Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

19
Mar 20

À entrada da Estação da PRIMAVERA a iniciar-se este ano (de 2020) pelas 03:50 UTC do dia 20 de março (amanhã, sexta-feira),

 

XN_Fruehjahrswiese_00.jpg

− Equinócio de março

 

E quando Portugal e o Mundo se encontram literalmente subjugados por um agente letal infiltrado − o novo coronavírus denominado como Covid-19, tendo até ao momento infetado quase 240.000 pessoas, vitimado mortalmente quase 10.000, ou seja 4% (felizmente já com mais de 86.500 doentes recuperados, 36%) e com 60% casos ainda ativos – e relembrando ser neste período (indo de março a junho) que se dá a Reflorestação Terrestre (surgindo as novas plantas e flores), neste país pequenino e considerado periférico do continente Europeu agora posto perante a ultrapassagem da sua fronteira e a eminente chegada do exército invasor – entrando pela Itália e provocando milhares de mortos (mais de 3.400), atingindo intensamente os países vizinhos (Alemanha, França e Espanha num total de 1.209 mortos) e caminhando inequivocamente (numa das suas principais frentes, bastando ver o rasto de morte) em direção a Portugal (3 mortes) – sentindo-se ainda esperança até pelos números registados ainda a não serem violentos (com a curva a subir esperando-se que lentamente e ao longo de um período de tempo compatível, com o equipamento/recursos humanos disponíveis) que certa e brevemente e se tudo correr bem (e já agora se Deus quiser) que se dará como complemento e num fenómeno natural o Nosso Reflorescimento − como seres evolutivos, capazes de se transformarem e de se adaptarem: iniciado na China o contágio do vírus Covid-19 por volta do início de janeiro e após ultrapassado o pico (máximo de atividade) com os casos a estabilizarem e a descerem atingindo mesmo o nº zero (os casos ainda ativos − hoje 19.03.2020, mais de 30 − sendo agora importados) − com o nº de casos a descerem/desaparecerem e com a atividade económica a despertar de novo/a arrancar – podendo-se afirmar para os chineses estarem já em fase de recuperação esperando “estar limpos” muito em breve, talvez já no decorrer do mês de abril – pelo que se não nos importarmos de por apenas umas semanas (menos ou então mais) sermos literalmente como “um macaquinho chinês”, poderemos nós portugueses certamente ainda antes do Verão, de darmos de novo a mão, lá para maio talvez junho.

 

[Na noite de 28 de março para o dia 29 de março (sábado para domingo) e após o Equinócio (de março) − estando Portugal localizado no Hemisfério Norte e já na estação da Primavera – à meia-noite (00:00) com a hora a ser adiantada e a passar a ser uma da manhã (01:00).]

 

(imagem: Guido Gerding/wikipedia.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 20:29

29
Ago 16

Percorrendo mais uma das etapas periódicas de transição (Civilizacional) fazendo parte de um friso cronológico muito mais extenso e com ciclos aleatórios de maior criatividade (do Homem), quando no nosso Hemisfério entramos na estação do Verão (por exemplo no do Norte e um pouco mais para o sul – porque não Albufeira), sabemos antecipadamente e como condição fundamental para um verdadeiro Estatuto de Férias que nesse período garantidamente nada se passará, que possa pôr em causa o nosso precioso espaço de Prazer e de Sossego (e sentimento de conforto e de segurança) – ainda-por-cima cronometrado! O que transforma nesta estação do ano os MEDIA em parceiros claramente inexistentes (despidos), agora que tiraram as máscaras (antes jornalistas agora publicitários) dedicando-se exclusivamente aos produtos de quem lhes paga no fim do mês (não mais notícias senão Promoções).

 

55c92f3d1d00002f00144698.jpeg

Fig.1

Nuvens de tempestade nos céus do Illinois e algo mais

(2015)

 

Restando-nos o pouco do todo que ainda vemos todos os dias à nossa volta, mas que dada a intoxicação mental a que somos submetidos em 99% do nosso tempo e espaço disponibilizado, acabamos inconscientemente por ignorar, dispensar e até esquecer: de dia nem sequer olhando o Céu e de noite o maravilhoso cintilar das estrelas: algo de mágico e de extraordinário só de olhar mais para além – no nosso presente vislumbrando o passado e simultaneamente perspetivando o futuro. Com uma forte esperança de que ao olhar para o Espaço Exterior que nos protege e que nos rodeia (infinito em Espaço Infinito em Recursos), possamos encontrar um Objeto ou até mesmo um Sujeito deveras Extraordinário. Numa imagem do que nós somos (e representamos). E se ao olharmos para o Céu algo nele nos despertar – UHAU Milagre – tal como sucedido em Fátima serão sempre Extraterrestres.

 

Pelo que as notícias que nos vão chegando nesta época festiva e de deslumbramento (não sendo por acaso um tempo de recrudescimento de encontros sexuais e financeiros, amplamente justificados pelo calor e pelo nosso estado de comatoso) por estéreis e deslocadas do enquadramento geral deste cenário de indiferença e de continuidade (o que é estranho num mundo em constante transformação) ainda mais nos projetam e colocam nos braços abertos da marginalidade cultural, popular e social (talvez como a única forma de amanhã ainda podermos recuperar as nossas memórias, a nossa cultura e os nossos antepassados – ou seja o nosso molde original). Daí o regresso dos UFO e o dos seus tripulantes – aqui exemplificado por dois casos ocorridos no Verão um no ano passado (2015) outro este ano (2016):

 

1.jpg

FIG. 2

Na altura da projeção do relâmpago a presença de um objeto voador estranho

(2016)

 

“As storm clouds gathered over Oak Park, Illinois, on the evening of July 13, na individual, videotaping an impressive display of heat lightning, also captured something else streaking through the field of view. The image above (fig.1) shows a bright, glowing object quickly enter the left side of the vídeo in front of – rather than behind – a tree. This thing moves swiftly down and to the right, disappearing from view. “ (huffigtonpost.com)

 

“Recorded a storm and then happened this (fig. 2)! A strange object appeared between the clouds and seemed to feed electric power from the storm, a real video of the UFO phenomenon that will leave you amazed! This type of event is very commbeforeitsnews.comon and can be seen UFOs and strange phenomena frequently among large thunderstorms.” (beforeitsnews.com)

 

(imagens: hufingtonpost.com e beforeitsnews.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:33

21
Dez 13

21.12.2013

 

O Solstício de Inverno antecede o dia escolhido pelo cristianismo para a comemoração do nascimento de Jesus – 25 de Dezembro o Dia de Natal – apesar de muitas interpretações de textos antigos apontarem o nascimento do filho de José e de Maria para os finais do mês de Agosto.

 

E a partir de hoje os dias vão aumentar

 

Começou hoje pelas 17h 11mn o Solstício de Inverno do ano de 2013. O Sol nasceu neste dia pelas 08h 00mn e pôs-se às 17h 19mn: sendo o dia mais curto do ano esta data marca oficialmente o início da estação do Inverno, a qual se prolongará durante três meses até Março de 2014. A partir deste momento a duração do dia relativamente à noite irá aumentando progressivamente durante aproximadamente seis meses até ao Solstício de Verão, a registar-se no mês de Junho como indicativo do início da respectiva estação. Começa assim nesta data de 21 de Dezembro de 2013 a Festa do Sol, momento sagrado em que a Luz reinicia em crescente a sua luta contra a Escuridão e em que simultaneamente se comemora o nascimento para os cristãos do menino Jesus.

 

(dados: IPMA – imagem: Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:45

27
Mar 11

Estação Espacial

 

Uma das manchas observadas na superfície do Sol, não lhe pertence.

Trata-se da passagem da Estação Espacial no dia 26 de Março em frente ao grupo 1176, de manchas solares.

 

Mancha Solar 1176

 

Os cientistas controlam os ciclos solares fazendo uma contagem das manchas que vão aparecendo na superfície do Sol, grandes áreas quentes que atingem facilmente a dimensão de um planeta e onde se verificam intensas tempestades magnéticas – beta e gama – e potentes emissões de energia, em explosões solares de grandes proporções, direccionadas para o espaço. Nem todas, em direcção ao nosso planeta, a Terra.

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:38

Junho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO