Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

11
Out 15

E a Turquia ali tão perto!

 

“Em mais um atentado provocado por todos aqueles que fazem apologia da guerra como forma de resolver todos os seus interesses particulares em disputa, Ancara registou agora mais de 100 mortos e de 500 feridos em mais esta criminosa declaração de interesses. Entendam de vez as vítimas que a culpa não é do EI ou do PKK, mas da Terceira Entidade ou predador que lhes fornecem as armas.”

 

Ankara-Aftermath-OZCAN-YAMANAFPGetty-Images-640x48

Esta é a resposta de todos os poderes globais (minoritariamente minoritários) à proclamada arma deste povo moribundo (e escandalosamente maioritário)

 

Para quem ainda pensa que a nossa vida se resume (até que a Eternidade nos separe) a 5/7 dias de trabalho e 0/2 dias de descanso (o dia em que inesperadamente morremos) – nem sequer sendo necessário pensarmos mas apenas estarmos ocupados e receber – deveria pensar seria e profundamente no assunto (pelo menos mais uma vez na sua vida) e confirmar na sua agenda os seus parâmetros mínimos de sobrevivência: existir, ser notado, ter dinheiro e ser feliz (o sonho da classe média).

 

E como vivemos na Europa (o continente onde se lutou até à morte e se esteve em contato diário com ela – não sendo por acaso que aí se iniciaram as duas grandes Guerras Mundiais) berço da Paz (onde nasceu a Democracia) e da Guerra (terra de Hitler e Estaline), território despedaçado e recriado (e reimpondo-se no Mundo), não podemos deixar de nos preocupar com a sua crise crescente (económica e de valores) e com a invasão exterior (oriunda das suas fronteiras).

 

Se olharmos para as nossas fronteiras e ignorarmos o Atlântico (com o Ártico gelado a norte e a Grã-Bretanha sendo protagonista neste guião como derradeiro entreposto salvador americano), a Sul temos por perto o Norte de África (Argélia, Tunísia, Líbia, Egipto) e a leste cada vez menos distante o conflito do Médio Oriente (Iémen, Iraque, Síria, Turquia). E já no nosso interior a Guerra Civil na Ucrânia. Com as consequências a serem já vem visíveis através do registo das centenas de milhares de refugiados atravessando desesperados e esfomeados toda a Europa (só na Alemanha serão já este ano perto de 1 milhão de migrantes, em fuga de guerra e da morte nos seus países).

 

Agora com a Turquia a integrar-se definitivamente na estrutura desta Máquina de Guerra que não respeita nada nem ninguém e como consequência transportando a violência para o interior do seu país: como o demonstra mais este brutal atentado levado a cabo na cidade turca de Ancara, provocando mais de uma centena de mortos e muitos mais feridos entre a população (tratava-se duma manifestação pela Paz). E o que faz entretanto a Europa? Até porque está aí à porta o Inverno e os refugiados desesperados e perdidos são cada vez mais milhares (e a caminho dos milhões). Vindos por mar e por terra e amanhã até pelos ares!

 

Mas quem se alimentará de todas estes atos criminosos? O rico ou o pobre?

 

(imagem: WEB)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:03

Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO