Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Alpha Centauri A

Sexta-feira, 12.02.21

It’s exciting to think that a warm-Neptune class exoplanet

could be orbiting a Sun-like star

in our nearest neighbouring star system.

One of the Breakthrough Initiatives goals

is to send lightsail spacecraft

to the Alpha Centauri system

and give us a closer look.

(Evan Gough/ universetoday.com711.02.2021)

 

Superhabitable-world-Kepler-22b-580x326.jpg

Exoplaneta Terra 2

Um planeta como a Terra

podendo existir na zona habitável

do par de estrelas de Alpha Centauri A

 

Tal como qualquer país periférico, longe de tudo neste Universo ─ tal como Portugal com a Europa e o Sistema Solar com outro sistema estelar ─ dado o nosso tempo estimado de vida (muito curto) e a utilização em viagem de fontes de energia convencionais (extremamente limitadas) ─ pensava-se que face à distância existente entre estrelas conhecidas (e respetivos sistemas planetários) o contacto presencial (entre as mesmas) seria impraticável.

 

Hoje e apesar da novidade com o cenário a apresentar-se inalterável, não significando que num futuro e talvez como o ocorrido (possivelmente) com os nossos visitantes do passado ─ os “deuses astronautas” ─ uma viagem dessas se possa concretizar recorrendo a tecnologias revolucionárias ainda não apresentadas (certamente apoiando-se no eletromagnetismo, a Alma da Matéria). Desde que a distância (mesmo que hibernemos) não seja exagerada.

 

Gliese_667_Cc_sunset-580x387.jpg

Exoplaneta Terra 2

Um pôr-do-Sol possível

à superfície de um planeta

parecido com o nosso

 

Com um grupo de cientistas usando uma nova técnica de observação (de deteção), p/ além de descobrirem estrelas e planetas-gigantes, conseguindo detetar estrelas e o seu respetivo sistema (planetário) incluindo outros planetas de menores dimensões (como Neptuno 4X maior que a Terra). Um deles podendo residir em Alpha Centauri (sistema de 3 estrelas mais próximo do Sistema Solar) ─ numa zona habitável desse sistema: a 4,37 anos-luz do Sol.

 

[Possuindo-se um veículo viajando à velocidade da luz demorando-se mais de 4 anos a lá chegar, pelo que uma civilização Arturiana (integrando o sistema de Alpha Centauri) para viajar teria de usufruir e conjugar algo de inovador e complementar: como se em vez de utilizarmos uma canalização de água para concretizarmos uma comunicação ─ viajando/lenta ─ em sua substituição utilizássemos uma canalização elétrica ─ saltando/instantânea. Com as suas múltiplas vias e derivações, umas continuando ativas outras (entretanto abandonadas) não.]

 

The Alpha Centaurians were aliens from a planet where life had evolved on land before it migrated seawards. When their planet began losing its water due to vapor dissipating into space, they built a fleet of ships to steal water from other planets. They came to Earth to find water as well.” (marvel.fandom.com)

 

(imagens: universetoday.com ─ ESO/L. Calçada/ universetoday.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:05

A Caminho das Estrelas

Domingo, 13.08.17

“No dia em que controlarmos a Matéria e a Energia convertendo uma na noutra, teremos atingido o estatuto (de Deuses) estando prontos para tomar conta dele (do Universo).”

 

Alpha,_Beta_and_Proxima_Centauri_(1).jpg

Sistema Alpha Centauri

À esquerda Alpha Centauri A à direita Alpha Centauri B

E mais abaixo (círculo vermelho) Proxima Centauri (e um planeta extrassolar)

Sistema localizado a 41.739.060.000.000Km da Terra

(cerca de 42 biliões de Km)

 

Para quem ainda procura uma solução para a futura viabilidade da espécie Humana, uma das opções mais credíveis e viáveis para resolver o problema com que o Homem se debaterá um dia ‒ resultado de um Evento Apocalíptico que tornará impossível a nossa permanência na Terra ‒ será o de iniciarmos de imediato a nossa deslocação para um outro corpo celeste de preferência próximo e que nos possa proporcionar natural ou artificialmente as condições mínimas e temporárias de sobrevivência: no fundo partindo da Estação Terra e chegando no nosso caminho de Aventura e Descoberta a um Apeadeiro (base intermédia) onde possamos passar com segurança um tempo determinado antes de partirmos a caminho de uma nova Estação. Nesse sentido não se compreendendo a suspensão dos voos tripulados no Espaço já lá vão quase 50 anos, quando todos sabemos que se nunca partirmos da Terra (nós e não as máquinas) aqui morreremos e desapareceremos (sem ninguém ou nada saber da nossa curta existência como espécie por estes lados do Universo): e logo com a Lua ali tão perto (como um Apeadeiro a menos de 400.000Km), já tendo sido visitada anteriormente (visitas iniciadas em Julho de 1969/Apollo 11 e suspensas em Dezembro de 1972/Apollo 17), com a forte possibilidade da existência de água (subterrânea e nas calotes polares) e com o Homem dispondo de tecnologia já bastante avançada capaz de o fazer viajar, colonizar e aí sobreviver. Mas limitando-se atualmente a enviar sondas automáticas e a fazer pequenas excursões entre a Terra e a ISS.

 

Distância (anos luz)

Sistema

Estrela

Classe

Temperatura (⁰K)

Cor

0

 

Sistema Solar

Sol

G2V

5200-6000

Amarela

4,4

Alpha Centauri
(Rigil Kentaurus)

α Centauri A (HD 128620)

G2V

3700-5000

Laranja

4,4

Alpha Centauri
(Rigil Kentaurus)

α Centauri B (HD 128621)

K1V

7500-10000

Branca

10,5

Epsilon Eridani

(BD−09°697)

-

K2V

7500-10000

Branca

 

11,4

Procyon

(α Canis Minoris

Procyon A

F5V-IV

6000-7500

Amarela/Branca

11,4

61 Cygni

 

61 Cygni A (BD+38°4343)

K5.0V

7500-10000

Branca

11,4

61 Cygni

 

61 Cygni B (BD+38°4344)

K7.0V

7500-10000

Branca

11,8

Epsilon Indi
(CPD−57°10015)

Epsilon Indi A

K5Ve

7500-10000

Branca

15,8

Groombridge 1618

(Gliese 380)

-

K7.0V

7500-10000

Branca

Distância a que se encontra do Sol a Nuvem de Oort ‒ 50.000 UA = 0,8 anos-luz

Com esta região a demarcar o limite da influência gravitacional do Sol

Ou seja a última fronteira do Sistema Solar

(1 Ano-Luz = 63.241 x distância Sol/Terra = 1265 x distância Sol/Cinturão de Kuiper)

 

No catálogo anterior apresentando-se os 8 Sistemas ou Estrelas mais próximos da nossa estrela (o Sol) e do nosso sistema planetário (o Sistema Solar), com as mais próximas a serem as estrelas α Centauri A e α Centauri B, a primeira da classe do Sol (G2V com temperaturas inferiores) e a segunda da classe K1V (com temperaturas superiores). Como tal e dada a enormidade das distâncias (face à esperança média de vida do Homem, nem chegando sequer aos cem anos) ‒ e ainda com as galáxias mais próximas a mais de 4 anos-luz ‒ cingindo-nos ao Sistema Alpha Centauri já por si inalcançável (pelo menos para já): numa nave viajando à velocidade de 20Km/s (a maior velocidade registada pela sonda Voyager 1 sendo ligeiramente menor) demorando certamente mais de 70.000 anos (numa média de 1000 vidas). E já agora optando por α Centauri A por ser da mesma classe e possuir temperaturas menores (talvez vindo daí a sua cor alaranjada). Talvez dobrando o Espaço e fazendo-o coincidir, sendo necessário apenas um salto para aí chegar num instante. De qualquer forma com o Sistema Alpha Centauri a estar ao nosso alcance, no dia em que atingirmos com as nossas naves espaciais a velocidade atingida pela luz (300.000Km/s) ‒ acelerando 15.000 X apenas uns 4 a 5 anos. E com o mesmo sistema a ser completado por uma terceira estrela ainda mais próxima (do Sol) ‒ a anã-vermelha Proxima Centauri (a 4,2 anos-luz de distância) ‒ integrando ainda um planeta circulando na sua zona habitável (da estrela) e denominado Proxima Centauri b (o mais próximo planeta extrassolar descoberto até hoje): com formas de vida?

               

(imagem: wikipedia.org)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:59