Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

16
Fev 20

[Numa tentativa de travar a infeção provocada pelo novo coronavírus (Covid-19) – “utilizando o sangue (plasma) de pessoas anteriormente infetadas e tendo, entretanto, recuperado” − tendo até ao momento colocado de quarentena mais de 60 milhões (sobretudo em Wuhan/Hubei), afetado mais de 60 mil (atingindo já os 68.000) e vitimado mortalmente mais de 1,5 milhares de pessoas (a caminho dos 1.700 esmagadoramente chineses continentais da província de Hubei, onde situa o epicentro do contágio a cidade de Wuhan).]

 

Blood from cured coronavirus patients

could help treat infection

 

P4D3tknWN32GsPgvsxakC6-970-80.jpg

This scanning electron microscope image

shows the new coronavirus (yellow)

among human cells (blue, pink and purple)

1

 

On Thursday (Feb. 13), a Chinese senior health official called on people who had recovered from the new coronavirus to donate blood plasma, because it might contain valuable proteins that could be used to treat sick patients, according to The New York Times.

 

The call for plasma came after an announcement by the state-owned company, China National Biotec Group, that these antibodies helped treat 10 critically ill patients, reducing their inflammation within 12 to 24 hours, according to the Times.

 

But is this a good idea? The approach is a logical and promising way to treat critically ill coronavirus patients, experts told Live Science. But because coronavirus has a low mortality rate, bypassing the normal drug testing process doesn't necessarily make sense, and doctors should be on high alert for possible side effects, they said …

 

2

 

"I think these theoretic[al] treatments are good ideas, but nothing about this virus or these infections makes me want to skip the normal process we use to make sure that a treatment is safe and effective before subjecting people to it,"  Dr. Eric Cioe-Peña, the director of global health at Northwell Health in New York who was not involved with the study, told Live Science in an email. "I think we should allow the scientific process to continue and attempt to study these proposed treatments before enacting them, especially in a virus that has such a low mortality."

 

3

 

Plasma infusions are just one of many treatment options experts are considering to treat COVID-19, which has now sickened nearly 65,000 people and led to 1,384 deaths. Others include repurposing antivirals or looking for brand-new molecules that can block the binding of the virus into cells.

 

[Segundo o site CGTN (cgtn.com) – “China Global Television Network” canal de TV internacional estatal chinês − desde o fim do mês de dezembro de 2019 (dia 31) com o surto do novo coronavírus COVID-19 (2/14 dias de incubação, média 3) a ter provocado até 15 de fevereiro (18:35) 64.472 infetados (63.866 na China), 1.384 vítimas mortais (1.381 na China ou seja 99,8%) e 7.182 recuperações. Com a Organização Mundial de Saúde a apontar para uma taxa de mortalidade de 2% e com a taxa de recuperação a ficar pelos 11%.]

 

(excerto/legenda/inglês e imagem:

Blood from cured coronavirus patients could help treat infection

/Yasemin Saplakoglu/14.02.2020/livescience.com e NIAID-RML)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:56

14
Fev 20

Com mais de 50.000 infetados e mais de 1.000 mortos

(numa taxa-mortal superior a 2%)

 

Com o surto do novo vírus “2019–20 Wuhan Coronavírus” agora denominado “COVID-19” mantendo ainda a sua curva de crescimento, não tendo atingido para já o seu pico máximo (num surto iniciado no mês de dezembro, na altura considerada uma pneumonia de origem desconhecida) – pico máximo a partir do qual a ação do vírus regredirá, com o número de pessoas infetadas diminuindo, assim como o número de vítimas mortais pelo mesmo provocado continua a subir no presente o número de pessoas infetadas por este novo vírus, assim como o número de vítimas mortais: felizmente com alguns desses infetados tendo entretanto recuperado.

 

coronavirus-3_123rf.jpg

 

Num ponto de situação referido a esta sexta-feira 14 (e pelos vistos com um novo método de contagem, a inflacionar o número de infetados) com o número de infetados a nível global a atingir os 46.997 casos (+1.826 novos casos em apenas 24 horas, entre eles 6 fora da China), levando a WHO por prevenção e segurança a colocar “em risco muito elevado a China e elevado o resto do Mundo”. E apesar de diferentes números entretanto divulgados − como os de Johns Hopkins CSSE em 14.02 pelas 13:00 (arcgis.com), aumentando os números de infetados/vítimas mortais e apontando para 64.457 casos, 1384 mortos (próximo dos 2%) e 7155 recuperados (cerca de 11%) – com a Organização Mundial de Saúde a manter-se nos 46.997 casos (menos 17.460 casos).

 

Oficialmente e a 13 de fevereiro (quinta-feira) com o número (aproximado) de infetados prestes a atingir 50 milhares de pessoas, as 1.500 vítimas mortais e os 7.000 recuperados. Com a esmagadora maioria das mortes a ocorrerem na China e na província de Hubei − onde se localiza Wuhan, o epicentro da crise – registando-se para já e apenas 3 vítimas mortais no Resto do Mundo: 1 em Hong Kong, 1 nas Filipinas e agora 1 no Japão (num total de 28 países afetados). E segundo dados oriundos da China (continental) com quase 60.000.000 de pessoas em quarentena, quase 30.000 infetados e um total de quase 900 mortos e 2.000 recuperados − tendo na liderança Wuhan (o epicentro do COVID-19) perto dos 800 mortos. E entre os países europeus para já com nenhum dos seus cidadãos estando na lista das “vítimas mortais”, confirmando-se apenas cerca de 50 casos de europeus possivelmente infetados, alguns deles já tendo recuperado.

 

COVID-19-MAIN-IMAGE.jpg

 

Não se confirmando para já um aumento da incidência do vírus – não originando mais infetados nem vítimas mortais – e sendo sempre preferível nestes casos não alarmar nem esconder,  mas sim informar e  esclarecer. Não como fazem os norte-americanos nada fazendo e servindo-se da crise para aterrorizar o Mundo e atacar a China (ou não tivessem eles tal como os Europeus e não falando sequer na investigação, entregue toda a produção − por mão-de-obra mais barata − à China), nem como os britânicos que fazendo as contas e tomando em consideração a taxa mortal de incidência entre os infetados facilmente chegou à seguinte conclusão: sendo quase 1,5 biliões o número de chineses e a caminho de 8 biliões o número de habitantes da Terra, mantendo-se a taxa de incidência do COVID-19 (no mínimo 2%) e alastrando o mesmo a todo o Mundo − e aceitando-se as teorias dos adeptos anglo-americanos (agora unidos pela confraria Donald Trump/Boris Johnson) da Conspiração e dos eventos catastróficos − podendo-se atingir na China (continental) uns 30.000.000 e em todo o Mundo uns 160.000.000.

 

Em Portugal e repetidamente esclarecida a não transmissão do COVID-19 através de encomendas oriundas da China (dada a não sobrevivência do vírus nestas condições de transporte, sem utilizar um recetor animal), ficando-se a aguardar (os nossos doutores e engenheiros certificados e sempre muito ocupados, nem tendo tempo para se atualizar senão consultando o nosso oráculo a LUSA) por novas informações até para nossa (dos leigos) tranquilidade: por exemplo qual é afinal o tempo de incubação e manifestação da doença, tendo em conta que o período a considerar antes (por exemplo com os portugueses chegando de avião a Portugal vindos da China e sujeitando-se a Quarentena) era menor? Duas semanas, três ou um mês?

 

(imagens: theedgemarkets.com − esquiremag.ph)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:28

11
Fev 20

[COVID-19, a 11 de fevereiro/ponto de situação (já c/ mais de 1.000 vítimas mortais).]

 

Com a curva de crescimento do surto do Corona vírus (2019-nCoV) na China continental mantendo-se inalterável na sua curva ascensional (dos nem  50 casos inicialmente confirmados em meados de janeiro, indo-se já em mais de 42.000), mas notoriamente diminuindo o seu impacto (de um crescimento inicial de 38% e chegando a atingir os 95%, tendo estado a diminuir consistentemente − ainda há uma semana nos 20% e a descer) indo no presente nos 6%.

 

image.jpg

E tal como a WHO afirma com o novo coronavírus a ser

“Um inimigo comum não respeitando fronteiras e ideologias”

 

Com a epidemia de CORONAVÍRUS (2019-nCoV) tendo até ao momento (11.02/17:49 Lisboa) afetado mais de 40 milhares de pessoas (42.000), ultrapassando já as 1.000 vítimas mortais (1016, esmagadoramente habitando a China) e deixando ainda cerca de 1.500 (1499) em estado critico. Aparentemente tendo nos últimos dias apresentado sinais de alguma desaceleração (no contágio e na sua disseminação), parecendo querer de novo recuperar e no presente parecendo de novo estabilizar e poder de novo (talvez definitivamente, tendo atingido o seu pico máximo) desacelerar:

 

As I told media yesterday, #2019nCoV spread outside #China appears to be slow now but could accelerate. The detection of a small number of cases may indicate more widespread transmission in other countries; in short, we may only be seeing the tip of the iceberg.(WHO/Tedros Adhanom Ghebreyesus/@DrTedros/twitter.com)

 

Mais uma epidemia atingindo o maior país asiático − a CHINA − e o mais populoso país do Mundo (perto dos 1,4 biliões de habitantes, mais de 4X a população dos EUA), curiosamente um dos países mais investindo na indústria farmacêutica global e abastecendo maioritariamente (exportando para os EUA) o mercado norte-americano: comprovando para todo o mundo (que queira ver) e perante o espanto hipócrita ocidental dos instalados no poder (dos nossos políticos decadentes apenas interessados em nós como intermediários na obtenção de mais-valia e rendimentos), serem os mesmos (a Europa) igualmente responsáveis pela (possível) propagação da epidemia, que apesar de ter como base (numa versão racista) um vírus sendo chinês”(despoletando no ocidente anedotas de que, “sendo chinês não funcionava”) tendo por demissão do próprio produtor Ocidental (unicamente interessado economicamente, explorando a mão de obra barata chinesa) o apoio e suporte neste esquema norte-americano: levando a mais este surto (mortal), deixando o Mundo de mãos atadas (nas mãos da China) e esperando mais uma vez (atingido o seu pico máximo, esperado agora ocorrer até ao fim de fevereiro) pela regressão natural (e milagrosa) da epidemia.

 

E certamente que “a culpa não sendo do chinês”:

 

“Today, about 80% of pharmaceuticals sold in the U.S. are produced in China. This number, while concerning, hides an even greater problem: China is the largest and sometimes only global supplier for the active ingredient of some vital medications.” (The silent threat of the coronavirus: America's dependence on Chinese pharmaceuticals/theconversation.com)

 

6fc31f563cbdcfa2e7d2e71e54135e7fc45d41b2.jpg

Com o novo coronavírus a ser oficialmente designado pela WHO como COVID-19

E podendo-se desde já afirmar ser mais poderoso do que um ataque terrorista

 

Relativamente a este novo surto de coronavírus reportando o seu início ao mês de dezembro do ano passado (passados mais de dois meses e com o surto epidémico e mortal ainda em curso) e de momento ultrapassando já o número de vítimas mortais provocado por uma das versões anteriores do mesmo vírus (SARS atingindo 26 países e afetando 8.000 pessoas, provocando 800 mortos), para além da China continental onde se situa o epicentro do contágio e infeção origem da maioria das vítimas mortais, com outros 28 países a terem de alguma forma ou de outra sido igualmente atingidos: a 11 de fevereiro (esta terça-feira) com a China (seguida do Japão com 163) e como seria de esperar a liderar o número de pessoas infetadas (42.638), de vítimas mortais (1016) e de pessoas recuperadas (3.996) e com as outras 2 vítimas mortais (confirmadas) a surgirem de Hong Kong (1) e das Filipinas (1) – na Europa contabilizando-se 9 países (incluindo a Rússia e excluindo para já Portugal) com mais de 40 casos confirmados, nenhuma vítima mortal e até 1 doente recuperado.

 

E num rescaldo provisório deste novo coronavírus 2019-nCoV, com o chefe (Tedros Adhanom Ghebreyesus) da Organização Mundial de Saúde (WHO) a afirmar, que este novo surto poderá provocar “uma grave ameaça para o Mundo(apesar de 99% dos casos ocorrerem na China, só provocando duas mortes no Resto do Mundo): isto porque o contágio já se verificava entre pessoas  − de pessoa para pessoa − nunca tendo (ambas) estado na China.

 

"With 99% of cases in China, this remains very much an emergency for that country, but one that holds a very grave threat for the rest of the world. Use the window of opportunity that we have now." (Director-General Tedros Adhanom Ghebreyesus/WHO)

 

China continental onde a taxa de mortalidade referido ao 2019-nCoV não é idêntica, variando entre os 4% na província de Hubei (capital Wuhan, o epicentro do surto/epidemia) e valores abaixo dos 1% como as registadas mais a sul na província de Guangdong.

 

(imagens: Getty Images/stripe.com e AFP/yahoo.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:21

07
Fev 20

China

Doctor who sounded alarm on Wuhan virus dies of it

Li Wenliang, 34, was reprimanded by Chinese police for warning of outbreak

(Xeni Jardin/06.02.2020/boingboing.net)

 

liwenliang.jpg

Li Wenliang was 34

When he tried to sound the alarm about the deadly Wuhan coronavirus,

now officially known as Novel coronavirus 2019-nCoV,

the police brought him in for questioning.

(Carla Sinclair)

 

A Chinese ophthalmologist in Wuhan who tried to warn his colleagues on December 30 about seven patients who had come down with a SARS-like virus but was censored by the Chinese government – and and then detained two days later for "rumor mongering" – has died from the disease. After being detained for two days, Li Wenliang, age 34, helped patients with the novel coronavirus who streamed into his overrun hospital, until he himself became infected with the coronavirus and was hospitalized. (Carla Sinclair/06.02.2020/boingboing.net)

 

(imagem: boingboing.net)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:07

05
Fev 20

Em novembro de 2002 com o vírus SARS (taxa de fatalidade de 9,6%) a matar 774 pessoas. E dez anos depois (em 2012) com o vírus MERS (taxa de fatalidade de 34,4%) a matar 858 pessoas. Para já (fevereiro de 2020) e com este surto com o Coronavírus já perto dos 500 mortos (e com uma taxa de fatalidade de 2%).

 

DOH-monitors-12-persons-in-Eastern-Visayas-for-Wuh

Coronavírus

 

De momento − 5 de fevereiro (quarta-feira) – e sobre a evolução do recente surto de Coronavírus tendo origem na China (com o seu foco centrado na cidade de Wuhan) − tendo início por volta de 1 de dezembro do ano passado sendo este o ponto de situação:

 

Novo Coronavirus (2019-nCoV)

Observações

Casos detetados

24.662

Em estado crítico

3.223

Vítimas mortais

494

Doentes recuperados

1.045

Transmissão

1 pessoa infetando 3 a 4

Taxa de mortalidade

2%

Países afetados

28

Período de incubação

2 a 4 dias

(dados: 05.02.2020 19:45 GMT)

 

Um vírus desde o seu início (dezembro/2019 e janeiro/2020) tendo provocado cerca de 500 vítimas mortais − a uma média de 8 vítimas mortais/dia − ainda muitíssimo longe das vítimas mortais provocadas pelo vírus sazonal Influenza (gripe), a nível mundial atingindo as 795 a 1781 vítimas mortais/dia.

 

(imagem: philippineslifestyle.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:31

03
Fev 20

Num estabelecimento do ponto de situação (a 2 de fevereiro de 2020) da evolução do surto (pandémico) de coronavírus (2019-nCoV) surgido na cidade chinesa de Wuhan (com cerca de 12 milhões de habitantes) no início do mês de dezembro − no passado dia 1 de dezembro de 2019 (ou seja há dois meses) – a indicação fornecida pelas entidades governamentais chinesas de um total ultrapassando já as 17.000 pessoas infetadas (há uma semana cerca de 4.400 e só esta segunda-feira 3, com mais 2.829 casos reportados nas últimas 24 horas) e um total superior a 360 vítimas mortais. Para lá da China com um total de 20 países (para já excluindo Portugal) com casos de coronavírus 2019-nCoV confirmados.

 

1800x1200_coronavirus_1.jpg

Coronavírus

Taxa de mortalidade: 2%

Média: 5 a 6 vítimas mortais/dia

(03.02.2020)

 

Coronaviruses are a family of viruses that cause disease in animals. Seven, including the new virus, have made the jump to humans but most just cause common cold-like symptoms. Two coronaviruses – Middle East respiratory syndrome (Mers) and severe acute respiratory syndrome (Sars) – are much more severe, having killed more than 1,500 people between them since 2002. The new virus, known as Wuhan coronavirus (2019-nCoV), is also more dangerous. So far, around 15 to 20 per cent of hospital cases have been classed as “severe” and the current death rate stands at about two per cent. This is much lower than Mers or Sars but still a significant threat.” (Paul Nuki/The Telegraph/3 February 2020/yahoo.com)

 

(imagem: webmd.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:16

21
Jan 20

[Enquanto nos EUA se assiste desde a sua tomada de posse (em janeiro de 2017 do 45º Presidente dos EUA o republicano Donald Trump) ao espetáculo deplorável dos derrotados nas últimas Presidenciais (a candidata Democrata Hillary Clinton) não aceitarem já tão perto das próximas presidenciais (novembro de 2020) o resultado obtido há 4 anos − vitória surpreendente (por inesperada e ingerível pelos DEM) e legal de TRUMP (pelos REP) – mostrando mais uma vez para quem afirmando-se não cego ainda não queria ver o período de decadência em que há muito entrou os EUA (iniciado em dezembro de 1991 com o fim da URSS e confirmado dez anos depois em setembro de 2001 com o ataque às Torres Gémeas) anunciando o fim do seu IMPÉRIO (ocidental com o seu eixo centrado em Washington).]

 

3-chinas500met.jpg

 

Na China tal como o poderíamos afirmar para o seu poderoso aliado (oriental e estratégico) a Rússia, os seus objetivos e desígnios viram-se deliberadamente (nem que seja inicialmente seguindo apenas uma perspetiva económica e financeira, como forma de penetrar e conquistar novos mercados) e de uma forma inteligente (elogiando e oferecendo, não sancionando e ameaçando) para as questões concretas da nossa vida (resumindo-se cada vez mais ao nosso dia a dia de trabalho) e do desenvolvimento do nosso planeta (tentando prioritariamente evitar a sua destruição e a nossa extinção pelos Senhores da Guerra), como o será certamente o caso da Ciência e da Tecnologia e o da Conquista do Espaço (do Universo): progressivamente com o Eixo da Terra a deslocar-se de Washington para Pequim e com muitos observadores − não orientais mas ocidentais − a preverem ainda para este ano (de 2020) a revelação da cada vez mais próxima e potencial “Crise do Dólar”.

 

World's largest radio telescope starts formal operation

 

China put world's largest and most sensitive radio telescope into formal operation on Saturday. The Five-hundred-meter Aperture Spherical radio Telescope (FAST) will provide astronomers around the globe with a powerful tool to uncover the mysteries surrounding the genesis and evolutions of the universe.”

 

chinas500met.jpg

 

The Five-hundred-meter Aperture Spherical radio Telescope (FAST) is a single-dish telescope with a diameter of half a kilometer and a receiving area equivalent to about 30 football fields. It is located in a naturally deep and round karst depression in southwest China's Guizhou Province.

In over two years, FAST has identified 102 new pulsars, more than the total number of pulsars discovered by research teams in Europe and the United States during the same period.

Dubbed "China Sky Eye," FAST is about 2.5 times as sensitive as the second-largest telescope in the world and capable of receiving a maximum of 38 gigabytes of information per second.

 

138696973_15787413841511n.jpg

 

FAST has expanded four times the volume of the space range that radio telescopes can effectively explore, which means that scientists can discover more unknown stars, cosmic phenomena and laws of the universe, or even detect extraterrestrial life, said Li Kejia, a scientist at the Kavli Institute for Astronomy and Astrophysics at Peking University.

With a cost of nearly 1.2-billion-yuan (around 170 million U.S. dollars), FAST was completed in September 2016, over 20 years after it was proposed by Chinese astronomers.

Nearly 10 scientists from the United States, Britain and Pakistan have worked at FAST. More global collaborations are expected in areas such as gravitational wave detection and very-long-baseline interferometry (VLBI) following its formal operation.

 

[texto em Xinhua Headlines: xinhuanet.com/english/2020-01/11/c_138696973.htm]

 

(imagens: FAST e Xinhua/Ou Dongqu)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:51

16
Jan 20

[Algo − Sobre a Velha e Decadente Europa, querendo viver exclusivamente dos rendimentos; e sobre os seus reais-bastardos, donos dos muitos e inúteis Serviços.]

 

bbefc04f9811bb6f410612ae8e228b133ed2e6b3.jpg

[Europa, a seguinte]

 

"Ontem"

After China,

Trump trade wrath likely

to find new targets

(yahoo.com)

 

E mais uma vez confirmando a sua contribuição como FORÇA NULA no atual SISTEMA GLOBAL DE FORÇAS − de um lado tendo um Império em Decadência (tendo o centro do seu eixo em Washington) e do outro um Império em Ascensão (tendo o centro do seu eixo em Pequim) − com a EUROPA a indicar-nos ser apenas e a nível de decisões, uma mera filial da defesa dos interesses dos ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA.

 

Depois do assassinato do Alto-Dirigente Iraniano através de uma encomenda enviada (por DRONE) por um Alto-Dirigente Norte-Americano e como sempre não confiando (como qualquer católico-romano de Excelência, sabendo de antemão da existência mesmo na sua Comunidade, de Pecadores) nos seus amigos e mais que fieis aliados, até para não restarem qualquer tipo de dúvidas sobre as reais intenções dos EUA como o é a defesa exclusiva dos seus interesses e desde logo expondo claramente o seu jogo (e estratégia para amigos e inimigos, a mesma), ameaçando a Europa de novas sansões caso não percebessem a decisão agora (de imediato, já atrasado) a tomar:

 

Denunciarem de vez o acordo nuclear com o Irão, se não quiserem num futuro próximo (nem todos, aqueles que poderem) − e destruída toda a restante Indústria − passarem a alimentar-se (literalmente) de peças de automóveis.

 

b642afaf194c42fd9130b4708f618022_18.jpg

[Depois do Irão]

 

"Hoje"

US threatened Europe

with auto tariffs

over Iran

(aljazeera.com)

 

E naturalmente face às ordens emitidas pelo chefe e EXCECIONAL AMIGO AMERICANO, com a EUROPA (mesmo contra os seus interesses e desejos dos seus cidadãos) em coro e a uma só voz (a que interessa Reino unido/França/Alemanha) a responder SIM:

 

Não sendo, pois, de espantar a resposta do Irão (o Mau da fita) face à cobardia da Europa, “vendendo o pouco que ainda restava do acordo, para não ser sancionada por TRUMP (pelos vistos e para a Europa o Bom da fita).

 

(imagens: AFP Photo/JOHN THYS − Atomic Energy Organization of Iran /AFP)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:17

09
Dez 19

[E introduzindo o Open da Escócia de 9/15 de dezembro.]

 

2019 UK Championship Final

08.12.2019

 

snapshot.jpg

2019 UK CHampionship

Derradeira tacada da vitória de Ding Junhui

(com as bolas branca & preta a saltarem da mesa)

 

UK – FINAL − 2019

S

P

J

DING JUNHUI

(CHI)

Stephen Maguire (ESC)

10

6

1ª S

1-0; 2-0; 3-0; 4-0

 

4-1; 4-2; 4-3; 5-3

2ªS

6-3; 7-3; 7-4; 8-4

 

8-5; 8-6; 9-6; 10-6

(S: Sessão P: Parte J: Jogador)

 

Marcando o regresso às finais de uma das maiores figuras do panorama atual do SNOOKER mundial − no seu país um dos responsáveis pela explosão desta modalidade de bilhar − pela sua carreira considerado um “Herói do Desporto na China” − DING JUNHUI – passados mais de dois anos sobre a sua última vitória (no 2017 WORLD OPEN), eis que o jogador chinês conquista o 2019 UK CHAMPIONSHIP (troféu ganho pela 3ª vez 2005/2009/2019): aos 32 anos vencendo a sua 14ª prova de RM, faltando-lhe mesmo (e só) ser Campeão do Mundo (já se tendo sagrado Vice-Campeão do Mundo em 2016). Não se podendo esquecer o seu opositor o escocês STEPHEN MAGUIRE, que apesar da sua boa performance na final (recuperando de 0-4, para 3-5 e posteriormente para 6-8) não evitou a derrota continuando a remeter a sua última vitória (numa prova de RM) para 2013 (Open do País de Gales). E concluído o UK com Ding Junhui a subir a 9ºRM e Stephen Maguire a 15ºRM.

 

Ranking Mundial

(provisório/08.12.2019)

RM

(RE)

J

(N)

£ (x1000)

RM

(RE)

J

(N)

£

(x1000)

(1º)

Judd

Trump

(ING)

1356

(4º)

Mark Selby

(ING)

732

(10º)

Mark Williams

(GAL)

861

(9º)

John Higgins

(ESC)

728

(16º)

Ronnie O’Sullivan

(ING)

825

(5º)

Mark Allen

(IRLN)

636

(30º)

Neil

Robertson

(AUS)

752

(13º)

Kyren Wilson

(ING)

495

(RM: Ranking Mundial RE: Ranking Época J: Jogador N: Nacionalidade £: Libras)

 

Disputadas 13 provas do calendário mundial de SNOOKER da época 2019/20 – 7 provas individuais contando para o Ranking Mundial (RM), 5 provas individuais por convite não contando p/RM e 1 prova por equipas (países) – são 12 os jogadores tendo já erguido pelo menos uma vez, um troféu por si conquistado: Judd Trump/ING (3+0), Shaun Murphy/ING (1+0), Mark Selby/ING (1+0), Yan Bingtao/CHI (1+0), Ding Junhui/CHI (1+0), Ronnie O’Sullivan/ING (0+1), Thepchaiya Un-Nooh/TAI (0+1), Stephen Maguire/ESC (0+1 e WC), Barry Hawkins/ESC (0+1), Neil Robertson/AUS (0+1) e John Higgins/ESC (WC). Com a 13ª prova da época e última a realizar-se em 2019 a ser o OPEN da ESCOÓCIA de 9/15 de dezembro, tendo como detentor do troféu o norte-irlandês Mark Allen − e do Top 32 do RM só se registando a ausência do galês Mark Williams.

 

Finalistas

2019 UK Championship

(resultados mais relevantes)

J

Época 2018/19

Provas de RM

Provas n/ de RM

Ding Junhui

1V e 1PQF

1PQF

Stephen Maguire

1PF

1V (+World Cup)

(V: Vitória PQF: Presença nos Quartos-Final PF: Presença na Final)

 

[(0+0) = (prova contando p/RM + prova n/ contando p/RM) e WC = World Cup/prova por equipas/países]

 

Iniciando-se já hoje (segunda-feira, 9) o OPEN da ESCÓCIA com transmissão no canal Eurosport.

 

(imagem: Home of Snooker/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:37

10
Nov 19

Registos de um peixe (segundo pescadores, supondo-se ser uma carpa, um peixe vivendo em ambientes com menor salinidade como rios e lagos) com “cara humana” obtida na passada terça-feira (5 de novembro) num lago situado na capital da província de YUNNAN (localizada no sudoeste da CHINA) – KUNMING – da autoria de um turista no momento e acidentalmente passando por lá e reparando no caso estranho, estampado na face do peixe na altura dirigindo-se para a margem do referido lago (conforme notícia ufosightingshotspot.blogspot.com a partir do canal Viral Strong e publicado a 8 de novembro em youtube.com) – o "Peixe com Cara de Homem":

 

snapshot1.jpg

 

Chinese tourist spots fish with 'human face' in lake

 

A fish with a "human-like face" was spotted swimming in a lake

by a tourist in southwestern China's Kunming on November 5.

(Viral Strong/youtube.com/08.11.2019)

 

snapshot2.jpg

 

A woman says:

 

"See the fish has become a fairy, it has a human-like face."

 

The markings on the fish resemble that of a human's eyes, nose and mouth.

According to fish farmers, the fish is actually a kind of carp.

(Viral Strong/youtube.com/08.11.2019)

 

snapshot3.jpg

 

E tal como o artigo afirma não se tratando de nenhum Alienígena do Espaço nem (pelo menos que se saiba, no nosso disponibilizado e projetado “Mundo Real”) de nenhum derivado Terrestre – como o serão os “Aliens from Mexico” ou como o poderiam ser os “Aliens from China”, conforme o enquadramento legal e de momento feito pelos “Representantes de Deus na Terra (assim se afirmando e definindo) sendo nativos dos EUA – mas simplesmente de mais um peixe entre outros (peixes e respetivas funções, como serem comidos/fisicamente ou comerem-nos/mentalmente) servindo de espelho (apenas utilizado hoje não para nos “revelarmos”, mas para reforçar a nossa “máscara”) para a nossa própria face.

 

snapshot4.jpg

 

No canal Viral Strong” (youtube.com) com a notícia contando ainda com a contribuição (como em todas as Redes Sociais, esmagadoramente “sob ocupação”) dos seus utilizadores (maioritariamente e por absorção crónica, dos mesmos) com os habituais e sociais disparates (pondo de lado a ciência/cultura e memória e optando pelo entretenimento/espetáculo):

 

Someone must flush there sperm and female gold fish down the toilet at the same time again nasty mf.(Judah LionHeart/youtube.com)

 

That's a cursed fish, and this is a cursed video. Everything in China is cursed.(mutabore7/youtube.com)

 

I ‘m sorry I saw this its horrible must be fake news.(Listen Truth/youtube.com)

 

(notícia e imagens: Viral Strong/youtube.com e ufosightingshotspot.blogspot.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:58

Fevereiro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

21
22

23
24
25
26
27
28
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO