Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

16
Nov 14

Mais um Corpo Celeste Misterioso, Convidando à Imaginação e Suscitando a Aventura

 

A Bola que Brilha e que Anda

 

FRB_444281880EDR_F0251860FHAZ00216M_.JPG

Imagem 1

 

Duas novas imagens do distante planeta Marte, localizadas na região onde o veículo da sonda CURIOSITY continua a fazer as suas visitas exploratórias. E presenteando-nos por vezes (e com o auxílio da NASA) com cenários no mínimo curiosos.

 

As duas primeiras imagens foram obtidas a partir do site da NASA/JPL no dia 19 de Janeiro deste ano. Pode-se ver perto do centro da primeira imagem (1) uma bola branca e brilhante sobre a superfície de Marte.

 

Continuando no mesmo cenário e minutos mais tarde, o mesmo objecto de origem desconhecida aparece agora noutra localização (2). Num intervalo de quinze minutos as câmaras do ROVER registaram os movimentos desta bola brilhante em solo marciano.

 

FRB_444281603EDR_F0251848FHAZ00216M_.JPG

Imagem 2

 

Será na realidade Marte um mundo completamente desprovido de vida, árido e desértico e sem um único pingo de água ou outro tipo qualquer de micro organismos, que a confirme e/ou a proporcione (a vida)? Nem mesmo uma espécie externa ao planeta?

 

Face à muralha que por vezes é colocada entre nós e a realidade, deixando-nos apenas vislumbrar partes minoritárias e menos importantes da mesma – aplicando-nos de uma forma indelével mas eficaz um filtro mental – não é de admirar o aparecimento de histórias como esta.

 

As imagens são-nos livremente fornecidas e nós apenas nos limitamos a interpretá-las. E isto não é Conspiração mas apenas Análise e Interpretação – um mero exercício mental com o único objectivo de tentarmos compreender (já que não nos esclarecem de certos pormenores exibidos pelas imagens).

 

A Pedra que Levita e Não Cai

 

mars levitating rock.jpg

Imagem 3

 

E agora voltemo-nos para outra imagem também bastante interessante e que nos leva até a pôr em causa o valor indicado para a força da gravidade no planeta Marte: pelo menos no caso do planeta Terra e referindo-me aos casos de levitação de objectos, apesar de muitas notícias afirmarem a existência dessa possibilidade (pelo menos natural), pessoalmente nunca presenciei uma.

 

Nesta imagem (3) obtida pelo ROVER CURIOSITY a 19 de Janeiro (e aparecendo inopinadamente no meio dum cenário árido e desértico, pejado de centenas de pequenos calhaus mergulhados na fina poeira marciana), eis que diante de nós e como que virtualmente suspenso na ténue atmosfera envolvendo o planeta Marte, nos aparece um calhau sobre a sua superfície, não a tocando e permanecendo acima dela como se levitasse.

 

A ocorrência de tal facto no planeta Marte é no entanto uma impossibilidade: sabendo-se que a força de gravidade no planeta vermelho é pouco maior que 1/3 da gravidade terrestre seria um pouco difícil a qualquer tipo de objecto (natural) como o aqui visualizado (e por menos denso que fosse), flutuar assim sobre o solo. Nem que se deslocasse por efeito de (fortes) ventos marcianos. Artificial? Não parece.

 

mars levitating rock, nasa curiosity images, curio

Imagem 4

 

Desde sempre que o planeta Marte tem estado envolvido numa rede intrincada de rumores e de mistérios, que conjuntamente com a nossa Lua (e uns quantos cometas mais próximos e conhecidos) mais têm preenchido os nossos pensamentos e a nossa imaginação, transportando-nos incessantemente e como náufragos à procura de salvação, para outros mundos alternativos com outras histórias para oferecer.

 

A imagem ampliada do objecto (4) em possível levitação (temporária) sobre o solo (pretensamente morto) de Marte, se por um lado levanta mais algumas dúvidas sobre o que na verdade se passará no planeta (a todos os seus níveis), não nos consegue afastar das teorias antigas sobre a possibilidade de aí ter existido vida (veja-se o caso dos Canais de Marte) ou de mesmo agora ainda por lá existir algo. Mas afastando-nos sempre da explicação mais fácil e decepcionante de que estaríamos apenas perante mais um erro de paralaxe.

 

Como se pode assim constatar são apenas os cépticos que duvidam da primeira explicação dada, mesmo que ela seja científica e oficial. Para os cépticos estão reservados todos os defeitos associados aos órgãos dos sentidos (para já não falar da mais que certa existência de uma grave anomalia de funcionamento, a nível de processamento cerebral) – e para os outros (os servidores e seus fiéis) a certeza da execução de um serviço eficaz ou então o da integral concretização dos seus desejos (dos profetas).

 

(imagens: humansarefree.com e ufo-blogger.com/NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 20:09

12
Jul 14

Bola(s): não eram alienígenas, nem qualquer tipo de meteorito.

Fogo!

 

Afinal de contas a bola de fogo que atravessou o céu nocturno australiano no passado dia 10 de Julho não passava de lixo espacial oriundo dum foguete de origem russo, talvez responsável pela colocação de um satélite em órbita (o foguetão terá sido lançado dia oito) e agora de regresso à Terra.

 

Céu nocturno australiano

 

A peça de lixo espacial teria uma dimensão aproximada de 3mx1,5m pertencendo supostamente a um foguete da série Soyuz lançado do cosmódromo de Baikonur no Cazaquistão: transportaria entre outros satélites um (o principal) de meteorologia e outros secundários ligados às telecomunicações.

 

(imagem e dados – space.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 20:35
tags: , ,

03
Abr 12

Meteoro ou lixo espacial?

 

Bola de fogo observada nos céus da Nova Zelândia

 

(earthsky.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:16

Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO