Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

05
Jan 18

Com a consulta da palavra Tempestade a aparentemente fazer frente (na Web) à palavra Sexo (sendo que CARMEN é até agora e apenas a 3ª ereção meteorológica), o melhor estratagema para fazermos frente a ambos (Tempestade & Sexo) será sempre o de dar de comer a quem pensa que tem fome (assim aumentando o número de fans) deixando-os pensar (nós incluídos) estarem satisfeitos.

 

img_797x448$2017_05_11_08_23_22_225364.jpg

Tempestade CARMEN

Prevendo-se chuva, vento e queda acentuada nas temperaturas

 

Com a temperatura em Albufeira pelas 19:00 a registar 12,7⁰C (como anteriormente previsto) os efeitos da passagem da Tempestade CARMEN por Portugal (continental) começaram-se a sentir hoje (sexta-feira, 5 de Janeiro) com aguaceiros (ou períodos de chuva a sul), vento fraco a moderado (forte nalgumas regiões do interior-centro) e agitação marítima (com ondas de 3,5/4,5 metros a ocidente e de 1,0/1,5 metros a sul).

 

No que diz respeito à região do ALGARVE com a temperatura do ar a andar entre os 10⁰C/18⁰C (as do mar pelos 16⁰C/17⁰C), a oeste com aguaceiros (menor precipitação) e a este com períodos de chuva (maior precipitação).

 

Na previsão meteorológica para este fim-de-semana (sábado e domingo) e mantendo-se sensivelmente os mesmos parâmetros de vento/precipitação (em princípio tendendo a diminuir ligeiramente de intensidade) sendo de realçar até pela altura do ano (estação de inverno e época das gripes em certos casos sugerindo a vacinação ‒ este ano e para já sendo o vírus prevalecente um dos mais fracos) a descida generalizada das temperaturas (segundo os meteorologistas nalguns casos extremos e num espaço de poucos dias podendo atingir uma descida de 15⁰C):

 

No Porto com as temperaturas a descerem de 6⁰C/14⁰C para 3⁰C/12⁰C (descida máxima de 3⁰C), em Lisboa de 8⁰C/15⁰C para 3⁰C/12⁰C (descida máxima de 5⁰C) e em Faro de 10⁰C/18⁰C para 4⁰C/12⁰C (descida máxima de 6⁰C) ‒ e como se constata com a maior descida registada a sul (em Faro).

 

00-10.jpg

Tempestade CARMEN

Afetando toda a Península Ibérica incluindo o Algarve

 

Sendo ainda de realçar Trás-os-Montes e as Beiras, onde as temperaturas registarão valores Negativos:

 

Com os distritos de Bragança, Vila Real, Viseu e da Guarda a serem os mais atingidos (por esta nova Vaga de Frio) ‒ entre eles com as mínimas a atingirem os -2⁰C/0⁰C e as máximas 3⁰C/9⁰C (nevando na Serra da Estrela) e no caso do Algarve e do seu ponto mais elevado (Serra de Monchique) fazendo frio (em Monchique com as temperaturas pelos 2⁰C/9⁰C) mas obviamente sem neve (no Alto da FÓIA).

 

Finalmente e cingindo-nos exclusivamente a Albufeira prevendo-se para este fim-de-semana tempo muito idêntico ao registado hoje (sexta-feira) mas devido ao frio (e à descida acentuada de temperaturas) com o concelho colocado em Alerta Laranja.

 

(dados: ipma.pt ‒ imagens: sabado.pt/GETTY e tiempo.com/ECMWF)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:39

04
Jan 18

Muito Vento, muita Chuva, talvez Neve (certamente) e ainda Mar Bravo (Evidente)

 

DSb9yaKXcAAe8uq.jpg large.jpg

Tempestade CARMEN

Atravessando toda a França pelos Pirenéus e atingindo a Córsega no Mediterrânico

 

Insistindo nos dias de hoje que um Dia de Mau Tempo (assim considerado no passado) é na realidade uma Tempestade (denominado agora no Presente), os meteorologistas portugueses (conjuntamente com os seus colegas espanhóis e franceses) insistem no Estado de Alerta para Portugal Continental na passagem do dia 4 para 5: prevendo-se aquando da passagem desta nova tempestade ‒ Tempestade CARMEN ‒ períodos de chuva intensa (podendo provocar inundações) e vento forte (podendo provocar quedas de árvores e interrupção no fornecimento de eletricidade), em certas regiões podendo originar granizo e trovoadas (mais a norte/no interior) e mesmo a maior altitude podendo-se registar queda de neve (por exemplo na Serra da Estrela mas não no alto da Fóia/Monchique). Sentindo-se os seus efeitos mais a norte (e no centro) do que a sul, pelo que na região do Algarve (incluindo Albufeira) os efeitos serão mais ténues com alguma precipitação e descida das temperaturas. De qualquer das formas com a passagem da 3ª tempestade catalogada pelos meteorologistas (depois de Bruno, antes de David e entremeada com Eleanor) a colocar (a nível marítimo) toda a costa portuguesa em alerta (sobretudo na costa ocidental a norte do estuário do Tejo) devido à grande agitação marítima com ondas entre 5/6 metros (aconselhando como tal a não se ir e não se andar junto ao mar) e (já agora) a nível terrestre e até como conselho (pois mais vale prevenir do que remediar) devido à queda de neve e formação de gelo tornando as estradas perigosas e como talas viagens (a evitar nestes momentos meteorológicos mais extremos).

 

Há 50 anos (num mundo de leigos e autodidatas e quando todo o mundo trabalhava) sendo um fenómeno meteorológico Comum, no século XXI (disparando os eruditos, exterminados os autodidatas e com muita gente empregada) um Bicho de 7 Cabeças.

 

(imagem: France Bleu RCFM)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 20:48

02
Jan 18

Primeiro ANA (a pioneira), depois BRUNO, agora CARMEN

E já em preparação

(mas nesta lista restrita e por adição)

ELEANOR.

 

[Com os meteorologistas da Météo-France, da Aemet e do IPMA a decidirem manter o nome da tempestade oriunda da Irlanda ‒ a Tempestade ELEANOR ‒ deixando para mais tarde a chegada das Tempestade DAVID (letra D) e da Tempestade EMMA (letra E).]

 

800.jpg

Tempestade Carmen

(Costa da Bretanha/França)

 

Iniciado o novo ano de 2018 e ainda na expetativa da chegada da próxima Tempestade (mantendo-se a frequência inicial com uma nova tempestade a ocorrer de 15 em 15 dias) eis que apanhando-nos um pouco de surpresa (as probabilidades e estatísticas têm destas coisas) duas tempestades surgem de imediato e consecutivamente (lá se indo a 1ªProfecia de 29.12): na sequência da decisão de meteorologistas (franceses, espanhóis e portugueses) de criarem a sua própria denominação para as tempestades afetando os seus 3 países, depois da passagem da Tempestade Ana e da Tempestade Bruno surgindo agora a Tempestade Carmen (atingindo a França a 1 de Janeiro) ‒ e prevendo-se de imediato a passagem da Tempestade Eleanor (a partir de 2 de Janeiro). E por este andar com cada período de Mau Tempo (pelo menos em Portugal) a ser agora promovido a mais uma Tempestade.

 

6e122a64a998cdec2012a087ef53fa9a.jpg

Tempestade Bruno

 

Ontem dia 1 de Janeiro de 2018 com a Tempestade CARMEN a atingir território francês (sobretudo a ocidente) com chuva intensa e ventos fortes (com rajadas de vento acima dos 130Km/h) provocando (para já) uma vítima mortal e deixando dezenas de milhares de lares sem eletricidade (uns 60/70 milhares); e já amanhã (dia 2) prevendo-se a chegada em força da próxima Tempestade/ELEANOR (oriunda da Irlanda daí o nome) colocando vários distritos em Alerta Laranja. E com toda a linha de costa em torno do Cabo Finisterra (localizado na Corunha/Galiza/Espanha) a estar sujeita a mar bastante agitado, com ondas podendo atingir alturas elevadas abrindo caminho entre praias e barreiras (costeiras) e inundando as zonas do litoral (galego) ‒ no caso de Eleanor com condições climatéricas (de chuva e de vento) muito semelhantes às de Carmen.

 

thumbs.web.sapo.io.jpg

Tempestade Ana

 

No que diz respeito a Portugal e à passagem destas duas tempestades (e tendo que atravessar França, também o fazendo em Espanha) com a chegada da Tempestade CARMEN a estar prevista lá para 5 de Janeiro (sexta-feira início do fim-de-semana e com o IPMA a prever o regresso da chuva) e com todo o país (de norte a sul) podendo ficar em Alerta Vermelho (um nível talvez algo exagerado): com ondas até 10 metros, ventos até 130Km/h e aguaceiros muito fortes numa duração que poderá chegar a 3 dias ‒ dia 5, 6 e 7 de Janeiro. De ELEANOR de momento não se falando muito (mas não se dissipando seguindo-se de imediato a sua antecessora Carmen). E consultando as previsões do IPMA no que toca ao sul de Portugal (Algarve) e particularmente a Albufeira (no período de 3/Quarta-feira a 7 de Janeiro/Domingo), com Céu parcialmente nublado/aguaceiros (chuva mais intensa sexta-feira), com vento fraco/moderado geralmente de norte e com as temperaturas entre os 6⁰C/21⁰C e com tendência de descida (das mínimas/máximas ou seja mais frio).

 

(imagens: rtp.pt/sapo.pt/iol.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:09

29
Dez 17

Aviso Meteorológico

 

nintchdbpict000300349555.jpg

Tempestade

Carmen Miranda

 

Profecia

 

Mantendo-se a sequência de aparecimento (aproximadamente de quinze em quinze dias) das recentemente inauguradas Tempestades Franco-Ibéricas (algo a que anteriormente não ligávamos ‒ vendo o fenómeno apenas como mau tempo ‒ mas que pelos vistos agora se tornou importante), a 3ª Tempestade a surgir (neste extenso território estendendo-se dos Alpes ao Atlântico) e que como todos nós já sabemos se chamará Carmen (depois de já termos conhecido os seus familiares Ana e Bruno), deverá ocorrer já no próximo ano (de 2018) lá para meados de Janeiro.

 

(imagem: thesun.co.uk/ALAMY)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:58

Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

16
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO