Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

10
Out 12

O COMBATE

(às claras e em legítima defesa)

 

Alice Vieira (a mulher escritora e sobrevalorizada) versus Teresa Calçada (a mulher comissária-adjunta do Plano Nacional de Leitura com bom censo e com um rosto a defender)

 

      

Mensagem para o Conselho Científico (e associados): “Bastava ler a contracapa”

 

A CAUSA

(provocada pelos mal agradecidos contra os assalariados da cultura)

 

Um livro de poesia para adultos de Alice Vieira está na lista das obras aconselhadas a crianças da antiga segunda classe. A autora não compreende e diz que bastava ter lido a obra para perceber que não podia fazer parte da lista do Plano Nacional de Leitura (PNL). Uma responsável deste organismo do Ministério da Educação reconhece o erro, mas acha que devia ter sido a própria autora a alertar para o problema. A comissária-adjunta do PNL garante que vai verificar a origem de um problema que diz estar a ser sobrevalorizado.

 

A JUSTIFICAÇÃO

(executada frente a um espelho e imaginando outra máscara de realidade)

 

Um erro que poderia ser corrigido sem ser na praça pública, se a relação de Alice Vieira connosco fosse outra.

 

O Plano Nacional de Leitura é uma iniciativa do Governo da responsabilidade do Ministério da Educação e visa elevar o nível de literacia dos portugueses.

 

(a partir de SIC Notícias)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:08

Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

O Que Dói às Aves

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO