Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

16
Ago 19

July 2019 was hottest month on record for the planet

Polar sea ice melted to record lows

(NOAA)

 

Much of the planet sweltered in unprecedented heat in July, as temperatures soared to new heights in the hottest month ever recorded. The record warmth also shrank Arctic and Antarctic sea ice to historic lows. (noaa.gov)

 

190815130854_1_900x600.jpg

Thermometer showing

high temperature in summer

 

Com as temperaturas médias do ar (referidas a um determinado lugar e respetivas coordenadas) − se comparadas com as anteriores registadas num mesmo período − a serem maiores em Julho, tal como o terão sido em Junho, Maio e Abril − e assim sucessivamente em todos os meses anteriores – repetindo-se numa escala de tempo mais larga o que já se passa há muito mas numa (escala) mais estreita (até porque o Universo se estende do Infinitamente Pequeno ao Infinitamente Grande), podendo-se concluir algo já constatado e registado mas ainda não completamente integrado (na nossa Memória e Cultura): que o ano de 2018 terá sido (em média) mais quente que o de 2017, este mais quente que o de 2016, o de 2016 mais quente que o de 2015 e sucessivamente nos últimos e já longos anos com o mesmo fenómeno (atmosférico/meteorológico) a replicar-se seguindo um mesmo padrão (de aumento geral e parecendo sem recuo das temperaturas).

 

Sea

(Average)

Stats

and Facts

ARCTIC

Average Arctic sea ice set a record low for July, running 19.8% below average -- surpassing the previous historic low of July 2012.

ANTARCTIC

Average Antarctic sea-ice coverage was 4.3% below the 1981-2010 average, making it the smallest for July in the 41-year record.

(fonte: ncdc.noaa.gov/sotc/global/201907/NOAA)

 

Anunciando para quem vê, não estando à espera que a Imagem se imponha (e sob o espetáculo, se subjugue) − quando o que nós queremos não é propriamente a Imagem refletida (podendo ser até de um Objeto) mas o Sujeito (hierarquicamente superior) que lhe deu forma e o criou (ao objeto) – que as Alterações Climáticas não chegaram agora mas já aí estão há muito (ou sempre cá estiveram) sendo o Degelo dos Polos (e “apenas”) uma Evidência. E que a nova Raça Dominante (o HOMEM) atualmente dominando o planeta Terra e sendo espetacularmente suportada (a raça Humana) por um aparente BOOM no nosso (Ilimitado) Conhecimento e Desenvolvimento Científico e Tecnológico − inesperado, repentino, como se algo/alguém tivesse sido impregnado, “Iluminado” – não acompanhando mentalmente toda esta Revolução e em vez de juntar continuando a separar por especialização todos os sectores da nossa Sociedade (sem Exceção)  − “conhecendo profundamente a sua terra mas nem sabendo da existência de outras” – arriscando-se a um dia sem nada que o indicasse ou justificasse, já ter sido ultrapassado, subalternizado, eliminado. Tal como os dominantes anteriores os irracionais DINOSSAUROS, sendo considerados “EXTINTOS”.

 

Num planeta evoluindo por Saltos (Civilizacionais, sendo o nosso um deles) − com diversas entidades Minero-Orgânicas que não apenas a nossa (mesmo podendo repetir-se situações) presentes − e acompanhando os Ciclos (Solares e do próprio planeta) interligando o conjunto (o Sistema Planetário, a Galáxia) e transformando-o num Universo Vivo.

 

Some

Cool Spots

Stats

and Facts

Scandinavia

Temperatures at least 2.7 degrees F below average.

Western and Eastern Russia

(fonte: ncdc.noaa.gov/sotc/global/201907/NOAA)

 

(dados e imagem/legenda: sciencedaily.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:29

28
Mar 17

(De repente o Sol acordou de um repouso de muitos dias)

 

Contrariando dias seguidas sem manchas solares e com o Sol parecendo adormecido, aqueles que previam ser este mais um momento de confirmação da fase fraca do ciclo solar, vêm-se agora perante três manchas solares em crescimento e por sinal bem ativas: e se uma delas irá desaparecer (pelo menos temporariamente devido à sua posição e à rotação do Sol – AR 2646) já as outras duas para além do seu crescimento estão neste momento viradas para o lado onde está o nosso planeta (AR 2644 e AR 2645).

 

star-ch-and-ar-map-march-26-2017.jpg

Sol

(26 de Março de 2017)

 

On Sept. 2, 1859, an incredible storm of charged particles sent by the sun slammed into Earth's atmosphere, overpowered it, and caused havoc on the ground. Telegraph wires, the high-tech stuff of the time, suddenly shorted out in the United States and Europe, igniting widespread fires. (space.com)

 

Neste momento com a mancha solar AR 2645 a ser a mais ativa, com explosões na sua coroa a produzir a ejeção de elevadas quantidades de energia solar (raios-X) atingindo níveis da classe C5 (de qualquer das formas sem consequências negativas para a Terra). E com a mancha solar AR 2644 ainda pouco ativa mas podendo ultrapassar nesse aspeto e brevemente a outra mancha virada para nós, já que apresenta a grande possibilidade de produção de chamas de classe M (devido à presença no campo magnético de raios beta/gama).

 

aHR0cDovL3d3dy5zcGFjZS5jb20vaW1hZ2VzL2kvMDAwLzAwNC

Sol

(4 de Janeiro de 2002)

 

If a storm that severe occurred today, it could cause up to $2 trillion in initial damages by crippling communications on Earth and fueling chaos among residents and even governments in a scenario that would require four to 10 years for recovery. For comparison, hurricane Katrina inflicted somewhere between $80 billion and $125 billion in damage. (space.com)

 

Com os parâmetros dos raios emitidos pelo Sol e atingindo a Terra a poderem aumentar na sua intensidade e efeitos (provocando mais auroras e aumentando as interferências nas radiofrequências) nestes próximos dias (especialmente hoje e amanhã) e com o vento solar a atingir uma velocidade na ordem dos 700Km/s (a esta velocidade demorando 60 horas a atingir-nos). Convindo recordar que apesar de uma mancha estar virada para o lado da Terra, tal não significa que uma chama solar (ou então uma CME) a pudesse atingir, podendo passar obviamente ao lado da mesma.

 

Olhando só um pouquinho para trás (28 anos) podendo-se recordar 1989 (em que uma forte CME deixou 6 milhões de pessoas sem luz no Canadá), 2012 (em que uma poderosíssima CME passou mesmo ao lado da Terra, atingindo-a, podendo ainda hoje estarmos confrontados com o desastre) e o ano de 2014 – e no que a NASA afirmou na sequência deste último Evento (com o Sol emitindo poderosas CME): de que a Terra teria 12% de probabilidade de ser atingida por uma grande CME nos próximos 10 anos (2014/24).

 

(imagem: watchers.news e space.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:18

14
Mai 13

“O Sol é novo a cada dia”

(Heráclito)


Coroa solar durante um eclipse

 

Imagem obtida durante um eclipse do Sol, observando-se claramente o plasma que se encontra à sua superfície, podendo este atingir temperaturas de 2.000.000 ° C. Esta coroa que envolve o Sol (corona solar) tem dimensões e forma variável conforme o ciclo que o Sol atravessa – de maior ou menor actividade – originando a emissão de partículas para o espaço exterior (ventos solares) e o aparecimento à sua superfície das conhecidas manchas solares. 


(imagem – Miroslav Druckmüller/BUT – spaceweather.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:30

Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO