Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

29
Jul 19

[Com o ALGARVE a ser considerada uma marca turística de referência e de qualidade do Turismo de Portugal e no entanto sendo denegrido e despachado pela Autoridade dos Aeroportos de Portugal. Uma Campanha Anti Campanha? E será que também desviam aviões − dependendo de quem paga − do seu destino previsto?]

 

“Foge da confusão algarvia e descansa em França!”

(ANA/Aeroportos de Portugal/Aeroporto de Faro)

 

campanha-marselha-aeroporto-de-faro-848x566.jpg

Patrocinado pelo Aeroporto de Faro e destacando as delícias de Portugal e do Algarve, orientando de imediato os visitantes para outros destinos, muito menos confusos e tranquilos como a França e Marselha

 

Só sendo mesmo possível em países Subdesenvolvidos como o nosso (Portugal), em que numa subcave qualquer (ou qualquer outro tipo de edifício sem condições, sem memória) se pode fabricar um Especialista (posteriormente e respeitando regras podendo chegar a Doutor), incontestável nas suas premonições por devidamente certificadas: e saindo asneira (por pura ausência e/ou incompetência) nunca sendo sancionados (descarregando a culpa num −subordinado):

 

“Campanha de promoção a Marselha, no aeroporto de Faro, sugeria aos passageiros a fuga à confusão algarvia.”

(eco.sapo.pt)

 

Num ano e entrada a época alta (a estação do VERÃO) sentindo-se desde logo uma diminuição do fluxo turístico habitual (confirmado desde a Páscoa), não só devido à diminuição do número de turistas, à diminuição das despesas efetuadas pelos mesmos, como à sua substituição (desses contingentes de turistas) por grupos de jovens com menor poder de compra e à substituição de ingleses por espanhóis e franceses.

 

Faro.jpg

Intégrateur global, VINCI Airports développe, finance, construit et exploite au quotidien

46 aéroports partout dans le monde

(vinci-airports.com)

 

Numa Região Turística do Algarve dirigida praticamente pelos mesmos (familiares, amigos, associados) pelo menos desde há mais de 30 anos,

altura em que aqui cheguei.”

(PA/Produções Anormais)

 

Pelos vistos uma campanha publicitária da responsabilidade da ANA (Autoridade dos Aeroportos de Portugal) denegrindo Portugal (cidade de Faro) e promovendo a França (a cidade de Marselha), à qual e como não poderia deixar de ser o Governo (pelos vistos um dia de manhã e depois de ter lido os jornais) pede agora − por ser contrária aos interesses de Portugal − explicações: com a ANA e de imediato (respondendo ao Governo) a retirar a ligação (publicitária). Numa ação publicitária da responsabilidade dos aeroportos portugueses, concessionada à francesa VINCI AIRPORTS (uma forma de privatizar o nosso Espaço Aéreo) e natural e alegremente paga por empresas com o mesmo endereço (francesas).

 

“Colocando-se obviamente (e por corresponsável) a questão:

onde diabo estava a RTA?”

(PA/Produções Anormais)

 

67289952_2347406032010068_4976138625130430464_o.jp

Numa guerra eleitoral envolvendo mexilhões

tornando-os protagonista mas não lhes resolvendo o problema

Com o PS a aproveitar para atacar PSD/CDS

 

Com o PS a atacar e a culpar o PSD/CDS responsabilizando-os pelo sucedido, como consequência da privatização pelos mesmos (quando anteriormente a Costa, foram com Passos Governo) da Autoridade dos Aeroportos de Portugal ou ANA. No fim e estando nas mãos destes omnipotentes políticos o nosso incerto futuro (tal como passado e presente) – e logo em cima de eleições − com a vítima a ser sempre a mesma o tantas vezes referido “Mexilhão”: não só o português, como o vietnamita e o japonês (já conhecemos as ameijoas) e até o espanhol e o francês (as novas hordas turísticas).

 

(imagens: sulinformacao.pt − vinci-airports.com – PS Algarve/facebook.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:27

11
Dez 17

Os responsáveis pela atual denominação meteorológica atribuída a Tempestades que possam afetar mais intensamente os seus países ‒ França, Espanha e Portugal ‒ já tinham anunciado anteriormente que as próximas tempestades serão a Tempestade Bruno e a Tempestade Carmen ‒ só não sendo capazes de antecipar as datas.

 

1183889.jpg

Tempestade Ana ‒ Destruição em Lisboa

 

E depois da AEMET, da METEOFRANCE e do IPMA (organismos meteorológicos espanhóis, franceses e portugueses) terem decidido juntar-se para conjuntamente trabalharem sobre as previsões do tempo como é o caso do aparecimento de tempestades (podendo afetar os três países, seus territórios e populações) ‒ um sistema conjunto que trabalhando com eficácia pode manter a população mais atenta para fenómenos (mais ou menos) extremos meteorológicos ‒ eis que logo no 1º dia de Dezembro de 2017 (ainda antes do fim-do-ano) o novo Catalogo de Tempestades Regionais se estreia, com o aparecimento e batismo da 1ªTempestade: seguindo a ordem alfabética e sendo a pioneira (no novo catálogo de tempestades disponíveis, para a França e para a Península Ibérica) sendo denominada de ANA.

 

Uma tempestade deslocando-se para território francês transportando consigo uma onda de ar frio ‒ acompanhada de intensa precipitação e de ventos fortes ‒ cobrindo todo o seu território (da França) e na sua deslocação indo também atingir Espanha e Portugal: atingindo a França (com 1/3 dos seus departamentos em alerta), o Reino Unido (com queda de neve, estradas cortadas e habitações sem eletricidade), a Espanha (na Galiza com elevada precipitação, ventos fortes e deslocamentos de terra) e ainda Portugal. No nosso país com a tempestade ANA e os efeitos da sua passagem a verificarem-se mais intensamente no dia 10 de Dezembro (domingo) e na passagem para o dia 11 (madrugada de domingo para segunda-feira), tendo como algumas dessas consequências (entre muitas outras) entretanto noticiadas: desde o registo de uma vítima mortal no distrito do Porto (Marco de Canaveses), passando pela queda de neve na Serra da Estrela (e na Serra de Montemuro), às habituais inundações e quedas de árvore na região de Lisboa (causadas pela chuva intensa e fortes rajadas de vento), ao forte (duplo) impacto da precipitação/vento sobretudo a Norte (como na região do Porto) e terminando mais para sul e já na Região do Algarve, com a forte agitação marítima a invadir a Ilha de Faro atingindo quintais e algumas habitações (atacadas por água e areia).

 

mw-320.jpg

Tempestade Ana ‒ Mar invadindo a Ilha de Faro

 

Na cidade de Albufeira com a passagem da Tempestade ANA a ser sentida mais intensamente ao início da noite e prolongando-se até para lá do meio da madrugada (do dia 10 para o dia 11), com alguma precipitação e sobretudo com ventos fortes: pelas 14 horas desta segunda-feira com a temperatura a andar pelos 15⁰C, com vento pelos 10Km/h e registando-se até ao momento (15:00) fraca precipitação (apesar do manto escuro/ameaçador de nuvens deslocando-se para cá vindo de norte). E com as previsões para esta semana a manterem-se já a partir do fim do dia de hoje, com a chuva a parar (se cair só mesmo lá para 6ªfeira, dia 15) e com as temperaturas (mínimas e máximas) a descerem na ordem de uns 5/6⁰C. Com o IPMA ainda esta segunda-feira a confirmar a descida anteriormente anunciada das temperaturas (já negativas de manhã na Serra da Estrela) prevendo já para o final da tarde (e para a generalidade de Portugal Continental) céu pouco nublado a limpo. E lá se indo a chuva, que tanta falta nos faz (pelo menos até ao anúncio da próxima Tempestade).

 

(imagens: Ricardo Lopes/publico.pt e sicnoticias.sapo.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 20:06

09
Dez 17

[Domingo e Segunda-Feira]

 

Com as previsões meteorológicas (sat24.com) a referenciarem o próximo dia 11 de Dezembro (2ªfeira pelas 00:00) como a data da chegada de mais uma onda de frio ao Algarve, os algarvios de momento com a temperatura do ar na ordem dos 20,8⁰C (sábado dia 9 às 15 horas em Albufeira) têm que se começar a preparar (este fim-de-semana) para uma nova descida das temperaturas (mínimas e máximas na ordem dos 6⁰C) e para o regresso da chuva (nas previsões com o pico de precipitação a ser indicado para amanhã e depois de amanhã). Desse modo e para domingo e 2ªfeira colocando Portugal Continental em Alerta Laranja: em descanso ou a trabalhar aconselhando-se a utilização de roupa mais quente (luvas opcional) e para prevenir guarda-chuva.

 

image 1.jpg

A Europa a 11 de Dezembro

(pelas 00:00 de Portugal)

 

E assim com a chegada do mau tempo ao nosso país (sobretudo no dia 10 e 11) regressando os períodos de chuva, nevando nos pontos mais altos e tendo-se o mar a agitado. Numa tempestade de nome ANA e assim batizada por (apenas) 3 países: Portugal, Espanha e França. Talvez porque na maioria deste basto território localizado numa das pontas (ocidental) da Europa, um dos motes (climáticos) seja a seca afetando partes da França, toda a Península (Ibérica) e incluindo Portugal ‒ este último (e o que mais nos interessa) em seca extrema ou severa. Em conclusão com o mau tempo a chegar em força amanhã de manhã ao Norte (dia 10), ao longo do dia estendendo-se ao centro, para no final do dia atingir finalmente o Algarve (e Albufeira).

 

[No final de sábado com a temperatura em Albufeira a registar os 13⁰C (pelas 23:30) com previsão de chuva para Domingo e com o IPMA a colocar 8 distritos (de Portugal Continental) em Alerta Vermelho (com rajadas de vento podendo atingir os 130Km/h, ondas até 10 metros e queda de neve acima dos 800 metros) ‒ e no Algarve mantendo-se o Alerta Laranja: Céu em geral muito nublado com períodos de chuva, o vento deverá soprar fraco a moderado aumentando gradualmente para forte com rajadas até 100 quilómetros por hora.” (IPMA)]

 

(imagem: sat24.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:30

16
Jul 13

Os Selvagens e a Menina Ana


O amigo dos selvagens

 

O Presidente da República Aníbal Cavaco Silva tem agendado para esta semana no subarquipélago do arquipélago da Madeira, mais uma importantíssima e talvez definitiva reunião patriótica, no contexto do seu Compromisso de Salvação Nacional. Além da convocatória de comparência moral obrigatória dirigida a todos os seus animais domésticos, o Omnipresente e eminente Presidente de todos os portugueses, decidiu num gesto de elevada grandeza e demonstrativa de grande modéstia pessoal, alargar o compromisso a todas as camadas da população sob o seu manto e protecção. Daí o título bem elucidativo: “Selvagens esperam por Cavaco”.


A amiga do presidente

 

Ana Gomes – Eurodeputada eleita pelo PS – propõe por outro lado que caso a missão patriótica do Presidente Cavaco Silva falhe e desse modo não consiga atingir o seu objectivo final e heróico de Salvação Nacional, este use finalmente e para o bem de todos nós e de Portugal, a denominada e aterradora Bomba Atómica: a dissolução da Assembleia da República e a convocação de eleições legislativas antecipadas. Mas nunca se esquecendo e como consequência prática e lógica destes acontecimentos, em antecipar também as presidenciais. Conclusão disto tudo: “É mesmo má a Mulherzinha”.

 

(imagens – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:38

Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13
14

23
24

25
26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO