Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

28
Ago 19

[E das suas Armas Biológicas − à base de ÓPIO – e de Destruição Maciça.]

 

Segundo um comentador da FOX com os EUA a serem vítima no presente de um ataque sistemático e contínuo da CHINA utilizando ARMAS de DESTRUIÇÃO MACIÇA, contando os chineses com a colaboração dos CARTEIS DE DROGA MEXICANOS, para a introdução do produto (intrusivo/tóxico/mortal) e a disseminação da respetiva e brutal GUERRA BIOLÓGICA: destruindo por dentro tanto física como mentalmente não apenas os EUA (o território), mas e acima-de-tudo os cidadãos Norte-Americanos (as pessoas).

 

Finalmente e deixando-se levar (sem impedimentos) desde o início dos anos 90 (já lá vão quase quatro décadas) pela prescrição crescente e indiscriminada de drogas analgésicas à base de OPIÁCEOS (derivados do ÓPIO)

 

– Como a HEROÍNA, a MORFINA e os OPIOIDES

 

WireAP_c1210f9d2313407fa600bf13c876b2f8_12x5_992.j

OXYCODONE no banco-dos-réus

Desde 2000 com as mortes relacionadas com o uso de opioides

a ultrapassarem as 400.000 vítimas mortais

(inacreditavelmente atingindo em média mais de 55 mortes/dia

e no presente podendo mesmo atingir o dobro ou mais)

 

E apesar de todos os sinais dados desde o início desta crise (já aí percetível) de OPIOIDES nos EUA na evolução registada no período indo de 1991/2011

 

– Com as prescrições a passarem de um total de 76 milhões para 200 milhões

(utilizando analgésicos como o Vicodin, o Percocet, o OxyContin e o Oxycodone

 

E ainda do ultimo esforço de registo levado a cabo em Março de 2017 (já lá indo mais de dois anos, sem nada se fazer) pelo Governador do estado de MARYLAND declarando o ESTADO de EMERGÊNCIA para lidar com a EPIDEMIA de OPIOIDES (com o crescimento de morte por overdose maioritariamente devido à utilização de opioides, a crescer de 4.000/em 1999, para 16.000/em 2010 e atingindo os 50.000/em 2015),

 

Tudo se mantendo ainda bastante confuso neste aparente esforço da Administração Norte-Americana em tentar resolver este gravíssimo problema de SAÚDE em que está profundamente mergulhado os EUA,

 

Não só pelas promessas anunciadas em 2017 (e nunca cumpridas) pelo diretor do CDCP Thomas Frieden, na sua luta contra a praga instalada dos opioides solicitando uma intervenção profunda e urgente, esperando para tal uma contribuição governamental

 

– Da Casa Branca e de Donald Trump –

 

De cerca de 500 milhões de dólares,

 

470b42d6d707e0f330d3846a04ea9eb2.jpg

Farmacêutica Johnson & Johnson

A primeira certamente de várias companhias do ramo a ser levada a tribunal,

pela sua contribuição na prescrição e adição descontrolada de opioides

(c/ multa de apenas 570.000 dólares concedida

apesar do pedido indemnizatório ser de 17 biliões)

 

Como pelo que se pretende resolver e a quem se dirigir tendo pela frente nada mais nada menos que o poderosíssimo sector QUÍMICO e FARMACÊUTICO, as suas grandes empresas MULTINACIONAIS e os seus LOBBIES no Congresso

 

− E a tudo isto sendo ainda adicionado como grande fator central e foco (desagregador por disfuncional) de toda esta desgraça societária e civilizacional da dita maior potência Global (investindo tudo na GUERRA por mais lucrativa e deixando de lado a PAZ por definição contabilística e tendencialmente neutra, igualitária),

 

A insuficiência de recursos financeiros da esmagadora maioria da sua população, impedindo-a de realizar tratamentos ou intervenções (por caríssimos) e virando-se em estado desespero (muitas vezes final, lutando contra dores crónicas intensas, doenças incuráveis e terminais) para a única solução para os mesmos viável:

 

Não se podendo CURAR (saindo caro) pelo menos podendo-se ANESTESIAR (saindo mais barato).

 

754543683.jpg

Apresentando um dos argumentos contra a farmacêutica Johnson & Johnson

e pedindo uma condenação monetária que o juiz aceitou,

mas reduzindo-a a 1/30 do pedido

(a bem das farmacêuticas podendo estar em causa

o primeiro mau sinal para as vítimas dos opiáceos)

 

E assim em Agosto de 2019 e já depois das primeiras tentativas falhadas anunciadas em 2017 (com Trump na Presidência e tomando conhecimento do assunto, assumindo a situação),

 

Face à irreversibilidade e contínuo crescimento da EPIDEMIA OPIOIDE associado ao Alarmismo Social, tentando-se reverter a situação com algumas intervenções dirigidas, mas sem que se notem efeitos:

 

Em Janeiro deste ano com os números a indicarem mais de 130 norte-americanos mortos/dia por overdose usando derivados do ópio (utilizando-se sobretudo heroína e sintéticos como o FENTANYL).

 

Levando o CDCP (Centers for Disease Control and Prevention) a afirmar:

 

The total “economic burden” of prescription opioid misuse alone in the United States is $78.5 billion a year, including the costs of healthcare, lost productivity, addiction treatment, and criminal justice involvement.

 

0 _9bmwFdcFjrFFR0i.jpg

The liberal use of opioids has been recognized as a contributing factor

to the increase of heroin addiction

with four out of five heroin users

having started out on prescription opioids

(Avery Phillips/tincture.io)

 

E entre culpados e inocentes, mas nunca esquecendo as vítimas (o que parece que irá mais uma vez acontecer), com os diversos intervenientes (com acesso ao poder) a começarem a expor-se confrontando-se, transportando até à opinião pública assuntos nunca antes mencionados, mas que no presente e estando os mesmos a ser pressionados e encurralados (para no fim poderem ser alguns deles os assumidos ou os responsabilizados) forçosamente terão de divulgar (manipular e comunicar) até para se poderem defender:

 

Agora que o cerco se aperta (c/ o número de vítimas a continuar a aumentar) sobre os profissionais de saúde

 

− Por exemplo entre os médicos e as suas prescrições de opioides

 

Que as Farmacêuticas (e outros entrepostos de venda) são chamadas a depor (com um possível processo, possivelmente bastante oneroso a cair-lhes sobre a cabeça)

 

− Inundando o mercado e apesar de todas as consequências trágicas visíveis, não se preocupando com as consequências

 

E como consequência (de todo este cenário sempre em montagem e transformação, por vezes aleatória incontrolável, caótica), com todos até como salvaguarda pessoal (inocentando-se) procurando afanosamente e por dever definir e apontar um CULPADO (o Suspeito do Costume)

 

− Para todo este esquema de funcionamento inviável, ineficaz e mortal, se não interior pelo menos EXTERIOR

 

methode_times_prod_web_bin_75fbfb2e-90c7-11e7-a2ce

Com a crise de opioides no presente atravessando todos os EUA

e tendo já atingido cifras inimagináveis de quase

200 mortos/dia por overdose,

a tender a aumentar alimentada pelos produtos sintéticos

(em 2016 com mais de 64.000 mortos num ano)

 

Surgindo como não poderia deixar de ser o ELEMENTO EXTERIOR, de uma só vez desresponsabilizando o seu verdadeiro Autor e sendo este mesmo a nomear, mantendo o status quo.

 

E depois da Rússia como desculpa para os seus insucessos, através dos Mexicanos e com a mão dos Chineses pelo meio (A Mão da Máfia)

 

− O fornecedor da matéria-prima, o traficante da droga –

 

Com as autoridades dos EUA a descobrirem e a exporem (pela 1ª vez, brilhantemente e como excecionais e incompreendidos que são)

 

− Como explicação para a Crise de Opioides na América

 

O ataque há muito em curso com ARMAS de DESTRUIÇÃO MACIÇA a ser levado a cabo e já há muitos anos pela CHINA, tendo como o Alvo o Envenenamento dos Norte-Americanos e a Destruição Total dos EUA.

 

Certamente e agora com mais motivos (adicionais) para o aumento de sansões sobre a CHINA.

 

(imagens: Keith Srakocic/AP Photo/go.com − bbc.com − Chris Landsberger/AP/wbgo.org − tincture.io − Spencer Platt/Getty Images/thetimes.co.uk)

 

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 20:11

27
Dez 16

Agora sem George Michael

Já que Outros ainda estão vivos lucrando com os seus zombies – nós

RIP

(Londres, 1963/2016)

 

Como num espaço de tempo minoritário (de muito menos do que 24 Horas) se consegue ressuscitar um morto descoberto em domínio privado, para logo de seguida e mantendo-o sempre no escuro o abater sem dó nem piedade mas agora em domínio público (no passado utilizando setas, pistolas e catanas diretamente apontados ao físico, no presente utilizando corpos devidamente certificados e tendo como seu alvo a mente). Tudo isto porque um dia e esquecendo-nos de nós, deixamos de querer evoluir apenas querendo imitar – e decidimos sem pensar nem mesmo sequer duvidar, entrarmos em múltiplas tendas e na Sociedade (do Espetáculo) participar. Oferecendo corpo e alma aos nossos verdadeiros Vampiros.

 

945495_George_Michael_4f147c300fc21ee02fa5e83a566c

Último registo fotográfico conhecido de George Michael

(Setembro 2016 – splashnews.com)

 

Pop superstar dies at 53

(bbc.com – 26.12.16)

 

The star, who launched his career with Wham! in the 1980s and had huge success as a solo performer, "passed away peacefully" on Christmas Day in Goring, Oxfordshire, his publicist said. His manager, Michael Lippman, said he had died of heart failure.

 

Michael's family announced news of his death in a statement issued through the singer's publicist.

 

"It is with great sadness that we can confirm our beloved son, brother and friend George passed away peacefully at home over the Christmas period. The family would ask that their privacy be respected at this difficult and emotional time. There will be no further comment at this stage."

 

JS116684220_Splash-News_EXCLUSIVE-George-Michael-s

Fadi Fawaz e George Michael

(spashnews.com)

 

George Michael's boyfriend reveals he died alone at home

And 'battled a secret heroin addiction

(telegraph.co.uk – 27.12.2016)

 

"I went round there to wake him up and he was just gone, lying peacefully in bed. We don't know what happened yet. Everything had been very complicated recently, but George was looking forward to Christmas, and so was I. Now everything is ruined." (Fadi Fawaz)

 

During the past year he is thought to have been battling a spiralling heroin addiction. Michael had been treated in hospital for an overdose. “He's been rushed to A&E on several occasions. He used heroin. I think it’s amazing he’s lasted as long as he has.”

 

Cardiac arrest - the cause of death according to Michael's manager, Michael Lipman - is common among heroin users.

 

Ainda-por-cima passando-se tudo isto num mundo pejado de hipócritas bem pagos, nunca presentes, mas sempre bem preparados (com certificação e autorização de porte não de uma arma tradicional mas de uma arma mental) e sabendo todos nós muito bem o que tal palavra significa (sendo tão praticada nos média): “O hipócrita é alguém que oculta a realidade através de uma máscara de aparência.” (significados.com.br)

 

E como se o problema fosse da droga!

 

(imagens: ok.co.uk e telegraph.co.uk)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:09

20
Jan 14

“Foi este mês legalizada no estado do Colorado – e espera-se que outros estados norte-americanos o sigam rapidamente – a comercialização e consumo de marijuana”.

 

Foi descoberto haxixe a flutuar sobre o rio Guadiana. A GNR afirma ter recuperado mais de 1.500Kg da referida droga, ao mesmo tempo que era recuperada uma lancha rápida provavelmente utilizada no transporte. A polícia espanhola acompanhou de perto o desenrolar dos acontecimentos, pelo que o mais provável é que o carregamento fosse proveniente de Marrocos, com destino à Europa via costa sul da Península Ibérica.

 

Guadiana

 

Não sei quanto é que a esta mercadoria aqui considerada de comércio ilegal valerá, mas de certo que noutros mercados “não valerá pouco”! Por outro lado Portugal atravessa uma grande crise económica, com os orçamentos familiares a tocarem no fundo e as finanças do Estado com um enorme saldo negativo – se não fosse o dinheiro dos outros não teríamos como pagar. Desse modo proponho a não destruição deste produto e a sua venda imediata para pontos do globo onde a sua comercialização seja autorizada e o seu consumo legal: como por exemplo o estado do Colorado. Até que pagavam em dólares.

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:36

23
Dez 11

Como se deita fogo a uma bomba de gasolina – e se culpa a gasolina por ser um combustível perfeito.

 

Incendiadas retroescavadoras que removiam escombros do Bairro do Aleixo

 

 

Rio quer ver todas as torres demolidas até 2013

 

Demolição fez explodir ânimos entre moradores

 

“Uma operação tecnicamente perfeita”

 

Vídeo: a implosão da torre 5 do Aleixo

 

Manual do Político Honesto que quer ganhar eleições a qualquer preço, mesmo que não acredite nisso, nem mesmo nele próprio. E que mesmo assim ganhe, sem saber como e mesmo depois de ganhar, continue a não acreditar nisso.

(daí as nobres contradições)

 

1.º

 

Antes das eleições e com convicção, afirma-se o contrário ao eleitor/reflector – já que o eleito sem credibilidade, só luta pela sobrevivência – com a única intenção de obter, a sua passividade temporal.

2.º

 

Depois da publicação dos resultados oficiais e da confirmação dos números da maioria passiva temporal, numa primeira, significativa e simbólica demonstração de poder que o povo há muito suplicava – noutro sentido, entenda-se bem – aplica-se surpreendentemente o seu contrário, deixando-se o povo estupefacto e surpreendido com tal reviravolta, com um alcance que ele próprio não entende, provavelmente por ingenuidade e ignorância.

3.º

 

Mesmo sem um retorno mínimo de aceitação e consideração pelo seu trabalho realizado – pretensamente desenvolvido em favor de toda a comunidade envolvente e especialmente a favor da mais carenciada e desprotegida da população que jurou proteger – optar então sem hesitação e remorsos, por sectores privilegiados da população e com meios significativos de manipulação, de modo a perpetuarem a sua posição e progressiva evolução na hierarquia do poder. Aquilo que um homem honesto, jamais aceitaria. Porque mesmo dentro de toda a legalidade, quem nos representa deve saber, o que significa a palavra vergonha.

 

4.º

 

Se tudo isto der barraca (apesar da proliferação de doutores e engenheiros, anteriormente empenhados em serem analfabetos e agora promovidos por decreto e filiação comportamental, a doutores universitários) e como vai sendo natural acontecer neste país, em que se vendem barracas/contentores a preço de luxo (inflacionando cada metro quadrado de contentor situado ao lado), sair em silêncio pela porta das traseiras, não reconhecer nenhum dos nossos cúmplices e seguidores, deixar passar uns anos sobre a incompetência da nossa imagem de padrinho e na altura própria, por necessidade patriótica do surgimento de um novo salvador, invocá-lo e por motivo de ausência do nevoeiro de D. Sebastião, convidá-lo a apadrinhar mais um baptizado.

 

5.º

 

E como a estupidez não tem limites, pôr as vítimas a discutir qual a melhor forma de serem eliminadas, enquanto os seus filhos guardam o cadafalso dos pais e os intelectuais humanistas que os ensinam na escola, se entretêm com os aperitivos e cocktails postos à mesa, enquanto enfadados, aguardam que os cadáveres resolvam cair. Como fruta madura, de podre!

 

Ponto Final

 

Declaração de Rui Rio, pouco tempo depois da sua inesperada vitória autárquica, para a Câmara Municipal do Porto, em 2001: "Não farei aqui nada contra a vontade da população do bairro. Se a vontade da população é manter as torres, vamos tratar das torres".

 

E está claríssimo para toda a gente, que o único objectivo das entidades competentes, seria o de acabar com o tráfico de droga no bairro do Aleixo: se quiseres curar um doente e acabar com os seus queixumes, o melhor para ti e para ele, é matar o mal pela raiz e ocupar o seu lugar com algo, que torne um outro feliz e se possível, com uma espectacular vista para o Douro.

 

Valente(s) ou o seu contrário?

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:32

Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO