Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

09
Ago 18

[Califórnia – EUA – 2018]

 

Smoke from California wildfires now covers three quarters of the state

(cbs.news/08.08.2018)

 

mediadc.brightspotcdn.com.jpg

Uma imagem do avião a jacto Boeing A 747 utilizado nos EUA

Para o combate do grande incêndio ainda em curso no estado da Califórnia

Aqui registado no passado dia 2 de Agosto sobrevoando a cidade de Lakeport

(imagem: Kent Porter /The Press Democrat/AP)

 

california-wildfires-today-180801-main-art-02_e4f4

Com o incêndio a atravessar a 31 de Julho a localidade de Lakeport

Atingindo com a sua violência infernal todos as construções à sua passagem

Como aqui registado em Dessie Drive

(imagem: Noah Berger/AP/today.com)

 

Dada a grandeza do incêndio em curso no estado da Califórnia (para esta região o maior da sua história) com os especialistas oficiais a preverem o seu fim (antes em meados de Agosto) nunca antes do mês de Setembro (ou não fosse a sua área já comparável à de Los Angeles).

 

california-wildfires-today-180801-inline_e4f49e443

Como em todos os incêndios e no caso das suas vítimas diretas

Para além de toda a destruição urbana/de toda a destruição rural

Contabilizando-se sempre os animais desde que sendo racionais (daí a fuga da ave)

(imagem: Noah Berger/AP/today.com)

 

2018-08-06_wor_43057870_I1.JPG

Tal como cá tentando salvar a sua habitação situada perto de Clearlake Oaks

Com as altas temperaturas e fortes ventos registados

Originando o maior incêndio florestal na história do norte da Califórnia

(imagem: independent.ie/Getty Image)

 

E segundo o seu Governador com estas condições de calor (extremo) conjugadas com os fogos florestais (catastróficos) talvez nunca tendo ocorrido desde há uns 10.000 anos (segundo ele quando a nossa Civilização emergiu).

 

Controlled-burn-California-wildfires-Getty-640x479

Face à violência do incêndio ao tempo extremamente seco e à ação de ventos fortes

E agora segundo Donald Trunp graças a más leis ambientais (o que até é verdade)

Pouco mais havendo a fazer senão aguardar rezar se necessário fugir

(imagem: Mark Ralston / AFP / Getty/ breitbart.com)

 

Num grande incêndio despoletado num terreno coberto e pejado – de milhões e milhões de árvores – muitas delas velhas e carcomidas e muitas outras mortas e apodrecidas (um pouco como por cá), numa enorme carga (de combustível), explosiva e pronta a ser consumida, avançando sob ordens por vezes díspares (cruéis) e emanadas do vento.

 

Um incêndio iniciado há mais de quinze dias (a caminho do fim de Julho) a mais de 360Km a norte da cidade de São Francisco, integrando cerca de uma dezena de fogos originados em diferentes locais (apesar de vizinhos) numa área (total) aproximada à de Los Angeles – sendo um dos maiores o registado no complexo de Mendocino (norte da Califórnia) – até ao momento tendo provocado 11 vítimas mortais (mínimo), umas 40.000 pessoas deslocadas, certamente mais de um milhar de casas destruídas (um número sempre em evolução) e umas centenas de milhares de acres de terra queimados (300.000 ou mais). E segundo as previsões (como maior incêndio de sempre nesta região da Califórnia registado) dada a dimensão do incêndio, o calor intenso sentido e a seca extrema que o território atravessa, podendo-se assistir a uma grande catástrofe ambiental (com tudo queimado incluindo a floresta e umas possíveis 10.000 habitações) e simultaneamente social (ou não vivessem lá pessoas e outros animais formando um ecossistema agora destruído). Não se podendo afirmar (para já) ser mais uma obra dos Russos (intermediando mais uma ação, de objetiva ingerência de Putin) mas convindo desde já recordar a grande poluição, advindo da grande libertação de dióxido de carbono.

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:33

02
Ago 18

[Uma boa História de Verão.]

 

How does one duck come to care for nearly 80 ducklings?

(Brandon Specktor/livescience.com/31.07.2018)

 

aHR0cDovL3d3dy5saXZlc2NpZW5jZS5jb20vaW1hZ2VzL2kvMD

 

Uma pata (uma ave tanto de água doce como de água salgada) residente no lago BEMIDJI localizado no estado norte-americano do MINNESOTA (EUA) foi nos finais do mês de Junho apanhada pelo fotógrafo da Natureza Brent Cizek (brentcizekphoto.com) a passear muito tranquilamente sobre as suas águas (do lago) na companhia dos seus 76 filhos.

 

Um fantástico bico-de-obra para esta verdadeira e grande-mãe de família, sabendo-se dos 76 bicos de ave tendo que a mesma terá (forçosamente) que alimentar: numa verdadeira visão (devido à raridade de se ver e à beleza de livremente se usufruir) oferecida ao observador – quando (Brent Cizek) se deslocava no lago num pequeno barco – posto perante uma procissão (flutuante) semelhante a um exército (de 1+76 indivíduos) comandado pelo mais graduado (a mãe) e logo seguido pelos outros (os filhos aqui os patinhos).

 

Para os especialistas (no estudo das aves e particularmente destes animais da família Anatidae – ao qual também pertencem gansos e cisnes) sendo naturalmente incompreensível (ou mesmo impossível) o número de filhos da Mãe-Pato (76) – sendo normal de 20/30 mas raríssimo (se não mesmo notável por inacreditável) acima de 50 – levantando-se aí duas hipóteses para a explicação e entendimento deste verdadeiro (e estranho) Fenómeno (dado na Natureza tudo tendo solução): e tal como o ocorrendo entre HUMANOS a ser um caso de RAPTO (para nós sendo ilegal) ou então de ADOÇÃO (assim sendo legal). Será que os PATOS têm valores Éticos (já que nem sequer andaram na Escola)?

 

Mas ocorrendo na Natureza (e como vimos e sabemos fazendo parte dela) tudo tendo (uma simples) explicação:

 

“So, a mixture of Mama's actual kids plus some unplanned egg adoption might account for 20 or so of the ducklings trailing her around Lake Bemidji, but what about the other 56?  They may be enrollees in a sort of duckling day-care system called a crèche, David Rave, an area wildlife manager who oversees the Bemidji region for the Minnesota Department of Natural Resources, told the Times. In a crèche, female birds entrust their newborn young into the care of an older, wiser female — sort of like a great-grandmother, Rave said. This elder babysitter is usually experienced in raising young and doesn't mind taking a few hatchlings under her wing while the little tykes' parents go off to do important adult bird things, like molt their feathers.” (Brandon Specktor/livescience.com)

 

(imagem: livescience.com e brentcizekphoto.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:35
tags: , , ,

31
Jul 18

Depois de ainda ontem (dia 29 de Julho um domingo) o tufão JONGDARI ter-se abatido sobre a cidade japonesa de ISE localizada na província de MIE (situada a sudoeste da cidade de NAGOIA província de AICHI)

 

snapshot j.jpg

Japão – Julho de 2018

Um Onda de Calor provocando dezenas de vítimas mortais

 

– Com ventos na ordem dos 90Km/h e rajadas de vento de 130Km/h

 

Prosseguindo a partir daí para ocidente (do arquipélago japonês), atravessando o Japão (em direção a KYUSHU) e dirigindo-se para a China (situada mais a ocidente e tendo como destino Xangai)

 

– Isto depois de já ter provocado mais de duas dúzias de feridos, corte de eletricidade em cerca de 150.000 casas, tudo debaixo de uma intensa onda de calor e simultaneamente com previsão de elevada precipitação para essas mesmas zonas

 

E ainda depois de ontem (pela mesma hora e pelo mesmo Hemisfério Norte) o estado norte-americano da CALIFÓRNIA continuar a arder

 

Screenshot_2018-07-30 Shelbie Malin on Twitter.jpg

EUA

Incêndio na Califórnia – 28 Julho 2018

 

– Com o seu Governador a declarar o Estado de Emergência para os (seis) condados de Riverside, Mariposa, Shasta, Lake, Meendocino e Napa –

 

No seu caminho com um grande e violento incêndio tendo já reclamado 8 vítimas mortais (e doze desaparecidos), levado à destruição de centenas de casas e originado a evacuação (forçada) de mais de 37.000 pessoas

 

– Uma região já tão flagelada pelos sismos, atravessando um longo período de seca e agora submetida a incêndios catastróficos (dado o combustível florestal disponível e as condições ambientais ideais para a sua imediata ignição)

 

Convém ao mesmo tempo recordar a GRÉCIA (como consequência do seu grande incêndio a caminho das 100 mortes) agora que o tempo meteorológico em Portugal (segundo as últimas informações) vai finalmente aquecer:

 

Até agora com o extremo ocidental da Península (Ibérica) a ser um dos mais agradáveis do Continente com relevo para Portugal e como destino de férias (preferencial) o Algarve (e assim Albufeira).

 

N4.PRA1050d.jpg

Portugal – Cidade de Albufeira

Com acesso da parte velha à Praia dos Pescadores

 

Para os próximos dias

 

– De terça-feira 31 de Julho até quarta-feira 8 de Agosto (ou seja nove dias)

 

Com a previsão para o ALGARVE e particularmente para ALBUFEIRA a apontar

 

Para Céu Limpo (sem precipitação), vento moderado, ondulação pelos 0,5 m (temperatura da água do mar pelos 17⁰C/18⁰C) e temperaturas a oscilarem entre os 18⁰C/25⁰C (de mínimas) e os 34⁰C/38⁰C (de máximas).

 

E de segunda-feira para esta quinta-feira (dia 2 de Agosto) a dar-se o GRANDE SALTO (de temperatura) com a mínima a subir 8⁰C e a máxima 5⁰C – e podendo-se chegar (ou ultrapassar) aos 40⁰C.

 

(imagens: @shelviemalin – ANNnewsCH – ATA/Pedro Lopes)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:08

26
Jul 18

[Na política Norte-Americana]

 

“Num lado da praia (poderia ser a de Albufeira) 12 homens assediavam 1 mulher, enquanto do outro lado 12 mulheres assediavam 1 homem: em qual dos casos interviria primeiro a autoridade (a GNR) e resolvido esse problema qual seria a deliberação judicial (emitida pelo Tribunal) para cada um desses grupos de assediadores? Certamente que para a deliberação (sobre o assédio) não existindo diferença de género.”

 

5b588c8e802b9404f4fabf6e_o_U_v1.jpg

Cohen, Trump & a Cassete

(aparentemente com a prova)

 

Enquanto nos EUA os DEMOCRATAS (conotados com a esquerda política norte-americana) liderados pelo clã CLINTON (o marido e depois a mulher) continuam a dominar o partido do Jumento e a sua agenda política (apesar do fim das doações à sua extinta Fundação) – no caminho inevitável em direção ao seu fim (morte) ou transformação (sobrevivendo por replicação) e num acontecimento previsto para ser prioritariamente aplicado aos mais Conservadores (ou não fossem estes conotados com a direita política) os REPUBLICANOS – a campanha sem conteúdo (mas certamente com um objetivo) por caluniosa e desviante (recorrendo-se de um lado e do outro a FAKE NEWS para manipular, confundir e assim controlar) levada a cabo pelos derrotados não assumidos de Novembro de 2016 (na vitória de Donald Trumt e sua eleição como 45º Presidente dos Estados Unidos) – os Democratas – continua de vento-em-popa (quase a meio deste mandato e próxima de eleições intermédias) não só Inflamada pelos Democratas (e pela esmagadora maioria dos Media por si controlados) como também pelos anteriormente preteridos (nas Primárias Presidenciais) Republicanos: algo de natural num país assumido como estratégica e politicamente bipolar (de que DT é apenas o ultimo exemplo, pela primeira vez tendo como protagonista um Multimilionário, conforme o momento e a ocasião dizendo sim e/ou dizendo não e agora e infelizmente transformado pelos seus inimigos num Ícone – e com as suas sondagens e as dos Republicanos a subirem) onde para além de Republicanos e de Democratas nada mais existe no seu cenário político –

 

sg-monica-lewinsky-blue-dress-bill-clinton-harvey-

Monica, Clinton & o Vestido

(aparentemente com a prova)

 

Alternando entre si o poder (como se fossem todos família), confundindo-se um com o outro (legítimos com bastardos), não se sabendo bem qual a direita e a esquerda (prosseguindo ambos o mesmo caminho) e como conclusão deste Esquema (de manutenção de direitos adquiridos e assim de perpetuação de poder) não dando a mínima hipótese aos Outros (partidos ou independentes) que igualmente o queiram ser mas que não se identifiquem com o Jumento (os Democratas) ou então com o Paquiderme (os Republicanos). Como se no Zoológico (verifiquem no de Lisboa) não existissem outros animais. E na prossecução desta tentativa desesperada de Impedir o seu Presidente degradando ainda mais (interna e virtualmente em pré-Guerra Civil) a já tão depauperada imagem externa dos EUA, recorrendo-se a pormenores pessoais (íntimos/privados) até mesmo sexuais para justificar tal opção: numa iniciativa tendo a cobertura dos ainda líderes Democratas (onde para Bernie Sanders?) e reclamando para si a total indignação (e os créditos por tal ação) por atos do Presidente degradando a imagem da Nação. Para tal se concretizar (com todo o Mundo a assistir, alguns ainda tendo cultura, um pouco de memória e sobretudo de autorrespeito) publicando-se agora uma gravação numa dita combinação envolvendo prostitutas, dinheiro, um advogado e (claro está) Trump: certamente sendo verdade dado virem da área de especialistas no ramo (pelo menos) do sexo oral. Mas apenas com um óbice nas suas consequências: mesmo praticando no cargo o anterior Presidente safou-se (com evidências) e deste desde que chegou (o seguinte Presidente) só têm mesmo gravações (suposições).

 

(imagens: huffingtonpost.com e homecarebeauty.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:00

11
Jun 18

Agora que o gabinete de Donald Trump (o 45º e atual Presidente dos EUA) assumiu as rédeas da condução da Política Externa (a mais importante área política para a manutenção da Supremacia Global em todo o planeta) de acordo com os objetivos a alcançar (e necessitando urgentemente de um novo impulso) pelas grandes Corporações ligadas ao sector Industrial-Militar norte-americano,

 

‒ O tal sector Industrial temido pelo 34º Presidente dos EUA (o também Republicano) Dwight D. Eisenhower

 

maxresdefault.jpg

Dwight D. Eisenhower

No seu discurso de despedida e falando do perigo do Complexo Industrial-Militar

 

“Until the latest of our world conflicts, the United States had no armaments industry. American makers of plowshares could, with time and as required, make swords as well. But now we can no longer risk emergency improvisation of national defense; we have been compelled to create a permanent armaments industry of vast proportions. Added to this, three and a half million men and women are directly engaged in the defense establishment. We annually spend on military security more than the net income of all United States corporations.” (Dwight D. Eisenhower/1961)

 

A imagem entretanto projetada para os próximos tempos e a curto-prazo (dada a contínua indefinição de Donald Trump) pelas Caras Fortes da atual Administração da Casa Branca,

 

‒ Como Mike Pompeo (Secretário de Estado dos Estrangeiros), John Bolton (Conselheiro de Segurança Nacional) e Gina Haspel (Diretora da CIA)

 

Propondo-nos os seus cenários para a nova temporada (no cumprimento de um guião suscitando o arrastar da crise mundial e o aparecimento de mais uma qualquer Bolha Económica),

 

Suscitando-nos (como consequência) pelos indícios (e pelo passado destes três protagonistas) a preparação e implementação (pelos norte-americanos) de uma 1ª fase de aparente conflito (não militar mas económico),

 

Mas (e aí desde logo demonstrando ser esse o Alvo a Atingir mas num Segundo Paso) com sucessivos períodos de intermitência (e de estratégico esquecimento) prolongando-o deliberadamente no tempo para a todos entreter, apanhar, distrair (e logo após) e se necessário coagir,

 

‒ Mesmo os seus mais fiéis Aliados (& subordinados) e oferecendo-lhes para entretinimento e prémios (como o Nobel da Paz) espetáculos de circo e desproporcionados entre David e Golias mas agora com novos artistas (Kim & Donald);

 

Para numa 2ª fase e sempre a curto-prazo,

 

canva-photo-editor-2.jpg

Irão ou Venezuela?

Arábia Saudita até pelos milhões USD em armamento certamente que não!

 

‒ Ou não estivesse o 1º mandato presidencial a meio (terminando no final de 2020), ou não estivessem todos os presidentes deste século (ou tocando-o) dois mandatos seguidos (Bill Clinton, George W. Bush e Barack Obama), ou não fosse necessária uma Intervenção Externa de Impacto Global para reforçar a imagem/presidencial

 

Apontar o seu verdadeiro Alvo Estratégico,

 

‒ De conquista e de controlo de todos os centros de exploração de energia e de todos os territórios detentores das matérias-primas consideradas essenciais ‒

 

Para Antigos Amigos (do Xá) /Novos Inimigos (do Aiatola) detentores de Grandes Riquezas como o é agora o Irão:

 

Dos 10 países com maiores reservas de petróleo já comprovadas, sendo o Irão conjuntamente com a Venezuela e a Rússia os únicos a ainda não estarem sob domínio norte-americano ‒ e daí se compreendendo os constantes conflitos, as constantes sanções e no fim do curso (e do estado de loucura) a Intervenção Militar não o sendo na Rússia, restando a Venezuela e o Irão (depois do Verão?).

 

Com 30.000 homens lá instalados (em bases na Coreia do Sul) e biliões de armamento a vender (além da proteção a pagar), não sendo certamente a Coreia o território a perturbar (atacar).

 

[Após a cimeira de 12 entre os líderes Donald e Kim, ficando-se assim a aguardar pelo Pico do Cato Donaldo: Irão ou Venezuela?]

 

(imagens: RAWW/youtube.com e geopoliticsalert.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 10:32

28
Mai 18

[Na Cena Política Internacional]

 

“Last week, French president Emmanuel Macron came to the US for his first official post-election visit to the White House, where—during a break from holding hands—he and Trump planted a small, unhappy-looking tree on the South Lawn. The oak, taken from a French WWI site where 2,000 US soldiers lost their lives, was Macron's gift to Trump—what he called "a reminder at the White House of these ties that bind us." But by the end of the week, the living monument to their bromance had mysteriously disappeared.” (Drew Schwartz/vice.com/30.04.2018)

 

trump-macron-tree-before-after-split-1-rt-ap-jt-18

O Carvalho de Macron

(bem visível na imagem a 25 de Abril de 2018)

 

Num acontecimento deveras revelador (aparentemente menor mas conduzindo-nos à descoberta do Todo) do estado das relações internacionais US/EU (sobretudo após o abandono por parte dos US do Acordo Nuclear Iraniano), depois de no dia 23 de Abril de 2018 sob o olhar das suas companheiras (respetivamente Melania Trump e Brigitte Macron) e sob os holofotes do Mundo inteiro os Presidentes dos US e da França terem plantado uma árvore (um carvalho) nos Jardins da Casa Branca ‒ propositadamente retirada de um local situado em território francês onde teriam morrido cerca de 2.000 soldados norte-americanos (durante a 1ª Guerra Mundial) e oferecida nesse dia por Macron a Trump como homenagem ao sacrifício desses mesmos soldados ‒ eis que apenas 5 dias depois (28 de Abril) e numa observação ao local onde o mesmo carvalho fora efetivamente plantado, nada aí restava a não ser uma leve mancha amarela (no terreno) onde o mesmo fora inserido e estivera. À primeira vista ‒ e tratando-se de um Evento ocorrido na autodenominada maior potência Cientifica e Tecnológica Terrestre e terra de Excecionais (os USA) ‒ podendo-se pensar estar-se perante um caso de rapto (executado por terrestres) ou de abdução (levado a cabo por extraterrestres), mas na realidade não sendo um caso nem o outro e não passando simplesmente da concretização de mais uma das diretivas (entre as suas promessas eleitorais umas cumpridas outras não) de Trump, de modo a controlar decisivamente (e assim colocando a defesa da América Primeiro) possíveis invasões de contingentes de alienígenas ‒ como de mexicanos (e outros povos latinos), de árabes (excluindo os auditas e os seus aliados árabes do Golfo Pérsico) e de outros povos oriundos de outros países ricos (em matéria-prima como o petróleo) mas não sendo colaborantes com a defesa dos interesses estratégicos (e globais) dos norte-americanos (como a Venezuela e o Irão sendo dois dos cinco países com maiores reservas mundiais comprovadas ‒ das dez maiores reservas com os EUA só não controlando ‒ para além dos dois países anteriores ‒ a Rússia) entre outras áreas vitais no campo do controlo e domínio da Energia (pela propriedade da fonte e pelo direito exclusivo da sua exploração).

 

trump-macron-tree-before-after-split-1-rt-ap-jt-18

O Carvalho de Macron

(já tornado invisível na imagem a 28 de Abril de 2018)

 

Evitando possíveis contaminações (físicas como psíquicas) provocadas por agentes secretos infiltrados (e extremamente intrusivos através de praticas de tortura e de violência e/ou de manipulação coerciva e hierarquização forçada) em Elementos oriundos do Mundo Exterior ‒ pertencendo à sua Fauna (racional e irracional) e estendendo-se como se comprova à sua Flora (afinal de contas as plantas também pensam, podendo como tal tomar opções) ‒ e assim salvaguardando a vida de uns milhões (mais de 300) contra uma possível colonização futura por parte dos outros biliões (mais de 7,5). E assim momentos depois de Trump e de Macron terem pegado nas pás e plantado o carvalho ‒ nesse momento pelos vistos sem existirem perigos de contaminação fosse para o nobre terreno fosse para as altas individualidades presentes (manipulando-a e tocando-a) ‒ com o Carvalho de Macron (não tendo sido roubado, raptado, abduzido, assassinado/sugerindo-se com um pontapé de Fúria de Trump ou simplesmente morrido/tendo sido após a cerimónia abandonado) eliminando possíveis boatos e teorias da conspiração (e porque não Fake News) a ser colocado (por prevenção e segurança) num período de Quarentena. Com este tipo de problemas e com este tipo de questões (sinaizinhos) confirmando-se o cenário (previsto) da próxima Queda do Império (Norte-Americano), com russos e chineses à frente (nunca se podendo esquecer a Índia) e com uma multidão de asiáticos logo atrás (localizando-se no Continente Asiático o Novo Eixo do Mundo). Se entretanto um Iluminado (entrando em curto-circuito e julgando-se Brilhante) não carregar num botão provocando uma sobrecarga e uma Enorme Explosão.

 

“Com o 25º Presidente de França Emmanuel Macron (2017/?) a tentar imitar um dos seus antecessores o 23º Presidente de França Nicolas Sarkosy (2007/2012) ‒ substituindo-o nos palcos Mundiais como o Novo Dançarino Europeu (recordando os tempos ainda recentes dos espetáculos proporcionados por Nicolas Sarkosy à líder da Europa Angela Merkel) ‒ mas tropeçando logo numa das suas primeiras atuações sob os olhares do Mundo e numa das suas mais esperadas aparições a nível Global: estatelando-se ao cumprido ao tropeçar num carvalho por si oferecido a Trump com este inadvertidamente a colocá-lo no caminho (político) do Bailarino Macron.” (Publicações Anormais/PA)

 

(imagens: Jim Watson/AFP/Getty Images e Carolyn Kaster/AP em vice.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:02

26
Mai 18

“Sadly, based on the tremendous anger and open hostility displayed in your most recent statement, I fell it is inappropriate, at this time, to have this long planned meeting.”

(Donald Trump/moonofalabama.org)

 

Última Hora

 

In attempt to salvage Trump-Kim summit, North and South Korea hold secret meeting

(Thomas Mareska/USA Today/26.06.2018)

636629197718415955-GTY-962617870.jpg

Reunião Coreia do Saul/Coreia do Norte

26 Maio 2018

 

Após a surpreendente declaração de Donald Trump (Presidente dos EUA) suspendendo (apesar de se apresentar como Mediador) o encontro entre Moon Jae-In (Presidente da Coreia do Sul) e Kim Jong-Un (Presidente da Coreia do Norte) ‒ sendo estes os países em conflito, tentando chegar a um acordo mútuo e duradouro ‒ os dois Presidentes asiáticos tentando num último esforço e utilizando todos os meios ao seu alcance (infelizmente apenas os próprios) salvar um encontro que poderia ser Histórico (relançando de vez o processo de Paz e de Reunificação das duas Coreias) ‒ e que até poderia levar Donald Trump à conquista do Nobel da Paz ‒ reúnem-se hoje dia 26 de Maio (numa inesperada 2ª reunião) em Panmunjom (Coreia do Norte). Segundo notícias recentes e face à reação dos dois países interessados (na resolução do conflito entre ambos e afetando toda a Península Coreana) com Donald Trump (face à incredibilidade internacional, dado o seu papel de mediador e não de parte interessada) a recuar e a afirmar que a reunião poderia passar para o dia 13 (de Junho).

 

 

Como um Mediador em vez de tentar arranjar pontes de ligação entre duas partes em conflito (a sua única e graciosa Função), as destrói logo à primeira sem dar qualquer tipo de justificação ou explicação credível às partes interessadas (para quem em princípio desinteressadamente o Mediador se ofereceu para trabalhar).

 

Com a inesperada reunião marcada para o próximo dia 12 de Junho (em Singapura) entre o Presidente (dos EUA) Donald Trump e o Líder (da Coreia do Norte) Kim Jong-Un a criar um ambiente-geral de alto-suspense em toda a Comunidade Internacional, eis que subitamente e sem qualquer tipo de justificação (minimamente percetível) Donald Trump anuncia a suspensão do encontro bilateral EUA/Coreia do Norte.

 

Deixando todo o Mundo de boca aberta assistindo estupefato (devido à completa falta de lógica e recusa do cumprimento dos procedimentos devidos) à recusa do Mediador (os EUA) em participar num encontro promovido e apoiado (e que deveria mediar e não nele interferir) pelas duas partes em conflito.

 

“The model, if you look at that model with Gaddafi that was a total decimation. We went in there to beat him. Now that model would take place if we don’t make a deal, most likely. But if we make a deal, I think Kim Jong-un is going to be very, very happy.”

(Donald Trump/moonofalabama.org)

 

2018_0525nk.jpg

Reunião de Mulheres pela Paz realizada na passada semana em Seoul/Coreia do Sul, em solidariedade contando com a participação de mulheres coreanas apoiadas por mulheres oriundas de outros países (inserido no Women Peace Korea Symposium e no Women's DMZ Walk)

 

Constatando-se que após a chegada de Mike Pompeo (como Secretário de Estado) e de John Bolton (como Conselheiro de Segurança Nacional) à Administração da Casa Branca (chamados por Donald Trump para o aconselharem e guiarem externamente) ‒ tentando replicar para si a ação de George W. Bush, levando às Armas de Destruição Maciça e à Guerra do Iraque ‒ a opção pela via diplomática (para solucionar divergências e conflitos) poderá ter sido definitivamente abandonada, dando-se a partir daqui o início a mais uma tentativa (bélica) por parte dos EUA,

 

‒ Optando pela confrontação e pela Guerra (dado o seu poderoso Complexo Industrial-Militar muito mais lucrativa) e subvalorizando o diálogo e a Paz (logo numa altura em que interiormente os EUA se encontram divididos como se estivessem em Guerra)

 

De mostrarem claramente ao Mundo (colocando-o no seu devido lugar) qual foi, é e será a Maior Potência a Nível Global, depois do Império Romano o Império dos Excecionais.

 

Calling the remarks of Pence "ignorant and stupid" Choe Son Hui (DPRK's vice foreign minister) said that Pence should seriously consider the "terrible consequences of his words" before making such remarks: "We could surmise more than enough what a political dummy he is as he is trying to compare the DPRK, a nuclear weapon state, to Libya that has simply installed a few items of equipment and fiddled around with them."

(moonofalabama.org)

 

Com os EUA de um lado, a Rússia e a China do outro, a Europa ainda a assistir, outras potências a aguardar (como a Índia) e a Ásia a espreitar (e com o Resto do Mundo à deriva sem saber o que pensar), com os Novos Imperadores da Terra julgando ter suplantado a ONU (e os seus quase 200 países soberanos) e (aparentemente) resignados de vez os seus súbditos (á força compressora do dólar e demolidora das armas) a lançarem-se dentro em breve em 4 possíveis direções, qual delas a mais lucrativa para a sua Florescente Industria-Militar: trabalhando a alto-ritmo, empregando mais mão-de-obra e graças aos altos-proveitos colocando em primeiro a América e tornando-a Maior.

 

Faltando apenas aos Falcões sobrevoando a casa do dono (Casa Branca) e nela se albergando (bem juntinhos a Donald Trump) escolherem entre eles um menu que os satisfaça (a todos): tendo agora à disposição ainda mais pratos variados tendo estes como origem países de 3 continentes ‒ a Coreia do Norte (na Ásia), a Ucrânia (na Europa), a Venezuela (na América do Sul) e o Irão (no Médio-Oriente).

 

(imagens: Getty Images ‒ Jeehyun Kwon/truth-out.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:30

25
Mai 18

Dos Fenómenos Naturais aos Fenómenos Artificiais, contando na sua reprodução com a crescente e perigosa Apatia (do Homem) e com a Indiferença Social (Coletiva) ‒ chegado o momento de lutar pela sobrevivência (como se de um viciado se tratasse á procura da dose) num tempo e espaço já sem retorno possível.

 

Grenfell-tower-fire-971595.jpg

Torre Grenfell

(aproximadamente entre as 01:30 e as 05:30)

O incêndio da torre de 24 andares localizada em Londres, iniciado pouco antes da 01:00 do dia 14 de Junho de 2017 (vai fazer um ano) e com o fogo a tomar logo conta de metade do edifício onde residiriam cerca de 600 pessoas e a provocar 71 vítimas mortais

(há um ano com o edifício ali plantado ainda à espera de responsáveis)

 

Ranking Mundial

(RM)

País

Reservas de Petróleo

Nº de Barris em milhões (2017)

1

Venezuela

300,878

2

Saudi Arabia

266,455

3

Canada

169,709

4

Iran

158,400

5

Iraq

142,503

6

Kuwait

101,500

7

UAE

97,800

8

Russia

80,000

9

Libya

74,000

10

United States

39,230

A razão do Eixo conflituoso

(para os norte-americanos e tratando-se de uma fonte de energia sendo estratégico e vital) EUA Vs. Venezuela & Irão

Com esta lista de 2017 a mostrar-nos a os 10 países com mais reservas de Petróleo no Mundo (comprovadas), para além de nos esclarecer das verdadeiras razões das sansões dos EUA à Venezuela (1ºRM) explicando-nos porque tanto desejam atacar o Irão (4ºRM) ‒ e do Top 10 Mundial arrumado o Irão só faltando mesmo a Rússia (nos bolsos oleosos dos EUA)

 

1

 

Enquanto no Reino Unido um Evento Artificial,

 

‒ O incêndio da torre GRENFELL em Londres ocorrido em 14 de Junho de 2017 (faz para o mês que vem um ano)

 

Provocou (no Passado) mais de 70 vítimas mortais (se não forem ainda mais dada a possibilidade da existência de desaparecidos nunca indicados);

 

2

 

Enquanto nos EUA outro Evento Artificial,

 

‒ A existência de Petróleo no Irão tornando-o um alvo estratégico (para a Máquina Militar Norte-Americana)

 

Poderá provocar (no Futuro) a terraplanagem do seu território e o genocídio da sua população (tendo como exemplos mais recentes o Iraque, a Líbia e a Síria);

 

3

 

Noutra parte do Mundo (que não a Europa nem o Médio-Oriente) mais especificamente em pleno oceano Pacífico, a cerca de 3.000Km da costa da Califórnia e no HAVAÍ (um dos estados dos EUA) um Evento Natural,

 

‒ A erupção do vulcão KILAUEA (a 7 de Maio de 2018) localizado no Parque Nacional de Vulcões do Havaí (situado na maior ilha do arquipélago) e considerado um dos mais ativos do Mundo (tal como o Etna e o Stromboli situados na Itália)

 

Vai provocando (no Presente) grandes preocupações para as populações residentes nas suas proximidades (na ilha grande),

 

Não só devido à projeção de grandes quantidades de material para a atmosfera e ao aumento em extensão e volume das correntes de lava dirigindo-se para o mar (originadas na erupção),

 

Como também e dado o seu Elevado Nível de Toxicidade ‒ sendo esse para já o fator mais importante a ter em conta ‒ devido ao gás extremamente ácido constantemente produzido (em grande quantidade) e posteriormente libertado para a Atmosfera quando a lava toca a água (do mar): tornando o ar irrespirável (contendo mesmo fragmentos de vidro).

 

ap181256682806204377891151_t700_hbeb859d2f1976f84a

ap181406986270217097092876_t700_hfd77dfbb299e3cd61

HAVAÍ

Com a lava resultante da erupção do vulcão Kilauea iniciada há mais de quinze dias a escorrer das várias fissuras abertas no solo (com alguns desses rios de lava a dirigirem-se para o mar) provocando a destruição de casas e a fuga dos aí residentes ‒ para além do perigo de queda de material ejetado nas várias erupções e pelo perigo representado pelos gases tóxicos libertados (obrigando a utilização de máscaras)

 

4A

 

Nos dois primeiros Eventos (referentes ao Passado cumprido e ao Futuro previsto) com as responsabilidades a terem que ser obrigatoriamente atribuídas,

 

À ação do Homem,

 

E à aplicação da sua doutrina de rápido acesso ao Poder,

 

Para tal efeito (de concretização e de afirmação) rodeando o Objeto (o Ponto Central de Adoração, podendo ser transformado e reencarnando, em algo mais Elaborado e Vintage) como Nova Entidade de Culto (promovido o Objeto ao topo da Pirâmide e despromovido o sujeito a subobjecto) de uma Áurea Divina,

 

‒ Ao mesmo fornecido pela incorporação de Mais-Valia, possuindo o objeto e dando-lhe Vida mesmo que de base Mecânica …

 

4B

 

E assim face a estes dois episódios, na origem do seu arranque sendo estranhos aos Mecanismos da Natureza (fazendo Movimentar todo o nosso Ecossistema),

 

Podendo-se definir como Artificiais (ao contrário da Natureza o Homem impõe limites Imaginários para a sua intervenção mas alterando-os conforme a oportunidade nunca os cumprindo na Realidade).

 

4C

 

[Mas não sendo aqui interessante de desenvolver (ou já não bastasse a visão contínua de devastação e de morte, no julgamento de mais um horror nunca se encontrando os responsáveis) dado limitarem-se a casos ocorridos no diversificado Mundo do Crime (Público ou Privado) preferindo-se aqui a Ciência da Vida em alternativa à Tecnologia da Morte ‒ e afetando sobretudo populações civis desprotegidas residentes em Territórios definidos como de Paz ou como de Guerra (pelos vistos tanto faz) mas sem hipótese de recurso ou de defesa.]

 

5A

 

Já no Evento que aqui pretendemos verdadeiramente focar (dada a sua atualidade) com a sua ocorrência a ser em princípio da inteira responsabilidade da NATUREZA (Evento Natural),

 

‒ Apesar da preciosa contribuição do Homem nos fenómenos do Aquecimento Global e das Alterações Climáticas, podendo ter contribuição mesmo que de uma forma indireta e menor (impacto possível mas no fundo desconhecido) na ocorrência deste tipo de fenómenos ‒

 

Verificando-se o mesmo na costa ocidental dos Estados Unidos já em pleno oceano Pacífico (conjunto de ilhas tendo como capital Honolulu e aí se situando também a base naval de Pearl Harbor):

 

Num arquipélago (mais de uma centena de ilhas) descoberto (pelos europeus apesar dos indígenas) pelo britânico James Cook (em 1778) e com todas as suas ilhas a terem sido formadas por vulcões (e pela sua contínua atividade) ‒ hoje com o vulcão KILAUEA de novo extremamente ativo e como em fenómenos semelhantes, podendo destruir terra ou fazer aparecer uma nova (transformando o Espaço ao longo do Tempo e suscitando Transformações conforme o processo Evolutivo).

 

ap181371151728034721072809_t700_h5c7991412665adaf2

HAVAÍ

Central Geotérmica

Vista aérea da central de produção de energia elétrica de Puna

‒ Puna Geothermal Venture ‒

Sob ameaça das correntes de lava originadas no vulcão e dirigindo-se na sua direção

 

5B

 

Falando da atual atividade vulcânica em curso no arquipélago do Havaí mais especificamente na sua maior ilha (integrando o Parque Nacional de Vulcões do Havaí),

 

‒ Onde se situam os vulcões Mauna Kea e Hualalai (código verde), Mauna Loa (código amarelo) e Kilauea (código vermelho)

 

Com as últimas informações sobre o Kilauea (USGS/final de terça-feira) a noticiarem a emissão a partir do interior do vulcão (durante as erupções) de correntes de lava contínua estendendo-se já por largas centenas de metros, algumas delas (2 das principais) dirigindo-se para o mar (desde as fissuras por onde são expelidas atingindo algumas delas mais de 3Km) e ao atingirem-no provocando a emissão para a atmosfera de gases extremamente tóxicos, entre outras consequências provocando efeitos nocivos para a respiração (dificultando-a e tornando-a perigosa por inalação de gases) assim como para a nossa derradeira cobertura e proteção corporal a pele (provocando irritações) ‒ não sendo vítima imediata da ejeção de materiais vulcânicos (atingindo-nos), podendo-o ser lentamente mas igualmente com efeitos mortais (por inalação prolongada de gases extremamente tóxicos).

 

5C

 

Com o passado histórico deste vulcão sendo muitos os rumores,

 

‒ Como o do flanco sul do vulcão poder desabar, provocando um grande deslizamento de terras para o mar e originando de imediato um grande Tsunami atingindo as costas (o litoral) do Pacífico

 

Sobre o que poderá vir a ocorrer no futuro (próximos dias),

 

Desde aqueles que preveem uma desaceleração na atividade do vulcão (nada o indicando para já);

 

Aos que mantem (os oficiais, mais moderados) que o mesmo apenas atravessa mais um dos seus ciclos normais de atividade (talvez rezando para que tal se confirme) não se prevendo que possa provocar vítimas (diretas);

 

E concluindo-se nos mais cautelosos que face à imprevisão de certos fenómenos naturais (muitos deles ainda mal compreendidos pelo Homem) e a uma certa despreocupação das autoridades locais e responsáveis nacionais científicos (talvez com razão),

 

‒ E daí surgindo as Teorias ditas da Conspiração ‒

 

Resolvem tomar as suas medidas entre elas observar, ouvir e em último caso ter algum tipo de forma de se proteger ou fugir: não seja o vulcão irritar-se um pouco mais e por qualquer razão desmaiar ou então explodir.

 

MV5BY2RjZjJkYzQtMjBmNC00OWUyLWE3NGYtMmE0ODAyOTI0Nj

KRAKATOA

(cartaz alusivo ao filme Krakatoa a Leste de Java)

Uma das erupções conhecidas tendo provocado mais vítimas mortais (a 2ª) ‒ mais de 36.000 mortos em menos de 24 horas ‒ e tendo levado ao desaparecimento da ilha (original) na altura (antes de ser terraplanada) com quase 900 metros de altitude (hoje de novo a crescer e ultrapassando já os 300 metros); em intensidade a 6ª maior erupção da história e sendo seguida por vários Tsunamis

 

6

 

Ou não estivesse o vulcão Kilauea (e o arquipélago do Havaí) integrado no Anel de Fogo do Pacífico (a região a nível sismológico e vulcânico mais ativa do Globo Terrestre) podendo-lhe sempre acontecer o mesmo que o sucedido com o vulcão Krakatoa (em 1883 e imortalizado no filme Krakatoa, East of Java/Krakatoa, o Inferno de Java):

 

Às 10h02 da segunda-feira 27 de agosto de 1883, quase 21 horas depois de ter entrado em mais um processo de erupção, o Krakatoa chegou a sua detonação derradeira, pulverizando a montanha na qual estava instalado. Ele desapareceu no mar, levando com ele 36 mil pessoas, mortas por asfixia, por queimaduras ou por terem sido dragadas por ondas gigantes, do tamanho de um prédio de dez andares. A última detonação do Krakatoa produziu o maior ruído já emitido no planeta, esfriou o clima da Terra (criando o ano em que não houve verão) e resultou em pores-do-sol de cores espetaculares em locais tão afastados quanto Nova York, para a alegria de alguns pintores e susto dos bombeiros, alarmados pelo vermelho berrante.” (Marcelo Bernardes/globo.com/2004)

 

(imagens: express.co.uk ‒ timesfreepress.com ‒ imdb.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:08

21
Mai 18

[Fantásticos Norte-Americano Vs. Russos (& Chineses)]

 

I

 

53222d24b099ff9d72e9169dd46a08f0.jpg

Axis of Evil

The phrase axis of evil was first used by U.S. President George W. Bush in his State of the Union address on January 29, 2002, and often repeated throughout his presidency, to describe foreign governments that, during his administration, sponsored terrorism and sought weapons of mass destruction. The notion of such an axis was used to pinpoint these common enemies of the United States and rally the American populace in support of the War on Terror

(wikipedia.org)

 

Sabendo-se como Cultura & Memória podem ser rapidamente readaptadas e transformadas,

 

- Conforme os interesses e objetivos Ideológicos a alcançar (aparentemente condicionados de forma a proporcionarem um usufruto controlado e aplicado por etapas ao Homem);

 

- E de acordo com as regras inscritas no Manual de Instrução da Máquina Divina (assim definida por a servirmos e dela dependermos) fazendo funcionar essa mesma Estrutura;

 

Convém aqui recordar ao falarmos da CRIMEIA que esta região do Globo Terrestre,

 

- Desde a Antiguidade (e até ao século XV) invadida e colonizada por vários povos oriundos das mais variadas origens (como entre muitos outros, gregos, romanos e otomanos a norte e cimérios, hunos e mongóis a sul);

 

- E entre os séculos XV/XVIII unindo-se (com outros territórios vizinhos) constituindo um Estado Tártaro (Canato da Crimeia);

 

A partir do fim do séc. XVIII acabou anexada ao Império Russo (em 1783) tornando-se mais tarde (1917) numa região autónoma da futura URSS.

 

Para finalmente (em 1954) por ordem do então Presidente da antiga URSS Nikita Khrushchev,

 

‒ Num gesto de amizade e de modo a reforçar as relações Rússia/Ucrânia ‒

 

Dar-lhe autonomia e entrega-la (como Republica Autónoma) à agora Independente Ucrânia.

 

Depois da passagem do Presidente ucraniano Viktor Yanukovich,

 

‒ Apoiado pelos russos, abrindo as portas ao Ocidente, coorganizando o Europeu de Futebol (de 2012) e fugindo após a Revolução Ucraniana (financiada por esse mesmo ocidente) derrubando-o com um Golpe de Estado

 

Sendo este país o que hoje todos bem conhecemos, bem retratado na imagem dos seus grandes (e novos) estádios completamente arrasados (obliterados como muitas estruturas básicas),

 

E nos criminosos em que assenta toda a base da sua classe política que ideologicamente (ideologia de extrema-direita) e de uma forma prepotente o controlam (com a total complacência da Europa e do Ocidente, aceitando reescrever a sua História para a melhoria da História apresentada por outros).

 

II

 

Ukraine should blow up Putin's Crimea bridge

(Tom Rogan/washingtonexaminer.com/15.05.2018)

 

5afed479dda4c8097e8b459c.jpg

Segundo o colunista norte-americano Tom Rogan um bom objetivo para ser bombardeado

A nova ponte unindo a Rússia à Crimeia

De modo a reacender a Guerra Civil na Ucrânia espalhando-a então à Europa

(e assim substituindo um possível falhanço ‒ optando-se pela Paz ‒  nos casos norte-coreanos e iranianos)

 

Numa resposta à recente abertura de uma ponte rodoviária (com cerca de 18Km de extensão) ligando a Península de Krasnodar (Confederação Russa) à Península da Crimeia (Ex Ucrânia e atualmente anexada à Confederação Russa),

 

‒ Localizada sobre a fronteira marítima entre o Mar Negro (a sul) e o Mar de Azov (a norte)

 

Um colunista norte-americano já anteriormente famoso por em contextos semelhantes (Guerra do Iraque) se ter deixado levar por oportunas provas falsas (família das FAKE NEWS),

 

‒ Apresentadas antes como agora pelo mesmo tipo de protagonistas (sob tutela dos EUA)

 

Tentando aproveitar o período de indefinição política (geográfica e estratégica) por que passa os EUA (Donald Trump e os seus estrategas militares) entre uma possível Intervenção Militar no Irão ou em alternativa na Coreia do Norte (tentando ultrapassar o duplo impacto provocado pelo pesadelo da intervenção russa na Síria e a intervenção saudita no Iémen),

 

Introduz no possível trajeto desta Máquina de Guerra uma pequena Nuance (de momento atravessando um período de aparente hibernação),

 

5afb4249dda4c86b618b45db.jpg

Russian President Vladimir Putin opened the Kerch Strait Bridge connecting Crimea, Ukraine, with mainland Russia on Tuesday. Putin did so by in a typical show of bravado by leading a column of transport vehicles across the bridge. Ukraine should now destroy elements of the bridge.

(Tom Rogan/washingtonexaminer.com/15.05.2018)

 

Para além da representante dos Negócios Estrangeiros da EU e do representante do Irão com três representantes da Europa (e do Conselho Permanente de Segurança da ONU) tentando salvar o Acordo Nuclear Iraniano depois dos norte-americanos lhes terem unilateralmente retirado o tapete desrespeitando o compromisso assumido e ainda ameaçando suplementarmente ainda com mais sansões ‒ ao Irão e se necessário à Europa

 

- Seja para que o tema da Guerra Civil na Ucrânia volte à ribalta (dada a presença dos russos na Crimeia e do lado de lá fronteira),

 

 - Ou para que o mesmo se projete desde já e antecipando o que aí vem (A invasão Russa),

 

Como uma alternativa (Plano C) a um possível recuo (em A/Coreia do Norte e em B/Irão):

 

Demonstrando a quem ainda tinha dúvidas o respeito que os norte-americanos têm pelos seus Aliados Europeus, falhando a Ásia (Coreia do Norte) e o Médio-Oriente (Irão) ainda lhes restando a Europa (Ucrânia).

 

E neste contexto propondo a destruição desta nova ponte unindo dois territórios anteriormente já ligados (e integrando a ex-URSS),

 

‒ Partilhando elementos de ambos os lados, constituindo famílias e comunidades unidas (na defesa da sua terra ancestral e na concretização dos seus objetivos comuns)

 

Considerando a inauguração da ponte do ditador, vermelho e invasor Vladimir Putin como mais um atentado à Democracia Europeia ao Mundo e obviamente aos EUA: não permitindo à Rússia o reconhecimento desta apropriação ilegal mesmo que provocando mais Guerra e ainda mais mortes (na EUROPA).

 

Bombing the bridge would thus be a very personal rebuke to Putin's ambitions and his propaganda narrative.

(Tom Rogan/washingtonexaminer.com/15.05.2018)

 

(imagens: HERITAGE ‒ SPUTNIK ‒ REUTERS)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:04

19
Mai 18

Abandonado pela Sociedade Civil (num processo típico do macartismo aqui patrocinado pelos Média) e com os Militares de braços abertos prontos para o acolher (dado o contra Democrata e as hesitações Republicanas no entreposto político norte-americano), Donald Trump optou por se entregar de Corpo & Alma (não a quem o elegeu mas como sempre aconteceu) ao Poder (pelos vistos decisivo) do Complexo Industrial-Militar: tal como Kim ou Hassan nos seus respetivos territórios (e seus colegas de conflito) como seu Líder Espiritual Supremo nos desígnios da Paz e da Guerra (mas com um aspeto fundamental fazendo a diferença total: por definição não sendo exclusivo mas sendo o único Excecional).

 

MYEBPXY3BU5IZFBFPRJNOBAZNI.jpg

Kim Jong-UN, Donald Trump e Hassan Rohani

(três Líderes Supremos sendo um deles Excecional)

Apesar dos pedidos de última hora dos seus Aliados Europeus

Com Donald Trump separando claramente as águas do oceano Atlântico

(na defesa exclusiva dos interesses norte-americanos)

Pegando no Acordo Nuclear Iraniano

Assinado pelo Conselho Permanente da ONU (c/EUA) e o Irão

E rasgando-o unilateralmente deixando a Europa a abanar

Abandonada e lançando o olhar para o Oriente

(para a Rússia e mais além para a China)

 

Passados 484 dias (em 18 de Maio/6ª feira) sob a tomada de posse (a 20 de Janeiro de 2017) do 45º Presidente dos EUA ‒ o milionário, ex-admirador-amigo dos Clinton (Democratas) e atual (por estratégia política e de poder pessoal) Republicano DONALD TRUMP ‒ e como consequência do seu cada maior isolamento político tanto a nível interno (perseguido sem descanso desde a sua tomada de posse pela esmagadora dos Média Norte-Americanos ‒ para ser mais rigoroso inicialmente atacado pelos outros candidatos Republicanos, logo que este se candidatou às primárias começando surpreendentemente a ganhá-las) como externo (perdida a Guerra Interna e mantendo a mesma estratégia, invocando o seu poderio sobre os outros, abandonando unilateralmente os acordos, ameaçando e avançando com sansões e Isolando-se igualmente do Resto do Mundo incluindo dos seus tradicionais e mais fieis Aliados), a Maior Potência do Mundo assim considerada e definida por controlar e exercer o seu Poder e a sua Supremacia (Virtualmente indiscutível) sobre todos os territórios e povos do planeta Terra ‒ apoiada nos dois Pilares Fundamentais que permitem aos EUA a manutenção e a replicação indefinida da Projeção do que eles consideram ser o Modelo Básico do Mundo Moderno, ou seja, o par de Duplo Impacto Armas & Dólar ‒ decidiu abandonar de novo o lema político-ideológico e hipócrita dos seus antecessores Democratas ‒ de que apesar de tudo “As Aparências Iludem (na prática nada fazendo e não existindo evolução) ‒ e abandonando o diálogo (pelo menos tendo a virtude de evitar mais guerras e mais mortos), virar-se para a confrontação, criando novos cenários de expansão, de conquista e de neocolonização (como se o Homem evoluísse repetindo indefinida e exaustivamente sempre os mesmos cenários/sempre a mesma aula, já que segundo alguns esta terá resultado dispensando assim as seguintes):

 

f442f4bf9791c2d201f8a57544acc3b810ceef44.jpg

Um Capitalismo de Estado

(Único por Monopolista)

Que faria inveja

À Rússia Soviética de Estaline

Com os verdadeiros representantes dos EUA (o denominado Estado Profundo) a retomarem por direito adquirido (dada a importância fulcral do Complexo Industrial-Militar para a sua sobrevivência como Império) os seus lugares nas cadeiras do Poder (apenas um periférico para informar as massas do próximo espetáculo previsto ‒ transformando-os em Oráculos), tendo agora Donald Trump como o seu novo formando para as funções de MMC (Mordomo Multiopcional de Cerimónias)

 

Com Donald Trump a configurar através da sua imagem e pessoa o verdadeiro poder dos Políticos na Sociedade Civil Norte-Americana (com mais de 300 milhões de almas por aí circulando entre brancos, negros, uma mão vazia de índios e montes crescentes de alienígenas sobretudo mexicanos) demonstrando como o seu Poder (dos Políticos) é Nulo ‒ bastando um único boneco para os representar (instalado na Casa Branca) ‒ e assim entregando o Poder a quem verdadeiramente manda os Representantes do Grande Complexo Científico-Tecnológico e Industrial-Militar. Com os mesmos que há uns vinte anos atrás atiraram o Mundo para outra guerra e genocídio baseado em pressupostos que antecipadamente sabiam ser falsos (passados todos estes anos com o Afeganistão destruído, o Iraque destruído, a Líbia destruída, a Síria destruída, o Iémen destruído e já com planos para o Irão) ‒ entretanto sem culpados (que se saiba), com muitos deles bem arrumados e premiados e sempre prontos para (recauchutados) voltar ao serviço ‒ tendo morrido milhões de inocentes e ficado muitos mais estropiados ‒ tal como os MORTOS-VIVOS a regressarem agora até com um reforço de género (feminino, talvez pela questão da paridade) perita em Tortura e especializado em Tortura com Água (tal como o nome indica sendo considerada tortura e como tal internacionalmente considerada um crime e como tal ilegal). E já agora aproveitando para recordar aos que mesmo tendo responsabilidades odeiam a Cultura e a Memória subvalorizando ou manipulando (entre outros) a História (e já agora envolvendo mas do lado contrário cidadãos Norte-Americanos) que finda a II Guerra Mundial todos os soldados japoneses acusados deste tipo de tortura (com a utilização de água) contra soldados norte-americanos, foram simplesmente e sem hipótese (de recurso) fuzilados ‒ tudo porque os EUA consideravam isso como tortura (crime/ilegal) e como tal um Crime de Guerra: sujeito a uma pena neste caso a morte por fuzilamento.

 

(imagens: washingtonpost.com ‒ mgtow.com/AFP)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:48

Agosto 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO