Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

25
Out 19

A 24 de Outubro de 2019 (a confirmação do registado a 14), a pouco mais de um ano das “PRESIDENCIAIS NORTE-AMERICANAS de 2020” (3 de Novembro de 2020) e com DONALD TRUMP ainda como PRESIDENTE (e tentando alcançar um 2º mandato, à frente da CASA BRANCA), o plano dos líderes da luta contra os “DEPLORÁVEIS” continua – centralizado e personificado no “CLÃ CLINTON”, e aparentemente em marcha e em velocidade de cruzeiro apesar de persistir num rumo algo arriscado e perigoso (devido ao caos político instalado e à falta de ideias e de visão) muito semelhante ao do TITANIC britânico – seja o do século XX (1912) resultando no naufrágio do RMS TITANIC,  seja o do século XXI (no presente) podendo dar origem ao naufrágio do Reino Unido sob a liderança do seu atual comandante (nem sequer tendo sido eleito pela sua tripulação) BORIS JOHNSON.

 

Nomeação do candidato REP às Presidenciais EUA 2020

 

Bill_Weld_campaign_portrait.jpg800px-Donald_Trump_official_portrait.jpg

Bill Weld e Donald Trump

 

Limitando-se neste momento os candidatos a dois – BILL WELD e obviamente DONALD TRUMP (apesar de outros 4 terem demonstrado algum interesse) − algo de natural no sistema (norte-americano) quando um dos candidatos é no presente o Presidente: logicamente e tendo esse direito, candidatando-se a um 2ª mandato (2020/2024).

 

Depois de quase três anos numa campanha (deliberadamente caótica e conscientemente fraturante, da dividida sociedade norte-americana) incessante e provocadora (para além do seu parceiro de negócios Vladimir Putin, demonizando-o constantemente como se fosse a única criatura − desde que há registos − “Diabólica à face da Terra”) contra o seu 45º PRESIDENTE (legalmente) ELEITO – campanha essa que contra todas as expetativas (e desejos de alguns) continua perigosamente a manter Donald TrumpBem Vivo e Ainda na Luta” pela sua reeleição em 2020 – e não se vendo para já resultados palpáveis no sentido de destruí-lo definitivamente e despedi-lo, não desejando alterar o seu rumo (sem sentido por dirigida a uma única pessoa) e dada a necessidade de manter a autoridade (e estratégica) do CLÃ exercendo ainda o seu poder (no interior do partido DEMOCRATA e através dos MEDIA − se necessário por manipulação − sobre a esmagadora maioria da sociedade norte-americana) eis que os Democratas anti Deploráveis atuando (como sempre) na sombra e desejando “queimar de imediato mais uma das suas etapas (de chegada de novo e custe o que custar, ao Poder) optam por “DEIXAR ARDER E QUEIMAR JOE BIDEN (o candidato Democrata à nomeação DEM como candidato presidencial a 2020 e desde o início com uma grande vantagem, até ao despoletar – “perdido o caso da RÚSSIA” – agora do caso da UCRÂNIA),

 

united-states-america-power-dollar-economy-3547972

Estados Unidos da América

(dreamstime.com)

 

Tentando colocar para já no seu lugar e substituindo-o, a até agora 2ª na hierarquia (ou não tivesse sido Joe Biden o Vice do prémio Nobel da Paz e ex-Presidente dos EUA Barack Obama) mas com a sucessão de sondagens (não parando e tentando alcançar o seu objetivo, o de que as financia) sendo transformada (se necessário metamorfoseando-se) e sendo já 1ª, a candidata (no fundo, segundo o CLÃ e cumprindo o objetivo e a estratégia, “o candidato que se segue”) ELISABETH WARREN.

 

E cumprindo-se o Plano (se por acaso existe algum e existindo, deixando o caso resolver-se, não por si mas por eles, DEM ou REP, as faces da mesma moeda) a 24 de Outubro de 2020 começando-se (definitivamente e após confirmação) a “tirar o tapete a JOE BIDEN” e a oferecer-se a “Passadeira Vermelha” à estrela de momento em ascensão ELISABETH WARREN. Com a empresa de sondagens QUINIPIAC (na sua última sondagem sobre os candidatos DEM à nomeação para candidato a Presidente) − a 24 − a repetir a inversão na liderança (a 14 já se sentindo a inversão) tirando-a de BIDEN e dando-a a WARREN. Como se constata a seguir:

 

Nomeação do Candidato DEM às Presidenciais EUA 2020

(sondagens)

 

 

800px-Elizabeth_Warren--Official_113th_CongressionJoe_Biden_2013.jpg

Elisabeth Warren e Joe Biden

 

R

C

%

(24.10)

V

%

(14.10)

R

C

%

(24.10)

V

%

(14.10)

Warren

28

-2

30

Yang

1

-1

2

Biden

21

-6

27

O’Rourke

1

-1

2

Sanders

15

+4

11

Booker

1

-1

2

Buttigieg

10

+2

8

10º

Gabbard

1

+1

0

Harris

5

+1

4

11º

Steyer

1

0

1

Klobuchar

3

+1

2

12º

Castro

1

0

1

(R: Ranking C: Candidato V: Variação)

 

E como se vê pela última sondagem Quinnipiac (24 Outubro) apenas com quatro (senão mesmo 3) candidatos com alguma hipótese de ainda poderem ser nomeados (como candidatos DEM às Presidenciais de 2020): WARREN, BIDEN e SANDERS e com poucas chances para BUTTIGIEG (apesar de e comparando-se com os outros candidatos, conseguir arrecadar bastantes dólares para a sua campanha). Mas neste momento de viragem caindo Biden e “Erguendo-se WARREN” – como já o confirmam o IOWA, a CALIFÓRNIA e o MASSACHUSETTS (entre outras sondagens).

 

Quanto aos Republicanos sendo de constatar que apesar dos persistentes e ininterruptos ataques à figura do atual Presidente o REP Donald Trump (levados a cabo pela outra face da mesma moeda, os DEM), a taxa de popularidade do mesmo seja qual for o seu possível opositor (colocados frente-a-frente) continua sempre acima dos 40% (entre os 43%/46%, logo, muito perto dos 50%, nem sendo necessário para ganhar, como se viu em 2016): com Biden aparentemente a ter a melhor prestação enfrentando Trump (53% contra 43%) e com Buttigieg a ter a pior perdendo frente a Trump (43% contra 45%) . Um mau sinal para os opositores de Trump (os Anti-Trump), nada estando ainda decidido: exceto para os infelizes votantes, alternando sempre entre os extremos, desta entidade bipolar, cunhada na sua moeda.

 

(imagens: wikipedia.org − dreamstime.com – wikipedia.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:49

21
Out 19

[Democratas, Candidatos, Sondagens]

 

Com as Eleições Presidenciais dos EUA cada vez mais próximas − 3 de Novembro de 2020 – assim como a Convenção Nacional Democrata − 13/16 de Junho de 2020 – são de momento 15 (de um total inicial de 19) os candidatos à nomeação DEM − sabendo-se antecipadamente que DONALD TRUMP será o representante Republicano (para um 2º mandato) às Presidenciais de 2020.

 

190826-joe-biden-elizabeth-warren-bernie-sanders-s

Joe Biden, Elisabeth Warren e Bernie Sanders

O Trio de onde sairá muito provavelmente o candidato Presidencial Democrata

(salvo se, entretanto, não sair “um coelho-da-cartola” − DEM)

 

E do Pentadecágono Democrata (com os seus 15 lados/vértices/candidatos, tentando dar forma e conteúdo às suas ideias) apenas com três candidatos à nomeação DEM (para as Presidenciais 2020) a terem no presente hipóteses de o conseguirem – JOE BIDEN, ELISABETH WARREN e BERNIE SANDERS (nas sondagens, que lhes proporcionam a entrada nos debates, com todos nos dois dígitos, variando entre os 15%/30%) – não se augurando grandes perspetivas para os restantes candidatos.

 

Ordem

Candidato

%

Ordem

Candidato

%

Ordem

Candidato

%

Joe

Biden

29,2

Beto

O’Rourke

2,6

11º

Tulsi

Gabbard

1,2

Elisabeth

Warren

23,4

Andrew

Yang

2,2

12º

Michael

Bennet

1,0

Bernie Sanders

15,2

Amy

Klobuchar

2,0

13º

Julian

Castro

0,8

Peter Buttigieg

5,8

Cory

Booker

1,6

14º

-

-

Kamala Harris

5,4

10º

Tom

Steyer

1,6

15º

-

-

(Real Clear Politics − RCP Average − 16.10.2019 − Lista de 13 candidatos)

 

Nos debates televisivos

− Via CNN –

Entrando os 12 primeiros candidatos expressos nas sondagens

 

Entre os restantes (todos com menos de 6%, uma 2ªDivisão) liderando os candidatos Peter Buttigieg e Kamala Harris, mas tendo-se ainda de destacar um outro candidato (mulher) tornado centro das atenções pelo seu aparente desenquadramento politico/ideológico − Democrata, mas não sendo pró-HILLARY – sabendo que quem a ataca (ou aos CLINTON), tem resposta imediata e (tal como dizia o PS) “Leva”: tratando-se de TULSI GABBARD (com pouco mais de 1%, oriunda duma 3ª Divisão) pelos vistos incomodando HILLARY.

 

primaries_DEM_JULY.14.jpg

EUA

A um ano das Eleições de 2020 e ainda com Donald Trump Presidente

(realizando-se a 03.10.2020 e talvez elegendo − 2º mandato − o mesmo inquilino)

 

No contexto atual da política interna dos EUA e com os Democratas desde o início de 2017 a “tentarem deitar fogo” ao seu atual Presidente (e até, “a tudo que mexe à sua volta”, por método de esmagamento) − o seu “TRAUMA”, sendo-o por não o ter conseguido, mesmo com toda a gasolina despejada (em tudo intencionalmente) pela esmagadora maioria dos MEDIA (sobre a fogueira) − e agora que já se vislumbra cada vez mais perto (e sendo como tal “tudo muito mais decisivo”) o tiro de partida das Presidenciais 2020, com “a atual Líder dos CLINTON e simultaneamente Líder Sombra dos Democratas” (ou “Dono”) numa de defender os “seus candidatos” à nomeação DEM (e não podendo pelo menos para já ser ela), não se coibindo (não se sabendo refrear, devido à raiva incontida, reflexo das suas derrotas sucessivas) de denegrir e tentar destruir uma colega sua de partido (Democrata), na Câmara de Representantes desde 2013 e militar condecorada das Forças Armadas dos EUA: este ano declarando-se candidata à nomeação DEM às Presidenciais 2020 (depois de há 4 anos, ter apoiado Bernie Sanders) e sendo inesperadamente (ou não) atacada (se não fosse por mais nada, definindo o atacante) por Hillary Clinton (como se vê a seguir – só com 3 preciosidades, entre outros exemplos e explicações tenebrosas − com Hillary referindo-se a Gabbard) ligando-a − e como não poderia deixar de ser (principal sintoma da sua Doença Obsessiva) − aos RUSSOS (na sua mente, com colisão=acidente=morte, do adversário):

 

44d563d1-1d44-491f-b752-09a1477cb192-Democratic_De

Tulsi Gabbard

Integrando o US Army, Representante Democrata e atacada por Hillary Clinton

(para esta, mais um instrumento ao serviço dos russos, no fundo uma “traidora”)

 

O Veneno lançado por Hillary sobre a sua colega de partido Gabbard

 

"They are also going to do third party again. I'm not making any predictions, but I think they’ve got their eye on somebody who is currently in the Democratic primary and are grooming her to be the third-party candidate.”

 

"She is a favorite of the Russians. They have a bunch of sites and bots and other ways of supporting her so far. That's assuming Jill Stein will give it up, which she might not because she is also a Russian asset.”

 

"They know they can't win without a third-party candidate, and so I do not know who it's going to be, but I can guarantee you they will have a vigorous third-party challenge in the key states that they most need it."

 

(imagens: nbcnews.com – Javier Zarracina/Getty Images/vox.com − usatoday.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:53

03
Out 19

[Armadilha como sinónimo de Trampa]

 

Assistindo-se de momento a uma violenta LUTA de MOSCAS

(cada vez mais numerosas)

pelo mesmo MONTE de MERDA

(basicamente um símbolo do poder, talvez Gourmet)

com muitos constantemente a rondá-lo

mas com DONALD (que não o Pato) na liderança.”

 

bitter-dem-clingers-after-trump-trouncing-cartoon.

(cartoon do site usbacklash.org, declarando-se

Stand Up Against Government & Media Corruption”)

 

Como não há 2 sem 3, 33, 333, 3.333 e por aí fora

 

− Ou seja repetindo-se (não interessando o seu valor lógico) aprendendo-se

 

E aproveitando a oportunidade

(“tudo o que vier à rede é peixe” mesmo que num procedimento repetitivo e minimalista, como eles acham que é o nosso cérebro)

 

Do lançamento de mais um livro (por acaso de repórteres e assalariados do NYT) tendo como protagonista o sempre presente e sempre em pé (há mais de dois anos e meio) DONALD TRUMP,

 

Eis que o NEW YORK TIMES na sua “Saga Demolidora” e sem fim à vista tendo como objetivo fazer desaparecer do seu horizonte visual (e de uma forma definitiva) o Presidente eleito dos EUA (o desejo de toda a liderança do “velho” partido Democrata)

 

– Para o melhor e para o pior ainda Vivo e bem Ativo

 

Ajudando a promover o livro (denegrindo Trump) e os seus autores (fazendo o papel não de “Whistleblowers”, mas de “Leakers”) e simultaneamente aproveitando-se de alguns dos seus parágrafos (mais atuais, mais impactantes, mesmo baseando-se “no que alguém disse, a partir do que outro tinha dito”)

 

Trump-Locker-Room-Cartoon-58b8fdb25f9b58af5cc8205d

(cartoon de Daniel Kurtzman/Cagle Cartoons/liveabout.com,

mostrando-nos Trump no seu balneário a bater no Tio Sam, com as armas à sua mão)

 

− Ou não fosse Trump o tema –

 

E para se manter na corrida da campanha Anti-Trump (talvez na liderança)

 

E mesmo que podendo correr o risco de recorrer (de novo) a FAKE NEWS –

 

Colocando-se frontalmente contra os Trumpistas e não resistindo (à tentação), lançando “Mais Uma Bomba (Bombástica) Sobre Trump(sabendo eles como sabem, qual a reflexão de mais um possível escândalo, no aumento das tiragens/visualizações dos jornais/média):

 

Envolvendo entre outros crocodilos na sua nova função de guarda-fronteiriço (eventualmente nomeados por Trump),

 

Comendo logo ali os “ILLEGAL ALIENS

(só o prenúncio da frase dando logo multa por “racismo” de 250$ em Nova Iorque)

 

E desse modo resolvendo logo ali o problema.

 

99 Interesting Quotes That Will Change How You See

(Noam Chomsky, cientista, filósofo e ativista político norte-americano de esquerda,

em imagem retirada do site thinkinghumanity.com)

 

 

Segundo o “disse-que-disse” dos Anti-Trumpistas, um “disse-que-disse” atribuído a Trump, como se o Mundo se importasse, como se o Mundo só fosse isso!

 

Um país com 2 partidos (únicos com acesso sem qualquer tipo de restrições ao poder) e 1 única ideologia, tal como as duas faces da mesma moeda (neste caso o dólar) e tal como alguém com Dupla Personalidade (sabendo-o e ignorando-o, como fazem os doentes).

 

E com o Mundo a não ser só, Pró-Trump ou Contra-Trump, a não estar só, Contra ou a Favor (como o programa semanal do Novo Regime Português, devendo-se chamar não Prós e Contras, mas Prós e a Favor/ou favores)

 

− A não ser só a P/B –

 

Mas a desejar unicamente que pensem em Todos Nós, na Fauna & na Flora, nos nossos Antepassados, nos nossos Filhos e na Terra.

 

“Como um Arco-Íris, só isso!”

 

(imagens: usbacklash.org − liveabout.com − thinkinghumanity.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:34

07
Ago 19

[Não sendo um fanático-extremista retratando o Mundo a Preto e Branco (mesmo gostando de se ver a cores) tanto a nível prático como teórico (já que oficialmente prós-e-contra = prós e a favor), entendo que tomar posição não é dizer sim ou não, mas avaliando a situação chegar a uma solução (de equilíbrio para todo o Ecossistema): respeitando desde logo (e tal como o exigido para nós) a liberdade do vizinho. E banindo a opção errada “Não penses muito, responde”.]

 

New study finds that 100 PERCENT of sea turtles have plastics in their bellies

(Edsel Cook/15.03.2019/pollution.news)

 

Pollution-Ocean-Beach-Garbage-Dead-Turtle.jpg

OCEANOS & TARTARUGAS

Analisando uma-a-uma mais de uma centena de tartarugas movimentando-se em vários oceanos da Terra, notando-se que tendo em comum a presença de plástico na barriga

 

Com um grupo de investigadores do Reino Unido ao analisarem mais de 100 tartarugas em tês oceanos (ou mares) diferentes, a encontrarem sistematicamente na barriga de todas elas, uma quantidade maior ou menor de Plástico:

 

Daí os 100%, certamente com consequências definitivas e fatais não só para esta espécie, como para todas as outras partilhando o mesmo Ecossistema (terrestre).

 

E se fosse connosco?

 

Pelos factos e pelas evidências com que nos deparamos todos os dias (dia-após-dia) e pelos extremismos conscientemente utilizados (e em nós subliminarmente inseridos) “não olhando a meios” para alcançar (com absoluta certeza e eficácia) certos fins − tendo apenas a obtenção de Lucro Económico (objetivamente Mais-Valia) como Desígnio (patriótico) e Objeto (de culto) – podendo-se supor (sendo vítimas de lobotomia e face à nossa indiferença, se não mesmo “afirmar”) que mesmo expostos a riscos idênticos (afetando a nossa saúde) introduzindo-se na nossa cadeia alimentar − provocando distúrbios graves e irrecuperáveis − nada faríamos:

 

Podendo afetar a qualidade presente da nossa “Zona de Conforto”, quando as consequências potencialmente negativas (até lá ainda se podendo descobrir muita coisa − faltando saber se boa ou má) ainda se situam lá bem longe no Futuro (noutro Espaço/noutro Tempo, talvez Paralelo, que não o da nossa geração). Confirmando definitivamente (banalizando se necessário o cenário cientificamente) a presença de Plástico, na nossa Dieta Alimentar. Da mesma forma que ainda hoje ignoramos e aceitamos (como será um dos últimos exemplos, o Genocídio em curso no Iémen) a proliferação de Genocídios.

 

There Are No Safe Places in This Country

(William Rivers Pitt/06.08.2019/Truthout)

 

2019_0806-el-1200x800.jpg

EUA & TIROTEIOS

Em 2 tiroteios próximos no território e no tempo (e não mencionando todas as outras vítimas direta/indiretamente associadas) com o total de mortos ultrapassando os 30

 

Num momento em que os EUA tentam de novo reimpor “Unilateralmente e como se fosse o Único com tal Direito (ou seja, o “Predestinado”) a sua Supremacia Global – abandonando sem justificação válida/credível acordos internacionais, impondo sansões financeiras/económicas a seu bel-prazer, optando pela confrontação em vez do diálogo, alimentando conflitos ou mesmo participando neles, tudo isto e no Presente sob a Administração do REP Donald Trump (como o seria certamente sob o comando da DEM Hillary Clinton) – eis que mais uma vez um Evento (como seria de esperar e dadas as circunstancias políticas internas atuais) vem confirmar esta opção externa mas agora com “Reflexos Internos”:

 

Agora sob a batuta de DONALD TRUMP e tendo atrás de si o poderoso lobby norte-americano das armas (tal como todos os anteriores presidentes norte-americanos e tal como previsto por Dwight D. Eisenhower) com os tiroteios no interior do território dos EUA a persistirem (e mesmo a acelerarem) assim como o crescente número de vítimas só nestes últimos dias provocando mais de 30 mortos (utilizando armas automáticas AK-47 e AR-15 talvez vendidas, cumprindo um mínimo de formalidades − numa simples loja).

 

E para desculpar todos os assassinos centrando-se o foco num só sujeito (obviamente TRUMP) de modo a todos os outros (do partido único bipolar umas vezes designando-se REP outras DEM) se poderem facilmente (entre os pingos-de-chuva fatais) safar.

 

Presidential Candidate Tulsi Gabbard Sues Google For Extreme Censorship

(Arjun Valia/01.08.2013/collective-evolution.com)

 

proxy.duckduckgo.jpg

DEM & TULSI GABBARD

Com um dos candidatos DEM mais incómodos (recordando o que se passou com Bernie Sanders) a ser desde já censurado pelos seus (média em geral e agora pela GOOGLE)

 

Com um dos cerca de vinte candidatos à nomeação Democrata para as Eleições Presidenciais de 2020 a sentir já na pele “o que é ser não desejada e necessitando de ser afastada(certamente sendo homem ou mulher ou outra coisa qualquer, por “falar de mais”) – aquela que os Democratas terão forçosamente de ganhar se não quiserem levar com mais 4 anos de Donald Trump – eis que o Cenário “Enevoado e Asfixiante Envolvente” das últimas presidenciais norte-americanas (aí envolvendo e impondo a “candidata oficial do partido” Hillary Clinton) e que resultados tão desastrosos proporcionou aos DEMOCRATAS parece começar a dominar de novo a estratégia eleitoral Democrata, podendo levar a um novo “Suicídio Coletivo DEM” e ao fim do sonho e da esperança de muitos milhões, não só de Norte-Americanos como do novo flagelo social invadindo todo o Mundo, os contingentes de Migrantes fugindo da Doença e da Guerra e fazendo-o “pela Vida (a sua e a dos seus semelhantes): sendo sujeita a Censura de uma plataforma de serviços online a GOOGLE (curiosamente numa campanha levada a cabo por outros média dominantes, maioritariamente controlados pelos DEM) de modo a assim lhe retirar o seu protagonismo crescente e perigoso (para o partido e para a sua hierarquia) dado a mesma (candidata não desejada) afastar as “Luzes da Ribalta” daquele que estas deveriam necessária e obrigatoriamente focar – por exemplo JOE BIDEN.

 

[E como há terceira é de vez e sendo mais difícil de suportar −durante a “Silly Season (em que tudo se desculpa, por “termos o sangue a ferver”) – como “pobres de espírito e com lugar no Céu reservado (infelizmente e como católico-romanos, ainda sem Virgens) − fiquemos para já por aqui. É que o meu cão está a ladrar sendo horas de comer.]

 

(imagens: pollution.news – Truthout − collective-evolution.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:02

22
Jul 19

[Mamíferos e Irracionais – pelos vistos – como nós.]

 

hqdefault.jpg

“After Brexit, Tory leaders are hoping to strike a bilateral trade agreement with the USA that will begin the dismantling of the NHS, starting with a ban on price-controls for pharma and open doors for America's wasteful, cruel, useless health-care insurance mega-corporations.” (boingboing.net)

[Com Boris Johnson pronto a aceitar o Matadouro em que se transformou o não existente Sistema de Saúde Norte-Americano (agora de Donald Trump), substituindo o superior Sistema da Saúde do Reino Unido (o seu próprio país) − algo já tentado em Portugal na Saúde pelo nosso Guru da Contabilidade e das Agências Funerárias, de momento à frente do seu próximo intervencionado a CGD (preparando-a para a fase seguinte a do Coveiro)]

 

Dos cerca de 20 candidatos Democratas às Presidenciais − não aparecendo outros por exemplo um Milionário como DONALD TRUMP (e “refletindo-se no mesmo Espelho”) mas Democrata – com a disputa pela nomeação a resumir-se a uma luta entre 2 homens e 2 mulheres: com o herdeiro legítimo dos CLINTON a ser o favorito indicado (depois de “filtrado”) pelos Média: JOE BIDEN. E, no entanto (e incompreensivelmente ou não tanto) perdendo para DONALD TRUMP, cada dia que passa (e que se aproximam as eleições para PRESIDENTE).

 

Se o dinheiro angariado até agora por cada um dos quase vinte candidatos à nomeação Democrata para as Presidenciais de 2020, fosse um indicativo do

 

Candidato Democrata Mais Presidenciável

 

Candidato

Dólares Angariados (milhões)

Sondagem (%)

Última Economist/YouGov

Sondagem (%)

Média

RCP

PETE

BUTTIGIEG

24,9

6

4,8

JOE

BIDEN

22,0

25

28,4

ELIZABETH WARREN

19,2

16

14,6

BERNIE

SANDERS

18,0

12

15,0

KAMALA

HARRIS

11,8

11

12,6

CORY

BOOKER

4,5

3

1,8

Com DÓLARES, mas sem apoios QUALIFICADOS

(os Donos das Impressoras e os Donos das Armas)

nos EUA e politicamente não se indo a lado nenhum

(a tal história dos lobbies levando efetivamente – não sendo já uma realidade − à criação de um partido único, REP/DEM)

 

Sendo capaz de derrotar o atual presidente e Republicano, DONALD TRUMP (candidatando-se a um segundo mandato)

 

– Com a Guerra Civil instalada no interior do partido Democrata (“entre a fação CLINTON e a Outra”), levando à confrangedora falta de uma (sua/própria) estratégia política (relevante para a vida e quotidiano dos norte-americanos), à sua decadência progressiva como instituição de referência (ideológica e de intervenção) e até ao fortalecimento não desejado do tantas vezes solicitado como devendo (obrigatória e imediatamente) ser sujeito a Impedimento, o Presidente-Milionário dispensador de Intermediários (a Elite política de Washington) DONALD TRUMP (apenas se aproveitando dos despojos Democratas)

 

Então o

 

Candidato Eleito para Representar o Partido Democrata nas Presidenciais de 2020

 

snapshot.jpg

Brexit: The Hidden Danger of Chlorinated Chicken

“Why does the US have far higher rates of foodborne disease than the UK? Is chlorinated chicken safe? And will it be legalised in the UK as part of a US trade deal?” (boingboing.net)

[E depois das galinhas carregadas de antibióticos e provenientes da Índia, chegando a vez das galinhas cloradas norte-americanas (agora sendo comercializadas por Donald Trump), não respeitando as leis sanitárias de comercialização de animais na Europa e no entanto sendo Bem-Vindas (as Galinhas) por Boris Johnson entrando sem problemas para o menu da Ilha]

 

Seria (o desconhecido)

PETE BUTTIGIEG:

com quase 25 Milhões de Dólares angariados.

 

Seguindo-se (com mais de 10 milhões de dólares) JOE BIDEN (quase 22 milhões de dólares), ELIZABETH WARREN (pouco mais de 19 milhões de dólares), BERNIE SANDERS (18 milhões de dólares) e KAMALA HARRIS (a caminho dos 12 milhões de dólares).

 

E com outros nove candidatos (com Cory Booker à frente com os seus 4,5 milhões de dólares) a angariarem entre 2 e 4,5 milhões de dólares. Num total de 14 (de 20) angariando mais de 2 milhões (de dólares).

 

Como se pode ver pelo quadro dos (aqui 6) candidatos Democratas à nomeação Presidencial, com os fundos angariados a não coincidirem com as sondagens até aqui efetuadas sobre as intenções de votos dos eleitores DEM, com o peso de Pete Buttigieg (apoio financeiro) a não corresponder em nada (para tanto dinheiro) às expetativas da percentagem de votos, as de um candidato desde já derrotado.

 

Abrindo-se as portas e para já para 4 candidatos (entretanto podendo surgir um outro candidato, talvez mesmo providencial, estabelecendo uma outra ligação, entre as fações DEM atualmente tão fraturadas) certamente de entre eles saindo o adversário de Donald Trump: BIDEN (o “Filho Pródigo da Dinastia Clinton/Obama”), WARREN, SANDERS ou HARRIS, todos “Filhos do Mesmo Barco”.

 

snapshot 1.jpg

Made in the USA

For the moment only to UK

Em qualquer dos casos com os cidadãos do Reino Unido a não poderem dizer-se surpreendidos (quando concretizado o BREXIT) – por exemplo com o que se avizinha na Saúde a nível de Cuidados e Alimentar  − com a troca bilateral e preferencial proposta pelos USA ao UK:  caso estes se transformem (na prática e deixando a UE) no 51º Estado/Território Norte-Americano (tipo Porto Rico ou Havaí)

 

E dividido entre TRUMPISTAS ou ANTITRUMPISTAS, o Mundo que se cuide.

 

(imagens: Pindex/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:10

27
Mar 19

Enquanto a Administração Norte-Americana liderada atualmente pelo Republicano e Milionário Donald Trump

 

“Um Típico Homem de Negócios de Sucesso Made in USA”

 

0010aa90-800.jpg

Robert Mueller e Donald Trump

Com o conselheiro especial do Departamento de Justiça dos EUA encarregue do caso da suposta colisão Trump/Rússia, a não conseguir identificar o atual presidente como sendo o Putin’s Puppet

 

Se inclina cada vez mais para o reforço da sua parceria com o poderoso Complexo Industrial-Militar

 

− O contraponto ao poder da sociedade civil norte-americana, na prática dirigindo a política externa do país e como consequência orientando a sua política interna e adaptando-a à sua estrutura e às suas necessidades

 

O Cenário pré-montado especificamente para este Presidente (pelos Democratas desde a pré-campanha para as primárias e levado a cabo sem rodeios e sem ética pelos Média) desde que se começou a considerar a possibilidade (mesmo que mínima) de o mesmo poder efetivamente entrar na corrida presidencial de 2016 e até (sabe-se lá) poder surpreendentemente vencê-la,

 

Dirigindo-se exclusivamente a uma pessoa, atacando-o sem descanso e sem regras e tentando-o destruir e obliterar (não o tendo conseguido assassinar)

 

– Mas por outro lado (e surpreendentemente) colocando de lado (na prateleira) o seu precioso e dedicado eleitorado esquecendo as suas necessidades prementes (de um coletivo) e fazendo incidir todos os seus holofotes sobre o homem (um único indivíduo) personificando a “justificação da estrondosa derrota eleitoral de Novembro de 2016”,

 

Vem mais uma vez ser confirmada pelos Democratas (e por todos os derrotados de 2016) a continuação da estratégia de perseguição feroz a Donald Trump (já lá vai mais de meio-mandato presidencial) mesmo depois de divulgada a conclusão do relatório Muller − como se nos EUA não houvesse (interna ou externamente) nada de mais importante a tratar para assim se poder afirmar (e tornar) − como o diriam todos os acólitos de Donald Trump (com este último a liderá-los) – MAKE AMERICA GREAT AGAIN:

 

“Dem says Trump not cleared by Mueller report”

(actionnewsnow.com)

 

Encostando ainda mais o Presidente (tentando-o isolar ainda mais da sociedade civil) aos Militares e à sua máquina (de confronto e de guerra) – e conscientemente e de uma forma deliberada (REP e DEM confundem-se em luta no mesmo saco de gatos) ao denominado DEEP STATE − reforçando o poder destes (e do Complexo Industrial-Militar) e reabrindo-lhes novas portas: vendo-se do lado de lá de uma delas (tantas as portas que se abrem) energia, petróleo e Irão.

 

Estratégia Democrata assente na manipulação dos média (iniciada no período “Hillary Clinton a Presidente”)

 

Promovendo uma histeria coletiva e irracional (recordando-nos o pior período do Macartismo) e facilitando a promoção das (ao contrário do que muitos pensam já antigas) Fake News (com patente DEM/REP)

 

RTX6PTBA_idkntv.jpg

Chelsea Manning

Um dos mais conhecidos wisthleblower não só por ser um informador/denunciante como por ser um militar transexual do exército dos EUA, agora preso e confinado à solitária por se recusar a ser bufo (de outros denunciantes/grupos)

 

Unicamente com um destinatário (dessa intervenção) e ignorando completamente (mais tarde podendo-lhe sair bem caro, por exemplo nas presidenciais de 2020) a sua tão diversificada, imprevisível (e como tal volátil) base de suporte e de apoio: parecendo não querer recuar nos objetivos das suas anteriores iniciativas (tendo o Putin’s Puppet como alvo) − mesmo sendo colocada perante as conclusões do relatório de Robert Mueller (sobre a colisão Trump/Rússia) ilibando Trump – e desse modo e mais uma vez (Ato deliberado? Qual o motivo de fundo?) recolocando “juntos e conjugando esforços” − do Outro Lado do Muro − não só o Presidente (o Civil tornado maior amigo − aí sim um Boneco − dos Militares), como quem ainda garante à América o estatuto de maior potência Global, os Militares.

 

Daí a prossecução da cobiça (dos militares) centrada obviamente no IRÃO (igual a petróleo e energia)/ assim como nas redondezas (seja por exemplo o Iraque) e sobretudo para o bem de ambos – e sua proteção (civis, militares e Estado Profundo) − o retorno aos WHISTLEBLOWERS, a (Chelsea) Manning, passando por outros e seguindo para (Julian) Assange. Um tipo de comportamento em nome da Liberdade e da Solidariedade (compromisso de honra) devendo ser considerado imoral/inaceitável, mas infelizmente e dado o clima esquizofrénico em que se vive atualmente (nos EUA e no Mundo) acabando por contaminar (e com isso destruir) a já tão violada sociedade civil norte-americana: como é exemplo flagrante o caso do norte-americano Martin Gottesfeld condenado inicialmente a 25 anos de prisão (agora 10), acusado de ter acedido ilegalmente aos ficheiros (privados) de um hospital de modo a denunciar (não existindo outro modo) o que lá se passava e salvando com a sua ação (o seu único objetivo) uma criança. Criança salva, salvador preso e lá se safando (mais uma vez, só parcialmente penalizado) o Hospital. E assim juntando a Assange e a Manning o reforço civil Martin (de momento na solitária, e à falta de outro apoio, recorrendo a ajuda exterior, entre outros a RT), ficando-se com uma ideia de parte da decoração do Leque.

 

rendition-plane.jpeg

Avião norte-americano

Estacionado no aeroporto de Londres, aparentemente aguardando pela chegada de Julian Assange, oriundo da embaixada do Equador

(talvez com guarda-de-honra por parte da polícia)

 

Mas juntando aqui e agora Chelsea Manning e Julian Assange e a sua interligação/contacto com sinais (avisos/alertas) pré-existentes, com um deles/Manning na solitária (no presente) e com o outro/Assange com um avião (há dias em Londres) à sua espera” – assim e vendo bem (e sem muita explicação conhecendo-se o promotor da ação) com um já nos EUA e o outro a caminho.

 

E inteirando-nos da situação real, atual e local dos dois informadores/denunciantes Manning/Assange − tendo à perna e como um verdadeiro predador o longo braço (estendendo-se a todos os continentes) da Justiça norte-americana – com Chelsea Manning (além de detida) a ser confinada à solitária (pelo menos duas semanas) por se recusar a fazer de denunciante (bufo) no processo Wikileaks e indiretamente prejudicando o evoluir de outros processos semelhantes (por vezes prioritários para os EUA) como o será o do fundador do Wikileaks o australiano Julian Assange. Segundo notícias recentes e aproveitando o caos instalado (“a ocasião faz o ladrão”) entre os políticos do Reino Unido (provocado pelo Brexit) falando-se do aumento da presença da polícia (em redor da embaixada do Equador), do abandono do apoio da embaixada do Equador a Assange (deixando de lhe dar asilo/vêm aí eleições no Equador) e finalmente da presença (misteriosa) de um avião norte-americano em Londres pretensamente para levar o whistleblower australiano: voluntariando-se ou à força (pelos sinais segundo muitos) já com lugar reservado (Londres/Virgínia) e esperando-o a prisão (mesmo contra a decisão da ONU).

 

(imagens: rte.ie – Suzanne Cordeiro/Reuters/thedailybeast.com − consortiumnews.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:53

05
Nov 18

If You’re Sure You Know What’s Going to Happen on Tuesday,

You’re Wrong.

The rise of Trumpism has changed the shape of the electorate.

We are working our way toward a new political dispensation.

(Christopher Buskirk/nytimes.com/04.11.2018)

 

merlin_145897416_ee34a75f-ae4f-449f-98fd-428689fa4

Supporters of President Trump cheer as he arrives on stage

(during a MAGA campaign rally in Charlotte, N.C. last week)

 

A menos de 24 horas da realização das Eleições Intermédias Norte-Americanas de 2018 (a meio do mandato de Donald Trump como 45º Presidente dos EUA) – US MIDTERM ELECTIONS elegendo parte do Senado (35 dos 100 senadores), a totalidade da Câmara dos Representantes (435 em 435 deputados) e os Governadores de cada estado (50 em 50) – as últimas sondagens realizadas mantêm as tendências até aqui observadas: vitória no SENADO para os REPUBLICANOS, vitória na CÂMARA dos REPRESENTANTES dos DEMOCRATAS e maioria de GOVERNADORES sendo REPUBLICANOS.

 

8561538trump_2718891a.jpg

2018 US Midterm Elections

(episódio da 2ª Temporada da série CLINTON VS. TRUMP)

 

No entanto e face ao que se passou no último ato eleitoral de 6 de Novembro de 2016, entre outras consequências tendo como resultado surpreendente a eleição de DONALD TRUMP e a inacreditável derrota de HILLARY CLINTON – com DT apesar do menor número de votos expressos a conseguir a maioria no Colégio Eleitoral sobre HC – com todas estas sondagens a poderem mostrar-se inconclusivas e a poderem originar resultados contrários (aos sugeridos nas consultas): dada a divisão dos EUA ao meio e a grande aproximação – entre REP e DEM – nas sondagens.

 

Eleições

REP

DEM

P/Atribuir

Total

Maioria

Senado

50

(52)

43

(48)

7

(0)

100

51

Representantes

 

195

(-)

202

(-)

38

(-)

435

218

Governadores

20

(26)

18

(24)

12

(0)

50

26

Eleições Intermédias – Sondagens

(e Previsões de resultados)

 

Pelo que fazendo FÉ nas últimas sondagens oriundas dos EUA (aqui consultando realclearpolitics.com) tudo se podendo manter na mesma – Presidência, Senado, Representantes e Governadores com maioria REP (controlando tudo mas com uma margem menor) – ou então modificar-se mas apenas um pouquinho – com os DEM a conquistarem a Câmara dos Representantes (obtendo a maioria) e a poderem fazer a vida ainda mais negra ao Presidente Donald Trump (e aos REP). Na madrugada de 6 para 7 (de Novembro) – e como um Episódio na sua 2ª Temporada – se verá se ganha TRUMP ou os CLINTON (e os norte-americanos e o mundo que se lixem).

 

(imagem/legenda: Doug Mills/The New York Times e madan.org.il)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:04

01
Nov 18

[Sondagens a 1 de Novembro de 2018/Quinta-feira.]

 

Eleições

Intermédias

Senadores

(100)

Representantes

(435)

Governadores

(50)

Republicanos

50

198

26

Democratas

44

204

24

(Indecisos)

(6)

(33)

(0)

(Maiorias: Senadores/51 – Representantes/218 – Governadores/26)

 

Com as Eleições Intermédias Norte-Americanas marcadas para o dia 6 de Novembro de 2018 (próxima terça-feira) e para além de se saber antecipadamente da manutenção de DONALD TRUMP (neste 1º mandato) como PRESIDENTE dos EUA (um REPUBLICANO)

 

– Após essa data de escolha Eleitoral –

 

Nas Eleições para o SENADO, nas Eleições para a Câmara dos REPRESENTANTES e na Eleição dos GOVERNADORES, tudo parece ainda (até ao último minuto) verdadeiramente estar em jogo:

 

Antes de 6 de Novembro com os REPUBLICANOS em maioria nas três Eleições

 

– Senadores, Representantes e Governadores –

 

us-capitol-building-400x565.jpg

The Democrats Might Lose the US Midterm Elections

(Uwe Bott/01.11.2018/theglobalist.com)

 

E após a mesma data com as últimas sondagens a apontarem para a manutenção da Maioria REPUBLICANA no SENADO e GOVERNADORES

(mesmo que mais reduzida)

E invertendo a situação, com os DEMOCRATAS a atingirem-na

(a sua Maioria)

Mas nos REPRESENTANTES

(expressando-se numa ligeira diferença entre os DEM em maioria e os REP).

 

Halloween_se.jpg

When Donald Trump goes low, the Democrats go lower

(Freddy Gray/27.10.2018/spectator.co.uk)

 

E em função destas Eleições Tripartidas (SENADO/REPRESENTANTES/GOVERNADORES) dependendo o cenário político norte-americano (já feio) durante os próximos dois anos (até às próximas Presidenciais e podendo ficar muito pior):

 

No cenário mais provável com os Republicanos a obterem a maioria no Senado e (no nº de) Governadores

 

E com os Democratas a revirarem a Câmara (de Representantes) ficando a deter a maioria

 

– E nesse caso certamente com a Guerra a continuar, a situação a agravar e o Mundo a abanar.

(numa espetáculo circense travado entre dois Mortos-Vivos – HILLARY/TRUMP)

 

(dados/sondagens: realclearpolitics.com – imagens/legendas: as indicadas

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:57

16
Out 17

Não seria a melhor Solução?

 

A verdadeira realidade é que no dia 8 de Novembro de 2016 o Sistema entregou a cautela premiada ao Patrão (o MILIONÁRIO), naquele momento pondo em causa a necessidade da existência do Administrador (o POLÍTICO). Pelo que pensei que ainda pudesse (o Milionário) ser assassinado (pelo Político). Já Kennedy tentou assumir o poder e foi morto pelo Complexo.

 

O Coveiro dos Democratas

 

453CB1A500000578-4970742-image-m-30_1507745872709.

Democrats Are Becoming All They Claim to Hate

The Democratic Party's strategic incoherence is a risky gamble

(Noah Rothman / Apr. 4, 2017 / commentarymagazine.com)

 

À medida que se aproximava o fim do 2º mandato do 34º Presidente dos EUA o Democrata BARACK OBAMA (em 20 de Janeiro de 2017) ‒ tendo sempre como seu Vice-Presidente ao longo desses 8 anos o seu colega de partido JOE BIDEN ‒ certamente que o eleitor norte-americano especialmente com mais afinidades aos Democratas e ainda a sectores Independentes, acreditou até ao último instante (momento em que foram oficializadas todas as candidaturas) que o seu representante às próximas eleições Presidenciais seria provavelmente alguém apontado pelo Presidente ainda ocupando a Casa Branca: através de práticas anteriores (de muitos Presidentes e de ambos os lados do espectro político sugerindo o seu Vice para seu sucessor) e até pela aparente concordância em muitos pontos de vista (o que declaradamente não aconteceu com Hillary Clinton, como Secretaria de Estado abandonando o Presidente ‒ com discordâncias ‒ ao fim do seu 1º mandato e posteriormente autoapresentando-se como a melhor candidata para suceder a Obama: e assim retirando-lhe a prorrogativa de nomear o seu sucessor) sendo verdadeiramente surpreendente (senão hipócrita por interessada) a não opção por JOE BIDEN ou por outro candidato Democrata que não a já desgastada (pelo marido/tentativa de Impeachment e por práticas próprias anteriores e negativas/como em Bengasi) HILLARY CLINTON. Demitindo-se mais uma vez das suas capacidades e responsabilidades de como ainda Presidente (consciente e pensando no Futuro do seu Povo) poder influenciar positivamente a campanha e o bom rumo da mesma ‒ e dada a sua grande popularidade traindo ainda mais as expetativas dos seus apoiantes, não podendo votar de novo nele, podendo votar em alguém da sua confiança, mas desde que indicado ‒ nunca mencionando Joe Biden (ou outro qualquer Democrata), mantendo-se em prolongando silêncio (deixando à vontade Hillary Clinton e como que ignorando Bernie Sanders) para no momento oportuno talvez proporcionando uma troca (e a pedido da senhora) apontar HILARY CLINTON como sua sucessora.

 

Obama e o seu Legado

 

trump-obama.jpg

Brick by brick, the demolition job has begun: since taking office less than a year ago, Donald Trump has launched an all-out assault on the legacy of Barack Obama.

(Channels Television / October 15, 2017 / AFP)

 

E com toda a trapalhada política envolvendo a sua inevitável Nomeação ‒ num Sistema de votação bem pior do que o aplicado pelos Republicanos, na sua essência tentando manter os do Costume evitando Intrusões (ou seja Democracia a mais abrindo a porta à expressão/votação dos Independentes) ‒ com o Partido Democrata atropelando as Primárias (pouco se falando de outros possíveis candidatos), desrespeitando os eleitores (a sua opinião expressa pelo voto face à presença conjunta dos Super Poderosos Delegados não eleitos mas escolhidos) e desprezando o outro candidato (não lhe dando a mesma cobertura mediática para não falar financeira com apoios privados de cerca de 1 bilião de dólares para o seu/do Partido candidato) para no fim de todo este enredo talvez nunca antes Imaginado (quem pensaria num duelo HILLARY/TRUMP com o milionário a ganhar) apanhar uma Estrondosa Derrota apesar da maioria de votos: no dia 8 de Novembro de 2016 (data da Eleição Presidencial) e apesar da maioria dos norte-americanos terem votado contra a política Republicana (sem alternativa aos Democratas senão opor-se às suas decisões) ‒ 48% para os Democratas e 46% para os Republicanos numa diferença de quase 3 milhões de votos ‒ ser inesperadamente derrotada no número de delegados eleitos para o Colégio Eleitoral (já o mesmo tendo sucedido em 2000 na derrota de AL GORE) elegendo 227 contra os 394 de DONALD TRUMP (a 20 de Janeiro de 2017 sendo empossado como o 35º Presidente dos EUA, já lá indo quase 9 meses e com a criança prestes a nascer ‒ e com o seu destino a poder ser a Coreia/do Norte e a futura Geração Nuclear/numa extensão Global).

 

E finalmente A Bomba como alternativa ao Tweet

 

01chappatte-master768.jpg

Trump’s Weapons of Mass Destruction

A President Trump considers the options for attacking his foes.

(Patrick Chappatte / JULY 1, 2016 / nytimes.com)

 

Neste contexto Global (incluindo toda a Terra) e tendo como referência o país que se autointitula como o Império Terrestre mais poderoso do Mundo (tanto a nível Militar, como Cientifico-Tecnológico e Económico-Financeiro) ‒ sendo esse facto bem explícito no poderio da moeda/Dólar e do sector industrial/Militar ‒ mesmo não sendo bem assim dada a omnipresença (atual e crescente) dos chineses, não se compreendendo como uma sociedade tão ativa e resiliente como a norte-americana (até pela necessidade de sobreviver à violência crescente do seu quotidiano ‒ agora dupla ‒ no passado maioritariamente externa agora igualmente interna) se deixou arrastar para o interior da luta (não sua) POLÍTICOS/MILIONÁRIOS (tendo-se Trump declarado ainda em campanha como o candidato Antissistema ‒ só se percebendo agora/para alguns o que ele queria dizer e claramente pondo em causa toda a Estrutura) ‒ “Cada um Deles querendo dispensar o Outro” ‒ assumindo para si os Derrotados e com isso abrindo a porta para estes e para a Obliterando dos Vencedores (pondo-se ao lado dos patrões/milionários ou de quem os lhes paga/políticos). Com a sociedade norte-americana a encontrar-se de momento completamente dividida (tendo de um lado os Vencedores e do outro os Derrotados), à falta de outros instrumentos (de expressão) servindo-se cada vez mais de atos de extrema violência (maioritariamente contra os vencedores e continuadamente promovidos pelos órgãos de informação aderentes) ‒ é só ver os atentados e a quem teriam sido dirigidos ‒ e com os culpados a não serem só os Republicanos (e claro o ET Donald Trump) mas sobretudo (até pelo seu dito respeito pela Paz, Diálogo e Tolerância) os DEMOCRATAS: não retirando as conclusões devidas ao Evento ocorrido há já quase 1 ano (11 meses), não refletindo o inevitável fim de linha para os até responsáveis pela estratégia Democrata (com derrotas em todas as frentes, Presidência, Senado e Câmara) e finalmente não querendo interiorizar o fim do reinado CLINTON e a necessidade de (para além de se libertar dessa Família e de alguns dos seus sinistros Padrinhos) criar um novo rumo, suportado por um novo desígnio e talvez por um novo clã. Relembrando Que A Verdade Anda Por Aí e que de momento (que se saiba) os Republicanos controlam tudo ‒ e dessa forma estando criadas todas as condições (necessárias e suficientes) para a qualquer momento e certamente antes do fim do mandato (do 1º podendo suceder-se o 2º) ‒ ainda-por-cima agora com o Presidente e os Militares estão tão próximos ‒ se iniciar uma Nova Guerra (tal como o sucedido com Presidentes anteriores dando a supremacia interna ao Poder Militar).

 

Bastando dar-lhe a pasta e entregar-lhe o botão (Nuclear) para então e finalmente se dar a Implosão (deste já tão velho hotel).

 

(imagens: dailymail.co.uk - channelstv.com - Patrick Chappatte/nytimes.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:40

26
Abr 16

“Já que não são Autorizados outros Animais na maior Democracia do Mundo!”

 

5716a9322200002900253eff.jpg

Os cinco sobreviventes do BIG BROTHER norte-americano

(BS – DT – JK – HC – TC)

 

Disputam-se hoje nos Estados Unidos da América mais cinco primárias referentes às eleições presidenciais a realizar a 6 de Novembro de 2016. No que diz respeito aos dois principais partidos (existem outros), se num dos casos o resultado parece desde há muito decidido (Democratas), no outro caso tudo parece encaminhar-se para a vitória do candidato mais imprevisto (Republicanos). Neste momento a situação dos candidatos à nomeação DEM e REP é a seguinte (em número de delegados conquistados) – antes da realização da penúltima SUPER TERÇA-FEIRA:

 

Candidato DEM Número de delegados
Delegados atribuídos 3132
Hillary Clinton 1941
Bernie Sanders 1191
(Desistentes) (0)
Maioria 2383
Delegados p/atribuir 1632
Candidato REP Número de delegados
Delegados atribuídos 1739
Donald Trump 845
Ted Cruz 559
John Kasich 148
(Desistentes) (187)
Maioria 1237
Delegados p/atribuir 733

 

SUPER TERÇA-FEIRA 26

 

Nestas primárias a serem disputadas nos estados de Maryland, Connecticut, Delaware, Pennsylvania e Rhode Island, os DEM terão mais 462 em disputa e os REP 172. Segundo as últimas sondagens com a candidata Hillary Clinton a poder bater Bernie Sanders em todos os 5 estados (aproximando-se vertiginosamente do número mágico 2383) e com o candidato Donald Trump igualmente à frente de todas as últimas sondagens (e sabendo-se que o vencedor nalguns desses estados poderá levar quase todos os delegados) a poder ultrapassar provisoriamente a fasquia dos 50%+1 de delegados.

 

(imagem: huffingtonpost.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:53

Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO