Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

28
Jun 13

 

Os movimentos grevistas – desde 1872 – na História de Portugal

 

Num país em que os seus dirigentes políticos maioritários afirmam que o seu povo viveu acima das suas possibilidades – a reconhecida “soberba dos pobres” – o que mais poderemos esperar destes ladrões?


De criança feliz a mero aprendiz

 

De um Governo que na sequência do anterior, apenas lhes interessa preservar os direitos adquiridos duma minoria de alguns, para desse modo justificarem – curricularmente e não por experiência – os seus direitos (pornográficos) de representação!


Marques Guedes – o calejado mensageiro do Monstro Bicéfalo (governo+presidência)

 

Insulto ao grevista: "Governo respeita mais quem está a trabalhar"!

E eu não mereço mais respeito? Ou será que já não tenho mais crédito?

Antes sempre trabalhei e agora “fui” desempregado!


Jornal Anarco-Sindicalista “A Batalha”

 

A greve traduz, por determinação sindical, uma suspensão do trabalho por decisão dos trabalhadores com vista à satisfação de reivindicações profissionais. Este meio reivindicativo resulta dos direitos fundamentais dos cidadãos que os regimes democráticos consagram, como está, aliás, expresso na actual Constituição da República Portuguesa, datada de 1976.

(Crónicas do Professor Nuno Sotto Mayor Ferrão)

 

(imagens: blogue do professor Nuno Ferrão – 1ª/4ª e SAPO – 2ª/3ª)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:16

Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13

19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO