Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Tempestade de Areia

Quarta-feira, 28.03.18

Um cenário numa tonalidade mais marciana do que terrestre

(tendo em comum as areias)

 

Numa clara demonstração do imenso poder  detido (e exercido) pela Atmosfera (e pelas suas diversas camadas constituintes e sobrepostas) sobre a evolução do nosso Ecossistema Terrestre (onde todos vivemos),

 

‒ para além da presença e da intervenção da Litosfera (ex: sismos/vulcões) e da Hidrosfera (ex: inundações/tsunamis)

 

DY69kUCVoAAZsS6.jpg large.jpg

 

Um fenómeno atmosférico originado no norte de África (no deserto do Sahara) e atravessando o Mar Mediterrânica (em direção à Europa) atingiu intensamente (na passada quinta-feira 22)  toda a parte leste dessa região, especialmente (e como se pode ver pelas imagens) a ilha grega de Creta (localizada do sul do Mar Egeu e tendo como capital Heraclião):

 

DY_XiS_WsAA8kqz.jpg large.jpg

 

Com uma Tempestade de Areia oriunda da Líbia a impactar violentamente sobre a 2ª maior ilha da região (e 5ª no Mar Mediterrâqnico), mesmo de dia impedindo a observação do Sol, carregando o ar de uma espessa (e por vezes irrespiravel) camada de poeira e dando ao céu uma tonalidade bem estranha (apesar de já por diversas vezes observada mas com menor intensidade ‒ como no sul de Portugal): em Albufeira com episódios semelhantes (e recentes) a limitarem-se às poeiras observadas (dando-lhe uma tonalidade acastanhada/avermelhada) cobrindo carros e outras estruturas (naturais ou artificiais).

 

DY5xXXSWsAQEj8f.jpg large.jpg

 

Pelas 16:00 da passada quinta-feira com as areias do deserto do Sahara oriundas e compartilhando território líbio (África), após transporem a fronteira litoral e asvançarem sobre o Mediterrânico em direção a Norte (Europa), a atingirem violentamente e no seu trajeto a ilha grega de Creta, com as suas nuvens carregadas de uma espessa camada de poeiras (areias) a reduzirem drasticamente a visibilidade tornando o ar irrespirável.

 

DY50N1SXUAkdLmE.jpg large.jpg

 

E com esta Tempestade de Areia (Severa) vinda do Sahara (Reino dos Nómadas) e objetivamente dirigindo-se para cá (certamente cumprindo um plano da Natureza) ‒ como se tratasse de um Ataque oriundo da Líbia (em Guerra Civil) contra a Europa (tendo-a posto num ato ilegal e criminoso neste trágico estado) utilizando uma Arma Biológica (dadas as possíveis consequências negativas associadas) – a atingir (mais intensamente) não só a ilha de Creta como outras regiões da Grécia, Chipre, Turquia e Egito.

 

(imagens: severe-weather.EU/Noé Zufferey/kbrin/severe-weather.EU ‒ twitter.com ‒ watchers.news)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:52