Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

14
Mai 15

“A RÚSSIA convida a GRÉCIA a juntar-se ao novo banco de desenvolvimento dos BRICS”

 

CEzDOURUEAA7B0z.jpg

Os BRICS – Rússia, Índia, Brasil, China e África do Sul

 

Talvez e apenas como mais uma provocaçãozinha ao DÓLAR e ao EURO (as moedas mais fortes do Mundo Ocidental), a RÚSSIA acaba de convidar a GRÉCIA a aderir aos BRICS tornando-se assim no seu sexto membro fundador. Os BRICS são uma organização constituída por cinco das maiores economias emergentes (a China, a Rússia, a Índia, o Brasil e a África do Sul) tendo como objectivo prioritário a criação de um Novo Banco de Desenvolvimento, que contraponha o seu actual poder financeiro e económico (a China além de ser um dos maiores detentores de dólares e de ouro, também já se tornou na maior potência económica global), ao poder hegemónico e sufocante do DÓLAR. Com uma nova e mais poderosa moeda agora a ser introduzida em todas as transacções realizadas a nível mundial, rivalizando com o poder da moeda norte-americana e a partir daí começando a dominar o mercado. A provocaçãozinha está no país a ser convidado a participar neste novo banco (não sendo nenhum país rico, mas apenas a Grécia), sabendo-se de antemão das dificuldades que a Grécia teve para pagar ainda esta semana a sua última tranche de 750 milhões de Euros em dívida para com o FMI, na expectativa de desse modo poder ter acesso à disponibilização de novos fundos. Como pode um país como a Grécia, completamente cercado por todos os abutres económicos e financeiros que actualmente controlam o mundo (e com muitos outros PIGS a virarem-lhe as costas) e ao mesmo tempo com as suas disponibilidades financeiras cada vez mais próximas do zero (terão dinheiro em Junho?), alguma vez juntar-se aos BRICS e pagar no acto da inscrição a módica quantia de 10 biliões de Euros? Mas como o mundo dá tantas e tantas voltas (deixando-nos propositadamente tontos) e como já são vários os países que se querem inscrever (em fila indiana) neste Novo Banco de Desenvolvimento (é observador todo o Ocidente e ver qual deles é o primeiro), não seria de admirar que algo de estranho acontecesse e que de alguma forma a Grécia trocasse o Ocidente, o Banco Mundial e o FMI, pelo Novo Banco, pelos Russos e pelos Chineses. É só a Europa deixar (mas acho que a MERKEL não deixa).

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:54

30
Jul 14

Pensem apenas que no dia a seguir a uma determinada assinatura entre cinco compinchas, uma outra entidade se sentiu directamente atingida e de imediato respondeu à letra – abatendo um voador ocasional (por mera coincidência também da Malásia) e acusando um desses compinchas (por acaso o que fica na Europa).

 

Brasil, Índia, Rússia, China e África do Sul

 

   

Reunião Anual dos BRICS – 2014 – Fortaleza – Ceará – Brasil

(com uma nova moeda no pensamento)

 

A futura criação de um Banco Mundial constituído por estas cinco grandes potências económicas emergentes, tem como objectivo fulcral pôr em causa a hegemonia económica e financeira dos Estados Unidos da América sobre toda a extensão do mercado global: baseando a sua força esmagadora na sua eterna e divina moeda de referência o dólar.

 

(Lá se ia o Euro de Vela!)

 

E com uma Reserva Federal Norte-Americana emitindo constantemente nova moeda, o mercado é garantidamente seu, mesmo que no fundo o dinheiro não o seja.

 

Nunca os Estados Unidos da América permitiriam que a sua moeda pudesse vir a ser posta em causa, ainda por cima agora que os níveis de corrupção e de default na sua economia e dos seus aliados (comerciais), têm atingido valores verdadeiramente impressionantes e nunca imaginados de dívida acumulada.

 

Os BRICS são agora os novos inimigos dos USA e Vladimir Putin a face visível desse Monstro.

 

Daí a Ucrânia, a queda do avião, a terraplanagem da Síria e do Iraque e até o genocídio concentrado e ainda a decorrer na Faixa de Gaza.

 

Será que a Europa estará disposta a auto-destruir-se para salvar o poder hegemónico mundial dos Estados Unidos da América – em queda vertiginosa há mais de uma década e com a China a tornar-se brevemente na maior potência económica mundial – ou a assumir-se como um Continente com história, memória e cultura própria?

 

É que cada dia que passa temos menos tempo para nos salvar e a Ucrânia está mesmo ali ao fundo – com a Rússia à sua frente e a China do outro lado!

 

(imagens – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:22
tags: , ,

Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO