Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

11
Jul 18

 

Breve Nota Introdutória

(devendo ser vista, mas não desvalorizada, como uma leitura de Verão ‒ agora que o tempo por aqui parece estar mesmo a aquecer)

Screenshot_2018-07-11 Billboard of alien Trump ins

Trump o Alienígena

Entendido como o Bom

Para além da Intervenção Alienígena (BOA) e do seu declarado e óbvio apoio aos EUA (ou não se declarasse este a maior potência sobre o nosso planeta e não fosse mesmo o destino privilegiado de muitas das mais antigas e famosas visitas como terá sido o caso Roswell em 1947), nunca sendo de desprezar a intrusão de sectores marginais e minoritários derivando pela nossa Galáxia (ao qual pertence o nosso Sistema Solar a Via Láctea), à sua chegada (não declarada e inopinada) inevitavelmente e à falta de intermediários representativos (hierárquica e oficialmente), credíveis (na Política, na Religião, na Ideologia) e como tal maioritários (o cerne da questão e o alvo das democracias totalitárias, objetivamente não nos dando tempo para pensar/trabalhar/criar, mas unicamente para perpetuar/replicar/morrer), obrigatoriamente direcionando-se para o Outro Lado (o Eixo do Mal corporizado na China/hoje pelo seu Presidente Xi e na Rússia/hoje pelo seu Presidente Putin) e simultaneamente para outro tipo (necessariamente e por uma questão de exposição mediática/sobrevivência oposto) de Intervenção Alienígena (MÁ): refletida já no presente pelas contínuas tentativas Russas e sobretudo Chinesas de ultrapassarem os EUA (e os seus súbditos e Aliados Ocidentais) na prossecução do seu objetivo central (e fundamental para a conservação dos Impérios) do controlo e da manutenção da sua Supremacia Global ‒ de um lado (dos euroasiáticos) com incidentes e/ou intrusões (entre outros mais visíveis) na Ucrânia (Crimeia), na Síria (Guerra Civil), na Inglaterra (envenenamentos/assassinatos) e até na Alemanha (impondo novos pipelines e forçando os alemães a dependerem energeticamente do oriente não do ocidente); e do outro lado (aqui 100% asiáticos) com instituições financeiras poderosas e competindo com o original Banco Mundial (com os primeiros sediados nos EUA e os seguintes na China) ‒ reforçando e consolidando todo este Novo Edifício de Poder (em evidente e exponencial ascensão) e baseando-o inicialmente (o alicerce de sempre) no domínio, controlo e supremacia Económica Global. Levando desde já o representante na Terra com BIA (Boa Intervenção Alienígena) a um rápido périplo pela Europa para lhes recordar (intoxicados como estão pelo Mundial ainda por cima entronizando um país Aliado, súbdito e Europeu) quem manda e o mal que sempre advirá da Terra dos MIA (Má Intervenção Alienígena). E como se diz por aqui (na nossa terrinha) Quem Te avisa teu Amigo É”. Só não nos avisando poder ser neste caso um “Amigo da Onça”.

 

[Ou mesmo de Triplo Impacto: Extraterrestre (1 ogiva) e Terrestre (2 ogivas).]

 

UFO crashes 80 miles world cup match site (2).jpg

O objeto não identificado

E o incêndio provocado

 

No passado dia 7 de Julho (um sábado) quando em Samara (na Rússia) se disputava um dos jogos dos Quartos-de-Final do Mundial (de Futebol ‒ FIFA Rússia 2018) ‒ entre a seleção da Inglaterra e a seleção da Suécia (que os ingleses venceram por 2-0) ‒ a pouco mais de 120Km de distância perto da localidade de Bostandyk (já situada no Cazaquistão, uma ex-província da extinta URSS) um objeto voador não identificado despenhou-se no solo, explodindo e provocando (em seu redor e como consequência) um pequeno incêndio: um objeto emitindo uma luz brilhante e cintilante, em forma de uma bola (de fogo) e com um diâmetro de cerca de 3 metros, e que ao atingir o solo e ao explodir além de provocar o tal incêndio (destruindo alguma vegetação sobretudo arbustos e ervas secas rasteiras numa área de aproximadamente 100 hectares) colocou as casas nas proximidades todas a tremer, devido aos efeitos provocados pela respetiva (devido ao impacto do objeto com o solo) onda de choque.

 

maxresdefault.jpg

A verdadeira questão

Ficando por confirmar a respetiva ligação

 

E com a inserção final do Objeto na atmosfera (terrestre), a sua imediata entrada em combustão (devido ao fortíssimo atrito associado), o seu impacto e explosão (desintegrando-se) e os posteriores efeitos de tal acontecimento ‒ incêndio, onda de choque e queda das comunicações (para os locais tornando o cenário ainda mais assustador, devido a ser uma área remota/pelos vistos com o objeto caindo, muito próximo de uma autoestrada) ‒ com os locais face ao sucedido e ao incêndio então em curso, a deslocarem-se para a área e a aí encontrarem vários fragmentos desse mesmo objeto: e entre eles, um objeto colorido (prateado), parcialmente enterrado, aparentemente selado/fechado (como se fosse uma porta) e até com uma válvula exterior e no seu conjunto parecendo mesmo (de origem) terrestre. Pela descrição do referido evento (e forma do objeto) tudo podendo apontar para um objeto artificial certamente oriundo de cá (da Terra) e sendo os restos de um (qualquer) satélite, mas apesar de tudo não deixando de ser um acontecimento anormal envolvendo alienígenas (nos EUA os Mexicanos) exteriores ao Cazaquistão.

 

UFOeast2west4.jpg

Entrando na atmosfera perto de Samara

Talvez devido à FIFA WORLD CUP

 

Face a este acontecimento, ao seu local de execução e às partes eventualmente envolvidas ‒ diretamente Suécia/Inglaterra e indiretamente Rússia/Croácia ‒ e ao que se lhe sucedeu posteriormente (da conclusão das partidas), levantando-se de novo a suspeita de Doping Russo Efetivo (durante a competição) na obtenção de (bons) resultados, primeiro com o Novochic (o melhor a matar), depois com o amoníaco (o melhor a recuperar) e agora (para amedrontar) até com um UFO (integrando alta tecnologia de leste certamente com intervenção alienígena, diferenciada da norte-americana onde os alienas são mexicanos): “The UFO material does not look like metal. It is soft like fabric (uma testemunha). E como mais que óbvia consequência (ou não fosse Ocidental, pró-norte-americano e deficiente mental ‒ um cidadão de desgaste, descartável e como tal normal) da obsessão atual e respetivas coordenadas ‒ neste momento de Mundial (de Futebol), com todos focados na Rússia e no seu líder Vladimir Putin ‒ sendo esta Tríade Vermelha (Novochic/Amoníaco/Ufo) mais uma vez responsável por ato de Introdução, Manipulação, Doping e Intoxicação. Saindo-lhes mesmo ao lado a fé e a esperança de um duelo RUSSIA (Putin) Vs. ENGLAND (May). Já com outros alienas (como os portugas) em casa ou então mudando dela (como o aliena CR7).

 

“Conspiracy theorists have now started claiming that this spherical object might be an alien expedition craft from outer space. As there were no aliens in the remnants, these theorists argue that this vessel might be an exploration vehicle sent by aliens, in the same way, we sent rovers like Curiosity to Mars.” (Nirmal Narayanan/ibtimes.co.in/08.07.2018)

 

(imagens: scmp.com ‒ mirror.co.uk ‒ youtube.com ‒ unilad.co.uk)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:50

30
Jun 18

[E Outros como estes futuramente envolvidos em Sacos de Plástico]

 

Afinal sempre existe vida alienígena em Marte e tal como os mexicanos, os marcianos também se mostram bastante preocupados

(especialmente depois de Trump já o ter feito e de entretanto os Clinton os terem contactado).

E existirá Vida no Algarve para nos livrarmos das Plataformas?

 

Desde há vários dias estando meio adormecida aparentemente como medida de proteção contra a Grande Tempestade (de areias e poeiras) que tem atingido há cerca de um mês e a Nível Global o planeta Marte, o veículo motorizado OPPORTUNITY entre duas imagens de fundo preto polvilhado por um numeroso conjunto de pontos brancos (o Espaço negro e estrelado visto a partir da superfície de Marte), presenteou-nos hoje de uma forma surpreendente e sem que ninguém tivesse o tempo necessário para reagir (com eficácia) com uma outra imagem deveras perturbadora (entretanto e logicamente apagada):

 

mars-aliens-telling-fuck-off-go-home.jpg

 

Colocados de frente para o que parece ser um dos dois ROVERS ainda ativos oriundos do planeta Terra (o nosso) ‒ provavelmente o OPPORTUNITY (como poderia ser o seu irmão mais novo o CURIOSITY) ‒ e sabendo-se de antemão (pelos vistos cá como lá) serem ambos norte-americanos e no presente estarem sob o comando do Todo-Poderoso terrestre de nome Donald Trump, querendo crer através da análise mais direta e imparcial deste pretenso retrato (logo sendo tanto objetiva como subjetiva, podendo estar certa como errada, mas sendo necessária e obrigatória) estarmos perante mais uma iniciativa de protesto contra Invasores e Colonizadores: num mundo em muitos aspetos (e à vista desarmada) dito morto como o nosso.

 

E conhecendo-se o que eles (os colonizadores norte-americanos) fizeram com os Índios (e outros indígenas terrestres) e o que outros tentam igualmente fazer connosco (querendo esburacar Aljezur na senda dos hidrocarbonetos) não sendo tempo de desconfiar (e contemporizar/adiar) mas sim hora de lutar (com as mãos fazendo obra e com a cabeça imaginando): neste retrato certamente de família (alienígena e impensável mesmo sendo mexicanos) registado num povoado marciano (em princípio sem Água e sem Vida) deparando-nos com outros Seres (talvez aproveitando a renovação temporária e positiva da em princípio ténue atmosfera de Marte) intervindo e manifestando ‒ demonstrando-nos como utilizando uma simples fuga (mesmo proporcionada pelos Média) se pode por momentos alterar a Realidade impondo-lhe a nossa Imaginação para uma inevitável (por Verdadeira e da Alma) desconstrução.

 

Desde que interiorizemos que no fundo somos nós os Descendentes da Máquina (e não como outras réplicas/como nós desse sempre nos ensinaram, ou seja precisamente o oposto, sendo o Homem o suposto seu criador) ‒ comprovando-se essa teoria na nossa obsessão pela mesma e na sua Ideia central consubstanciada na Tecla (mortal) da Perfeição: sendo material de desgaste, rápido e naturalmente sujeito a erros (todo o animal/vegetal circulando nesta Terra), nada melhor que criarmos (à nossa Imagem mas no Espelho) a dita Máquina Perfeita (no fundo um enganador Sucedâneo). Com Droga (legal/ilegal qual a diferença real?) apenas para facilitar (e até acelerar o processo). E no caso (talvez não tão extremo, talvez não tão surpreendente) de num dia alguém se decidir por rebentar (de vez) com toda a costa Algarvia, já estando em terra metade do trabalho feito (convertendo-se os apartamentos turísticos em pontos de apoio às plataformas), faltando apenas encher o mar (de barcos, tubagens e plataformas) mudando-se-lhe unicamente a cor e a sua consistência (talvez a do petróleo).

 

(imagem: cluesforum.info)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:41

22
Mar 18

Com a confirmação da existência das FAKE NEWS (agora que todos Média Mundial a elas recorrem para assim sobreviverem neste agora desmascarado REALITY SHOW) porque não associar Britânicos, Teleféricos & Alienígenas e aproveitando (para apimentar mais a coisa) por introduzir Putin?

 

VP1.jpg

As Luzes no Céu

(do Resort de ski localizado em Gudauri na Geórgia/Rússia)

 

Nesta semana que antecedeu a reeleição do Presidente Vladimir Putin (no presente identificado como o Inimigo Público Nº 1 do Ocidente) para um período de mais seis anos na liderança política da Confederação Russa (a herdeira da URSS e do ex-Agente do KGB),

 

Ocorreram curiosamente dois fatos inequivocamente insólitos (tendo ambos o mesmo foco obviamente estratégico) e parecendo terem aparecido de propósito (às vezes parente da coincidência), com a intensão (aparente) pelas possíveis consequências (negativas) acarretadas, de perturbar mais um pouco a já tão frágil e denegrida imagem da Rússia (nos média dos EUA e dos seus Aliados Ocidentais) personificada no Diabólico Putin: poucos dias antes de Vladimir Putin ser reeleito com mais de 70% dos votos (no passado domingo 18 de Março) e talvez numa manobra desesperada de telepaticamente ou fazendo deslocar objetos tentar de qualquer forma (maneira ou feitio) evitar a vitória do mesmo, surgindo aí uma dupla ‒ com Terrestres & Veneno e com Extraterrestres & Teleférico ‒ entrando intrusiva e violentamente em ação (e sem admitir contraditório) todos juntos atacando a Rússia e a sua Besta de Leste (para já indomável e insubmissa ao poder dos norte-americanos).

 

VP3.jpg

O Fenómeno Luminoso

(com um jato a passar no céu e com as potenciais testemunhas)

 

Antecedendo a vitória de Vladimir Putin nas Presidenciais Russas (seguindo o seu colega Donald Trump eleito como Presidente dos EUA em Novembro de 2017) com os eventuais terrestres comandando os destinos da Grã-Bretanha a atacarem a Rússia e o seu presidente Putin por terem tentado assassinar em solo britânico um ex-espião russo por envenenamento ‒ lançando um Ultimato obedecendo a um não critério e pela sua essência imbecil sem possibilidade de resposta (parecendo ter origem num anormal) ‒ ao mesmo tempo que (na mesma semana) em próprio solo russo com extraterrestres (como testemunhado e registado no local) dominando um teleférico e vitimando várias pessoas: pelos vistos com a ligação privilegiada (ou não fossem os norte-americanos excecionais e estando em contacto com Deus) EUA/Alienígenas a fracassar e o Diabo Vermelho (VP) a ganhar (confrontando-se com a Tríade integrando, Veneno, Teleférico e Alienígena).

 

VP5.jpg

O Teleférico da estação de ski

(movimentando-se a grande velocidade e no sentido contrário)

 

No mais recente episódio (contando com a presença de venenos, mortes e até do diabo) deste thriller de suspense/terror (o género de longe mais apreciado pelos britânicos) desta nova temporada da série BREXIT 1.0 (tendo a agente Theresa como protagonista e Boris como porta-estandarte) ‒ numa réplica mais foleira dos originais norte-americanos envolvendo russos e asiáticos ‒ com um guião surpreendente e deixando-nos de boca aberta e nem dando tempo ao vilão de saber o que se passava (o que o motivara ou o que iria acontecer), identificando-o sem hesitação mesmo antes da investigação, lançando um Ultimato e despachando (logo ali) 23: apontando o dedo a Putin como seu Mais Que Provável autor e transformando a nível dos Média o provável em real e assim se fazendo Justiça Mundial (e assim nos transformando em atrasados mentais).

 

VP6.jpgVP4.jpg

O Teleférico Diabólico

(talvez induzido ao excesso por forças externas e a ele estranhas)

 

Já no caso ocorrido numa estância de ski localizada na Rússia (muito mais interessante pela possível e testemunhada presença de Extraterrestres) com um verdadeiro Evento luminoso a ser observada na estância de ski de Gudauri (localizada nas montanhas do Cáucaso/Geórgia) surpreendendo os turistas aí presentes e colocando-os espantados (face ao fenómeno) a olhar para o céu (diurno): inicialmente com um objeto luminoso (estranho) a aparecer no céu (limpo) sobre este Resort russo, seguido de imediato de um outro muito semelhante (mantendo-se ambos visíveis durante algum tempo) posteriormente desaparecendo e pouco tempo depois da ocorrência e conclusão deste bizarro Fenómeno de Luz, com um outro Evento muito mais sério e dramático a suceder e neste incidente a provocar alguns feridos (para muitos uma coincidência estranha face à primeira ocorrência também ela estranha, entre muitas hipóteses e teorias podendo existir uma ligação),

 

‒ Com um teleférico servindo as pistas de ski do Resort (algum tempo após o aparecimento das Luzes estranhas no céu) repentinamente a movimentar-se (segundo testemunhas presentes) em sentido contrário e a velocidade elevada, apanhando alguns dos seus ocupantes de surpresa (antes que pudessem reagir e fugir) e acabando por os projetar, ferindo (mais ou menos gravemente) alguns deles.

 

(imagens: MRMBB333/NBC News/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:14

23
Jan 18

Toda esta Nova Temporada de Fenómenos no Presente pouco usuais de serem observados (e pelo intenso impacto visual, por nós considerado extraordinário), a iniciar-se na transição de 2017 para 2018 com o lançamento (1) de mais um Falcon 9 de Elon Musk (e da sua empresa espacial Space-X) e com o grande impacto (de formas e de cores) provocado pela passagem do mesmo (foguetão) na atmosfera terrestre:

 

“Saw a God damn UFO in Hollywood guys, what?”

(Melanie Dramos/twitter.com)

 

“We are not alone.”

(CRO/twitter.com)

 

“Nuclear alien UFO from North Korea.”

(Elon Musk/twitter.com)

 

Tal como aquando dos aviões a jato (com cerca de meio século) deixando atrás de si o seu rasto (com o Homem ainda atento a olhar), agora com outros veículos (aéreos) deixando igualmente a sua marca (e no momento político atual face à confusão provocada pelo rasto do seu foguetão, com Elon Musk a juntar numa excelente ação de marketing, Alienas, UFO’S e a Coreia do Norte).

 

322617.jpg

1

O rasto deixado pelo foguetão Falcon 9 na noite de Los Angeles

 

Cansados dos Terrestres e não compreendendo a não Declaração Alienígena (2) (confrontando-nos definitivamente com a sua existência) – apesar dos inúmeros testemunhos (nossos) afirmando a sua existência (dos Alienas), tal como os norte-americanos o fazem (com os vizinhos) apontando o dedo à Invasão Alienígena-Mexicana (em curso) – mesmo com todos os desmentidos (oficiais e científicos) sobre os mais diversos factos ocorridos (incluindo objetos/sujeitos desconhecidos) e envolvendo Entidades Externas (não originárias da Terra),

 

alien species walking among us - earth ets.jpg

2

Só em Espécies Alienígenas visitando até hoje a Terra podendo ser 5

 

Ainda nos sobressaltamos quando somos inesperadamente colocados sob cenários (por poucas vezes observado, muito menos compreendido mas fazendo parte da realidade) inequivocamente extraordinários: fazendo de novo emergir a ideia já antiga (com centenas de milhares de anos) de que para Além da Terra e do Homem algo mais existirá – e tal como em ET (o filme) com o Dedo Luminoso (comunicativo e indicativo) mesmo estando descrentes dando-nos um pouco mais de Esperança. Até hoje (finais de Janeiro/2018) nunca consumada.

 

J0.jpg

3

Lançamento do foguetão japonês EPSILON-3

 

No passado dia 18 de Janeiro com o Japão a lançar (3) a partir do Centro Espacial de Uchinoura (e sob responsabilidade da Agência Espacial do Japão JAXA) localizada em Okinawa o foguetão EPSILON-3, oficialmente destinado ao lançamento de satélites científicos dedicados à observação do nosso planeta. Tal como nos lançamentos anteriores já levados a cabo este ano (Janeiro 2018) por norte-americanos e russos (privados/SPACE-X e públicos/Roscosmos), deixando-nos usufruir de um espetáculo (para nós) tão belo como raro.

 

J1.jpgJ2.jpg

J3.jpgJ4.jpg

4/5/6/7

Sequência do lançamento do foguetão Epsilon-3

 

Na sequência das imagens (4 a 8 fornecidas pela kagayastudio) podendo-se observar o registo deixado para trás pelo rasto dos motores do foguetão japonês Epsilon-3 (lançado às primeiras horas da manhã e transformando o ainda fim da noite, em dia temporariamente antecipado), num espetáculo de formas e de cores (contrastando com o céu ao amanhecer) verdadeiramente fantástico (por estranho e imprevisível) e por momentos transportando-nos para outros Mundos e para outras crenças: envolvendo Outros (e até) podendo ser Nós.

 

J5.jpg

8

Com o combustível fornecido aos motores ainda em combustão

 

Com o foguetão Epsilon-3 a colocar com sucesso e em órbita da Terra (a 500Km de distância) um satélite de observação científica – curiosamente num início (de 2018) internacionalmente bastante atarefado – como que complementando um processo iniciado pelas agências espaciais norte-americanas (privadas) e russas (públicas) ao lançarem os seus respetivos foguetões (e respetivos satélites, com missões específicas, secretas ou não): seguindo-se (como estratégia de conquista do Espaço) os japoneses, os chineses e os indianos.

 

gallery-1454093886-red-dragon-landing-mars.jpg

9

Chegada da nave Red Dragon da Space-X a Marte

 

E tendo em consideração que a última missão tripulada tendo como destino o Espaço (exterior e para lá das vizinhanças da Terra) – e tendo como objetivo o único corpo celeste alcançável pelo Homem com a tecnologia de então (a Lua) – acaba de fazer 55 anos (em Dezembro de 2017) com a missão Apollo 17 (alunando a 11 de Dezembro de 1972), esperando-se que em função das promessas (9) de Elon Musk (Marte) e de Donald Trump (Lua) e da necessidade de resposta (imediata) de russos e chineses, os primeiros alienígenas conhecidos a atingirem um Outro Mundo (que não o seu) seremos nós: e depois da Lua (Apollo 11 alunando em 16 de Julho de 1969) apontando a Marte (com a nave Dragão da Space-X mesmo antes da partida, detendo para já a camisola amarela). Talvez lá chegando na próxima década (2020/29) antes ou depois dos ET’S (ou outro tipo de T’S) se declararem.

 

(imagens: @alias_amanada/PA, humansarefree.com, telescope take/youtube.com, kagayastudio/youtube.com e pinterest.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:11

14
Jan 18

“Green Bank Telescope observations of a dwarf galaxy three billion light years away reveal 15 bursts of radio emission. This is the first time bursts from this source have been seen at these frequencies.”

(Breakthrough Listen: The initiative to find signs of intelligent life in the universe/breakthroughinitiatives.org/29.08.2017)

 

Alien-UFO-Invasion-Fleet-Will-Reach-Earth-In-Septe

Talvez com uma fota de Naves Espaciais

Alienígenas

Já a caminho da Terra

 

Atravessando um fim-de-semana em que a PEGADA ALIENÍGENA NORTE-AMERICANA nos chega através da FOX (um dos seus agentes mais poderosos e sendo extremamente intrusivo) – utilizando tecnologia de Lasers (e uma tela Gigante), numa intervenção simultânea (e global), decorrendo durante 4 dias (10/14 de Janeiro), levada a cabo em Lisboa (entre muitas cidades do Mundo) e concretizada num Convite (dirigido aos Alienígenas) – eis que ainda meio entretidos (pelo cenário de luzes), tal como numa brincadeira de infância (jogando ás escondidas), na senda de Peter Pan (como poderia ser outro ET), somos inopinadamente surpreendidos ao sermos inesperadamente confrontados com vários LANÇAMENTOS PARA O ESPAÇO (pretensamente colocando em órbita um elevado número de satélites, com várias utilizações possíveis, como comunicações, meteorologia ou espionagem): num total com 5 assinantes (países) e todos com os seus foguetões (e respetivas agências) – EUA, China, Rússia, Índia e Japão.

 

“War, terror and alien invasion: what Britons are expecting this year.”

(Ben Page/thetimes.co.uk/08.01.2018)

 

E se no 1º caso (convidando os alienígenas) ainda Brincamos aos Polícias, já no 2º caso (lançamentos para o Espaço) poderemos estar a brincar aos Ladrões: num caso enviando uma mensagem com um convite (amigável) em anexo – HI ALIENS – no outro um tiro de aviso (ainda de pólvora-seca) tentando manter as distâncias (como se aí viesse mesmo alguém) entre Uns (que já cá estão) e uns Outros (que aí chegarão). Sendo certamente indolor as consequências do Evento (a nível físico) – do interessante e divertido Círculo de Mensagens em Laser – mas não acontecendo o mesmo com a nossa própria imagem (a nível de capacidade mental): no caso de Portugal e numa possível aproximação ao aeroporto (de Lisboa) com “um estranho numa terra estranha” por mais estranho que fosse, a certamente estranhar ver tanta luz a piscar – até o podendo confundir (na escolha da pista), levando-o a despenhar (contra o edifício/painel gigante) e uns quantos terrestres levar (num Encontro categorizado como do 1º Grau).

 

45c116d8e2087369780f368892eb53df.jpg

Para além de Mulder e Scully

Outros protagonistas da série da Fox

X-Files

 

Já no caso dos foguetões partindo para o Espaço e posteriormente orbitando a Terra, sendo sem dúvida uma grande coincidência os lançamentos consecutivos (e fazendo eventualmente parte de um plano, provavelmente mais vasto e talvez mesmo concertado) realizados nos últimos tempos (Janeiro de 2018), pretensamente colocando no espaço diversos satélites (de cinco nacionalidades diferentes) com objetivos diferenciados: com (país/1) o lançamento nos EUA de ZUMA (em 7 de Janeiro numa iniciativa da agência espacial privada norte-americana SPACE X), segundo tudo indica com (país/2) o lançamento de um satélite RUSSO no mesmo dia (uma explicação credível para o incidente registado sobre os Urais, repentinamente ‒ e como num Flash/luminoso ‒ com a noite a tornar-se dia, ouvindo-se um grande estrondo e sentindo-se tudo a tremer/podendo significar o lançamento de um foguetão numa área com bases/capacidades para tal) e ainda (por menos publicitados) não esquecendo os foguetões (países/3-4-5) no mesmo espaço de tempo também lançados pelo trio China/Índia/Japão. Certamente em concorrência (ou sabe-se lá em cooperação) na mesma área de intervenção.

 

“Space X's Zuma satellite launch mission has everyone confounded; no clear idea if it was successful.”

(firstpost.com/09.01.23018)

 

E se soubermos complementarmente de novos e próximos lançamentos (já programados para serem concretizados a curto/médio prazo e tendo o mesmo objetivo de colocar ainda mais satélites em órbita), mais dúvidas teremos sobre o que aí realmente se passa (em órbita do nosso planeta), com toda a região em redor da Terra (já tão sobrecarregada de Artefactos & Lixo) agora a ser inundada por mais uma mão cheia de satélites, aumentando aí o caos, não se conhecendo a razão e levantando a Questão: o que se passará em redor do nosso planeta (ou nas suas proximidades, talvez com algo a caminho, de origem exterior/interior) para esta Vaga incomum de Satélites, sabendo-se de antemão que outros vêm a caminho. Já ontem (se não tendo sido adiado) com o lançamento do NROL-47 (EUA), seguindo-se novos lançamentos por parte da China e da Índia. No mínimo sendo Estranho (pelo menos para os leigos e alguns eruditos mais céticos).

 

39585575631_9a7ad776bc_k-1-800x533.jpg

Lançamento do satélite ZUMA

Pela empresa espacial privada norte-americana SPACE-X

Não se sabendo ao certo se com ou sem sucesso

 

Mais uma vez com todo este secretismo (exercido pelos que podem) ‒ em muitos aspetos desnecessário (e contraproducente) mas agora e pelos vistos tornado um hábito ‒ a abrir mais uma vez (senão a escancarar, talvez deliberadamente e para esconder outra coisa) as portas da especulação, deixando-se infiltrar (a parte inútil da Coisa) e posteriormente interpretar (essa inutilidade): apenas para nos distrair, enganar e afastar. Como já o fazem muitos Sites funcionando como Espelho de zonas alternativas existentes ‒ mas por diversos motivos ainda mais ou menos submersas pelo opaco e espesso manto oficial cobrindo a maioria do território terrestre ‒ abrindo sem remorsos nem receios (de um modo saudável, necessário e desintoxicado) as portas do Edifício (Mental) aos Conspiradores e às suas criações (Teorias). Bastando para tal (e como aspeto exemplar) ver o Logo (palavras e símbolos) de uma das missões (NROL-47) de origem norte-americana: nas palavras Mali Nunquam Praevalebuntou traduzindoO Mal Jamais Vencerá, nos símbolos com um Templário (O Bem) usando a sua Espada para lutar contra um Dragão (O Mal).

 

(imagens: reflectionofmind.org/pinterest.pt/spacex.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:16

02
Dez 17

Na continuação do Verão de São Martinho (já lá vão três semanas/11 de Novembro) e com a praia (de Albufeira) a convidar (para um longo passeio frente ao mar), um tema para entreter (e aprender) sentado no bar a pensar (a olhar e a refrescar).

 

[Numa entrevista recente de Barack Obama no Jimmy Kimmel Show ‒ tendo como tema a luta contra a SIDA (Novembro de 2017) ‒ o ex-Presidente dos EUA pede aos cidadãos norte-americanos para se unirem no combate conjunto contra a proliferação dessa doença (contagiosa e fatal) prometendo aos mesmos e como moeda de troca partilhar informações confidenciais sobre os Alienígenas (e sobre os objetos voadores não identificados).]

 

alien ufo disclosure.jpg

 

[Obama:

If you do, I’ll share our files of Aliens.

Kimmel:

You can’t do that.

Obama:

No? We can’t do that either? But I have them. They’re in my desk right now. Classified.

Kimmel:

All right, Fine.]

 

Agora que já não é Presidente dos EUA e defraudados aqueles que o elegeram e reelegeram para dois mandatos consecutivos

 

‒ Em 2008 contra John McCain com 53% dos votos (365/173) e em 2012 contra Mitt Romney com 51% dos votos (332/206) ‒

 

O ex-Presidente Barack Obama o 1º Presidente não branco a ocupar a Casa Branca pertencendo a uma minoria racial norte-americana (os negros/13% ‒ como poderiam ser os Índios/1%, os Hispânicos/16% e mesmo sendo maioritárias as mulheres/51%) e ainda-por-cima logo no seu primeiro ano nomeado prémio Nobel da Paz (pensando-se que faria algo pelos negros e já agora pelas mulheres),

 

[Quando como Presidente dos EUA durante dois mandatos consecutivos (Janeiro de 2009 a Janeiro de 2017) sempre negou a existência de tal dossiê (ou qualquer outro tipo de documento ou conhecimento reportando o tema ALIENS/UFO) ‒ e ainda-por-cima fazendo-o ironicamente e quase no gozo ‒ acompanhando como todos os seus antecessores a estratégia política Governamental envolvendo este tema (real ou fictício) comprovada na sua entrevista de 2015 (com o mesmo interlocutor).]

 

Vem agora passado um ano sobre a derrota da sua sucessora Hillary Clinton (por si apoiada contra o outro candidato Democrata Bernie Sanders) face ao milionário Republicano Donald Trump

 

‒ E mostrando ainda estar vivo e apoiar os vivos, quando como Presidente foi o Rei dos Drones (dos assassinatos indiscriminados e à distância) e da Caça ao Whistleblowers (as Bruxas Modernas e Atualizadas)

 

Falar-nos da SIDA (e da luta sem fim contra a mesma) e simultaneamente de UFO´s e de ALIENS’s (aquilo que sempre disse nunca conhecer ou acreditar falando só para gozar e talvez agora aproveitando mais uma vez para nos gozar de novo):

 

Mas como sempre oferecendo-nos alguma coisa tendo algo como contrapartida, neste caso trocando informações sobre UFO/ALIENS em toca do apoio para a sua iniciativa na luta contra a SIDA (fazendo chantagem e gozando com dois temas interessantes para muitos indivíduos, tal como antes se fazia ao falar-se de crianças, de mulheres, de negros e outas minorias verdadeiras ou falsas).

 

[Para todos aqueles que ainda Acreditam que o Mundo está Muito para Além de tudo Aquilo que nos Ensinaram (ou Disponibilizaram) ‒ de que os teóricos da Conspiração são um exemplo extremo, já que perdida a esperança não se conseguem calar ‒ sendo no mínimo estranhas estas novas afirmações de Obama (contradizendo tudo o afirmado anteriormente), sabendo-se provavelmente de que nada saberia antes (até por total desinteresse e/ou precaução) e de que claramente nada teria sobre a sua secretária.]

 

hiv-virus-cu.jpg

 

Desse modo numa entrevista realizada o mês passado no Show de Jimmy Kimmel, prometendo (para mim e como em situações anteriores em tom de gozo, ridicularizando muitos dos espetadores, as suas crenças, iniciativas e lutas algumas pela sobrevivência) em troca do Apoio à sua Campanha na Luta contra a SIDA revelar todos os Segredos sobre UFO’s e Alien’s:

 

Afirmando dispor de documentos comprovativos da sua existência e que como Presidente sempre estiveram ao seu dispor (pelos vistos colocados sobre a sua própria secretária) algo que sempre desmentiu (aproveitando sempre para gozar e sorrir) e que agora diz ser Verdade

 

‒ Só podendo estar a brincar e mais uma vez a usar (as pessoas) só mesmo pelo gozo ou então como Estratégia e Intenção de Intrusão.

 

Neste Momento de Impensável Retorno ao Macartismo (e de perseguição aos Bruxos e Bruxas queimando-os na Fogueira) com um individuo oriundo de uma minoria desde sempre perseguida, escravizada e até assassinada,

 

Nada fazendo nem por estes nem pelos outros (por exemplo pelas mulheres apoiando uma candidata nada tendo a ver com elas)

 

[E tal como o Site ufosighthingshotspot.blogspot.pt salienta (convém sempre esclarecer as dúvidas) duma forma pertinente (e apesar de uma coisa não ter aparentemente nada a ver com a outra), tendo em atenção que se a publicação de ficheiros sobre ALIENS/UFO é algo de controverso até pela não confirmação oficial de algum Evento desse género (envolvendo algum tipo de Entidade Exterior à atividade na Terra), por outro lado os Teóricos da Conspiração desde sempre levantaram a dúvida se a SIDA seria uma doença (provocada por um vírus e vindo de cá) ou então (e na realidade) algo Induzido (a partir do exterior e vindo de lá): ligando assim (e complementarmente) os dois temas (ALIENS/UFO+SIDA).]

 

E consentindo para espanto de muitos a manutenção do Status Quo e a passagem definitiva da sua raça ao refugo da sociedade norte-americana (depois dos brancos vindo os hispânicos ‒ mais brancos substituindo os mais pretos ‒ e só lá ao fundo diminuindo em número os antigos escravos os negros).

 

Demonstrando através desta entrevista no Jimmy Kimmel Show como um Homem pode ter Duas Cabeças (seja qual for a sua raça, sexo ou idade),

 

Num episódio anterior gravado em 2015 negando a existência de UFO/ALIENS

 

E dois anos depois (em 2017) com o mesmo interlocutor (no mesmo Show) afirmando ter tido acesso a documentos classificados demonstrando a sua existência e tendo tido esses documentos enquanto Presidente em cima da sua secretária para seu conhecimento e análise (provavelmente e de novo a gozar):

 

E de como o poder e a hipocrisia (o Dinheiro) pode quebrar a Espinha de Qualquer Um.

 

(imagens: ufosightingshotspot.blogspot.pt/researchingaliensandufos.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:03

02
Mar 17

Há 28 anos atrás uma nave alienígena abateu uma nave terrestre

Nas proximidades do planeta Marte

(com a particularidade de se tratar de uma nave soviética não tripulada, da era de Boris Yeltsin/na URSS e de Ronald Reagan/nos EUA)

 

1.jpg

A lua Fobos

(o maior dos dois satélites naturais de Marte)

 

Em meados do ano de 1988 a URSS decidiu enviar em direção ao planeta Marte duas sondas automáticas: tendo como objetivo anunciado para essa missão (interplanetária) além do estudo do Espaço estendendo-se até este planeta (tendo como centro do Sistema o Sol), a observação do próprio planeta e das suas duas luas Deimos e Fobos.

 

As duas sondas foram a Phobos 1 e a Phobos 2 lançadas no mês de Julho com uma diferença de cinco dias. Com a primeira delas a interromper as suas comunicações com a Terra e a perder-se no Espaço (menos de dois meses depois do seu lançamento), mas com a sonda Phobos 2 a prosseguir a sua viagem, a atingir o planeta Marte e a inserir-se na sua órbita.

 

Em Janeiro de 1989 com a sonda Phobos 2 a iniciar o que seria o seu curto período de trabalho em torno deste planeta nosso vizinho (cerca de 2/3 meses), perscrutando a sua superfície e analisando a sua atmosfera, mas apontando desde logo a sua atenção e mira para um das suas luas Fobos: das 2 a maior com cerca de 22Km (de diâmetro – Deimos tendo mais que 12Km).

 

Hoje quase 29 anos passados sobre o seu lançamento e desaparecimento (ainda a Rússia era URSS), vindo recordar o sucedido com a sonda Phobos 2 aquando da sua estadia em Marte (observando o planeta), redireccionamento para Fobos (2ªparte da missão) e posterior partida para este satélite (em princípio natural).

 

eckerphobos.jpg

O objeto cilíndrico de origem desconhecida

(com cerca de 20Km de extensão e 2.5Km de largura)

 

E com a ajuda do site (ufosighthingshotspot.blogspot.pt) mergulhando de novo num mistério já oriundo do século passado e ainda hoje não resolvido por não explicado, envolvendo uma sonda terrestre circulando nas imediações de um mundo alienígena subitamente e quando nada o fazia prever deixando de comunicar já nas proximidades do seu novo alvo – Fobos.

 

Um de 2 satélites descobertos há 140 anos, visitados pela 1ªvez há 29, com um deles orbitando a uma distância máxima de 9400Km (Fobos, cumprindo a sua órbita em 7.7 horas) e com o outro a 23500Km (Deimos, cumprindo a sua órbita em 30.4 horas): devido à sua velocidade e progressiva aproximação com Fobos a ter já encontro marcado com Marte.

 

Com a sonda Phobos 2 após dois meses orbitando e observando o espaço exterior, a atmosfera e a superfície do planeta Marte (onde já se deparara com estruturas agrupadas e outros fenómenos inexplicáveis, conforme registos de imagem), a pontar para o seu maior e mais próximo satélite a misteriosa e bizarra (pela sua forma) lua Fobos.

 

E assim, alinhada finalmente a sonda automática Phobos 2 em direção àquele objetivo que já muitos por essa altura indicavam como o verdadeiro destino dessa missão, esta iniciou a sua nova viagem dando-se então o incidente: com um objeto de forma cilíndrica e de origem desconhecida a deslocar-se em direção à sonda, momentos antes da mesma desaparecer.

 

f1.jpg

Sombra em movimento do objeto cilíndrico/elíptico

(projetada sobre a superfície de Marte)

 

Segundo os cientistas, técnicos e restantes responsáveis pela execução do Programa Phobos, com a sonda Phobos 1 e quando a mesma se preparava para lançar dois módulos em direção à superfície dessa lua de Marte, a (na verdade) desaparecer do ecrã e não apenas a deixar de comunicar.

 

Com todos os interessados no caso (oficiais e oficiosos) a levantarem a hipótese sustentada por dados (imagens recolhidas pela dita sonda) de que a mesma teria sido atacada por um objeto não identificado e de grandes dimensões (aparentemente com cerca de 20Km de extensão) antes de deixar de transmitir e desaparecer.

 

E com a Agência Noticiosa TASS a referir (e a acrescentar um dia depois):

"Phobos 2 failed to communicate with Earth as scheduled after completing an operation yesterday around the Martian moon Phobos. Scientists at mission control have been unable to establish stable radio contact"; "Phobos 2 is 99% lost for good".

 

Com o Programa Phobos a terminar ingloriamente com o aparecimento de falhas técnicas graves (num curto intervalo de tempo e afetando logo as 2 sondas) ou como explicação alternativa e também bastante credível (tanto ontem como hoje) estando os terrestres em 1988 e ao largo do planeta Marte perante o seu primeiro contacto com seres alienígenas.

 

5.jpg

Região de Hydroate Chaos em Marte

(onde se acredita existirem estruturas de origem artificial)

 

Num conjunto de registos obtidos pela sonda Phobos 2 em que a mesma nos presenteia com umas quantas imagens um tanto estranhas de Marte: nuns casos com pouca resolução e contraste, mas na nossa imaginação muitas das vezes real (e complementar) percecionando formas e até sombras – de edifícios, estradas e até pirâmides (por associação).

 

Em conclusão com a sonda soviética lançada no século passado tendo como objetivo a maior das luas de Marte Fobos, a ter sido abatida em pleno voo espacial já no trajeto Marte/Fobos (quando a mesma se preparava para o lançamento de dois módulos sobre o satélite); por uma enorme nave alienígena c/ a sua sombra a ser projetada e visível sobre a superfície marciana.

 

(imagens: retiradas da WEB)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 08:08

19
Jan 17

Pelos vistos os Alienígenas não abdicam de controlar o nosso Planeta!

(e não são mexicanos)

 

Eventual registo de vídeo obtido recentemente a partir das câmaras instaladas na Estação Espacial Internacional orbitando a Terra a cerca de 400Km de distância, em que é claramente visível o aparecimento de um objeto desconhecido no horizonte visual da ISS – seguido da sua aproximação à mesma e posterior desaparecimento: para uns (os leigos) evidentemente um UFO; para outros (os eruditos) claramente um simples erro de tradução induzido pelos nossos órgãos dos sentidos (como por exemplo a visão).

 

UFO 7.jpg

(ampliação da imagem 2)

 

Habitando num Mundo fechado e cada vez mais apertado em que o nosso quotidiano diário se replica estendendo-se – encurralado como está entre uma repetição constante de rituais dispersos e sem qualquer tipo de significado (prático) e a miséria que rodeia e limita esse ambiente de mera sobrevivência – a única de hipótese de fuga utilizando os nossos órgãos dos sentidos (não tendo de momento disponíveis meios físicos alternativos de transporte) será sempre o de abrir a nossa mente ao que poderá estar do Outro Lado: por mais estranho que nos pareça e por mais que nos ignorem absorvendo sofregamente essas perceções (talvez por residir aí a nossa derradeira esperança), mas sempre acreditando (o primeiro passo para passar do imaginário à realidade) que no fundo Algo de mais existe (além do Homem).

 

ufo1.jpgufo4.jpg

(Imagem 1 e 2)

 

ufo5.jpgufo6.jpg

(Imagem 3 e 4)

 

Na sequência do vídeo gravado a partir de uma das mais recentes transmissões oriundas do Espaço exterior onde orbita a ISS (a 400Km de distância da Terra), sendo possível observar na fronteira de transição entre o azul-claro do céu e a escuridão profunda do Espaço (conforme o desenrolar das imagens – de 1 a 4 – o demonstram), o aparecimento com aumento progressivo de dimensão e de luminosidade de um objeto de origem desconhecida (com o seu aumento de volume a poder dever-se à sua aproximação à ISS) seguindo-se de um processo inverso até ao seu desaparecimento total. Um fenómeno que se poderá traduzir na presença física (e temporária) de um determinado objeto nas proximidades da ISS ou então e muito naturalmente, apenas mais um caso de efeitos especiais (visuais e coloridos muito semelhantes ao arco-íris).

 

UFO8.jpg

(ampliação da imagem 3)

 

Deixando-nos mais uma vez sozinhos com a nossa dúvida existencial preferida: seremos Nós e mais Nada e criados para nascer para morrer? Com persistência continuando a adotar a teoria de que a Terra é o centro do Universo e por correspondência direta atribuindo ao Homem o galardão de ser a sua máxima criação – um ser quase perfeito mas limitado no tempo, por uma mera imperfeição: a sua visão estreita e ainda rudimentar da evolução (ainda somos uma espécie jovem) assente na preocupação da origem e do fim (nascimento/morte) e ignorando o Infinito e a Transformação. Ou não tenhamos nós aprendido na escola que “na natureza nada se cria nada se perde tudo se transforma”. Podendo-se assim aceitar que face ao nosso modelo terrestre (e já agora no seu contrário) poderão ser apenas Luzes como até Extraterrestres.

 

(imagens: Steetcap1/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:29

07
Jan 17

E o primeiro passa perto (mais de 1 UA) e já dia 14!

(deste sábado a oito)

 

marsprobe1.jpg

 

Com três viajantes fazendo atualmente o seu trajeto entre nós e passando sucessivamente a 170, 50 e 10 milhões de Km da Terra (com os dois primeiros a poderem ter 1000 metros e o terceiro apenas 10 metros), parece que o receio de um futuro impacto cresce cada vez mais na nossa cabeça.

 

Mais três objetos ainda não completamente identificados e oriundos (provavelmente na sua origem) do exterior do Sistema Solar, circulam já no seu interior numa trajetória de aproximação à Terra. Com o primeiro a atingir o seu ponto de maior aproximação ao nosso planeta a ser o objeto designado por C/2016 U1 NEOWISE (14 Janeiro), seguido pelo objeto 2016 WF9 (25 Fevereiro) e finalmente pelo objeto 1991VG (início de Agosto): para os cientistas com o primeiro a ser um cometa, o segundo a ser um asteroide e o terceiro, uma mistura qualquer.

 

Nestes três casos não havendo qualquer perigo de impacto com o nosso planeta, tal a distância entre a Terra e o seu ponto mais próximo (de aproximação): no 1º caso passando a uma distância maior que a entre a Terra e o Sol, no 2º caso a uma distância por vezes menor que entre a Terra e Marte e finalmente no 3º caso e apesar da sua mais curta distância, passando a mais de 20 X a distância Terra/Lua.

 

No caso dos dois primeiros corpos celestes com C/2016 U1 a ser observado pela primeira vez a 21 de Outubro do ano passado (e com a sua órbita a ser definida a 6 de Janeiro de 2017) e com 2016 WF9 a sê-lo a 27 de Novembro (e com a sua órbita a ser definida a 3 de Janeiro). Com C/2016 U1 a ser um visitante em estreia numa viagem interplanetária através do Sistema Solar (visto como um cometa) e com 2016 WF9 de origem ainda não muito bem conhecida mas talvez sendo oriundo das longínquas Nuvens de Oort (visto como um asteroide mas de origem cometária).

 

image48.jpg

 

Cada um deles possuindo a sua particularidade de relevo, dada não só pelo seu mistério, como pela sua inesperada passagem: transportando junto de si objetos de muitas paragens (nunca vistos, sempre imaginados e daí misteriosos) e pondo à disposição de todos um convite à compreensão (do viajante): muitas vezes transportando vida.

 

E com o terceiro objeto 1991 VG a ser observado pela primeira vez há mais de 25 anos (e pela última vez menos de 6 meses depois) tendo a sua orbita definida apenas em 13 de Junho de 2014. Pela sua estranha rotação e longevidade por muitos não sendo aceite como um asteroide e muito menos como um cometa (como o aparenta ser C/2016 U1 com a sua cauda poeirenta aumentando à medida que se aproxima do Sol); deixando nas mãos de outros a responsabilidade da procura de uma explicação para a existência deste objeto (catalogando-o) e como tal podendo sujeitar-se no decorrer do processo a todas as teorias e soluções. Uma nave alienígena?

 

Para aqueles que ainda acreditam fielmente (ou como última e desesperada esperança) nas Teorias da Conspiração e sabendo-se também que se algo de significativo acontecesse com a Terra, o mais certo é nem sequer teríamos tempo por dar por ele (ou pelo menos para nos protegermos) de todos o mais perigoso só 1991 VG – se por acaso já chegasse como o meteorito de Cheliabinsk. Ou se então fosse uma nave alienígena e hostil.

 

Com a particularidade de C/2016 U1 (com um diâmetro entre 500/1000 metros) atingir o seu periélio numa zona do espaço interior à órbita do planeta mais próximo do Sol (Mercúrio) mas num ponto localizado a mais de 170 milhões de Km da Terra – voltando apenas a estes lados daqui a uns milhares de anos; e no caso de 2016 WF9 (diâmetro aproximado de 1000 metros) com o mesmo a passar a cerca de 50 milhões de Km da Terra depois de passar a caminho do Sol (do seu periélio) ao lado da Cintura de Asteroides e do planeta Marte. Já com 1991 VG (em princípio de pequena dimensão) no início de Agosto (segundo os conspiradores podendo ser artificial e conter alienígenas) e ainda a caminho do seu periélio passando ao lado de nós a menos de 10 milhões de Km.

 

[E com a maior aproximação de um asteroide à Terra no ano de 2017 a ocorrer em 12 de Novembro, com o objeto 2012 TC4 (com um diâmetro de 10/30 metros) passando a cerca de 14.000Km da superfície (do nosso planeta).]

 

(imagens: inquisitr.com e coolinterestingstuff.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:17

18
Set 16

“As câmaras do ROVER OPPORTUNITY acabam de apanhar no planeta MARTE a presença de um ser BIOMECÂNICO.”

 

1F527238006EFFCS1HP1211R0M1.JPG

Sombra projetada por um Cyborg detetado em Marte certamente trabalhando para uma grande Corporação Intergaláctica

(SOL 4495)

 

A NASA acaba de divulgar a primeira imagem de um ANDROIDE alienígena (na realidade a sua sombra), num registo captado recentemente pela sonda norte-americana OPPORTUNITY. Sendo fácil de constatar estarmos em presença de um ser bípede, de corpo ereto e na aparência (forma e constituição) muito semelhante a um ser humano: sendo constituído por um tronco (robusto), duas pernas, dois braços e uma cabeça (com dois olhos bem visíveis). Potencialmente um ROBÔ HUMANOIDE – disponível para interagir com outros seres – mas podendo estar-se mesmo em presença de um verdadeiro CYBORG (um organismo cibernético). No caso dos Cyborg com a sua presença sentindo-se cada vez mais próxima de nós (para já limitando-se aos écrans de cinema como plataforma de lançamento e manipulação): motivo pelo qual a sua pré-existência noutras Civilizações exteriores, mais antigas e avançadas (e por sua vez controladas por grandes CORPORAÇÕES), se tornar tão clara como óbvia, ainda-por-cima neste cenário aparentemente desértico, calcinado e (repetidamente afirmado pelos cientistas) sem vida.

 

1N527239980EFFCS1HP1933R0M1.JPG

Uma sombra representando um ser humanoide garantindo-nos desde já a presença de outras civilizações neste Universo partilhado

(SOL 4495)

 

Com a sombra do CYBORG a aparecer num outro registo das câmaras da sonda norte-americana Opportunity (agora colocada numa outra posição), projetando-a sobre a superfície do planeta Marte iluminado pelo Sol (a nossa estrela comum) e localizado a mais de 200 milhões de quilómetros. Surgindo nesta imagem inopinada como se estivesse a acenar-nos (a saudar-nos) e com a sua cabeça bem assente no cimo de um pescoço bastante alongado e com dois olhos contrastantes (claro/escuro). Numa altura em que o ROVER OPPORTUNITY abandona o Vale da Maratona após mais de um ano de exploração sobre a superfície marciana (introduzindo-se na brecha de LEWIS e CLARK), dirigindo-se de imediato para um outro ponto de partida de mais uma das etapas da sua missão no planeta MARTE (localizado a este). Tendo até hoje percorrido mais de 43Km nos seus 4496 dias (marcianos) de estadia na superfície do Planeta Vermelho (meados de Setembro) – nesta época do ano estando sujeito à ação das TEMPESTADES de POEIRAS ocorrendo à superfície, por vezes prejudicando a visibilidade geral (qualidade da imagem) e assim afetando a produção de energia através da utilização dos seus painéis solares (necessários para o funcionamento do Rover). Levando a poupanças energéticas mas nunca ameaçando a missão Opportunity (iniciada na superfície de Marte em 25 de Janeiro de 2004).

 

(imagens – nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:09

Julho 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO