Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

06
Abr 19

Com mais culpas para os que engolem, do que para os que regurgitam.

 

[Como inscrito num partido (do Arco Governamental), tendo algum dinheiro por trás (investido em nós  pelos nossos verdadeiros patrões) e sobretudo muito paleio (de vigarista, preferencialmente certificado), se consegue chegar rapidamente (num abrir e fechar de olhos/num só ensaio) a uma amostra de milionário (sem ter que se concorrer repetidamente na TV) para o nosso político medíocre (e como seu desígnio) bastante satisfatório.]

 

Políticos ganharam mais de 1,2 milhões de euros em 2018 como comentadores

(Revista de Imprensa/JE/05 Abril 2019, 16:04)

 

quadratura.jpg

Jorge Coelho, Pacheco Pereira e Lobo Xavier

A Quadratura do Círculo ainda na SIC

Agora Circulatura do Quadrado na TVI

Inicialmente Flashback na TSF

(o mesmo produto com papel de embrulho diferente)

 

A partir de alguns dados publicados pelo JE (e avançados pela Sábado) relativamente aos ganhos de alguns dos nossos comentadores políticos (sobretudo em média suportando-se na TV),

 

− Um grupo que poderemos mencionar como o Quarteto Fantástico (com um suplente caso haja necessidade);

 

− E um outro constituído por outro tipo de vassalos (julgando-se em lista de espera) mas notório e hierarquicamente inferiores.

 

Com Pacheco Pereira/PSD, Jorge Coelho/PS e Lobo Xavier/CDS na liderança dos ganhos (apenas) como comentadores políticos (mais de 7500€/mês), logo seguidos por Paulo Portas/CDS e Marques Mendes/PSD (7500€/mês)

 

img_0627.jpg

Comentador Político ou Fazedor de Opinião

Segundo a revista Sábado

Um Maná para a nossa Classe Política

(opinando, direcionando e recebendo o complemento)

 

– O Quarteto Fantástico (+ o suplente)

 

E podendo ainda ser acompanhados (mas já a grande distância) por Francisco Louçã/BE (2500€/mês), Paulo Rangel/PSD (1000€ a 5000€/mês), Fernando Medina/PS (mais de 3000€/mês) e Ana Catarina/PS (com os seus 400€/programa)

 

− Mas sem a pinta (a Prancha) dos anteriores.

 

Para além dos que nada se sabe, como será o caso de Ferreira Leite/PSD.

 

Mas olhando para o derradeiro parágrafo do artigo (e dados aí inseridos) publicado no JE (Jornal Económico) esta sexta-feira (5 de Abril de 2019), chegando-se à conclusão da localização do Ponto G Político (como se indicará a seguir) que poderá tal como o sexual (e respeitada a área, a distância e o género) conduzir a elevados níveis de excitação POLÍTICA, com intensos ORGASMOS e uma potencial EJACULAÇÃO (muitas vezes precoce, poucas vezes como profissional) levando a consequências (negativas ou positivas) dirigidas (pelo Fazedor de Opiniões ativo ao Público passivo, já adito e expetante pela dose) e inevitáveis (como tudo) – para tal bastando lê-lo (o tal parágrafo final):

 

índice.jpg

O Rei dos Comentadores Políticos

Oriundo de Celorico de Basto (Braga), ligado familiarmente ao Antigo Regime (por via do pai Ministro das Corporações e do Ultramar) e no pós-25 de Abril aderindo ao PSD (então PPD) iniciando já no Novo Regime Democrata a sua carreira política que o levaria à Presidência da República

 

“O Presidente da República que foi comentador televisivo durante muitos anos, chegou a receber 10 mil euros por mês na TVI.”

(JE com fonte CM).

 

O REI dos COMENTADORES POLÍTICOS (10.000€/mês, anos atrás), como poderia ser o REI dos Comentadores Futebolísticos, ou até mesmo e gastronomicamente o Rei das Farturas (e até se fosse algarvio o Rei dos Frangos da Guia): adaptando-se como um Verdadeiro Animal Político (não tendo culpa de apesar de Conservador, de ser culto e inteligente) ao Antigo e ao Novo Regime e levando atrás de si o rebanho por si Encantado − como o Flautista de Hamelin (um conto dito infantil da autoria dos Irmãos Grimm).

 

“Em 1284 a cidade de Hamelin estava sofrendo com uma infestação de ratos. Um dia chega à cidade um homem que reivindica ser um "caçador de ratos" dizendo ter a solução para o problema.  Prometeram-lhe um bom pagamento em troca dos ratos − uma moeda pela cabeça de cada um. O homem aceitou o acordo, pegou uma flauta e hipnotizou os ratos, afogando-os no Rio Weser.” (wikipedia.org)

 

Macron-e-Marcelo-by-Lusa-Mario-Cruz.jpg

Marcelo VS. Macron

Nas questões de Poder envolvendo familiares

Com o Presidente francês bem adiantado ao português

(acomodado e tal como uma pitonisa à espera que o consultem)

 

Numa Guerra Sem Quartel entre os dois canais (generalistas/por cabo) privados (SIC e TVI) – deixando há muito para trás e sem capacidade de resposta (financeira) o canal do estado (RTP) – impondo aos telespetadores (e seus fiéis seguidores, rodeando falsos ícones, mera e insultuosamente replicados) projeções contínuas 24 horas/dia, aditas, tóxicas e embrutecedoras: dispersando (pelo feixes hertzianos) todos os monstros e convidando (para aquela caixa o ecrã) as suas vítimas.

 

E já agora leiam a história, adaptem-na à situação, tornem-se no seu realizador e vejam com especial atenção (somos nós que estamos em jogo não o Rei dos comentários) qual a (vossa) real situação.

 

[Agora com o nosso derradeiro tema político (Os Familiares) a centrar-se no método até agora adotado para escolher alguém para cargos públicos como os do Governo (em vigor há 20 anos), introduzindo de novo o Rei dos Comentadores (o agora Presidente) como se não tivesse mesmo nada a ver com isso, alguém lhe tivesse pedido a opinião ou este tivesse mesmo a solução (porque não a propôs antes?): quando desde 2017 o próprio Macron (Presidente da França e Conservador de direita) a impôs no Parlamento francês e não cumprindo a lei (desde aí em vigor) arriscando multa e prisão.]

 

(texto: apoiado em JE – imagens: jn.pt – sabado.pt – tviplayer.iol.pt – Mário Cruz/Lusa)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:58

Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

16
18
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO