Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

07
Jan 16

A Coreia do Norte anunciou esta semana (a todo o Mundo) ter testado com êxito a sua primeira Bomba de Hidrogénio (atómica). Uma arma nuclear de enorme potência posta a partir de agora ao dispor dos militares norte-coreanos, assim como ao serviço do seu grande líder e proclamado ditador KIM JONG UN. Um único homem que pôs em poucos segundos todo o mundo em estado de alerta, suplantando no seu tempo de ação todo o espaço até aí concedido aos terroristas: e considerado como pertencendo ao grupo de países do Eixo do Mal (incluindo segundo George W. Bush no seu discurso sobre o Estado da União de 29 de Janeiro de 2002, o Iraque, o Irão e a Coreia do Norte). Agora dispondo do veículo (mísseis intercontinentais) e até de arma (bomba H).

 

9457891_600x400.jpg

Se tudo for verdade (mísseis e bomba H) só falta mesmo carregar no botão
(HOWARD representando KIM JONG UN)

 

Um caso muito comum de aparência (da sua pretensa força) e simultaneamente de prepotência (exercida de forma bruta). E que desde logo provocou uma reação imediata por parte de toda a comunidade internacional (Grã-Bretanha, China, Rússia, Coreia do Sul, Japão, entre outros) mesmo antes da confirmação oficial do referido acontecimento (por parte dos EUA). Isto apesar de outros estados imprevisíveis dispondo (como o Paquistão) ou não (como a Arábia Saudita) de uma bomba nuclear, também serem governados por regimes (ditatoriais) como o norte-coreano: mas nestes dois casos considerados aliados (do Ocidente).O que não deixa de ser preocupante (sobretudo para a Europa) esquecendo-se outros assuntos muito mais importantes (como o da Ucrânia e do Médio Oriente).

 

map-430594.jpg

Um tipo de arma (nuclear) já ao alcance de vários países muitos deles instáveis
(como a Índia, o Paquistão e Israel)

 

Face a esta inesperada notícia que invadiu instantaneamente todos os meios de comunicação social (global), assim como face à gravidade que a mesma ameaça associada (a esta notícia) poderia acarretar, logo os quinze membros Conselho de Segurança se reuniram condenando fortemente a Coreia do Norte e o seu teste nuclear ilegal: impondo mais sanções económicas (será aí a quinta vez) desde que os norte-coreanos realizaram o seu primeiro teste (há uma década atrás). Com todo este espetáculo mediático a ser montado apesar de:

A explosão ser estimada num máximo de 10kt enquanto utilizando um dispositivo termo nuclear (como a bomba de hidrogénio) andaria pelas megatoneladas (Mt); pelo que o ensaio agora levado a cabo pelos norte-coreanos não passaria de um simples teste ao mecanismo de disparo da sua Bomba H, a mais um teste de mais uma bomba de fissão ou até mesmo a um teste falhado;

 

Os EUA ainda não terem confirmado este ensaio nuclear agora realizado pela Coreia do Norte com uma bomba de hidrogénio (muito mais potente e perigosa que uma bomba de fissão), apesar de todas as afirmações divulgadas nesse sentido pela rede da TV estatal norte-coreana; contando ainda com a contribuição de um tremor de terra de magnitude 5.1 registado por essa altura nessa região.

 

Colocando praticamente todos os continentes da Terra sob a ameaça dos mísseis intercontinentais norte-coreanos (talvez exceto África), sejam eles equipados com bombas de fissão ou com bombas de hidrogénio: tendo a China, a Coreia do Sul, o Japão, a Austrália, a Alemanha e até os EUA (como alvos privilegiados) ao seu alcance e debaixo da mira.

 

(imagens: stuff.co.nz/Howard e express.co.uk)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:37

Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13

19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

A Bomba H de Kim Jong Un

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO