Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

28
Jul 16

Jeová, o deus barbudo e rebarbativo, deu aos seus adoradores o exemplo supremo da preguiça ideal; depois de seis dias de trabalho, repousou para a eternidade.”

(Paul Lafargue – O Direito à Preguiça)

 

Num provável dia de Julho em Albufeira, em que a temperatura ambiente se preparava para atingir uns valores ainda suportáveis (à hora do almoço) e com uns pinguitos de chuva (apenas para disfarçar) no decorrer da noite. Convidando após uma manhã inteira de lazer, ao usufruto gastronómico de uma bela francesinha: talvez deslocada no espaço (Algarve), mas recordando (certamente) alguns dos gostos do norte (de onde sou natural).

 

DDD.jpg

Francesinha

 

Continuando com um início de tarde bem passado a digerir (as batatas fritas e a maionese) e terminando com um longo mergulho no tanque artificial lá de casa (a piscina). Deixando-nos o resto do dia para nos pormos a pensar e refletir, um pouco mais do que fazer ao jantar – um interregno de tempo indicado para comer e recuperar energias para a noite que aí vinha. Num verdadeiro cenário de Verão não só de Sol e prazer (preferencialmente lazer).

 

CCC.jpg

Cosmopolitan

 

E terminando a noite

Dando um salto até um bar

Bem no cimo da falésia

E com vista para o mar.

 

Vislumbrando uma baía de águas apenas serenas

Envolvendo-nos com um olhar convidando-nos a sonhar

Sem mais nos ter a oferecer senão mesmo disfrutar

E com um líquido interessante capaz de nos refrescar.

 

Um cocktail cor de sangue com algo amargo no topo – Cosmopolitan.

 

(imagens: Produções Anormais)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 03:00

Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13

19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Verão em Albufeira

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO