Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

22
Set 16

“No dia em que os OUTROS pisarem a TERRA,

Ressurgirá de novo a Indústria CONSERVEIRA.”

 

Sistema/SS-1 Região/VL-2: Reconhecimento visual do Campo de Reprodução 4.6T3; com controlo e manutenção dos parâmetros ambientais e verificação/atualização dos perímetros de segurança; c/registo adicional de incidente de intrusão em espaço fechado e protegido – solucionado; manutenção de nível de proteção/segurança básico.

 

20160921_0406_c3_512.jpg

Imagem 1

SOHO – LASCO C3

(21.09.2016 – 04:06)

 

Se no interior do nosso quintal nada se passa de extraordinário – pelo menos para a espécie sob controlo reprodutivo – ultrapassada a vedação que do outro lado nos separa, um mundo excecional ainda espera por nós: com o nosso criador vigiando-nos de longe protegendo o galinheiro do ataque das raposas. Nesta imagem (1) com um dos técnicos responsáveis pela concretização deste projeto de replicação, tentando manter uma temperatura e ambiente o mais equilibrado possível para agrado destes seres vivos experimentais: disparando um raio em direção a um intruso indevidamente colocado junto à fonte primária de energia.

 

20160921_0400_c2_512.jpg

Imagem 2

SOHO – LASCO C2

(21.09.2016 – 04:00)

 

Na imagem 1 como na imagem 2 (ou até na 3) com o telescópio do observatório SOHO a presentear-nos com dois registos tendo como seu ponto central o Sol, no primeiro caso com uma nave alienígena comandada em nome do nosso criador atingindo um objeto desconhecido – e que tinha de uma forma intrusiva penetrado no espaço territorial deste sistema aproximando-se perigosamente do seu foco – e no segundo caso registado pela mesma altura do ataque ao intruso, com três objetos voadores desconhecidos passando em formação triangular muito próximo do local do fotografado incidente.

 

2016_09_21_04_06_06_LASCO_C3.png

Imagem 3

SOHO – LASCO C2

(21.09.2016 – 04:06)

 

Num registo bastante credível e de fácil aceitação (e compreensão) em que num cenário muito semelhante ao do TRIUNFO DOS PORCOS (George Orwell) uma espécie afirmando-se superior protege a outra e dessa forma dominando-a e explorando-a: num Universo Vivo estendendo-se e replicando-se em todas as direções e sentidos, do pequenino ao grande, concorrente ou paralelo. Pelo que a hipótese de habitarmos um viveiro experimental além de ser lógica também o é factual (já o fazemos com outras espécies consideradas inferior): com os produtores a defenderem a sua linha de montagem.

 

(Imagem 3: helioviewer.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:35

06
Out 12

Deus criou o Mundo em sete dias!

 

Ascendendo aos Céus

 

Dia 1 – 00h 00mn

 

Mais um dia igual a todos os outros. Nada de útil para fazer, a não ser repetir de novo todos os tiques que fomos adquirindo ao longo da nossa vida, resultantes de um quotidiano de inércia onde basicamente só dormimos, comemos e somos bem empregados. É que nem mesmo os extraterrestres aparecem para ver se mudamos – para melhor ou para pior, qualquer coisa serve – os nossos estafados desígnios patrióticos.

 

Dia 2 – 10h 33mn

 

A Virgem-Maria aproveitou o início dos ensaios reais do novo protótipo voador individual português – planeado e construído integralmente no Polo Tecnológico de Vila Formosa – para em colaboração espiritual com a equipa de jovens cientistas responsáveis pelo projeto, se oferecer para a realização da primeira viagem experimental deste jato voador, capaz de atingir velocidades elevadíssimas além de dispor de um enorme raio de ação.

 

Dia 3 – 15h 25mn

 

A experimentação é o melhor método para se compreender o que se passa no mundo

 

Após algumas negociações com representantes religiosos portugueses que acompanharam a Virgem-Maria nesta sua surpreendente iniciativa, ficou combinado que o ensaio se iria então verificar, ficando desde já os jovens cientistas de mente completamente aberta para algumas sugestões estranhas – e na confusão do momento não compreendidas – emitidas pela Santa Senhora.

 

Dia 4 – 17h47mn

 

O lançamento ficou marcado para o início da manhã do dia seguinte. Estava tudo preparado para o evento e do lado dos jovens cientistas a azáfama continuava para que nada falhasse e tudo desse certo, num momento deveras importante para o futuro das suas vidas e das suas carreiras. Ao fundo um enorme camião de transporte escondia no seu interior a Santa Senhora e a sua comitiva, que discutiam fervorosamente alguns pormenores da sua viagem, segredando entre si outros aspetos confidenciais sobre este ensaio, talvez mesmo do desconhecimento dos próprios jovens cientistas.

 

Dia 5 – 09h 30mn

 

E a Virgem-Maria lá foi pelos ares. Primeiro foi o grande grito de alívio e de alegria de todos as pessoas presentes no local, ao verem os motores dos pequenos foguetões arrancarem com toda a normalidade e observarem seguidamente a Santa Senhora a erguer-se rapidamente do solo, de face sorridente e irradiando uma calma profunda e uma Luz-Celestial. O pior foi em seguida, quando inexplicavelmente o protótipo atingiu um impulso tremendo de lançamento e desbloqueado, se lançou no céu a grande velocidade desaparecendo instantaneamente. Todos ficaram mudos e de boca aberta durante algum tempo, não sabendo o que dizer e sem saberem o que fazer – mas que diabo, o que é que tinha acontecido ali? Entretanto o camião religioso partiu lançando-se rapidamente na estrada e deixando os jovens cientistas – verdadeiramente – entregues ao criador.

 

Dia 6 – 20h 00mn

 

O esconderijo tinha uma arquitetura estranha que se equiparava à explicação do religioso

 

Encontramo-nos secretamente num esconderijo situado no interior da Quinta de Fátima, após ter estabelecido contatos iniciais exploratórios com um dos motoristas habituais do camião religioso, que tinha seguido desde o episódio do lançamento e do desaparecimento da Santa Senhora, na sua inopinada subida aos céus. Este motorista levou então o meu caso ao seu superior hierárquico, que o terá exposto posteriormente às autoridades competentes que inicialmente não me quiseram receber, mas que lá acederam muito contrariados ao meu pedido, desde que mantivesse sigilo sobre o assunto até obter autorização para o libertar.

 

Na Quinta de Fátima o religioso presente informou-me do desenrolar de todo este processo, que os tinha levado até aquele voo da Santa e à sua subida aos céus. Tudo tinha sido planeado com muita antecedência e o sagrado-momento escolhido tinha sido aquele: o protótipo voador estava concluído, a Terra atravessava uma crise tremenda de subsistência e sobrevivência futura e agora até se falava de vida extraterrestre em Marte. Tudo junto – e com a colaboração inconsciente dos jovens terrestres – a Virgem-Maria optara pela tomada de uma atitude radical – arrepiando caminho e sem dar conhecimento ao marido, ao filho e mesmo ao Chefe Espiritual Supremo – lançando-se a caminho de Marte e de um encontro com os marcianos, de modo a com estes e os discípulos terrestres, refundar a ideia da Doutrina Cristã e Universal.

 

Dia 7 – 12h 00mn

 

Nesta taberna se reuniram os apóstolos, contando com a presença de Maria Madalena

 

Todos os apóstolos se reuniram na taberna à volta da mesa rica e farta comendo e bebendo à discrição enquanto aguardavam a chegada do filho de Deus. O dia tinha sido muito cansativo para todos os presentes, com as movimentações realizadas até à última hora e provocadas pela ação não previsível da Virgem-Maria. Já todos estavam bem aviados e adiantados no seu lauto repasto, quando o filho de Deus chegou acompanhado por Judas, o seu discípulo desde sempre mais fiel e mais tarde injustamente acusado através da proliferação de mentiras envenenadas, por todos os verdadeiros traidores que só o deviam proteger.

 

(imagem – Google.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:10

Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Os Criadores

Sete Dias

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO