Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

08
Abr 19

Contrastando com um fenómeno meteorológico como o denominado FUNIL de NUVEM

 

– Com toneladas de água do mar podendo ser sugados para a atmosfera e em casos extremos deslocar-se para terra e aí descarregar o seu por vezes enorme volume de água, ainda-por-cima acompanhado de fortes ventos –

 

5ca7adc8b417156821311_2403737042970190_50920516277

Funil de Nuvem/Funnel Cloud

(imagem: Diogo Alves)

 

Registo da Ocorrência

 

Registo

Alenquer (foto: Diogo Alves)

Observação

De uma funnel cloud que foi progredindo em direção ao solo, acabando por se dissipar antes do touch down

Local

Venda do Pinheiro, com linha de vista entre a Povoa de Santa Iria a Vila Franca de Xira

Distrito/Concelho

Lisboa/Alenquer

Data

2019-04-01 14:00 (09:35)

Rotação

Mais de 1 minuto

Danos/Vítimas

Não

 

O cenário com que no presente se depara Portugal (continental) atravessando um prolongado período de seca e sem grande precipitação (sobretudo nas regiões do interior e no sul do país) e agora sendo ainda acompanhado (nesta desgraça da falta de um bem essencial para Vida como a água) pela redução bem visível (em certos casos perto do extremo) do caudal dos nossos rios: como o agora relatado pelo sapo.pt afirmando “estar o rio Tejo por um fio (pelo menos em vários pontos do seu trajeto já em Portugal).

 

25973466-750x501-lt.jpg

A Seca no rio Tejo

Hoje

(imagem: impala.pt)

 

Algo já expetável e tendo vindo a ser noticiado, mas que fora os verdadeiramente interessados (Investigadores, Agricultura, Pesca, Navegação, Trânsito, Etc.) pouco espaço tem libertado para a sua maior e mais intensa divulgação pública: com os Organismos Públicos (e também os Privados por muitos deles serem financiados pelo Estado) como primeiros responsáveis (hierárquicos) por tais áreas a parecerem estar desligados da Realidade apesar do crescente clamor da população que deveriam servir (para isso sendo bem remunerados) e jamais (como eruditos face aos leigos) ignorar: e como consequência tendo o Tejo cada vez mais seco, em certos locais do seu percurso podendo-se até passar a pé de uma margem para a outra (dividindo a região do Alentejo da região do Ribatejo) – rio Tejo o mais extenso da Península Ibérica (e o maior em Portugal logo seguido pelo Rio Douro) nascendo na serra de Albarracin (Espanha) e após pouco mais de 1.000Km desaguando (caso não tenham reparado ainda) num estuário em Lisboa (Portugal). Em Lisboa (e como que coroando e consagrando a Glória do rio Tejo) ainda com a Reserva Natural do Estuário do Tejo e apesar de tudo isto (confluindo na seca extrema), seja passado ou presente, convindo aqui recordar mais um projeto da nossa Elite (quase que avançando na altura) para a mesma região mais rigorosamente em Lisboa: a construção (imaginem) de uma Central Nuclear na capital (do nosso único país/fora as ilhas) onde nela e nas redondezas residem mais de 3 milhões (no mínimo sendo loucura).

 

201904081600_msg4_msg_ir_piber.jpeg

Satélite/Infravermelho

08.04.2019 16h UTC

(Eumesat/ipma.pt)

 

Relativamente à meteorologia em Portugal na região do Algarve – particularmente em Albufeira e para os próximos dias (9/17 Abril) − constatando-se a diminuição progressiva da precipitação (apesar da água caída ainda ser pouca) talvez com o retorno da mesma para o início da semana seguinte (que nos conduz à Páscoa); acompanhado de vento moderado (sobretudo de N) e céu geralmente pouco nublado/parcialmente nublado por vezes por nuvens altas; e com as temperaturas a variarem (de 9/17 deste mês) entre os 9°C/11°C de mínima (média de 10°C) e os 20°C/23°C de máxima (média de 21°C). E com o mar por vezes mais ou menos alteroso (mas nunca comparável, ao da costa ocidental Atlântica) a apresentar temperaturas (durante o dia) rondando os 15°C/16°C. E sismologicamente falando, nada havendo de relevante (a assinalar) na região do Algarve.

 

(dados meteorológicos: ipma.pt − imagens: as indicadas)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:30

Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13

19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO