Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

21
Abr 15

Uma explosão solar extrema e direccionada à Terra, poderá rebentar com toda a rede eléctrica e lançar a sociedade no Caos.

 

solar-armageddon.jpg

Solar Armageddon – The Extinction Project

 

E se por causa do Sol ficássemos todos sem Electricidade?

 

Most people have absolutely no idea that the Earth barely missed being fried by a massive EMP burst from the sun in 2012 and in 2013. And earlier in 2014 there was another huge solar storm which would have caused tremendous damage if it had been directed at our planet. If any of those storms would have directly hit us, the result would have been catastrophic. Electrical transformers would have burst into flames, power grids would have gone down and much of our technology would have been fried. In essence, life as we know it would have ceased to exist – at least for a time. These kinds of solar storms have hit the Earth many times before, and experts tell us that it is inevitable that it will happen again. The most famous one happened in 1859, and was known as the Carrington Event. But other than the telegraph, humanity had very little dependence on technology at the time. If another Carrington Event happened today, it would be a complete and utter nightmare. A study by Lloyd’s of London has concluded that it would have taken a $2,600,000,000,000 chunk out of the global economy, and it would take up to a decade to repair the damage. Unfortunately, scientists insist that it is going to happen at some point. The only question is when.

 

(texto/inglês: Excerpt from the upcoming book “Get Prepared Now” by Michael Snyder and Barbara Fix/theeconomiccollapseblog.com – imagem/legenda: theextinctionprotocol.wordpress.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:44

23
Fev 15

Quando se afirma consecutivamente que o preço da energia em Portugal é claramente excessivo, o que fazem os nossos representantes para nos proteger? Se o surto para eles já passou, pelo menos deixem-nos tratar da saúde no quentinho do nosso lar.

 

contadoredp2012.jpg

 

Enquanto o frio continua a dar cabo da saúde dos portugueses – já de tal maneira desprotegidos por anos sucessivos de falência social e brutal austeridade (generalização da pobreza e miséria) – verifica-se que nos últimos anos o crescimento do consumo de electricidade tem estagnado. Em todos os níveis de consumo: pelos vistos não importa, não se gasta então poupa-se.

 

E é adoptando este tipo de raciocínios que ignorada a prevenção (em todos os sectores de responsabilidade e solidariedade social do Estado para com os seus cidadãos mais necessitados), deixados nos gabinetes possíveis (ou inexistentes) relatórios da saúde em Portugal (ignorando o poder das farmacêuticas e atacando os funcionários da saúde), descuradas as qualidades das novas construções habitacionais (por exemplo no caso dos isolamentos térmicos), eis que os Zombies regressam e encontrando muitos vivos, ainda nos penalizam com mais 3,3% de aumento (da electricidade).

 

Estou constipado, dói-me o corpo mas se ligar o aquecedor, a conta passa logo dos cem.

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:20

05
Jan 15

Como tudo o que existe tem sempre uma grande relação com buracos – veja-se o caso dos buracos negros que até nos poderão dar acesso a outros mundos e dimensões – o Sol não é excepção. E com orgulho e sem receio, também os exibe a quem os quer ver.

 

f_211_193_171_512.jpg

O Sol a 4 de Janeiro

 

Nesta bela e colorida imagem do Sol obtida a partir do espaço e das câmaras do satélite SDO (Solar Dynamics Observatory), é bem visível a existência de uma grande mancha solar no seu pólo sul (e outra de menores dimensões à esquerda da imagem). A mancha roxa representa uma fortíssima emissão de raios ultravioleta.

 

Mancha essa que tem vindo a aumentar de dimensão ao longo dos últimos dias e têm provocado e emissão de radiações enviadas na direcção da Terra. Esse buraco na atmosfera do Sol é assim responsável pela libertação do vento solar através do espaço, neste caso e estando de frente para nós atingindo-nos directamente.

 

Espera-se que os efeitos da chegada do vento solar se façam sentir mais intensamente no domingo e na segunda-feira (dias 4 e 5): recorde-se que o tempo que estes raios levam a chegar à Terra (se a ela forem dirigidos) depende das condições do espaço nessa altura, acelerando-os ou retardando-os.

 

O estudo do campo magnético de qualquer corpo celeste é sempre muito importante (vivemos num mundo dominado pela electricidade e pelo magnetismo), tanto no caso do campo magnético terrestre como muralha de protecção que representa (para nós e para toda a vida no planeta), como no caso do campo magnético solar, que ao permitir o aparecimento de uma abertura na sua superfície autoriza o vento solar a escapar e a lançar emissões para o espaço.

 

O Sol continua assim bastante activo, mas como sempre (pelo menos para já) fiel amigo. As únicas previsões significativas apontam para a possibilidade de ocorrerem tempestades geomagnéticas à chegada dos primeiros ventos solares (como auroras).

 

(imagem – SDO)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:08

Abril 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO