Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Sismologia no Mundo e por Cá

Terça-feira, 02.02.16

Um dia debaixo dos nossos pés a terra tremerá.
E como isso será para todos convém mesmo estar convencido.

 

A nível de manifestações sismológicas de algum relevo (por exemplo tendo registado sismos de magnitude superior a 5) as zonas rodeando a região do Indico/Pacífico têm continuado com a sua habitual e intensa atividade. Não sendo por acaso que por aí se situa o Círculo de Fogo e os seus múltiplos e incansáveis vulcões (acompanhando em conjunto todo o movimento das placas tectónicas e a evolução permanente das suas fraturas). Mas nos últimos dias com maior intensidade e repetidamente é a zona do Mediterrâneo que tem mostrado estar mais ativa: cinco sismos consecutivos de magnitude 5.0/6.3 em pouco menos que duas horas.

 

TWORLD.24hours.jpg

Mundo – últimas 24 horas

 

Registo dos últimos dez sismos de magnitude˃5.0
(Global)

 

RegiãoLocalização
(Norte/Sul)
DataProfundidade
(km)
Magnitude
ILHAS KERMADECN
Nova Zelândia
01.023826.2
ILHAS BALLENYS
Nova Zelândia
31.01106.0
PENÍNSULA KAMCHATKA S
Rússia
30.011597.2
NOVA IRLANDAN
Papua Nova Guine
26.01446.0
ESTREITO GIBRALTARN
Marrocos
25.01105.0
ESTREITO GIBRALTARN
Marrocos
25.01155.2
ESTREITO GIBRALTARN
Marrocos
25.01105.3
ESTREITO GIBRALTARN
Marrocos
25.01105.0
ESTREITO GIBRALTARN
Marrocos
25.01106.3
SUL ALASKAN
Estados Unidos
24.011287.1

 

Como se pode facilmente constatar esses dez sismos concentraram-se sobretudo na região do Mar Mediterrânico compreendida entre o norte de Marrocos e o sul de Espanha (metade deles), enquanto os restantes (a outra metade) se concentraram na região do Índico/Pacífico (com exceção do registado no Sul do Alasca). No caso dos fortes sismos registados no Estreito de Gibraltar uma situação que deve preocupar as populações vivendo à sua volta como é o caso da Península Ibérica: ou seja Espanha e Portugal. Que o digam os marroquinos habitando na costa mediterrânica (como foi o caso das cidades de AL-Hoceima e Melilla) a serem os mais atingidos, felizmente só com danos materiais.

 

TEUROMED.2weeks.jpg

Euro-Mediterrâneo – últimas 24 horas

 

Registo dos últimos cinco sismos de magnitude˃2.0
(Portugal)

 

RegiãoLocalização
(Norte/Sul)
DataProfundidade
(km)
Magnitude
Cabo S. VicenteS01.02302.1
Porto Santo (Madeira)N30.0152.0
FaroS25.01152.5
Cabo S. VicenteS25.01112.8
Cabo S. VicenteS23.01313.9

 


Para já sem grandes motivos de alarme para Portugal. Mas nunca deixando de estar atentos a qualquer alteração visível (especialmente próxima) no comportamento geológico registado à superfície do território onde vivemos e que possamos considerar um forte aviso de que algo estará aí a surgir (pelo menos estando minimamente preparados): no caso de Portugal por proximidade ao Estreito de Gibraltar e a toda a zona do mar Mediterrâneo que se lhe segue, como a zonas marítima em constante atividade sísmica de Alboran (entalada entre a costa sul de Espanha e a norte de Marrocos). E tendo também em atenção toda a atividade sísmica para lá do Cabo de S. Vicente (com o penúltimo registo a atingir quase magnitude 4).

 

Entretanto já se registaram os seguintes sismos:

 

RegiãoLocalização
(Norte/Sul)
DataProfundidade
(km)
MagnitudeGlobal (G)
Portugal (P)
NORTH ISLAND
(costa leste)
N
N. Zelândia
01.021915.7G
HONSHU
(costa leste)
N
Japão
02.02205.6G
TAIWAN (nordeste)N
Taiwan
02.0265.2G

 

Com a certeza absoluta de que outros sismos se seguirão – o que poderá significar que está tudo normal (sismos registados até às 20:00 de Lisboa).

 

(dados: emsc-csem.org e ipma.pt – imagens: emsc-csem.org)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 20:50


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.