Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

02
Nov 14

“Yes, there is a genus of copepods (a type of small crustaceans) called Cyclops in which all of the species have just one eye.”
(Ph.D. in Molecular and Cellular Biology at Harvard University – quora.com)

 

No dia 21 de Abril de 2014 o telescópio espacial HUBLLE presenteou-nos de novo com mais uma bela e CURIOSA imagem do longínquo e majestoso planeta JÚPITER – um dos quatro gigantes gasosos pertencentes ao Sistema Solar (e por sinal o maior deles).

 

Sendo um planeta em que a maior parte da sua matéria não se encontra no estado sólido, são dois os gases que se destacam entre os seus mais importantes elementos: hélio (≈ 10%) e hidrogénio (≈ 90%).

 

Pensa-se que Júpiter apresente um núcleo central no estado sólido rodeado principalmente por hidrogénio (metálico) e uma percentagem mínima de hélio; envolto finalmente por uma camada exterior de hidrogénio molecular.

 

No seu movimento de translação (o planeta situado a cerca de 800.000.000Km do Sol também possui movimento de rotação), Júpiter demora quase 12 anos a cumprir integralmente a sua trajectória.

 

Júpiter possui (pelo menos) 67 satélites naturais: com um deles a ser descoberto por Galileu e a ser entre todos, o de maior dimensão – GANIMEDES.

 

hs-2014-31-b-web_print.jpg

Júpiter e a sua Grande Mancha Vermelha
(com Ganimedes à espreita)

 

Júpiter comparativamente com a dimensão da Terra é mesmo um Planeta Gigante, senão mesmo monstruoso: o seu diâmetro é aproximadamente 11X o diâmetro da Terra e então quanto à sua massa, Júpiter equivaleria quase a 320 Terras. Só sendo mesmo ultrapassado pelo Sol.

 

Mas voltemos de novo à imagem do planeta Júpiter, para verificar então a fonte de curiosidade invocada.

 

A primeira coisa que constatamos (imediata e quase que inconscientemente) é a presença da Grande Mancha Vermelha, um dos mais fortes símbolos desse grande planeta gasoso – repetidamente observado e estudado por astrónomos de todo o mundo (como Cassini no séc. XVII).

 

Mas logo ao primeiro relance e sem necessidade de qualquer tipo de ajuda visual, reparamos então que o planeta parece olhar-nos fixamente, como se nos quisesse hipnotizar: no meio da Grande Mancha Vermelha eis que inopinadamente surge um círculo negro e mesmo perfeito, tal e qual a íris do nosso globo ocular. O que será esse círculo? Qual a sua relação com as tempestades atmosféricas registadas no planeta? Ou será alguma manifestação de vida alienígena?

 

Na realidade o aparecimento de tal curiosidade tinha sido provocado pela passagem da sombra do satélite Ganimedes, diante do planeta Júpiter.

 

(imagem: NASA/HUBBLE)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:22

24
Abr 12

Feliz e Inconsciente

 

A Felicidade é um Sentimento Emocionante que reflete o Prazer de Viver a Vida sem ter mais Nada obrigatório ou opcional em que Pensar, de modo a que nunca nos possam distrair da nossa Curiosidade Ingénua e Infantil de conhecer o mundo, explorando-o sem Regras impostas ou Limite prévio de Espaços.

 

Em poucos de muitos momentos a conseguimos visionar, porque consistentemente a escondem do mundo, por baixo dum manto de nuvens!

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:58

Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


23
24
25
26

27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO