terrestre) ‒ segundo o artigo da NASA.

 

[Um sismo M7.3 com o número de vítimas mortais a caminharem rapidamente para as 600, talvez com uns 10.000 feridos e ainda uns 100.000 desalojados (agora sem casa).]

 

(imagens: (1) + legenda/dados/nasa.gov (2) nytimes.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:12

Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

13
16

20
22

26


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO