Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

28
Abr 19

Passado quase um mês sobre a publicação (a 2 de Abril) desta “Notícia” no site de entretenimento THERE IS NEWS (thereisnews.com), a replicação de uma notícia já ultrapassada – conforme o caso (envolvendo o Papa e a Bíblia) tanto no Espaço (Religioso e Católico) como no Tempo (já lá vai quase um mês sobre o 1º de Abril) − e por inútil nas suas consequências, tão agradável de se esmiuçar e tão do agrado de muita (mesmo muita) gente (pelos vistos também eu).

 

Pope Francis cancels The Bible and proposes to create a new book

(thereisnews.com)

 

pope-francis-1.jpg

Papa Francisco

 

“Pope Francis has surprised the world today by announcing that The Bible is totally outdated and needs a radical change, so The Bible is officially canceled and it’s announced a meeting between the highest personalities of the church where it will be decided the book that will replace it, its name and its content. Some names are already being considered and the one that has more strength is “Biblia 2000”.”

 

Bible-1024x576.jpg

Bíblia Sagrada

 

Em Portugal (e segundo noticiado em o Polígrafo em sapo.pt) com o que parece humorístico, satírico, informativo e Fake News – Virtual – a poder tornar-se em algo de concreto – Real – ou não fosse a divulgação (baseado em rumores e surgindo mais intensamente na Páscoa) da possível alteração da celebração das MISSAS (pondo em causa umas das suas principais orações o PAI-NOSSO) e da substituição de VÓS por TU quando se falando de DEUS (conforme nova tradução adotada para os novos escritos Sagrados, Bíblia incluída).

 

De qualquer forma uma notícia interessante de Polígrafo (publicado no Sapo), confirmando-nos como tanto no Mundo Virtual como no Mundo Real, tudo é relativo e possível (como seu complemento) de Interação.

 

(texto: a partir de notícia/informação poligrafo.sapo.pt/thereisnews.com − imagens: thereisnews.com e triviaboss.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:38

12
Abr 19

1º A Bíblia de Bolsonaro

 

A opção do Brasil no que toca às votações da UN:

(em ptjornal.com/sapo.pt)

 

x82166900_RIRio-de-Janeiro-RJ-11-04-2019Encontro-d

O Presidente Jair Bolsonaro

Reunindo-se no Rio de Janeiro com os pastores Evangélicos do Brasil

E assegurando-lhes que a partir de agora

O país seria dirigido segundo a Bíblia

(e de acordo com o mencionado em João 8:32)

Abril 2019

 

 

“Nós não fugimos a tradição nenhuma.

Nós passamos a votar na ONU, nas questões dos Direitos Humanos, de acordo com João 8:32

 

“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”

 

E, de acordo com a verdade,

então, por coincidência,

passamos a votar junto com Estados Unidos e Israel, além de outros países.”

(Jair Bolsonaro num encontro com pastores Evangélicos realizado no Rio de Janeiro)

 

"Na sua pregação [de John Hagee/pastor norte-americano conhecido como apoiante do reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel], falou muito da Embaixada americana em Jerusalém. Da nossa parte, passamos a votar na mesma sintonia de Israel e dos Estados Unidos na Comissão de Direitos Humanos da ONU. Então é uma mudança radical de um voto de cabresto [voto controlado] do Brasil que era sempre afinado com a Venezuela, Irão, Cuba e outros países que não têm qualquer amor à democracia e à liberdade."

(Jair Bolsonaro sobre o seu encontro nos EUA com pastores Evangélicos entre eles John Hagee)

 

2º A Herança de Bolsonaro

 

Desabamento de dois prédios no Rio de Janeiro na favela de Muzema:

(em globo.com)

 

x79756436_RI-Rio-de-Janeiro-RJ-07-11-2018-Predios-

Junto à Lagoa da Tijuca na favela de Muzema (Rio de Janeiro)

Um aglomerado descontrolado de casas (ilegais)

Construídas pelas milícias locais

E com algumas dessas casas sendo vendidas (em finais de 2016)

Por preços na ordem dos 160.000 reais (aproximadamente 36.500€)

Novembro 2018

 

Desabamento de prédios na Muzema, Zona Oeste do Rio

Há 17 desaparecidos (para além de dois mortos já confirmados), e corpo de Bombeiros trabalham no resgate de mais vítimas em condomínio na comunidade, no Itanhangá.

 

“Aqui, constroem sem parar, é uma poeirada sem fim.

Só pensam em construir e vender, não importa as condições.”

(Érica − moradora no bairro de Muzema no Rio de Janeiro)

 

“Em dezembro de 2016 apartamentos com varanda gourmet e garagem com vagas cobertas eram vendidos por R$ 159 mil. Eram dezenas de edifícios novos, muitos irregulares e em construção. Em muitas áreas, algumas dominadas por milícias, a velha imagem de casas simples havia desaparecido. Enquanto se verticalizava, a paisagem na Muzema era de uma selva de pedra, de verdadeiras favelas de prédios.”

 

(textos inseridos: ptjornal.com/globo.com − imagens: globo.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:15

06
Dez 18

No próximo dia 22 de Novembro com um asteroide com mais de 1Km (1.232 metros) – um monstro – e um período orbital de quase 19 anos (o que significa que passará de novo perto de nós em finais de 2037) a passar (a uma V = 6,2Km/s) a aproximadamente 7,4 DL (2.845.000Km) da Terra.

 

meteor_explosion.jpg

Em rota de colisão com o planeta Terra com um meteoro a originar o Evento 3.7KYrBP, entrando na atmosfera terrestre, aí explodindo e fragmentando-se e provocando o aparecimento de uma poderosa onda de choque e de numerosos impactos com o solo obliterando tudo no seu caminho (e numa grande área do que é hoje o Reino da Jordânia)

 

Com um novo estudo científico envolvendo o trabalho de uma equipa de arqueólogos desenvolvido no território do que é hoje o Reino Haxemita da Jordânia (com capital atual em Amã), sugere-se agora e como consequência de múltiplos indícios entretanto recolhidos numa área desse mesmo reino denominada como Middle Ghor (uma planície circular de cerca de 25Km de dimensão)

 

– Mais precisamente na escavação de Tall el-Hammam explorada desde há 13 anos –

 

Que essa mesma região que muitos associam à possível localização da desaparecida cidade de Sodoma (conjuntamente com Gomorra as duas cidades destruídas por Deus) terá sido submetida tal como muitas outras situadas nas proximidades do Mar Morto a um Evento Extremo de destruição levando há morte de dezenas de milhares de pessoas:

 

Há cerca de 3700 anos atrás com um meteoro a entrar na atmosfera terrestre, explodindo no ar e desintegrando-se e como consequência da onda de choque e do impacto (dos seus fragmentos com a superfície) – no Vale do rio Jordão paredes meias com a Cisjordânia e a Jordânia – provocando um Cataclismo, obliterando comunidades e originando o fim de uma Civilização.

 

(Publicação: The Civilization-Ending 3.7KYrBP Event: Archaeological Data, Sample Analyses, and Biblical Implications – Steven Collins/Phjillip Silvia – researchgate.net)

 

Lucas_van_Leyden_-_Lot_and_his_Daughters_-_WGA1293

Há 3700 anos com um meteoro a entrar na nossa atmosfera, originando um Evento Apocalíptico (de âmbito regional) – eventualmente e por ordem de Deus todo-poderoso (disputando a sua Lotaria Cósmica) obliterando entre outras comunidades as localidades de Sodoma e de Gomorra (então dois centros generalizados do pecado)

 

Como se pode ver apresentando-se mais um facto já anteriormente mencionado na Bíblia (iniciada a sua escrita há uns 3500 anos atrás) agora associando a destruição das cidades de Sodoma e de Gomorra a um ato Divino premeditado por intervenção induzida de um meteoro. Segundo vestígios arqueológicos recolhidos na escavação de Tall el-Hammam (Evan Gough/universetoday.com) com a descrição do evento a ser o seguinte:

 

“Evidence gathered at the Tall el-Hammam site tells the story of the event. When the meteor air-burst occurred, there was an intensely hot and powerful shock wave. The shock wave wiped out all settlements in the area and destroyed an area of 500 sq. km. And the area remained uninhabited for a remarkable 700 years after the event. Several lines of evidence support the likelihood of this event.”

 

E nesta explicação para o sucedido há uns 3700 anos atrás no território do Reino da Jordânia podendo ter provocado por essa altura um Evento Local ao Nível de Extinção

 

– Duma Sociedade e a sua Civilização e por inesperada, extrema e violenta apagando-a da Cultura e da Memória Universal –

 

coronalhole_sdo_blank.jpg

No dia 6 de Dezembro de 2018 (esta quinta-feira) com o Sol a apresentar uma nova mancha solar a AR2729 (emitindo chamas solares da classe-B), ao mesmo tempo que e também para nós dirigido (p/a Terra) um enorme buraco solar lança (como já vimos na nossa direção) um jato intenso de vento solar (V = 400Km/s) fazendo “tremer” o nosso campo geomagnético.

 

Levando-nos logo a recordar de Acontecimentos Semelhantes como o ocorrido em Tunguska (Sibéria/1908) e ainda em Chelyabinsk (Rússia/2013).

 

Ficando assim mais um aviso que de uma forma aleatória, com uma indeterminada periocidade (nunca até hoje especificada) e de uma forma definitiva (dada a destruição do Espaço/Tempo em determinadas coordenadas ser ao nível da extinção – destruindo aí o molde original ou replicado), existir sempre a possibilidade de um Dia o Mundo acabar tal como o temia Obélix: com um Grande Calhau Esmagando-nos a Cabeça.

 

E simultaneamente por estes dias do início do mês de Dezembro – e já a caminho e tão perto da Quadra Natalícia – com um Evento Astronómico muito mais agradável (de se ver) a poder ser observado olhando-se para o Céu (com um simples telescópio), anunciando estes tempos com a sua aproximação ao (para ele girando sempre em seu redor) Deus-Sol: a aproximação do cometa Wirtanen ao Sol (e ao nosso planeta) – atingindo o seu periélio lá para 20 – no próximo dia 16 de Dezembro passando o mais perto-pertinho de nós (e com o seu tamanho sempre em crescendo) e deixando-nos a olhar – para a obra de Alguém.

 

(texto: a partir de artigo universetoday.com – imagens: universetoday.com e SDO/AIA)

 

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:48

05
Ago 12

Projeções Alienígenas para os Novos Territórios Intervencionados

(baseadas em informações retiradas de “A Obra – Os Objetivos da Nova Bíblia Alienígena”)

 

Analisando com dedicação e crescente interesse pessoal todos os ficheiros secretos que me têm vindo a chegar à mão por indivíduos e meios que jurei nunca divulgar – para sua própria proteção e minha segurança particular, de modo a assim poder continuar a comunicar em liberdade – revelo aqui alguns dos projetos já pensados pela Coligação e que estes pretenderiam aplicar a muito curto prazo.

 

Modelo da futura estação marítima com capacidade para receber barcos de grande porte

 

A sua construção estaria planeada para ser lançada a uma distância que protege-se, sem qualquer tipo de percalço, a tranquilidade das atividades turísticas e piscatórias executadas diariamente ao largo da baía da cidade de Albufeira. A estação seria utilizada inicialmente como um terminal marítimo de prioridade máxima, pronto a receber grandes cruzeiros de transporte de passageiros oriundos de plataformas oceânicas intermédias, que daí fariam o seu transbordo final, acedendo assim à plataforma situada em terra, fosse por meio marítimo ou mesmo por meio aéreo. Posteriormente e a muito curto prazo as suas atividades seriam disponibilizadas a outros setores comerciais, debaixo do controlo de uma comissão de fiscalização e prospeção de territórios exteriores sob intervenção tecnológica.

 

Projeto urbanístico para o desenvolvimento e expansão marítima da cidade

 

Constatada a caótica situação urbanística reinante e a sua incapacidade evolutiva ambiental, provocada pela construção selvática e sem critério, adotada pelas entidades representativas desta região – e que nunca poderia ter como única solução senão a implosão total de todas as infraestruturas construídas na costa algarvia – os responsáveis exteriores por este projeto urbanístico oparam por um outro processo de desenvolvimento, tentando preservar ao máximo os potenciais terrestres ainda disponíveis ou a disponibilizar a médio prazo e não mexendo no quotidiano de vida dos seres vivos aí residentes. Essa a razão de se decidir pela opção de se estender o desenvolvimento da cidade em direção ao mar, diminuindo a pressão em terra, diversificando a oferta proposta ao exterior – mesmo com a criação de espaços e territórios com privacidade total – e colocando-as na rota da nova estação marítima.

 

Projeto para o novo edifício sede da C.M.A. e instituições associadas

 

Na sequência do exposto anteriormente, o projeto da nova sede da organização que irá controlar o concelho de Albufeira, prevê a sua construção em bases móveis, de modo a que o seu crescimento possa ser sempre acompanhado a partir do seu centro de gravidade, que se pretende nos primeiros tempos sempre em expansão e liderando com a utilização equilibrada de todos os recursos disponibilizados, a ocupação pacífica e sem conflitos de toda a orla marítima de Albufeira. O edifício acolherá diversos serviços associados à gestão do novo e revolucionário município, além de muitas outras infraestruturas públicas e privadas de interesse inquestionável e outras organizações ligadas à economia, cultura e turismo local. Terá ainda uma grande autonomia de ação, podendo deslocar-se independente de abastecimentos durante um largo período de tempo e disponibilizando no seu interior uma ampla gama de ofertas no campo da restauração e do comércio associado. A Marina de Albufeira será reformulada – assim como o porto de pesca e o seu canal de acesso – de modo a poder receber periodicamente esta estrutura para tarefas de abastecimento e de manutenção.

 

Polo tecnológico a ser construído no concelho com a colaboração da U.A.

 

Finalmente – e como seria natural – pretende-se com o lançamento deste ambicioso projeto e em colaboração com as entidades locais ligadas à ciência e investigação, como é o caso da Universidade do Algarve, a criação de um polo de investigação que conte com a participação ativa e empenhada de todos as forças interessadas e colaborantes, de modo a uma melhoria constante das condições de vida de toda a população associada à concretização deste desígnio. Um dos projetos iniciais estaria ligado à prospeção marítima de matéria-prima para a utilização provisória desta em equipamentos eletromecânicos já existentes – mas que poderiam ser surpreendentemente melhorados nas suas capacidades técnicas e sem prejudicar o meio ambiente – enquanto outros dois projetos mais focalizados no desenvolvimento económico local, estariam direcionados para a recuperação de um produto gastronómico muito apreciado por todos os intervenientes presentes neste evento – neste caso a conquilha – e num fruto seco também muito elogiado pelos extraterrestres – a amêndoa – não só pelo seu sabor e qualidades nutritivas, como também por ser um ótimo material acelerador sequencial, já experimentado e recomendado para muitas das suas mais modernas e poderosas naves espaciais.

 

(imagens – NG)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:20

Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO