Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

27
Mar 19

Passados mais de dois anos e insultando um Presidente!

 

[Mas certamente (sendo um aviso) e dado o deserto de ideias reinante entre os Democratas (sendo um alerta), um não-assunto tornado objetivo, mas sem rumo (senão virtual) e finalização (filosoficamente oscilando, entre o ovo e o cu da galinha): podendo tal opção desembocar no impensável (a 2ª parte do drama) com a inacreditável (recordando a cara final de Hillary) reeleição do Milionário. E mantendo-se este caminho (traçado pelos DEM e aproveitado pelos REP) talvez com o Mundo a acabar antes mesmo dos 12 anos (uma ideia de AOC).]

 

Conclusão

It Was All a Lie

(Peter Van Buren/theamericanconservative.com)

 

trump-putin-puppet.jpg

Putin’s Puppet

 

“The Special Counsel’s investigation did not find that the Trump campaign or anyone associated with it conspired or coordinated with Russia in its efforts to influence the 2016 US Presidential Election.”

(Justice Department summary of Mueller report)

 

Explicação

The New York Times, The Washington Post, CNN, MSNBC, MTV

(de um processo iniciado antes das Presidenciais de 2016)

 

“Even as the story fell apart over time, a large number of Americans and nearly all of the mainstream media still believed that the president of the United States was a Russian intelligence asset—in Clinton’s own words, “Putin’s puppet.” How did that happen?

 

Robert_Mueller_2012.jpg

Robert Mueller

 

A mass media that bought lies about nonexistent weapons of mass destruction in Iraq and then promised “never again!” did it again. The New York Times, WaPo, CNN, MSNBC, et al, reported falsehoods to drive a partisan narrative. They gleefully created a serial killer’s emptywheel-like bulletin board covered in blurry photos connected by strands of yarn.

 

Another generation of journalists soiled themselves. They elevated mongerers like Seth Abramson, Malcolm Nance, and Lawrence Tribe, who vomited nonsense all over Twitter every afternoon before appearing before millions on CNN. They institutionalized unsourced gossip as their ledes—how often were we told that the walls were closing in? That it was Mueller time? How often was the public put on red alert that Trump/Sessions/Rosenstein/Whitaker/Barr was going to fire the special prosecutor? The mass media featured only stories that furthered the collusion tall tale and silenced those skeptical of the prevailing narrative, the same way they failed before the Iraq war.”

(Peter Van Buren/theamericanconservative.com)

 

(texto integral de Peter van Buren/para consulta: It Was All a Lie/theamericanconservative.com/25.03.2019 − imagens: researchgate.net − Pete Souza/foto official da Casa Branca)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:07

07
Jan 19

Agora a 2 biliões de anos de distância:

Mesmo sabendo-se antes (de 31) da nova data da chegada do FIM-DO-MUNDO, só se divulgando depois (de 1) para não perturbar a PASSAGEM DE ANO.

 

image_6788e-Milky-Way-Magellanic-Clouds.jpg

The Milky Way Galaxy and the Large and Small Magellanic Clouds

(texto/imagem: Nina McCurdy /Nick Risinger / NASA/sci-news.com)

 

Segundo um artigo publicado recentemente (a 13.11.2018) pela Royal Astronomic Society (organização de investigação astronómica, criada no início do século XIX e sediada em Londres), o Fim-do-Mundo na Terra está ainda mais próximo do que anteriormente se previa: um sinal deveras preocupante para todos nós (os animais racionais residentes neste planeta) para o Homem – quando um dos desejos mais prementes e sempre emergentes em qualquer tipo de conversa envolvendo o nosso ecossistema, o nosso quotidiano e a nossa sobrevivência, aponta não só para o Espaço disponibilizado (teoricamente sem problemas de aplicação por Infinito, apesar de pratica/tecnologicamente ainda não ser possível de concretização) como simultaneamente (e fundamentalmente – ou não fossemos católico-romanos dificilmente aceitando Lavoisier) para o Tempo atribuído (a cada um de nós) cronologicamente bem delimitado e extremamente curto – em tudo semelhante (quotidiano e tempo de serviço) à Vida ao nível de um inseto como será o caso Mosca.

 

The aftermath of the Great Collision between our Galaxy and the Large Magellanic Cloud

(Marius Cautun, Alis J Deason, Carlos S Frenk, Stuart McAlpine)

The Milky Way (MW) offers a uniquely detailed view of galactic structure and is often regarded as a prototypical spiral galaxy. But recent observations indicate that the MW is atypical: it has an undersized supermassive black hole at its centre; it is surrounded by a very low mass, excessively metal-poor stellar halo; and it has an unusually large nearby satellite galaxy, the Large Magellanic Cloud (LMC). Here, we show that the LMC is on a collision course with the MW with which it will merge in 2.4+1.2−0.8Gyr (68 per cent confidence level). This catastrophic and long-overdue event will restore the MW to normality. Using the EAGLE galaxy formation simulation, we show that, as a result of the merger, the central supermassive black hole will increase in mass by up to a factor of 8. The Galactic stellar halo will undergo an equally impressive transformation, becoming 5 times more massive. The additional stars will come predominantly from the disrupted LMC, but a sizeable number will be ejected on to the halo from the stellar disc. The post-merger stellar halo will have the median metallicity of the LMC, [Fe/H] = −0.5 dex, which is typical of other galaxies of similar mass to the MW. At the end of this exceptional event, the MW will become a true benchmark for spiral galaxies, at least temporarily.

(Royall Astronomical Society/2018)

 

E assim num momento em que no planeta Terra o Homem (o Ser Vivo Inteligente aí residente) caminha para os 8 biliões de indivíduos, repensando-se de novo e finalmente (numa ação interrompida há quase meio século) na exploração do Espaço e no relançamento dos voos tripulados – com norte-americanos, russos e chineses apontando para a Lua e para Marte (utilizando organizações governamentais ou privadas) – e como consequência dessa ação (inevitável se pretendermos evitar a nossa extinção, para tal sendo necessário movimento/evolução ou seja o abandono da zona anterior de conforto ou seja “de casa”) podendo posteriormente (o mesmo Homem) expandir o alcance destas expedições a outros corpos celestes, planetas (com as Viagens Interplanetárias) ou até mesmo galáxias (com as Viagens Intergalácticas) – estendendo-se de uns míseros 384 mil Km de distância (distância aproximada Terra/Lua), a centenas e milhares de UA (com a Nuvem de Oort a estender-se até umas 100.000UA e o sistema estelar Alpha Centauri/ o mais próximo da Terra a uns 4,37 anos-luz/mais de 63.000UA de distância) – com esta notícia a cair (literalmente em cima de nós) encurtando-nos ainda mais o tempo (já ínfimo a nível individual) e aconselhando-nos a acelerar: não daqui a 4 ou 5 biliões de anos ocorrendo o Fim-do-Mundo (tal com anteriormente previsto, devido à colisão da nossa galáxia/Via Láctea com a galáxia de Andrómeda) mas com tal Evento a ocorrer dentro de apenas 2 biliões de anos (com a colisão da Via Láctea com a Grande Nuvem de Magalhães, uma pequena galáxia rodando em torno da Via Láctea) – não existindo outro tipo de Evento (anterior) ao Nível da Extinção reduzindo a nossa permanência (na Terra) até uns 60%.

 

(imagem: a indicada)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:54

28
Abr 18

Pelo menos o seu pénis, apesar de algumas dizerem, tal atributo ser pequenino.

(logo de mais difícil manipulação, seja pelas mãos seja pela língua)

 

Segundo as últimas informações (dada a origem sendo credíveis por Excecionais) divulgadas pela estação norte-americana CNN (pró-Democrata) desde a implementação não subliminar da sua última campanha de marketing & publicidade (obviamente paga ou não fosse o principal objetivo da Comunicação Social servir quem a mantem viva mesmo à base de FAKE NEWS – as Empresas suas financiadoras) tendo como ponto de partida e de referência política o dia 8 de Novembro de 2016 (data da declaração da vitória de Donald Trump e da derrota de Hillary Clinton),

 

“We have some of the most beautiful hookers in the world.”

(segundo o ex-Diretor do FBI Comey despedido pelo atual Presidente, uma afirmação de Putin num encontro em Moscovo com o aí ainda não Presidente Trump)

 

7WMTMOBXFII6PNHOINFW2UDLG4.jpg

Donald Trump

Em 2013 Milionário em 2016 Presidente

Como um dos organizadores na Rússia (Moscovo) do concurso Miss Universo

Ao lado de Miss Venezuela (Gabriela Isler) em 9 Novembro de 2013

Três anos depois (8 de Novembro de 2016) eleito como o 45º Presidente dos EUA

 

– E estrategicamente dirigidas contra o atual Presidente Norte-Americano legalmente eleito (Republicano), invocando que o verdadeiro vencedor seria o candidato derrotado (Democrata) e tal não se tendo verificado (a sua Vitória ou seja de Hillary Clinton) devido a deficiência da Máquina (Eleitoral, que não tendo reparado que HC tinha mais votos que DT deu ao segundo Maioria do Colégio Eleitoral) mas sobretudo a uma escandalosa Ingerência Estrangeira (do último e recentemente confirmado Inimigo Público Nº 1 dos EUA e seus Aliados – e como tal da Civilização Ocidental e do Mundo – o russo, ex-agente do KGB e Presidente da Rússia Vladimir Putin),

 

O Mundo fica agora a saber que o 45º Presidente dos EUA o Republicano Donald Trump (numa investigação dedicada e reforçada há 17 meses pela esmagadora maioria dos média norte-americanos e liderada globalmente pela CNN) poderá estar mesmo numa Rota de Colisão (e igualmente Obstrução) com o objetivo fulcral da sua eleição e função como Presidente da maior Potência Global (Polícia, Juiz e Executor do Mundo):

 

“A 22-year sex worker named Ivana Kamensky, claims she was one of the prostitutes who had sexual intercourse with Donald Trump in Moscow in 2011, adding that the American President had the smallest penis she had ever seen.”

(a partir de notícias tipo Fake News publicadas num Website de rumores/WNBR e aqui tendo como protagonista o atual Presidente Donald Trump/snopes.com)

 

russ1222_0.JPG

Kremlin Denies Putin Pitched Russian Hookers To Trump (zeroedge.com)

Da afirmação de Comey, sobre o comentário de Trump e dirigida a Putin ‒ como tendo este dito (Putin) possuir o seu país (a Rússia) as melhores prostitutas do Mundo ‒ à imediata negação por parte de Trump (do encontro com Putin e com as ditas prostitutas) e Putin (com o seu porta-voz comentando que pela altura Putin nem conhecia Trump)

 

Podendo mesmo estar e como a CNN já tem repetidamente afirmado (ao longo destes últimos meses) nas mãos de uma Perigosa Potência Estrangeira Não Democrática e Violenta e do seu temível Ditador (tendo anteriormente pertencido à sua tenebrosa Polícia Política), com Donald Trump atuando na realidade não como um HUMANO mas como um ROBOT, controlado a partir de Moscovo, do palácio do operador (o Kremlin que não a discoteca de Lisboa) e tendo com o seu manipulador Vladimir Putin.

 

Não intervindo diretamente (utilizando as suas próprias mãos ou de um seu representante), não se servindo de máquinas (como Barack Obama com os seus Drones), não utilizando ondas de rádio (com os seus Aliados Extraterrestres mas anti Roswellianos), nem sequer recorrendo a outro subterfúgio desconhecido para a generalidade (de nós os 7,5 biliões), mas recorrendo a mulheres (mais uma vez pelo homem) e à Mais Antiga Profissão do Mundo (legal) – num tempo de assédio e Me Too as mulheres (não homens pois tais pelos vistos não existem) Prostitutas.

 

“Russia now has more prostitutes than doctors, farmers and firemen combined.”

(publicado em euromaidanpress.com a partir de Windows on Eurasia e deixando-nos uma dúvida de duplo impacto, 1/se tal como a afirmação parece sugerir todas as Modelos serão Prostitutas ou apenas as naturais da Rússia e 2/se a Mãe de Todas-as-Prostitutas-do-Mundo e Líder Espiritual da Mais-Antiga-Profissão-do-Mundo é mesmo daí natural; mas certamente e nesse campo a manter-se a Supremacia Ocidental contribuindo estas nalguns países e desde já para o PIB)

 

CsUmVUYWYAARsnf1.jpg

A Bela e o Monstro

Segundo os Média Ocidentais uma montagem ensaiada e preparada

Pretensamente juntando Vladimir Putin e um grupo de noivas russas

Na realidade conjugando num cenário idílico o Monstro Putin

E belas Modelos russas vestidas de noivas

 

Ficando-se hoje a saber que há uns anos atrás numa eleição de algum tipo de Miss Mundo ou Universo organizada por essa altura em Moscovo (por meados da década iniciada em 2000) e pretensamente contando com a presença de Donald Trump (um dos convidados e/ou associados e/ou organizadores do Evento),

 

– Já na altura e obviamente com Vladimir Putin no poder (como Presidente)

 

O mesmo (Trump) terá sido apanhado por uma Rede poderosa de Prostitutas Russas (a soldo de Putin) e pelas mesmas se deixando voluntariamente usar (aí sexualmente) e como pagamento (obrigando-o ou não, chantagista ou não) eventualmente deixando-se hoje manipular:

 

Tal como o tão propalado Boneco personificando por Donald (o filho de Chucky) manipulado por Vladimir (Chucky o Boneco Diabólico) e tendo como namorada Hillary (Tiffany). Com o Palhaço a sermos todos nós.

 

(imagens: washingtonpost.com/zeroedge.com/euromaidanpress.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:00

25
Fev 16

E só se soube muitos dias depois do desfile

 

A esmagadora maioria dos meteoritos que têm entrado em rota de colisão com a Terra (mais de 99%), devido às suas reduzidas dimensões (muito mais pequenos que o meteorito que caiu recentemente no Atlântico), desaparecem aquando da sua entrada na atmosfera (como as estrelas cadentes). No entanto um dos fatores além da sua dimensão que torna estes meteoritos inofensivos, é certamente o do momento em que entrados na atmosfera terrestre explodem: invariavelmente a grandes altitudes (o do Atlântico desintegrou-se a 30km). O problema surgirá no dia em que um destes pequenos corpos celestes explodir perto de nós (da superfície terrestre): lembrando-nos aí a bomba de Hiroshima.

 

3175B50500000578-0-image-a-1_1456171935613.jpg

Local de impacto do meteorito de 6 de Fevereiro sobre o Atlântico

 

Passados mais de quinze dias sobre o Evento Astronómico do Ano (envolvendo o planeta Terra e um outro corpo celeste), a mundialmente reconhecida (pela sua excecionalidade) agência espacial norte-americana NASA, vem-nos agora informar que no passado dia 6 de Fevereiro um meteorito entrou em rota de colisão com a Terra, acabando por explodir a cerca de 30Km de altitude sobre o Oceano Atlântico. A isto chama-se previsão (para assim nos podermos proteger de possíveis consequências) baseada em conhecimento (de especialistas excecionais) – mas será mesmo assim? Um Evento que deixou de o ser ao não se apresentar provas ou uma única testemunha (e nem sequer sendo notícia). E só nos apercebendo dele olhando (acidentalmente) para os próprios arquivos da NASA (uma espécie de RTP Memória):

 

Near Earth Object Program – Fireball and Bolide Reports

(dados aproximados: neo.jpl.nasa.gov/fireballs)

 

Data Dimensão Altitude Potência Impacto
06-02
(2016)
5-7
(metros)
30
(km)
13
(quilotoneladas TNT)
A 1000Km
(da costa Atlântica do Brasil)

(Meteoro de Chelyabinsk: cerca de 20m de dimensão e 500kt de potência)

 

Um meteorito muito mais pequeno do que atingiu a região russa de Chelyabinsk há três anos atrás (provocando muitos danos materiais e mais de um milhar de feridos – devido à onda de choque), não tendo sido notícia apenas porque caiu no mar, mas que no entanto se tal tivesse ocorrido em terra, provavelmente teria originado outra história com algo mais para contar (apesar de ser desde logo o que mais energia libertou desde 2013). Uma história que ao contrário do que muitos pensariam poderia ser até bastante interessante (e positiva), recordando que a potência do meteorito seria 40X inferior ao de Chelyabinsk e as consequências do seu impacto com a Terra dada a sua dimensão (por volta de 5m) não teria a mesma repercussão – evidentemente desde que não atingisse em cheio uma zona populosa.

 

Chelyabinsk-meteor-008.jpg

15 de Fevereiro de 2013 – Meteoro de Chelyabinsk

 

O que não nos deixa de surpreender (a não deteção e posterior divulgação do meteorito) num mundo onde um satélite com equipamentos da mais alta tecnologia incorporada e colocado a centenas de quilómetros da Terra consegue localizar e observar até ao mais pequeno detalhe o que estamos a fazer a cada momento que passa: bastando apenas apontar e começar a olhar. Onde estava a comunidade científica que todos os dias acompanha os fenómenos internos ou externos que podem influenciar o normal funcionamento do planeta e do meio ambiente que nos recebe e protege, quando nenhum deles (ou outro qualquer) utilizando um único que fosse dos seus órgãos dos sentidos (e outros periféricos tecnológicos associados) o percecionou e mencionou: cegos, surdos e mudos. Sociedade Civil (observatórios, satélites, sismógrafos, etc.) e até Militar (vejam lá a que ponto de degradação tecnológica chegaram os militares norte-americanos). Nem dá para acreditar.

 

(imagens: WEB)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:48

04
Jul 11

E se um objecto fosse colidir com a Terra:

 

 

Alguém nos avisaria a tempo, para podermos fugir?

 

Um novo cometa foi descoberto.

 

Será visível na Terra em 2013.

 

O seu corpo gelado será de tal maneira brilhante, que poderá ser mesmo observado de dia.

 

Ele foi detectado apesar de se encontrar na altura, a mais de 1,1 biliões de quilómetros, entre as órbitas de Júpiter e de Saturno.

 

Por volta de Março de 2013 estará a menos de 48 milhões de quilómetros do Sol, mais perto da nossa estrela, do que o próprio planeta Mercúrio.

 

Apesar de não existir perigo de colisão com o planeta Terra e devido à sua trajectória, talvez seja a primeira e última vez que viajará através do Sistema Solar, nunca mais voltando a aparecer.

 

Os astrónomos acreditam que este cometa pode ser um fugitivo oriundo da nuvem de Oort, um reservatório de biliões de outros cometas.

 

O Sol é o destino de muitos deles. O Sol muitas vezes os esconde.

 

(a partir do National Geographic)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:54

Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13

19
20
21
22

24
25
26
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO