Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

13
Fev 21

Tendo-se já o conhecimento de que no Universo que partilhamos diferentes tipos de objetos (partículas) o preenchem (matéria) ─ como a nível individual, as estrelas, os planetas, os cometas e os asteroides (entre outros) e a nível coletivo, os Sistemas, os aglomerados estelares (ou Clusters) e as Galáxias (entre outros)

 

antilhue_ngc6397.jpg

Aglomerado de estrelas ou cluster NGC 6397

 

Completando-se o espaço restante (entre objetos/partículas) com antipartículas de matéria (antimatéria) e daí formando um todo (do caos inicial surgindo a ordem e com a migração, a distribuição/organização), sendo de salientar que na formação do Universo (tendo um papel importante na formação de muitos objetos, como estrelas/planetas/galáxias) e até nas interligações Matéria/Antimatéria (onde o espaço/tempo se torce),

 

Outros objetos emergem (de imediato) destacando-se ─ no nascimento, vida e morte desta realidade ─ podendo até em certas condições (manipulando o tempo e o espaço) estabelecer ligações com outras realidades, ou Universos (mundos paralelos):

 

hst_ngc6397.jpg

Centro do aglomerado estelar NGC 6397

 

Os Buracos-Negros (aí atuando sobre a Luz), de uma forma simplista funcionando como a válvula de canalização de um lavatório, aberta engolindo e fazendo desaparecer (neste exemplo) num rodopio curioso (cientificamente fascinante) toda a água (aí acumulada) ─ nesse mundo ─ e enviando-a de imediato para outro lugar ─ ou outro mundo.

 

Como é o caso (destacado em syfy.com/Phil Plait em 12.02.2021) do cluster NGC 6397 (um dos vários da Via Láctea) ─ grande aglomerado de estrelas (cerca de 400.000) localizado na constelação de Ara a 7.800 anos-luz, bem brilhante e visível a olho nu ─ com os seus (ou seu) “black holes”, agora sabendo-se que em vez de ter apenas “um buraco negro” (único e extremamente maciço) possuindo “vários buracos negros” (dezenas/centenas e mais pequenos), girando todos em redor do seu centro (do buraco).

 

ngc6397_blackholes_core_art.jpg

Enxame de buracos negros no centro do Cluster

 

E ainda sobre os mesmos (Black Holes/Buracos Negros) ficando-se a saber que em vez de duas poderão existir três categorias: uns com uma massa estelar 12X maior ou superior ao da estrela (de referência) e outros muito mais maciços, 100.000X maior e podendo até atingir os biliões de vezes a massa da estrela ─ mas havendo a possibilidade de uns terceiros, intermédios, mas ainda sem confirmação (talvez em clusters como o NGC 6397).

 

[syfy.com/syfywire/black-holes-swarm-in-the-core-of-a-globular-cluster]

 

(imagens: D. Verschatse/Antilhue Observatory

─ NASA/ESA/T. Brown/S. Casertano/J. Anderson

─ ESA/Hubble, N. Bartmann/syfy.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:05

Abril 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Enxame de Buracos Negros

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO