Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

20
Fev 20

[Título: Jeanine Santucci/USA TODAY]

 

Bloomberg takes hits from everyone and other debates takeaways.

 

EUA: Um país aparentemente bipartidário onde mesmo nas Presidenciais apenas se ouve falar de Republicanos e de Democratas, como se não existissem outras correntes políticas como o Partido Libertário, os Verdes, o Partido Constitucional, outros partidos menores e os Independentes. Já alguém ouviu falar deles nestas Presidenciais 2020?

 

40ab0554-35bc-481d-b145-83987e8df642-24138.jpg

2020

Bloomberg, Warren, Sanders, Biden, Buttigieg e Klobuchar

This time with the addition of a new player,

billionaire and former New York City Mayor Michael Bloomberg,

whose presence seemed to spark the most heated exchanges.

(Jeanine Santucci/usatoday.com)

 

Num novo debate (o 9º dos 12 debates oficiais programados pelo DNC) entre diversos candidatos à nomeação pelo partido Democrata às Presidenciais Norte-Americanas de 2020 – que se saiba com os dez candidatos ainda ativos Buttigieg (22 delegados já eleitos), Sanders (21 delegados), Warren (8 delegados), Klobuchar (7 delegados), Biden (6 delegados), Steyer, Gabbard, Yang, Bennet, Patrick – tendo já concorrido a duas eleições (Iowa e New Hampshire) e com outras duas já a caminho (Nevada e Carolina do Sul) – eis que já com o campeonato a decorrer o DNC (órgão oficial do partido Democrata e organizador da respetiva Convenção para nomear um candidato DEM a Presidente dos EUA) resolve inesperadamente mudar as regras do jogo e abrir as portas ao Novo Debate DEM via CNN/NBC/ABC/MSMBC/etc. (entre tantos outros média pró-DEM) aos únicos candidatos já com Delegados Eleitos e ao multimilionário Bloomberg: ou não tivesse ele (antes de anunciada a sua entrada na corrida presidencial) financiado a campanha DEM em cerca de 200 milhões de dólares, acrescentando-lhe agora mais umas centenas de milhões para a sua entrada e promoção (pessoal) na mesma − ou seja (e como multimilionário DEM desejando ser o próximo Presidente, confrontando o outro milionário REP, o atual presidente Trump) investindo direta e/ou indiretamente na campanha presidencial DEM mais dinheiro que todos os outros candidatos juntos. E desse modo eliminando 5 dos 10 restantes e juntando-lhe mais 1 (o paraquedista) ficando 6 (para o debate de ontem, 19 de fevereiro): Buttigieg, Sanders, Warren, Biden, Klobuchar e a nova estrela em (tentativa de) ascensão BLOOMBERG. Eventualmente já não acreditando na possibilidade de o candidato oficial vingar e ganhar a Convenção Democrata (para a escolha do candidato DEM às Presidenciais EUA 2020) − JOE BIDEN (e pelos vistos igualmente não aceitando as alternativas Buttigieg e Klobuchar) – face ao percurso para já percorrido por Bernie Sanders (sempre o mais votado) e baseando-se nas perspetivas deste para as próximas primárias (à frente na generalidade das sondagens), não desistindo o candidato não oficial Sanders (não certificado pela elite Democrata, entre eles o ainda influente Clã Clinton) mesmo depois de tal lhe ter sido por muitos sugerido (mesmo que subliminarmente), não tendo o DNC outro remédio senão abrir-se ao Financiador, Promotor e Salvador, já apelidado de (a única forma de derrotar Trump e o seu Twitter, recorrendo à feitiçaria) Feiticeiro de OZ.

 

Everybody came for Mike Bloomberg, and other top moments

from the February Democratic debate in Las Vegas.

 

Dando-se início a 19 de fevereiro e nos seus canais privativos (como a CNN) uma Nova Campanha DEM, para talvez na próxima SUPER TERÇA-FEIRA (3 de março) Michael Bloomberg – tendo finalmente participado no seu 1º debate DEM (como se refere atrás a 19) − ser finalmente lançado nas Primárias, esperando-se logo ali (aí se tirarão as dúvidas da Força do Dinheiro) não ser devorado pelas feras (apesar de todo o dinheiro investido, da publicidade e da sondagens): ou não estivessem (entre eleitos e nomeados) 1.600 delegados em jogo. E 4 anos passados sobre a temporada da série − e thriller policial e misterioso, com toques de fantástico e de suspense − Bernie vs. Hillary, nunca tendo passado sequer pela cabeça dos seus autores (o DNC) a reposição da mesma rigorosamente com um guião de base idêntica (à 1ª), surgindo tal e qual uma réplica virulenta, parasitária e pelos vistos repetitiva, a 2ª temporada de Bernie vs. Hillary, agora travestida para um pretenso confronto Bernie vs. Bloomberg: mas para quem ainda tem os órgãos dos sentidos num estado satisfatório, reconhecendo-se imediatamente até pelos sintomas da doença ter mais uma vez começado, a “caça-ao-homem” sendo esse homem ainda o mesmo: Bernie Sanders. Tal e qual como em 2016, numa contribuição generosa por parte dos DEM para a reeleição do REP Trump, mas agora em 2020 (tal como o indicam as mais recentes sondagens, com o REP Trump a derrotar todos os candidatos DEM).

 

EUA: Um território sendo sede da ainda hoje considerada – económica, financeira, e militarmente − Maior Potência Global, onde a violência impera (sobre o diálogo) graças ao poder (de posse) da nossa própria arma: não sendo por acaso as 6 tentativas de assassinatos e os 4 assassinatos efetivos de Presidentes, repartindo-se entre DEM (3/1) e REP (3/3).

 

574e9fc81200002500894f86.jpeg

2016

Sanders, Obama e Hillary

‘Muslim-Free’ Gun Store Sells Barack Obama, Hillary Clinton

And Bernie Sanders Shooting Targets.

Store claims the targets are an “extreme example” of First Amendment rights.

(Florida Gun Supply/usatoday.com)

 

No debate realizado ontem (19 de fevereiro) contando com a participação de 6 dos candidatos, com as estrelas a serem sem dúvida Sanders & Bloomberg” tenham dito eles o que possam ter dito: num espetáculo não tanto para o público, mas para o entretenimento/convencimento dos Média, não interessando propriamente os projetos de cada um dos 6 candidatos em palco, mas o que resultaria da presença simultânea e pela 1ª vez num debate (televisionado) do Inimigo Nº1 DEM e do Demolidor Nº1 DEM. E que tal como eu, muitos não perderam tempo a vê-lo (bastando observar e comentar). E entre os 5 pontos referidos pelo diário online USATODAY (Jeanine Santucci/20 fevereiro 2020/usatoday.com),

 

Warren vs. Bloomberg, Sanders vs. Bloomberg ... Everybody vs. Bloomberg

Sanders addresses alleged supporter attacks on union members

Will Bloomberg withstand allegations of sexism?

Climate an urgent, moral issue to candidates

− Capitalism or democratic socialism?

 

Destacando-se aqui o mais importante, o último atrás referido, “o dirigido”: ao antes Socialista e agora promovido a comunista, Bernie Sanders. Que aqui se exibe como um das “night's highlights−“Capitalism or democratic socialism?”:

 

Bloomberg at one point essentially likened Sanders’ policies to communism and stood firmly behind capitalism. "We're not going to throw out capitalism. We tried that. Other countries called that, it was called 'communism' and it just didn't work," Bloomberg said, to strong objection from Warren and Sanders. “I’m not a communist, Mr. Bloomberg,” Sanders said, calling his remarks a “cheap shot.” Bloomberg described himself as “lucky" to have become a success and said “a good chunk of it” goes to paying taxes. And as mayor, he said, “I raised taxes.” Sanders said the richest Americans are benefiting from a form of “democratic socialism” that provides million in subsidies, so they can consolidate wealth while the poor are scrapping under a system of “rugged individualism” that shuts them out of economic opportunities. Bloomberg said he worked hard to get what he has achieved but Sanders said he owes some of that success is due to the workers at his company that helped build his fortune. Bloomberg then slammed Sanders as a millionaire who owns three homes.

 

E concluído o debate, ganhando-o Donald Trump.

 

(legendas: as indicadas − imagens: usatoday.com e huffpost.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:35

27
Set 16

O círculo das Presidenciais Norte-Americanas de 2016 fechou-se ontem (dia 28) em torno dos dois candidatos apoiados pelas duas mais poderosas estações de televisão – HC apoiada pela CNN e DT apoiado pela FOX. No exterior deste círculo presidencial ficaram os outros dois candidatos que não conseguiram o apoio de nenhuma outra grande estação de televisão: Gary Johnson pelos Libertários e Jill Stein pelos Verdes. Não havendo notícia para já que algum deles tenha sido preso (por protestos – situação recorrente em eleições anteriores).

 

Candidato Partido  

Sondagem

(%)
 

Resultados 2012

(%)

Hillary

Clinton

Democrata 43  

51.2

(outro candidato)

Donald

Trump

Republicano 42  

47.3

(outro candidato)

Gary

Johnson

Libertário 7  

1.0

(mesmo candidato)

Jill

Stein

Verde 2  

0.4

(mesmo candidato)

(Média das ultimas sondagens anteriores ao 1ºdebate televisivo de 28.09)

 

Terminado o primeiro debate televisivo envolvendo apenas os dois candidatos presidenciais apoiados pelas estações CNN e FOX (com as suas próprias projeções a decidirem quais os candidatos oficialmente certificados – obrigatoriamente acima dos 15% das intenções de voto entre os apoiantes Democratas ou Republicanos consultados), as únicas constatações a tirar de um debate que felizmente eu não vi (mas que dizem ter sido morno para as duas feras em presença) resumem-se à difusão global do mesmo e à alegria/gritaria Democrata face a uma aparente vitória no debate: com os apoiantes de CLINTON entusiasmados e delirantes face à perspetiva da sua líder se distanciar definitivamente de TRUMP. Como se os eleitores norte-americanos que votarão a 8 de Novembro no seu próximo Presidente, estivessem na noite de ontem amplamente representados na elite aí presente ou em todos aqueles que estrategicamente e por interesse desde sempre os bajularam (sejam eles do seu campo ou do outro).

 

27poll-debate.jpg

Trump vs. Clinton

Que venha o Diabo e que escolha

 

Dentro de dias veremos até que ponto a descida contínua de CLINTON nas sondagens se mantem (antes do debate igualada ou mesmo ultrapassada por TRUMP) ou se a campanha avassaladora da esmagadora maioria dos órgãos de comunicação norte-americana apoiando os DEM e declaradamente ANTI-TRUMP resulta mesmo pelo menos em estúdio. Pelos últimos sintomas observados e pela evolução verificada nas sondagens à medida que o dia da decisão se aproxima, tudo parecendo apontar para uma luta até ao último segundo, com CLINTON contando com o apoio garantido de certos Estados (e com o seu conservadorismo) e por outro lado para tudo inverter em seu benefício, com TRUMP a apelar à mudança e à revolta da classe média (exibindo o seu radicalismo ANTI-SISTEMA como resposta aos bem instalados no mesmo – curiosamente ANTI-TRUMP).

 

Não se devendo nunca esquecer que aqueles que se riam de TRUMP retratando-o como um palhaço (não só Democratas como até Republicanos) já engoliram o riso faltando apenas o fato (agora sua pertença e única indumentária): e já vestidos os REP os DEM que se cuidem.

 

[Os candidatos presidenciais às eleições norte-americanas não se resumem apenas a estes 4 candidatos (incluindo o Democrata e o Republicano que concorrem a todos os Estados) – visíveis nas sondagens: 1 quinto partido tal como o partido Libertário e o partido Verde concorrem em mais de vinte Estados (Partido Constitucionalista), outros 4 partidos ou Independentes concorrem em menos de 20 Estados e por volta de 20 em menos de 5 Estados – invisíveis nas sondagens.]

 

(imagem: rediff.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:15

10
Set 15

“Segundo as nossas projeções a Coligação Governamental ficará perto de 1/3 do total de votantes.“

 

votar-ii.jpg

 

Após a realização do Debate Fundamental (que afinal de contas não se mostrou tão decisivo como isso, dada a derrota do candidato dos impulsionadores desse Evento previamente projetado como vitorioso), as nossas produções efetuaram uma sondagem sobre a intenção de voto dos portugueses nas próximas Eleições Legislativas (a realizar proximamente), abrangendo nessa consulta um Universo indeterminado mas legítimo de cidadãos.

Eis os resultados obtidos referentes a 10 de Agosto de 2015:

 

Partido %
PS 45
PSD/CDS 34
CDU 12
BE 5
PDR 2
LIVRE 2

Produções Anormais
(sondagem realizada após o Debate Fundamental)

 

Como se pode constatar muito rapidamente – apesar de toda a campanha de intoxicação, branqueamento e manipulação, lançada pelo conhecido e reincorporado líder sombra do maior aparelho político governamental – o maior partido da oposição continua com larga vantagem sobre a coligação governamental, arriscando-se mesmo a poder sonhar com voos ainda mais altos (mesmo nada fazendo apenas e sabiamente esperando) caso a estratégia do Governo se mantenha (por manutenção do estratega).

 

(imagem – WEB)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:32

12
Jul 13

Com todas as Vítimas a assistirem, a Vergonha Continua!

 

Protejam os vossos filhos – vem aí o 2.º Resgate Zombie


Assembleia da República: Debate sobre o Estado da Nação – 12.07.2013

 

Brilhante conclusão final do líder da bancada do PSD Luís Montenegro, no Debate sobre o Estado da Nação. Qualquer coisa como (sem necessidade de muita precisão, porque a partir de agora tudo é susceptível de revogabilidade, mesmo o que antes era irrevogável):

 

“O Governo está na plenitude de todas as suas competências e das suas funções”!

 

Enquanto houver um número mínimo de contribuintes ainda vivos e com capacidade suficiente para comparticiparem na recolha de matéria-prima necessária à sua sobrevivência, o nosso Governo promete de uma forma irrevogável, que jamais nos abandonará. Estamos feitos!

 

(imagem – Público)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:12

Junho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO