Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

31
Dez 19

“Greta Thunberg:

Detentora de Cura ou Portadora de Doença?”

 

[Predadores do Estado decidam-se: as vossas presas, ainda esperam!]

 

Arrivee-Greta.jpg

Greta Thunberg

À sua chegada a Lisboa vinda de Nova Iorque

(a 3 de dezembro e contando com a presença do Presidente da CML)

 

Numa altura (Passagem de Ano 2019/20) em que sem dados concretos ou novas ordens vindas de cima (ocupados como estivemos e por sugestão da NORAD, a acompanhar o Pai Natal por satélite) os serviçais (devidamente certificados) de quem manda no Mundo ainda hesitam entre (1º) uma “Greta Thunberg Genial” (colocando os adultos em causa, deixando o ainda jovem & leigo a elucidar os já adultos & eruditos, invertendo a hierarquia) e (2º) uma “Greta Thunberg com Problemas de Desenvolvimento” (ou seja, para já ficando-se pelo para muitos enigmático Síndroma de Asperger, mas com o processo podendo evoluir para algum tipo de deficiência mental crónica e profunda), recordando apenas um parágrafo (do seu discurso na UN) da Personalidade do Ano da TIMES − e para não ficar para trás no Espaço e no Tempo e no mínimo atribuindo prémios, também numa posição assumida (nomeando-a como personagem do ano) pela nossa RTP (sendo do estado e dele dependendo tal como as conhecidas ONG, afirmando-se não governamentais mas dependendo financeiramente dele), podendo tal como outras (posições/opções) cair estrategicamente para a 2º opção:

 

You have stolen my dreams and my childhood with your empty words and yet I'm one of the lucky ones.

People are suffering.

People are dying.

Entire ecosystems are collapsing.

We are in the beginning of a mass extinction and all you can talk about is money and fairytales of eternal economic growth.

How dare you!

(Greta Thunberg speech at the United Nations/Setembro 2019)

 

default_2019-09-30_f0ba3fa1-edef-46b8-b834-998699b

Como Putin (nomeado Personalidade do ano 2007) c/ Greta a ser nomeada Personalidade do Ano 2019: e tal como c/ Putin correndo o risco da sobrevalorização da sua doença ou não pudesse esta provocar perturbações de desenvolvimento

 

E como sempre nada fazendo, apenas esquecendo o protagonista (já tendo existido outros anos antes e no mesmo contexto, pelo menos mais uma jovem, mais outra Greta), abrindo ainda mais as portas às teorias fanáticas e extremistas (como o da velha extrema-direita norte-americana e o da sua nova extrema-esquerda) dos que ainda hoje (como sempre foi, é e pelos vistos será, a concretização do nosso destino) dominam o Mundo: os Ultra Carbonizados estrategicamente e por momentos invertidos (usando para o jogo, o espelho) e dizendo-se adeptos da Descarbonização (sejam REP, sejam DEM, a mesma “face-da-merda”), retirando-lhes a máscara sendo óbvio estarem completamente Calcinados (como o caso do nascimento para o Verde, do profeta e milionário Eco Al Gore). Como se vê e constata (por exemplo) em Breitbart.com (site de extrema-direita norte-americana) − que no meio das FAKE NEWS sejam com remetente Democrata ou Republicana (e no Caos social e político instalado, numa luta sem quartel entre Milionários/donos do dinheiro, e políticos/agora vistos como intermediários-parasitas, podendo estes últimos ser descontinuados tal como acontece com o trabalhador ao ser substituído por uma máquina) estas passam já na posse do destinatário como certezas e Realidade (podendo vir de um lado ou do outro − confundindo-se os dois − aqui vindo da extrema-direita) e por mais estupidas que sejam (as barbaridades):

 

St Greta of Thunberg

– Patron Saint of the Age of Stupid –

Has made landfall in the New World,

there to preach to the unbelievers her gospel of

Imminent climate doom.

The global warming scare was cooked up largely by European leftists (the Swedes and Germans being the worst offenders) with the purpose of destroying Western Industrial Civilization – U.S. Industrial Civilization in particular.

And it’s a very dangerous conspiracy. If the green totalitarians get their way, standards of living will plummet, energy prices will become even less affordable than they are now, freedoms will become more constricted, more wildlife will be obliterated and more landscapes ruined by bat-chomping, bird-slicing eco-crucifixes, more money will be concentrated in the hand of a liberal-left oligarchy – none of it contributing the slightest material improvement to the state of the planet.

Greta Thunberg is currently the most prominent representative

of that totalitarian movement.

Like it or not, cruel or no,

that makes her the face of evil.

(James Delingpole/breitbart.com/29.08.2019/site de extrema-direita)

 

(imagens: Lucie Etchebers-Sola/lepetitjournal.com – Instagram@Greta Thunberg/gentside.co.uk)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:05

24
Nov 19

[Num momento (e hierarquicamente na base), estrategicamente optadas pela estrutura (do poder) devido à sua (referida) deficiência − já tentado com Putin − no seguinte por evolução e necessidade de movimento (e falta de tempo) descontinuadas e substituídas (no decorrer deste processo irreversível) pela mesma − ainda não alcançado com Putin.]

 

maxresdefault.jpg

 

O Síndroma de Asperger de Vladimir Putin

(confirmando-o por observação à distância, aqui com dois “retratos” seus,

confirmando essa perturbação mental)

 

bb064203b658f00b9d5b17ca37951dec.jpg

 

Num exemplo típico (da nossa sociedade a “preto-e-branco”) de como uma dita incapacidade psíquica ou física (as primeiras visíveis, as outras nem tanto) pode ser uma “faca de dois gumes” suscitando interpretações diferentes (deliberadas, estratégicas e interessadas) e podendo deixar-nos “mortos ou vivos ou em estado zombie,  dois exemplos claros, flagrantes e decisivos de como somos “mentalmente alimentados (com doses reforçadas de fazedores-de-opinião), manipulados e “alegremente dirigidos (em princípio em nosso nome e benefício) − o “Trabalho Liberta (“deixem-nos trabalhar”)− utilizando dois exemplares aparentemente distintos utilizados (e de como foram os mesmos tratados de forma bem diferenciada, apesar de lhes ser atribuída a mesma doença) ou para facilitar um único, transformando-o (como se se tratasse de um objeto) numa das duas faces da mesma moeda (como por exemplo da ainda moeda de referência global o dólar, de um lado tendo os estando pró − por ex. do preto ou do clã Trump − e do outro tendo os estando contra − por ex. do branco ou do clã Clinton − apesar de serem todos eles, por transformados,  não dois sujeitos, mas uma e a mesma “coisa”): Vladimir Putin (presidente russo) e Greta Thunberg (jovem ativista ambiental sueca) ambos diagnosticados com o síndrome de Asperger, para uns não se notando nada (não crentes), para outros sendo mais que evidente (crentes) e ainda para outros − muitas vezes incluindo os dois grupos anteriores − podendo ser umas vezes e outras não “portador de doença”, conforme as “Marés do Poder” como todos sabemos, podendo ser baixas ou altas.

 

EJPEH33WsAADRyu.jpg

 

I told you

Num Photoshop (montagem) associando a jovem ativista ambiental Greta Thunberg e as últimas grandes inundações registadas recentemente em Veneza (e replicando um retrato de Guterres saído na Times) com a mesma (nada tendo a ver com este assunto) tal como uma Entidade Superior, um Profeta ou mesmo um Alienígena do Espaço, a “atirar-nos à cara aquilo que já antes tinha repetidamente afirmado” como óbvia consequência das Alterações Climáticas.

 

Tendo estes dois casos em causa ainda a particularidade interessante de um deles – PUTIN − ter sido diagnosticado com esta “doença mental” apenas por visualização à distância (algo no mínimo de ridículo) − do potencial doente (olhem para ele, logo diz o bem informado, vê-se logo que é um “Aspegic”), “sempre e sempre doente– enquanto no outro caso – GRETA – e acompanhando nesse raciocínio o presidente russo Putin com a jovem ativista umas vezes a ser um Génio outras vezes uma Anormal (até pelo mesmo sujeito). Tal como com Putin e tal e qual como se constata com Greta, com o Poder (ou Poder-Contra-Poder, complementando a moeda e obedecendo ao pensamento a P/B) apenas tentando utilizá-los (em seu único benefício), mas nunca em benefício do pretenso doente, talvez de algum sector ou instituição querendo “tratar-nos da saúde (como poderia ser da educação): cansados da “Colisão (Trump/Putin) e fartos da sua “má digestão (sempre com produtos falsos ou deteriorados por contaminação) − do Público a quem é dirigida, a dita informação − virando-se agora os Média (como pedófilos-culturais, primeiro passo para o outro) para a jovem Greta Thunberg, umas vezes Asperger outras vezes nem tanto (ou nada), dependendo dos conteúdos (no momento) dos dois pratos da balança – de um lado tendo os 10 (%)  “apenas” com metade, do outro os 90 (%) “veja-se lá” (como uma dádiva do  céu, um gesto de caridade) com a sua outra metade. E podendo-se afirmar de que lado está Putin (sendo o líder de uma das três grandes potencias globais, logo a seguir aos EUA e à China), não se sabendo bem qual a posição de Greta: e se ter um “amigo preto” não significa não ser racista, andar de “iate ou catamaran” não significa ser Verde.

 

51350459_401.jpg

 

Viajante no Tempo

C/ Greta Thunberg a invadir e colocar as redes sociais (como o Twitter) a “arder” aparecendo num retrato de 1898 registado no Canadá (ou seja com 121 anos) e levando alguns a afirmar estarmos perante um caso de um Viajante no Tempo – não e como muitos pensariam oriunda do passado (fosse esse o caso, hoje teria em redor de 145 anos) mas do futuro e tendo como sua única missão salvar-nos, claro está que do Aquecimento Global e das Alterações Climáticas (nesse caso tendo certamente mais de 150 anos, apesar de não o parecer e estando sem dúvida bem conservada, exceção (e não sou eu que o digo, dizendo-o quem hoje diz “asperger não” e amanhã “asperger sim”, como quem toma um Aspegic) talvez à cabeça.

 

EJyDxT_XUA4WFLa.jpg

 

Na histórica recente de vários tipos de personalidades (referidas como importantes e mencionadas em qualquer lista VIP ordenada e oficial) por qualquer motivo associados ao “síndrome de asperger − para o povo e segundo a definição (Wikipédia) uma perturbação de desenvolvimento (e de comunicação) podendo ser intervencionada através de técnicas (uma delas, uma das básicas) como (por ex. nas escolas, por mais conhecida e divulgada) o da terapia da fala, (uma perturbação) não afetando propriamente a inteligência (apesar do seu modo de funcionamento referido como restritivo e repetitivo) mas perturbando as competências e rotinas do afetado, por este transtorno autista, obsessivo e descoordenado – e desse modo impedindo-os − segundo os seus observadores e analisadores (especialistas no assunto) − de “compreenderem os sentimentos dos outros e de apresentarem exteriormente coordenação física”, estando obviamente e por um “lado” Vladimir Putin (o “velho” de 67 anos) e por outro “lado” mas seguindo a mesma forma e padrão de raciocínio – vendo todo o “lado” como um conjunto de “pontos”, não como uma fronteira ou mero limite − o outro ponto de uma reta por definição curva e infinita, Greta Thunberg (a jovem de 16 anos). E se no caso do russo para além do perigo associado ao transtorno − podendo-o levar a carregar no botão (nuclear) interpondo-se entre a Coreia do Norte e os EUA e desafiando “o dedo da Slot Machine de Trump – existindo ainda a forte hipótese (segundo a CIA) de estarmos a lidar com um seu duplo (o original tendo sido eliminado e substituído, utilizando o mesmo molde, por uma réplica) – já no caso da jovem Greta Thunberg com a mesma a sofrer naturalmente (por esperadas) as consequências de se assumir como uma pessoa pública (transformando-se num bem material público, numa coisa ou objeto, talvez futuramente numa “Santa” de madeira), uma vezes adorada outras vezes gozada (e por escolha de lado, reciclando e descarbonizando o seu), sempre instrumentalizada. E o que seria de nós (os carbonizados, caso contrário nem existindo), vivendo sem uma ponta de carbono, imposta pelos calcinados (completamente queimados e dizendo-se descarbonizados), num mundo de “Terra Queimada”?

 

(imagens: SourceFed/youtube.com e couriermail.com.au – Spinoza/@spinozait/twitter.com − dw.com e Melissa/@cosmicconpod/twitter.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 20:14

07
Fev 15

PERIGO EMINENTE!

 

Um estudo do Pentágono realizado há sete anos atrás e que só agora vem a público, informa toda a comunidade planetária que o presidente russo Vladimir Putin poderá ser portador do síndrome de Asperger (um tipo de autismo).

 

tupolev-b3e6.jpg

Um Ilyushin-78 abastece em pleno voo um Tupolev-95

 

Comandado por um indivíduo com uma disfunção autista que o leva a ter extremas dificuldades na interacção social e no estabelecimento de laços de comunicação (mas no seu caso particular de autismo, não condicionando os seus mecanismos de utilização da linguagem e métodos de aprendizagem), a Rússia continua militarmente muito activa.

 

Recorde-se que indivíduos com sintomas como os evidenciados pelo actual presidente da Rússia, apresentam comportamentos diferentes, excêntricos e esquisitos, o que no entanto não os impede de serem bem sucedidos (em todas as áreas) na sua vida profissional, mesmo naquelas que envolvam criatividade, conhecimento e decisão.

 

Sendo o Pentágono a sede do Departamento de Defesa dos EUA, era natural que os seus responsáveis na área da prevenção e da segurança tivessem dado particular atenção à rápida ascensão na hierarquia do aparelho político russo de Vladimir Putin, como aliás o comprova a sua actual posição como Presidente da poderosa Confederação Russa.

 

Ocupando desde 1999 os mais altos cargos na hierarquia do poder político que no presente domina toda a Rússia (como 1.ºMinistro e Presidente), este ex-agente do KGB e ex-chefe dos Serviços Secretos, tem tentado desde que atingiu o poder obter a concretização do seu maior objectivo (e pilar ideológico): restaurar o poder do seu país, transformando-o de novo numa grande potência mundial.

 

Como pode agora os EUA consentir no reaparecimento do seu mais antigo inimigo aparentemente desaparecido mas que pelos vistos apenas estava desactivado, correndo o risco de se confrontar com um novo adversário (apesar de tudo pelo que passou, muito próximo do seu nível), quando se tem vindo a deparar com o crescente poderio chinês, a oposição dos BRICS e a depressão degenerativa e letal da Europa (com início na Ucrânia e preâmbulo na ex-Jugoslávia).

 

O estudo científico agora colocado à disposição de toda a opinião pública mundial com a chancela de garantia e de credibilidade duma instituição mundialmente reconhecida como o Pentágono, teve como principais ferramentas para a execução de tão profunda e significativa análise, um monitor e um aparelho de vídeo: estudando as expressões faciais do líder russo através de um monitor que transmitia imagens gravadas num aparelho de vídeo (que por sua vez funcionava depois de ser ligado à rede eléctrica), os especialistas chegaram a uma inimaginável conclusão resumida numa única palavra: Asperger.

 

A autora do estudo que chegou a tão brilhante conclusão e que no fundo nos mostrou definitivamente (é pena ter sido sete anos depois) quem na realidade era o novo líder russo e o que na realidade se escondia atrás dele, foi a norte-americana Brenda Connors (Escola de Guerra Naval dos EUA): segundo o seu relatório Valdimiro Putin teria sofrido um distúrbio de infância que lhe teria provocado desequilíbrios físicos e sociais, o qual inevitavelmente o levaria (e especialmente em situações mais críticas) a querer controlar tudo e evidentemente a afectar e prejudicar as suas decisões (pelo que dizem, o que eles queriam era fazer-lhe um scanner ao cérebro – e ele não se terá oferecido como voluntário).

 

Provas? Apesar de tudo isto não ter passado até agora de simples especulações em torno de um caso que na altura não despertou o mínimo de interesse ou de curiosidade por parte das autoridades norte-americanas (que o manteve durante sete anos na gaveta), em antecipação e à condição as provas já aí estão.

 

E aí vão três das mais fortes provas especulativas (não sendo talvez por acaso que os actuais monitores de TV já desmultiplicam a imagem em muitos milhões de pontos de elevada resolução, não permitindo surpresas de interpretação, mesmo que de origem facial – e sempre acompanhados pelo respectivo controlo remoto): a responsabilidade pela morte dos tripulantes do submarino nuclear KURSK, a forma injustificável como persegue os interesses e a política internacional dos EUA (como é o caso recente da anexação provocatória da Crimeia) e até como é exemplo este último episódio envolvendo mais um dos grande especialista mundiais em tradução de expressões faciais (o ex-presidente George Bush), a afirmação proferida pelo mesmo de que quando se colocava olhos nos olhos diante de VP, via-lhe os olhos mas não lhe via a ALMA.

 

(imagem: NATO/Reuters/Expresso)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:45

Junho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO