Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

12
Mai 19

Na Grande Aventura Individual iniciada (no planeta Terra) pelo milionário norte-americano ELON MUSK há 37 anos (Fase Zero referida a 1982 com a criação da sua empresa ZIP2 e do seu jogo de vídeo)

 

pornhub-dangerous-video.jpg

PORNHUB

Sexo no Tesla em auto piloto

(imagem: pornhub.com/unilad.co.uk)

 

− Com a sua 1ª fase de viagem levando-o à aquisição da PAYPAL (Março/1999 a Julho/2017), abrindo-lhe de seguida as portas para uma 2ª fase (com Horizontes muito mais Extensos e Grandiosos) e estendendo-a e consolidando-a tanto no Tempo como no Espaço –

 

E prosseguindo pouco tempo depois (já com uma Visão Interplanetária) com a SPACE X (2002) e com a TESLA MOTORS (2003)

 

elon-musk-demonstrat-13_1600x0w.jpg

STARMAN

No Tesla Roadster a caminho de Marte

(imagem: spacex.com/topspeed.com)

 

 

– Contando com uma fortíssima campanha de Marketing (Publicidade), financiamento tanto Público (Governo/NASA) como Privado (Investimento/Bancos/Bolsa) e até uma possibilidade de se tornar Candidato Presidencial (Democrata em 2020)

 

Eis que no cumprimento da sua SAGA agora forçando-o a saltar de Nível (de 1 para 2) abandonando a Terra interior (Zona Estática e de Conforto) e entrando no Espaço exterior (Zona Dinâmica e de Perigo),

 

tesla-autopilot-796x419.png

PORNHUB

Atriz porno em duplo teste

(imagem: pornhub.com/news.am)

 

Depois do lançamento de STARMAN (com um boneco insuflável, fazendo de astronauta, conduzindo um Tesla Roadster e ouvindo David Bowie/SPACE ODDITY, dirigindo-se para Marte) surgindo a introdução de PORNHUB:

 

Demonstrando para os menos crentes nesta tecnologia de ponta envolvendo em conjunto (mas separadamente, apesar de terem o mesmo objetivo) Inteligência Natural (o HOMEM) e Inteligência Artificial (a MÁQUINA)

 

– E ficando-se com as mãos (e tudo o mais que se quiser) livres

 

Podendo-se simultânea, efetivamente e com sucesso fazer duas coisas, sendo uma delas (neste episódio Pornhub) SEXO.

 

5cd67d4edda4c8a65e8b461e.jpg

PORNHUB

Sexo no Tesla Sucesso no Pornhub

(imagem: AFP/Ethan Miller/Getty Images)

 

E com isso trocando-se Mensagens (Elon Musk/Rede Social), promovendo-se o Produto (Tesla Motors/Space X/Pornhub) e fazendo-se Dinheiro (muitos dólares)

 

− Para Uns (Indústria do Sexo) e para Outros (Indústria Espacial) –

 

Pelos vistos cruzando-se (penetrando-se Espaço & Sexo) e (para tal se consumir) utilizando o Instagram sob ordens do Facebook:

 

De Mark Zuckerberg outro milionário norte-americano (este judeu) na linha de Elon Musk (mas ficando-se em terra e pelas suas Redes Sociais).

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:35

01
Abr 19

SpaceX designs, manufactures and launches

advanced rockets and spacecraft

MAKING LIFE MULTIPLANETARY

(Space X)

 

mars-header.jpg

Making Life Multiplanetay

 

Aos 47 anos de idade com o cidadão com tripla nacionalidade (África do Sul/Canadá/EUA) – além de Milionário e com uma fortuna a caminho dos 22 mil milhões de dólares – ELON MUSK, a persistir na sua ideia (para uns meio-louca) de colocar seres humanos no planeta Marte (onde se andássemos como na Terra morreríamos nuns míseros segundos): apresentando-nos o protótipo (ainda em fase de construção) da NAVE ESPACIAL que levará a sua empresa aeroespacial SPACE X até ao Planeta Vermelho para além de algumas imagens adicionais do que poderá ser uma futura base (aí instalada).

 

“You want to wake up in the morning and think the future is going to be great - and that's what being a spacefaring civilization is all about. It's about believing in the future and thinking that the future will be better than the past. And I can't think of anything more exciting than going out there and being among the stars.”

(Elon Musk/Space X)

 

BFR1_Moon.jpg

SpaceX's Starship and Super Heavy Rocket

 

E sabendo-se simultaneamente do novo impulso que Donald Trump (acompanhado fortemente por antigos rivais seus nas primárias Republicanas) pretende dar ao desenvolvimento cientifico-tecnológico da indústria ligada à defesa e ao sector do armamento (na qual se integra e enquadra a nível Governamental toda a ação civil da NASA) − tendo como protagonistas (afastada a sociedade civil) nos desejos e sua total satisfação os seus amigos os Militares – não sendo de admirar que reaberto o horizonte (de investimento) novas personagens se aproximem (associados á área/negócio) oriundos da Sociedade Privada e ainda-por-cima subsidiados (fortemente) pelo próprio estado (servindo-se das suas impressoras/de dólares).

 

“Our aspirational goal is to send our first cargo mission to Mars in 2022. The objectives for the first mission will be to confirm water resources, identify hazards, and put in place initial power, mining, and life support infrastructure. A second mission, with both cargo and crew, is targeted for 2024, with primary objectives of building a propellant depot and preparing for future crew flights. The ships from these initial missions will also serve as the beginnings of the first Mars base, from which we can build a thriving city and eventually a self-sustaining civilization on Mars.”

(Space X)

 

mars-bfrs.jpg

Missions to Mars – First Mission

Objectives for the first mission will be (in 2022)

to confirm water resources, identify hazards,

and put in place initial power, mining, and life support infrastructure

 

Já com várias nações da Terra em alternativa aos EUA a lançarem-se ao (pelo mesmo) caminho, faltando apenas saber-se se a força de um coletivo (tal como se fez no passado, sempre feito por pioneiros, apresentando resultados) é não só maior e melhor do que a que um só indivíduo promete à multidão: quando no presente verificamos nos EUA uma fragmentação da ligação  estado/privado (quebrando pelo lado maior) talvez simbolizando o fim de um Império − veja-se a divisão NASA/Privados, com um sendo sugado/mesmo financeiramente pelo outro, no final e como tudo autodestruindo-se – enquanto no Resto do Mundo estados poderosos fazem precisamente o oposto (no topo estando a Rússia e a China e a caminho a Índia).

 

Nos próximos 10 a 20 anos e se tudo correr bem com o Homem a voltar a pôr o seu pé (esquerdo ou direito) na superfície da Lua e um pouco mais tarde e se o tempo o permitir (spaceweather) então fazê-lo em Marte (entre 2020/40). Para Musk (quando a dormir e a sonhar) daqui a 5 anos!

 

mars-progression.jpg

Missions to Mars – Second Mission

A second mission, with both cargo and crew, is targeted for 2024,

with primary objectives of building a propellant depot

and preparing for future crew flights

 

[Hoje vésperas do 1º de Abril e com o Homem das Estrelas (The Starman) ainda ao comando do seu carro elétrico Tesla (há muito a caminho de Marte), tornando-se este o batedor que um dia encontrará o seu mestre calcinado no inferno mortal de Marte (caso efetue a viagem, pelo menos restando os ossos).]

 

(imagens & legendas: spacex.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:25

16
Dez 18

De momento apenas com 2 módulos ativos (em funcionamento) na superfície do PLANETA VERMELHO: um veículo motorizado circulando (ROVER CURIOSITY) e o outro mantendo-se fixo (módulo de aterragem da INSIGHT). Recentemente tendo ficado inativo (deixando de funcionar) um outro (ROVER OPPORTUNITY – o mais velhinho de todos então funcionando, mas entrando em Coma Irreversível com a Grande Tempestade Atmosférica de Poeiras ocorrida este ano) mas já com o seguinte preparando-se para partir (sonda MARS 2020 e respetivo ROVER). Sempre à procura de ÁGUA (confirmada mesmo que sendo em depósitos subterrâneos), sempre à procura de VIDA (jamais confirmada mesmo podendo ser primitiva) nem que seja sob a forma de vestígios proveniente de um passado remoto (de mais de 4,5 biliões de anos a Idade do Sistema Solar).

 

PIA22905.jpg

Marte

(Instrumento HiRise – PIA 22905 – NASA)

Com a cratera Jezero tendo como coordenadas 18.8N/77.5E

 

Uma imagem (a anterior) obtida a partir de uma câmara instalada a bordo da sonda norte-americana HIRISE (oferecendo-nos imagens de alta-resolução)

 

– Em órbita do planeta MARTE desde Março de 2006 e tendo como um dos objetivos da sua missão descobrir ÁGUA –

 

Mostrando-nos o sempre misterioso PLANETA VERMELHO e uma vista do local de aterragem da futura sonda MARS 2020:

 

Uma sonda equipada do seu respetivo ROVER (à imagem do ROVER da sonda CURIOSITY) prevista para ser lançada em Julho de 2020 a bordo de um foguetão ATLAS V541 (da base aérea de Cabo Canaveral) e tendo como objetivo o estudo astrobiológico e geológico do planeta procurando saber da possibilidade de no mesmo e no passado (numa história de mais de 4,6 biliões de anos) aí ter existido Vida (e existindo água – como na imagem seguinte – e atmosfera podendo ter sido habitável)

 

– Aterrando na superfície marciana na cratera JEZERO na região de ISIDIS PLANITIA (localizada no hemisfério norte/latitude 18.8N, tendo um diâmetro de quase 50Km e uma profundidade de cerca de 750m) e segundo a cronologia prevista em Fevereiro de 2021.

 

PIA22907.jpg

Lago Jezero

(Ilustração – PIA 22907 – NASA)

Vista aérea da cratera Jezero há biliões de anos

 

Tendo como fonte de energia (o ROVER da sonda MARS 2020) um sistema de produção de eletricidade baseado num gerador termoelétrico de radioisótopos

 

– Evitando-se assim o problema do carregamento das baterias (por exemplo devido a tempestades de poeiras) utilizando-se painéis solares;

 

E entre outras curiosidades transportando consigo Microfones (a serem usados aquando da aterragem, durante as perfurações e na recolha de amostras)

 

– Certamente para ouvirmos (tal como o fazemos na Terra) os Sons de Marte –

 

E até um helicóptero

 

– Alimentado a energia solar e utilizado para exploração aérea.

 

Esperando-se que o contacto do ROVER da MARS 2020 com a superfície marciana e a exploração e estudo dessa mesma região (onde se situa a cratera JEZERA) venha confirmar (ou não) a existência num passado já bastante remoto de um antigo rio e conjunto de lagos (um antigo delta) localizado a sudoeste do Rover.

 

PIA22878_fig1.jpg

Elysium Planitia

(Instrumento HiRise – PIA 22878 – NASA)

Local de aterragem da sonda InSight coordenadas 4.5N/135.0E

 

Desde as suas primeiras observações destacando-se no céu noturno estrelado pela sua cor avermelhada (dada a presença na sua superfície do óxido de ferro), o planeta Marte tem sido visto desde a Antiguidade (talvez pela sua proximidade e/ou alguma semelhança) como uma fonte de reflexão, de inspiração e até de profundos (e persistentes) mistérios, como o terá sido (mais tarde) entre os mais salientes e sedutores (pelo Fantástico) a existência de Canais Marcianos

 

– Uma ideia promovida pelo astrónomo amador Percival Lowell (um norte-americano nascido em 1855):

 

Convencido de “que Marte era um planeta que estava a secar, e que existia uma antiga civilização marciana que construiu esses canais para drenar as calotas polares e enviar água para as cidades sedentas” (wikipedia.org) ou seja acreditando na existência fora da Terra de Vida inteligente.

 

E a partir daí partindo-se para a Guerra dos Mundos (o livro/H. G. Wells/1898, a rádio/Orson Welles/1938 e o filme/Byron Haskin/1953), para as mais diversas divagações (partindo de factos reais)

 

– Ou seja Mistérios ainda por resolver como por exemplo, “Porque escorre Água em Marte?”, “Porque será o Hemisfério Norte tão Suave, estando o Hemisfério Sul carregado de Crateras?” ou “Porque existe Metano na atmosfera marciana?” –

 

x79963701_This-artist27s-illustration-courtesy-of-

Starship

(ilustração)

Nave espacial da Space-X que fará a viagem para Marte

 

E finalmente (e porque não reerguendo a velha questão)

 

“Porque não existirá Vida em Marte (poderemos lá viver)?”

 

Hoje em dia (a caminho de fazer meio século desde que o Homem abandonou a Lua/Programa Apollo e os voos espaciais tripulados) com um bilionário norte-americano (obviamente do sector Privado mas utilizando dólares do sector Público)

 

– Elon Musk –

 

A tomar a Vanguarda Espacial (neste caso Interplanetária)

 

– Com a sua Space-X –

 

Tendo já enviado um carro para Marte

 

– O seu Tesla (a Publicidade mesmo idiota é sempre Boa) –

 

E esperando ainda em vida (segundo ele com 70% de chances de sucesso) mudar-se (talvez mesmo definitivamente) para lá: o 4º Calhau a partir do Sol.

 

(imagens: NASA e AFP)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:50

28
Set 18

Com o projeto audacioso (tal como na Tesla, para já só no investimento) do milionário norte-americano ELON MUSK

 

Mais uma vez adiado

 

– Prometendo-nos (de uma forma convincente ou não tivesse origem nos EUA, Terra dos Dólares) uma missão espacial muito mais arriscada e valorosa (se comparada com aquelas integrado o programa APOLLO tendo como objetivo a LUA)

 

Dnpe1cRUYAAbI0n.jpg

Colonização de Marte

(para lá de 2030)

 

Os planos para a conquista e Colonização de MARTE, tem agora o seu início marcado para o ano 2028:

 

Nesse ano com a sua companhia aeroespacial – a SPACE X – a ter já a capacidade de construir a sua primeira base no Planeta Vermelho a base ALPHA.

 

Apesar de todo o dinheiro injetado nas suas empresas (privado mas obrigatória e simultaneamente governamental)

 

– Como na TESLA e na SPACE X –

 

Utilizando alta tecnologia e tendo como alvo de mercado não só a Terra mas igualmente o Espaço exterior (rodeando-a),

 

Com Elon Musk a ser colocado perante a realidade e a impossibilidade (sem recurso) para de momento

 

Enviar um Humano em segurança numa Viagem de muitos milhões de Km (com a Terra e Marte distando entre si de 54,6 a 401 milhões de Km) e durando centenas de dias (uns 150 a 300 dias).

 

Para já e dada a impossibilidade técnica e animal (considerando aqui o Homem) de se projetar com certeza absoluta de sucesso (99,99%) um tal empreendimento e Missão

 

– Pensando-se na duração da viagem (só na travessia Terra/Marte podendo-se consumir meio ano),

 

– Nas suas monstruosas implicações técnicas (como por exemplo a construção de um Super-Foguetão – de lançamento – capaz de enviar astronautas e carga diversa para um mundo distante e isolado),

 

– E nas implicações para a manutenção das condições de saúde psíquico-física dos Humanos (só na viagem e ignorando a atmosfera tóxica e mortal de Marte – o destino – para além do seu isolamento num circuito fechado durante um longo período de tempo sujeitando-se à ação de poderosas radiações solares e cósmicas),

 

Com as empresas do mesmo (e a médio-prazo) a optarem (de facto) pelo Marketing & pela Publicidade (enviando um carro elétrico, pilotado por um insuflável, em direção a Marte) e pelo Turismo Espacial (e outras opções de Carga).

 

Restando saber se num projeto com futuro e com conteúdo (ao contrário da local e comercial Virgin Galatic, do milionário inglês Sir Richard Branson) e conhecendo-se de antemão a necessidade absoluta de uma mão (Financiadora) da parte Governamental (por opção investindo não na NASA mas na SPACE X).

 

(imagem: universetoday.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:31

17
Set 18

Divulga-se hoje o nome do escolhido para a primeira viagem de ida e volta – turística e de um civil – à Lua. Numa viagem espacial de quase 800.000Km tendo como alvo um Outro Mundo apenas podendo ser reclamado (que se saiba) por 24 seres humanos. Com data marcada para 2019, num sorteio (Elon Musk/SpaceX) a 17 (9p.m. EDT).

 

Elon Musk Is Blasting Someone to the Moon, and We Have Questions

(Brandon Specktor/livescience.com/14.09.2018)

 

aHR0cDovL3d3dy5saXZlc2NpZW5jZS5jb20vaW1hZ2VzL2kvMD

Antes da colonização de Marte a exploração turística da Lua

(spacex)     

 

“SpaceX has signed the world’s first private passenger to fly around the Moon aboard our BFR launch vehicle—an important step toward enabling access for everyday people who dream of traveling to space. Find out who’s flying and why on Monday, September 17.” (SpaceX/@SpaceX/twitter.com)

 

Hoje dia 17 de Setembro de 2018 (ainda na Terra) e na prossecução da concretização da sua obsessão de Vida – de Retorno às suas Origens (pelos vistos o planeta Marte) – após o envio de um dos seus automóveis Tesla pilotado pelo Homem das Estrelas e tendo como alvo o Planeta Vermelho (o nosso Futuro, segundo o Visionário), eis que Elon Musk (o patrão da SpaceX) anuncia a sua Nova Extravagância: o lançamento mundial do primeiro turista espacial numa Viagem de ida e volta até à Lua, a bordo da sua nave Dragão (um privilégio até hoje concedido a apenas 24 indivíduos todos eles astronautas). Justificando o investimento não só público (fundamental) como privado (com receitas e mais financiamento) e simultaneamente reforçando a sua própria Projeção (Ideológica e Empresarial). Ficando-se apenas por conhecer (para além da data da viagem/talvez em 2019) o preço do respetivo bilhete: sabendo-se que por hora e meia (colocando turistas em órbita e sob gravidade zero) a Virgin Galatic (uma concorrente da SpaceX) cobrava uns 215.000 € (cerca de 143.000€/hora).

 

1f1ef-1f1f5.png

Pela indicação de Elon Musk talvez o Imperador do Japão

(elonmusk)

 

“The mysterious lunar passenger — whose identity will be revealed along with other key details Monday night (Sept. 17) at 9 p.m. EDT via a live webcast — will reportedly blast into space on SpaceX's newly redesigned Big Falcon Rocket (BFR), which was designed to carry a crew capsule holding up to 100 passengers on a trip to and from Mars. The massive spacecraft, which is still being developed, will have 31 engines on the booster vehicle alone and will be the most powerful rocket ever made, Space.com previously reported.” (Brandon Specktor/livescience.com/14.09.2018)

 

E entre as várias hipóteses possíveis de escolha do Misterioso Passageiro Lunar surgindo-nos (entre tantas outras personagens, que muitos desejariam ver pelas costas) nomes como o do 45º Presidente dos EUA o milionário Donald Trump (o mais óbvio de momento, só suplantado por Vladimir Putin) – ainda de um Golfinho (Billie) e até de um adepto da Terra Plana – ou então (depois do insuflável Homem das Estrelas) do insuflável Elon Musk.

 

Na procura de uma Nova Terra (Terra 2.0) – sendo Marte por sinal um Mundo Tóxico e Mortal – prostituída como já foi a primeira (Terra 1.0).

 

(dados e imagens: livescience/spacex/elonmusk)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:07

27
Fev 18

I

 

Enquanto a partir do interior da sua mansão de 18 milhões de dólares (preço de 2013) e com uma área de mais de 6.000m² o milionário ELON MUSK (em 2014 valendo 9 biliões de dólares),

 

545a69a069beddb4278b456f-750-563.jpg

A mansão de Elon Musk

 

- Vai pensando na Evolução das suas Empresas (PayPal, Tesla e Space X),

 

- No seu Peso Político-Económico na sociedade norte-americana (podendo-se até candidatar em 2020 a Presidente dos EUA),

 

- E na sua capacidade de captar investimentos (sobretudo vindos do Estado e assim fazendo o mesmo substituir o financiamento a agências governamentais por financiamento à iniciativa Privada),

 

como-funciona-o-paypal-portugal-fb.jpg Tesla-logo-2003-2500x2500.png spacex.jpg

As Empresas de Elon Musk

 

O mesmo milionário até para ocupar mais proveitosamente os seus preciosos tempos livres,

 

Melhorar a sua performance mental, combater a sua obsessão por Marte,

 

E ser o primeiro a de qualquer forma a faze-lo

 

‒ O primeiro Homem a atingir um planeta neste caso Marte

 

musk-mars-iac-2017.jpg

A Colónia de Elon Musk

 

Decidiu criar para si próprio uma Realidade Pessoal Alternativa (só acessível a um grupo muito restrito de pessoas),

 

- Colocando-o num carro por si fabricado (um TESLA),

 

- Lançando-o para o Espaço por um seu foguetão (um Falcon 9 da Space X),

 

- E conduzindo-o sob o nome de Homem das Estrelas (Starman):

 

a8o4bVp_700b.jpg

A Presença de Elon Musk

 

A partir de 6 de Fevereiro de 2018 (já lá vão mais de 15 dias) e com o lançamento do seu carro elétrico Tesla Roadster em direção ao Planeta Vermelho,

 

Com Elon Musk a poder usufruir de mais um Brinquedo na sua Sala de Diversões (instalada na sua mansão de Bel Air em Los Angeles) utilizando um seu clone (alguns afirmando ser o próprio) para dirigir o automóvel.

 

II

 

A caminho do fim do mês de Fevereiro (mês do lançamento da viatura) e com o seu automóvel elétrico Tesla Roadster a percorrer a parte inicial da sua longa viagem direcionada para Marte,

 

newplot.jpg

A Viagem de Elon Musk

 

‒ Não propriamente para lá aterrar, mas passando lá por perto, observando-o, registando e prosseguindo a sua Viagem Solar … girando durante milhões e milhões de Km em órbita do Sol e no seu percurso visitando a Cintura de Asteroides (talvez o seu Supremo Objetivo)

 

Com o Homem das Estrelas/The Starman confortavelmente instalado neste carro revolucionário, certamente equipado de todo o material necessário para a sua própria sobrevivência (do original/clone ou substituto) e manutenção do veículo (aqui espacial) e ainda usufruindo suplementarmente de algumas mordomias sempre necessárias sobretudo quando nos sentimos isolados (com The Starman tendo o privilégio de em plena Viagem a Marte ir escutando David Bowie),

 

‒ Para já não falarmos do que ele poderá transportar (mistério) na mala do carro ‒

 

spacex-tesla-roadster-space-position-starman-crash

Starman e o seu Tesla Roadster

(este domingo dia 25 já a mais de 5.500.000Km da Terra)

 

A prosseguir com sucesso a sua missão espacial (num automóvel ‒ razão pela qual mesmo que velhinho não vendo o meu) estando previsto para 9 de Junho a sua 1ª grande aproximação ao planeta a uma distância de 0,74UA (mais de 100 milhões de Km) e em 7 de Outubro de 2020 e muito mais perto a pouco mais de 7 milhões de Km.

 

Suspeitando-se que para além de Marte (bom de se ver para Starman no Outono de 2020) o principal objetivo será mesmo a Cintura de Asteroides:

 

Com o Tesla a intrometer-se nesta pista emaranhada de milhões e milhões de calhaus, como que se participando numa Grande Corrida Automóvel disputado numa grande mesa (de bilhar) e com buracos (de escoamento e migração): o Grande Prémio da Cintura de Asteroides com os grandes protagonistas a serem Ceres (o maior), Vesta, Palas e Hígia.

 

Roadster_2_09feb2018_dot_pearl.jpg

O Tesla Roadster viajando no Espaço

(no centro a vermelho para além da órbita da Lua e a 480.000Km da Terra)

 

Olhando para o painel de comando informando o seu piloto The Starman (o operador) sobre o comportamento geral do seu Tesla Roadster (o brinquedo),

 

‒ Com o veículo a mais de 200 milhões de Km de Marte e a mover-se relativamente à Terra a uma V = 12.000Km/h ‒

 

E conhecendo-se o objetivo da missão pretendendo a Passagem a Outro Estado (ou lado do Espelho) do seu Financiador (o multimilionário Elon Musk) e a Recolocação do Programa Espacial (talvez) nas prioridades do Mundo Alternativo do Novo Presidente (Donald Trump),

 

‒ Retratando um projeto extremamente ambicioso ao nível do Espaço e ultrapassando a Lua (direção: Marte) e ao nível do Tempo (e da sua História) equiparando Elon Musk a mais um dos ícones da Humanidade (e da sua memória)

 

57ea82c9077dcc3d018b85f6-750.jpg

Elon Musk e a sua Igreja

(construída pelo empresário que quer colonizar Marte)

 

Não nos devendo espantar muito com a Inutilidade Perfeita desta Iniciativa (neste tempo de ideias digeridas e transformadas por Fake News), no seu ponto final (de roteiro de viagem):

 

- Nem sequer atingindo Marte,

 

- Talvez ultrapassando-o rumando em direção a Ceres,

 

- E numa sucessão aparentemente infindável (de voltas em torno do Sol) fragmentando-se e desaparecendo na imensidão escura e profunda do Espaço.

 

Tesla_Roaster_open_trunk.jpg

Um carro semelhante ao Tesla Roadster de Elon Musk

(com a sua mala podendo segundo teorias conspirativas esconder um cadáver)

 

Num episódio um pouco estranho de marketing e de publicidade (financiando a Space-X e a Tesla com pagamentos PayPal) levando muitos a sugerirem,

 

‒ Postos perante mais uma possível teoria conspirativa (concretizada)

 

Não estarmos perante mais um passo na Conquista do Espaço (Com um automóvel e um manequim?) mas diante de um processo de encobrimento (com as provas a serem lançadas para o Espaço) de mais um assassinato:

 

Com um corpo a ser transportado na mala do carro e até com o Tesla Roadster a poder ser conduzido por uma infinidade de personalidades (como a namorada de Elon Musk ou então Hillary Clinton ‒ já que Donald Trump tem para si a Casa Branca).

 

(imagens: businessinsider.com ‒ economias.pt/carlogos.org/spaceq.ca ‒ fortune.com ‒ 9gag.com ‒ gettyimages.com ‒ whereisroadster.com ‒ virtualtelescope.eu ‒ businessinsider.com ‒ alienexpanse.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:57

09
Fev 18

[E o caso de possivelmente poder estar envolvido no encobrimento de um assassinato.]

 

Carnaval

 

O Carnaval decorre este ano no dia 13 de Fevereiro (como sempre a uma terça-feira) sendo inicialmente uma festa pagã (posteriormente também festejada pelos católicos) que decorre (47 dias) antes do domingo de Páscoa. Nos EUA e talvez para comemorar o período festivo um Milionário (não sendo aqui Donald Trump) aproveitou para lançar um Automóvel (seu) em direção ao planeta Marte e pilotado por um Manequim.

 

“No Carnaval ninguém leva a mal”

 

E0.jpg

O Tesla Roadster de Elon Musk

Com Starman ao volante

Orbitando o planeta Terra

 

Fake News

 

Num Mundo submergido por uma Nova Ordem Social (tornada efetiva desde que o Milionário se candidatou ao poder) baseando significativamente o seu funcionamento na utilização de uma mera Manipulação Informativa Generalizada (MIG 2018) ‒ as agora denominadas FAKE NEWS ‒ é fácil de concluir que face à ininterrupta torrente de notícias (duvidosas senão mesmo objetivamente falsas) atravessando e ao mesmo tempo queimando (deliberadamente) os nossos já tão sobrecarregados neurónios (obrigados a aceitar tudo e se necessário/e ao mesmo tempo o seu contrário), as alternativas recorrendo sistematicamente às Teorias da Conspiração comecem agora a disparar: não nos contando a Verdade (provavelmente por não ser importante ou Real) podendo-se sugerir (Imaginar) e a partir daí construir e edificar (integrando a Imaginação na Realidade) uma Nova e mais aceitável Verdade (e um Novo Sistema Social). E no meio desta extrema confusão (colocando a nossa memória e cultura em causa) inerente à aplicação deste modelo de Espetáculo Extremamente Intrusivo e Comunicativo (EEIC) ‒ e pondo de lado este enorme problema podendo transformar o sujeito num perigoso subproduto do objeto (como já se vê no presente com a expulsão do Homem/sujeito da produção sendo substituído por Máquinas/objetos) ‒ colocando-se desde logo a questão de o que é Verdade e Realidade e de qual o motivo pelo qual deveríamos credibilizar mais uma das opções relativamente a tantas outras (coexistindo no mesmo conjunto e dando-lhe a sua forma e conteúdo). Estando-se agora a viver a época do CARNAVAL e tendo-se em consideração o escrito anteriormente, sendo mais fácil de aceitar as mais diversas teorias (mesmo que conspirativas) sabendo-se que no final (e retiradas as Máscaras) ninguém levará mesmo a mal (nem se sabendo quem são).

 

“Promovendo-se mais um pouco as empresas Tesla e Space X do milionário Elon Musk”

 

E4.jpg

O Tesla Roadster de Elon Musk

Com Starman ao volante

Dirigindo-se para Marte

 

Elon Musk

 

Num artigo de Paul Seaburn publicado hoje (9 Fevereiro) no Site Mysterious Universe (mysteriousuniverse.org) The ‘Dial Musk for Murder’ SpaceX Falcon Heavy Conspiracy ‒ e com o mesmo sendo colocado perante boatos e rumores envolvendo uma personalidade como ELON MUSK (um milionário com rendimentos na ordem dos 20 biliões de dólares, dono da Tesla e da Space X), expondo desde logo e publicamente uma das teorias já em circulação ainda-por-cima das mais extremas e como tal Conspirativas:

 

“But nothing beats the conspiracy theory floated on reddit and other Internet sites suggesting that the entire launch may have been a coverup for a murder!”

(Paul Seaburn)

 

Explicando: tudo não passaria de uma encomenda feita previamente (certamente que à Tesla, à Space X e contando com a conivência e participação da NASA) tendo como objetivo o encobrimento de um assassinato de uma determinada pessoa (aproveitando toda a última tecnologia posta ao dispor do milionário Elon Musk), montado num cenário exterior e espetacular (o Espaço) onde o detalhe ‒ como veremos mais à frente o Protagonista (e associado a um mero objeto) ‒ passaria completamente despercebido. Concretizada com o lançamento para o Espaço a bordo de uma nave da Space-X e conduzindo um Automóvel da Tesla (em direção ao planeta Marte, onde deveria chegar cerca de meio ano depois) de um pretenso Manequim (enfiado no seu fato espacial), que na realidade seria um corpo de uma pessoa assassinada e que desse modo ninguém jamais conseguiria confirmar (e muito menos identificar).

 

E com outros alternativamente a colocarem o Cadáver (da responsabilidade de Elon Musk) na pequena bagageira do Roadster ‒ mas sem ninguém (por um sistema qualquer de associação) o conseguir identificar. Para já apenas com suposições (não se confirmando por estarem vivas) ou então com a via final: nas suposições incorporando desde Jeff Bezos (um seu rival no Dinheiro e no Espaço) a Amber Heard (a sua namorada ex-Johnny Depp) e no final concluindo-nos ao próprio; e chegados a este ponto (das teorias da conspiração) com o cadáver a não o ser por ainda estar vivo, sendo o próprio Elon Musk a conduzi-lo (ao seu automóvel da Tesla) até ao longínquo planeta Marte (e na Terra ficando um seu clone).

 

Sabendo-se de antemão que o material constituinte do Roadster (o automóvel) e do seu respetivo condutor (o presumível Manequim), dentro de um ano estará destruído (parcial ou totalmente) deixando de ser (efetiva e decisivamente) elemento de prova (no caso de se enviar uma sonda para se tirarem as dúvidas). Como diria Paul Seaburn num episódio bem indicado para uma nova série tipo CSI Mars.

 

(dados: Paul Seaburn ‒ imagens: spacex.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:37

25
Dez 17

Não era um UFO, não era o Pai Natal, era apenas Elon Musk

 

Três dias antes do Pai Natal entrar em cena (dia 25) alguém se intrometeu (dia 22) tentando ser protagonista (e ofuscando o papel do Pai, das renas e do Trenó) ‒ e no Céu surgindo o espetáculo que não o do Pai Natal.

 

DRsu9kAUIAAFtVu.jpg

 

No passado dia 22 de Dezembro de 2017 (sexta-feira, início do fim-de-semana natalício) a população da Califórnia (EUA) na altura atenta ao que se passava no Céu noturno do seu estado, pode de uma forma inesperada (ainda bem pela surpresa) usufruir de um espetáculo estranho (se não bizarro) e deveras fascinante (por nunca visto pela maioria), assistindo durante um certo intervalo de tempo (largos minutos) à evolução de um objeto brilhante projetado sobre a escuridão e apresentando (para seu espanto) uma forma, dimensão e textura desconhecida. E dado o elevado número de testemunhas observando o estranho fenómeno (como o referenciado por um residente da cidade do Lago Havasu no Arizona registado na imagem 1) com muitas delas a reportarem às autoridades (de imediato) o facto ocorrido.

 

MTUxNDEyMjgwMg==.jpg

 

Como não poderia deixar de ser (tudo o que vemos tem que ter uma explicação) com o fenómeno ocorrido e à falta de melhor sugestão (natural ou artificial) a ser inicialmente integrado nos Casos Inexplicáveis (até para dar mais suspense e assim convidar à investigação), surgindo desde logo a hipótese Extraterrestre (da existência de ET´S) e a possibilidade de estarmos na realidade a observar a movimentação de mais um possível UFO (ou OVNI). E com várias testemunhas deixando-nos as suas interpretações do que viram, sentiram e pensaram (um pouco por toda a Califórnia) ‒ no fundo e sem o saberem descrevendo um fenómeno com uma fácil explicação (e na realidade de Iniciativa de um ser vivo e inteligente): mas sendo de origem terrestre e tendo o Homem no comando.

 

aHR0cDovL3d3dy5zcGFjZS5jb20vaW1hZ2VzL2kvMDAwLzA3Mi

 

“Riding in car and noticed an object leaving contrails. Suddenly contrails widened and then a spiraling object shot out a white circular light. There were 2 bright lights in sky and one object aimed a bright light at the other bright object. Contrail became a huge white cloud formed and remained visible for a long time and didn't move for a while.”

(MUFON Case)

 

“Wife called me outside, I saw the tail end of bright white-lighted object moving quickly in a southern direction leaving a clouded trail that seemed to glow white. Sun was down and moon not very bright at time of sighting.”

(MUFON Case)

 

“I was in my home when family called and told me to go outside. It was extremely well lit. I thought it was a meteor, but it was too well lit and had a large tail. It had a slightly curved path with a smaller object launching off.”

(MUFON Case)

 

aHR0cDovL3d3dy5zcGFjZS5jb20vaW1hZ2VzL2kvMDAwLzA3Mi

 

Na realidade com os Californianos (de noite, sem aviso e logo sendo apanhados de surpresa) a observarem o lançamento de mais uma das naves espaciais de Elon Musk (a Space X) a partir da base da Força Aérea Norte-Americana instalada em Vandenberg e provavelmente dirigindo-se para a ISS (Estação Espacial Internacional) a uns 400Km de altitude (ou numa outra missão para a colocação de satélites). No início de mais um fim-de-semana neste caso sendo especial pois antecedendo a vinda do Pai Natal (com toda a gente a preparar-se para a passagem para 25 e para a chegada da prenda) ‒ numa época do ano convidando-nos a um regresso à nossa infância, à nossa ingenuidade e à magia de viver sem limites ou impossíveis ‒ aparecendo no Céu um objeto sem dúvida espetacular (que não a Estrela de Belém) mas despertando receio (medo) pela possível presença de algo estranho, aí circulando indevidamente (que não o Pai Natal).

 

aHR0cDovL3d3dy5zcGFjZS5jb20vaW1hZ2VzL2kvMDAwLzA3Mi

 

Em 22 de Dezembro (trinta minutos depois do pôr-do-sol) com um Falcon 9 lançado pela Space X da base de Vanderberg na Califórnia (localizada a norte da cidade de Los Angeles) e carregando dez satélites de comunicação (Iridium Next) para serem colocados em órbita da Terra, na sua trajetória de subida em direção ao seu objetivo deixando atrás de si um rasto de plumas luminosas (com um aspeto pelos vistos não muito usual) e como consequência desse fenómeno (atmosférico) fazendo alguns acreditar (dos observadores/testemunhas) de que poderiam estar presente de um facto verdadeiramente insólito ‒ ou então de mais um UFO. E no entanto sendo apenas mais uma missão (não do Pai Natal, das suas renas e do seu trenó), da nave espacial de Elon Musk (e como que um seu Postal de Natal).

 

 

(imagens: Mehmet Akcin‏ @mhmtkcn, Erica Kelly Martin, space.com, Hany Girgis, Instagram: never_unpacking e Jennifer Garrison)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 20:15

21
Fev 17

Para ganhar mais dinheiro para a sua grande viagem, trabalhando para o Entreposto tal e qual um merceeiro, levando e trazendo encomendas; um apeadeiro que um dia deixará de ser do Governo dos EUA e que passará de vez para as mãos das grandes Corporações privadas – transformando-a aí numa verdadeira estação (central). Mas apenas se houver dinheiro.

 

1crs10_liftoff.jpg

Descolagem do foguetão Falcon 9 da Space-X carregando a nave espacial Dragão

 

Com o milionário de origem sul-africana ELON MUSK prestes a fazer 46 anos, é minha opinião que um dos objetivos de vida do criador da empresa de transporte espacial SPACE-X será o de um dia pisar o solo do planeta MARTE.

 

Talvez não no início de 2020 como inicialmente projetado mas segundo novas estimativas, previsões e prioridades, apontando lá para o ano 2030: numa missão já denominada como Dragão Vermelho mas ligeiramente prolongada no tempo (até à concretização do seu objetivo final pisar Marte) devido à necessidade da empresa Space-X obter mais recursos financeiros e ainda de se focar com mais atenção nas questões ligadas à tripulação e a certas questões técnicas do seu foguetão FALCON.

 

 Fazendo com que a empresa de Elon Musk por uma questão de prioridades ligadas ao aspeto financeiro do programa ligado ao projeto de colocar seres humanos vivendo em Marte, tenha que o arrastar um pouco no tempo colocando para já em primeiro lugar o seu programa comercial – pelo que só lá para dos 60 poderá cumprir o seu sonho.

 

2crs10_s2engine.jpg

Com o motor do segundo-andar já em combustão após a separação do 1ºandar

 

No passado domingo pelas 9:30 da manhã (14:30 em Portugal) com a nave espacial DRAGÃO a ser lançada do Complexo de Lançamento 39A localizado no Centro Espacial KENNEDY, transportada por um foguetão Space-X Falcon 9 e tendo como destino a Estação Espacial Internacional (ISS): segundo o site da empresa Space-X com a nave Dragão a carregar cerca de 2500Kg de material e mantimentos para a ISS e a ser o primeiro lançamento a ser efetuado do mesmo local desde o último voo do Vaivém ATLANTIS (em Julho de 2011).

 

E após a concretização da acoplagem entre a Dragão e a ISS, com a Dragão a ficar por lá cerca de um mês findo o qual descarregada e de novo carregada a nave, a mesma retornará à Terra.

 

5crs10_landed.jpg

O 1ºandar do foguetão Falcon 9 após a sua aterragem perto de Cabo Canaveral

 

E mais uma vez com o primeiro andar do foguetão Falcon 9 a ser recuperado em pleno mar, aterrando sem sobressaltos sobre uma plataforma flutuante colocada sobre a água – tornando-os reutilizáveis e sendo uma poupança substancial no investimento efetuado.

 

Por este andar e sabendo-se da ligação crescente entre a agência governamental NASA e a empresa privada Space-X (com a NASA a pagar 2.5 biliões de euros pelo transporte de astronautas entre a Terra e a ISS) com a empresa de Elon Musk a poder substituir no futuro os russos no transporte dos astronautas para a estação espacial – hoje realizada pela Rússia no cosmódromo de Baikonur, a maior base espacial do Mundo e onde se encontra instalado o centro de lançamento de foguetões para a ISS.

 

(imagens: spacex.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:29

13
Abr 16

No Crash, No Crash, For Space-X

No dia 8 de Abril de 2016

ELON MUSK atingiu finalmente o seu primeiro objetivo com a SPACE-X

 

Na passada sexta-feira a empresa do multimilionário ELON MUSK conseguiu finalmente que o 1ºandar do foguetão FALCON 9 aterra-se suavemente no seu percurso de regresso sobre uma plataforma instalada no mar. Uma tentativa concretizada com sucesso durante a missão CRS-8 da nave de carga espacial SPACE-X.

 

spacex-falcon9-rocket-barge-landing-success.jpg

Aterragem na vertical e no mar do 1ºandar do foguetão FALCON 9

 

Tornando a partir de agora possível seja em terra como no mar a recuperação do 1ºandar do foguetão (sob a ação da gravidade terrestre), reutilizando-o para outras missões e poupando milhões ao projeto. Numa operação nunca vista em terra com estas dimensões (quanto mais no mar), em que várias centenas de toneladas aterraram na vertical.

 

approach.0.jpg

A SPACE-X/módulo DRAGON depois de se ter libertado do 2ºandar

 

E colocando em órbita o módulo espacial DRAGON aqui utilizado pela SPACE-X para o transporte e entrega de carga para a Estação Espacial Internacional (ISS). Numa missão de reabastecimento a uma neve ou estação que no futuro da empresa de transporte espacial de ELON MUSK também incluirá astronautas.

 

marte dragon.jpg

Num projeto da SPACE-X com os olhos postos em Marte

 

Por este andar e nunca ignorando o poder da indústria tecnológica de ponta e dos militares norte-americanos (controlando a outra NASA, omnipotente e para todos nós desconhecida), poder-se-á mesmo seguir Marte e (porque não) a sua subsequente colonização. Desde que a iniciativa privada continue presente e sob rios de dinheiro (dólares).

 

(imagens: nasa.gov e space.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:09

Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO