Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

31
Jul 14

Anti-Americano? Esquerdista?

 

Acham que eu ataco ferozmente o povo norte-americano?

Com todos os oráculos que nos cercam, certamente que eu podia ser ela!

 

Eu só quero viver em paz com tudo e com todo o mundo – mas sem armas nem pretextos retaliatórios e persecutórios (de modo a obter vantagem decisiva e assim roubar justificadamente o vizinho!

 

Deixem os manuais que vos certificam como oportunistas remunerados e não atropelem o vosso único amigo – que vos distingue entre um animal morto sedentário de um animal vivo nómada!

 

“A luta não é dirigida contra os USA ou contra o seu povo, mas contra os conglomerados internacionais sediados no seu território e servindo-se dele apenas como plataforma inicial de intervenção que apenas e unicamente visa a produção de mais-valia desprezando exponencialmente os seus comuns cidadãos (e de todo o mundo): o que é difícil de entender”?

 

 

Não percebem que o que se passa nos Estados Unidos da América é o resultado duma luta fratricida entre os Democratas (de Silicone Valley e seus drones) e os Republicanos (em que as armas são a solução final e a Indústria Militar o seu futuro)?

 

Infelizmente com outros Idiotas como eu!

 

Tal como acontece em toda a Europa alinhada com a estratégia da super poderosa e influente Indústria militar dos Estados Unidos da América, em Portugal a nossa opinião pública continua a recriminar o Outro Lado por todas as consequências criminosas dos Actos Mundiais (generalizados) de Terrorismo: tornando-se mesmo impossível criticar seja de que modo for a política global dos norte-americanos, sendo esses críticos imediatamente atacados e julgados por serem esquerdistas e por estarem ao lado da tenebrosa e diabólica Rússia de Vladimir Putin. Quem critica os países que se servem da força das armas para impor a sua vontade colonizando territórios exteriores ao seu, não só o faz em relação aos USA como em relação a todos os outros grandes produtores e vendedores de armamento: como a Rússia, a China, a França e o Reino Unido (para só considerar os cinco maiores exportadores mundiais – incluindo os USA).

 

Mas só quem não percebe o que se está a passar actualmente na maior potência militar mundial é que pode pensar assim: nos Estados Unidos da América já não são os políticos que determinam a política do seu país mas os grandes conglomerados internacionais que controlam a economia, as finanças e a indústria dessa grande nação que um dia propôs ao mundo o seu Sonho Americano. Veja-se o caso mais recente de Israel em que apesar do genocídio que se está a verificar na Faixa de Gaza e das críticas violentas de muitos estados do mundo incluindo os USA e a própria UN, o desprezo do Governo de Israel pelo presidente norte-americano Barack Obama é mais do que evidente (além de provocador e desrespeitoso): Israel sabe que quem controla a circulação de armas em direcção ao seu país não é a Casa Branca, o Congresso ou o Senado norte-americano mas a iniciativa privada e todos os seus contingentes de mercenários. O próprio Presidente dos USA está desde há já vários meses a ser posto constantemente em causa e cada vez é mais visível a tentativa de o destruir, demitir e eliminar através de mais uma tentativa de Impedimento!

 

Por factos com este é que a política se tornou nojenta e degradante!

(pelo menos para qualquer ser vivo, que assim ainda se considere)

E a dor do nosso planeta sente-se (intensamente) em cada dia que passa.

 

Anti-americanos são vocês!

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:51

Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


18
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO