Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

27
Nov 19

[Tendo Explodido no Mar da China.]

 

Como se fosse necessário certificar-nos de qual o território detentor da patente das FAKE NEWS

 

Oriundas de uma ou da outra face, da mesma moeda de referência global que é o DÓLAR

 

5dd9a0eb85f54008a72f8f42.jpg

Explosão Nuclear nos Mares da China?

(na realidade não o sendo, mas sucedendo podendo ser similar)

 

 Particularmente tendo como base um raciocínio bipolar

 

Num mundo a Preto & Branco, como se não existissem (na palete de cores do Universo) outras cores

 

Por sinal (coincidência ou acaso) tal e qual como hoje acontece na maior potência a nível do nosso planeta (Terra) os EUA

 

– Em que Democratas & Republicanos (as duas faces do Dólar) se combatem num duelo “sem dó nem piedade” (se possível, eliminando desde logo a oposição, com efeito mortal) sendo os gladiadores a serem lançados para a “Arena da Morte” os próprios norte-americanos

 

Podendo-se facilmente confirmar essa mesma origem assim como a sua respetiva opção estratégico-política (utilização de Fake News não para noticiar algo apenas por manipulado sendo falso, mas para nos preparar no mínimo mentalmente para um cenário futuro possivelmente semelhante)

 

5dd9a7fe85f54009d2281ff6.jpg

Localização da Explosão Nuclear?

(uma realidade para o “Hal Turner Radio Show’s” mas de facto virtual)

 

Olhando-se simplesmente para o interior dessa nação do norte do continente americano, ideológico-religiosamente tentando destruir

 

− Como se fosse o seu “Inimigo Público Nº1” ou não fosse ele o representante (afirmado por Hillary) dos “Deploráveis”

 

O seu presidente (legalmente eleito) e para tal invocando (os Democratas) para completar esta nova “Tripla Diabólica” (tal como as sanções podendo ser revistas, exceto em relação ao 1º nome a seguir indicado)

 

− Na Época de Inquisição (com as mesmas táticas de manipulação e intrusão de hoje) sendo imediatamente lançada para a fogueira

 

Para além de TRUMP (presidente dos EUA), PUTIN (Rússia) e JINPING (China).

 

5d52b0d0dda4c87e088b4655.JPG

Testemunhas da Explosão Nuclear?

(n/ no local nem na forma tratando-se da explosão de um paiol ocorrido na Rússia)

People watch flame and smoke rising from the site of blasts at an ammunition depot near the town of Achinsk in Krasnoyarsk region, Russia August 5, 2019

 

Uma notícia inventada e dirigida

 

E elaborada com um determinado objetivo, este sim sendo real –

 

Para “passar” (e convencer o público) como se algo de facto tivesse ocorrido (nem sequer distorcendo algo por inexistente, mas fabricando a ocorrência), criando em determinada situação em princípio em pausa, hibernação ou equilibrada, um ponto de instabilidade e de incerteza, sempre possível de ser infiltrado e se necessário (e unilateralmente) apagado e reiniciado (no ponto de interesse para alguém):

 

Caso de mais esta ocorrência (felizmente apenas de falsificação/manipulação noticiosa) fabricada nos EUA, tendo como palco o Mar da China e envolvendo como não poderia deixar de ser (para além da Rússia com a cansativa campanha da “Colisão Trump/Putin”)

 

Até por ser na verdade o novo Líder do Império aí a chegar

 

5d52bcc1fc7e937a4e8b4648 C.jpg

Parecendo um cogumelo nuclear, mas não o sendo

(de uma explosão num paiol transformando-se numa explosão nuclear)

 

A CHINA, inicialmente passando como real (até pelas fontes políticas e científicas consideradas credíveis) para no final se constatar como irreal, nunca se tendo passado apenas “sido inventada”: sem um mínimo esclarecimento, nem pedido de desculpa

 

Próprio de quem não nos respeita, nem merece respeito.

 

E com a sequência deste facto fabricado e posteriormente (sem castigo) divulgado (para depois, como mentira e entre tantas, ser apenas esquecida) a ser fácil de ser contado (sabendo-se que o complexo, é mais fácil do que o imaginado)

 

− Tal como os factos da Vida querendo-se e por simples, sendo compreendidos e interiorizados:

 

Tal como encontraríamos num manual de implantação, criação e difusão de “Notícias Falsas”

 

− FAKE NEWS –

 

Tudo se iniciando num programa de rádio de extrema-direita o “Hal Turner Radio Show” (c/ Hal Turner além de ser acusado de racista sendo-o igualmente de trabalhar, atacando minorias/desprotegidas,  para o FBI) dirigindo o seu interesse noticioso para o bem distante (e bem em foco até pelo confronto económico em curso EUA Vs. China) Mar da China

 

− Socorrendo-se para o “fortalecimento” da notícia dando-lhe credibilidade, da replicação por todos os média nacionais e internacionais e até da participação (colaboração na montagem do cenário) de entidades oficiais (e seus instrumentos) para reforçarem o peso da notícia (“military sources/oceanographic instruments”) –

 

Informando-nos em primeira-mão e como exclusivo seu da ocorrência de uma “explosão submarina relevante”

 

− Nuclear e de 10Kt a 20Kt –

 

Nos contestados mares tocando a costa da China, segundo dados recolhidos na zona revelando níveis de radioatividade elevada e só podendo ser atribuídos (na região e pela tecnologia utilizada) a ensaios levados a cabo pelos militares chineses.

 

avangard-missile_large.jpg

No extremista, racista e antissemítico, “Hal Turner Radio Show”

(c/ os protagonistas-vilões a serem, chineses ou russos)

 

Para Hal Turner e restantes promotores de mais esta notícia (que até poderia ser verdadeira, apesar de ser falsa)

 

− E atirando ainda mais gasolina para a “aparente fogueira asiática”, tentando evitar a subida de um Novo Império e o fim de um outro, não reconhecendo a mudança do Eixo Económico-Financeiro Global de Ocidente para Oriente

 

Tratando-se de uma mensagem clara da China para os EUA, mostrando com a detonação de uma bomba nuclear o seu poder e quem na realidade manda naquela região da Terra − ou seja mais um sinal um chamamento, para mais uma intervenção decisiva (entenda-se, Militar) dos EUA.

 

Mas infelizmente para os protetores do ainda vigente e decadente Antigo Império, nenhuns dos dados se confirmando, sejam pela não existência de nenhum registo sísmico (associado/local) sejam pelas leituras de radioatividade no local apontado para a explosão (nuclear) com as leituras em níveis normais; e como sempre

 

E sendo uma das grandes virtualidades positiva das NOTÍCIAS FALSAS/FAKE NEWS

 

Com as notícias mesmo sendo falsas e apesar de todos os desmentidos (posteriores), a consolidarem-se ainda mais, não pela certeza das mesmas (postas em causa) mas pela persistente dúvida (ou não as tivessem antes, sido aceites pelas autoridades). Ou não fosse mais fácil passar o tempo com mentiras (apesar de significar apenas sobreviver) − daí a opção atual dos EUA (sejam REP ou sejam DEM) pelas Fake News.

 

[“Máquina da Verdade”: valor lógico do título, FALSO. Para os Ocidentais − e por momentos (como promotores da cultura e memória passiva de aceitação político-religiosa, “tendo fé em tudo”) – certificado, sendo Verdadeiro.]

 

(imagens: Global Look Press, Hal Turner Radio Show’s webpage, REUTERS/Dmitry Dub − RT/rt.com, aljazeera.com e halturnerradioshow.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:34

30
Out 19

[E assim recuando 90 anos, desde o dia de ontem, 29.]

 

Quando será a próxima Recessão?

(pelos sinais estando ainda longe, mas provavelmente mais próxima)

 

mw-860.jpg

O CRASH da Bolsa de Nova Iorque

A 29 de Outubro do ano de 1929

(noticiado no Brooklyn Daily Eagle)

 

Recuando numa espécie de Máquina do Tempo até ao início do Século XX (1 de Janeiro de 1900) – nos EUA um período da sua história seguindo-se à Guerra Civil Americana (de 1861/1865 e totalizando entre 600.000 e 1.000.000 de vítimas mortais) − ao tempo da invenção da Lâmpada (coloca à venda em 1879), do Telefone (com a sua primeira emissão a 10 de Março de 1886) e do Automóvel (sendo 1886 o ano da comercialização do primeiro carro) − tudo criado no final do século XIX e sendo transportado para seu desenvolvimento no século XX – com os EUA de então (a partir de 1900) a transformarem-se no maior produtor industrial mundial (e do lado Europeu com o Império Britânico, o Império Alemão, o Reino de Itália e ainda a França a destacarem-se dos restantes, rivalizando com os norte-americanos), apanhando-se num 1º apeadeiro histórico a I Guerra Mundial (1914/1918), abstraindo-se de todas as motivações ou pretextos explicativos (mais falsos ou mais verdadeiros) para o seu início, decurso e fim da mesma, como que terminando “empatada” e servindo (até) de primeiro teste das armas então utilizadas e posteriormente (num futuro que seria próximo) sendo desenvolvidas e melhoradas (para a II Guerra Mundial). E chegando-se ao fim da 1ª Grande Guerra (1918 com cerca de 20.000.000 de vítimas mortais) atingindo-se o ano de 1919, precisamente situado no Tempo (no presente em 2019) há “Cem Anos no Passado”.

 

Iniciando-se então aí o período (de pouco mais de 20 anos) denominado como “Entre duas Guerras (fim da 1ª em 1918 e início da 2ª em 1939) com a Economia dos EUA e Mundial (com o fim da guerra a servir como estímulo) a estarem cada vez mais fortes (quase até ao fim da década de 20) para inesperadamente em 1929 (apesar de alguns sinais de que poderia vir aí um grave colapso económico) e sem que se estivesse preparado (ou seja, em vez de remediado, Prevenido) os EUA e o Resto do Mundo entrarem em DEPRESSÃO PROFUNDA (que o diga WALL STREET com “o seu estouro nunca visto”) − englobando toda a sua Pirâmide Social do Topo (do rico acionista, agora falido) até à sua Base (ao pobre trabalhador, agora desempregado). Crise de 1929 que persistiu por uma década (1929/1939) até á chegada da II Guerra Mundial (contabilizando na sua folha de vítimas mortais, um recorde podendo chegar perto dos 90.000.000 de indivíduos). Para a partir daí e com os EUA a pretenderem destacar-se do Resto do Mundo (expandindo-se para lá das suas fronteiras físicas e fixas) no seu desenvolvimento Económico como até Militar (aproveitando a sua vitória na II Guerra Mundial, a destruição da Europa e da Ásia e a Ameaça Vermelha – aqui com o Herói de Guerra o norte-americano TIO SAM a abandonar o seu parceiro de Luta e Herói de Guerra o soviético TIO JOE) os mesmos criarem um novo período (tendo como Inimigo Público Nº 1 a URSS) o da “GUERRA-FRIA”: estendendo-se de 1945 até ao fim da URSS em 1991 – e já em 1987 (uns pouco significativos 4 antes anos) com a CRISE a parecer querer voltar, com o conhecido índice DOW JONES a registar uma grande queda atingindo o (seu) índice mais baixo de sempre.

 

mw-1600 a.jpg

Com a queda na Bolsa de Nova Iorque

A originar a perda de imensas fortunas

(com bens vendidos ao desbarato)

 

E resolvendo-se aí o problema injetando-se na Economia e no Mercado (vantagem de ser o dono das fabulosas e imparáveis, impressoras de dólares) mais uns quantos milhões de dólares. Para além de 1929 (Grande Depressão) a 1987 (1ª Crise Económica mais preocupante) terem decorrido uns 58 anos. Chegando-se então a 2008/2009 (79 anos sobre a CRISE e 21 sobre o 1º AVISO) ano em que como todos recordarmos (pois o que se passou nos EUA se refletiu no resto do Mundo incluindo e fortemente Portugal) − e continuando pelos seguintes – a especulação imobiliária e o endividamento excessivo (público e privado, individual e coletivo) atingiria um máximo, criando um cenário preparatório muito semelhante ao de 1929, fazendo rebentar “A BOLHA” e arrastando consigo (muitos para o Abismo Final, por Definitivo) Grandes Empresas (desde empresas norte-americanas) e até Governos (um pouco por todo o Mundo) por motivo de Contaminação (de um VÍRUS tóxico, económico-financeiro-bancário e oriundo dos EUA). Safando-se o portador (criando, mas não desenvolvendo a doença) e lixando-se o contaminado (sendo-lhe transmitida e passada para ele a doença).

 

Em Portugal com a chegada da CRISE despoletada nos EUA por finais da primeira década do século XXI (2008/2009) a fazer-se sentir mais fortemente (e depois de chegada à EUROPA) pelo final da 18º Governo Constitucional do Socialista e 1º Ministro José Sócrates (depois de um 1ª mandato/17º Governo de 2005/2009 sendo reeleito e exercendo no 18º Governo de 2009/2011) − com o estrangulamento da Europa e as mãos atadas da Alemanha, em Portugal (com o PSD a ajudar à festa e a “apertar ainda mais o pescoço ao PS”) sucedendo a queda do Governo e indo-se a eleições – mas com o período que se lhe segui a ser de longe um dos piores e “verdadeiramente catastróficos” desde que se deu a Revolta do 25 de Abril (já lá vão 45 anos), coincidindo integralmente com o período do XIX Governo Constitucional do 1º Ministro Pedro Passos Coelho (2011/2015) − só sendo mesmo ultrapassado na sua “extrema crueldade social” atingindo sem dó nem piedade, sem clemência e sem o mais pequeno remorso, “os mais desprotegidos e os mais pobres” – até pela sua extrema duração e despotismo, só batido por António Oliveira Salazar – por Cavaco Silva. Ainda me recordando como em pleno “Reinado do Coelho”, saindo-se para a rua ao anoitecer nem um ruído se ouvindo (como se todos as outras “Lebres & Coelhos” estivessem mortos ou enterrados). Mergulhados como estávamos então, num Silêncio Sepulcral.

 

mw-1600.jpg

Levando à concentração de milhares de pessoas em Wall Street

De várias formas afetadas na “Terça-Feira Negra”

(de 29.10.1929)

 

Hoje (Outubro de 2019) 90 anos depois da CRISE, 32 sobre o 1º Aviso e pouco mais de 10 anos sobre a chegada aos EUA (e ao Mundo) da “BOLHA”, com as mesmas Bolhas a reaparecerem nos EUA (de novo e ameaçando extravasar fronteiras), como se ninguém tivesse aprendido (ou desejado entender) com o que sempre aconteceu (sem exceção) no passado: com o preço das casa depois de disparar ainda a continuar a aumentar (preço de aluguer e de compra) e com o endividamento das famílias e das empresas, a seguirem o mesmo caminho. Esperando-se (“aquilo que nos resta depois de votar”) para ver o que será − e dada como morta e enterrada a “Geringonça” − o período da Legislatura de 4 anos (2019/2023) agora sob a direção única do 1º ANTÓNIO COSTA (e sua Corte Privada, agora com acesso restrito) e sob os olhares do REI do “CONSENSO” MARCELO (CONSENSUAL, onde já ouvi isto?). E já agora com o culpado a não ser (acho eu) nem SÓCRATES nem TRUMP, na altura da GRANDE DEPRESSÃO (1929) e como diriam os meus alunos (já neste século, os nascidos entre 1990/2010, a Geração Z), com ambos (atrás citados) ainda não tendo nascido. Talvez como consequência (direta e/ou indiretamente e tal como diria Al Gore, aproveitando a ocasião – “e com a ocasião por vezes fazendo e revelando o ladrão − de pensamentos e de reflexão − tornando-o “único e inquestionável”) do Aquecimento Global e das Alterações Climáticas.

 

[texto de Patrícia Fonseca/VISÃO em: visao.sapo.pt/actualidade/mundo/2019-10-29-A-terca-feira-negra-que-mudou-o-mundo-ha-90-anos-veja-as-imagens-que-ficaram-para-a-Historia]

 

(texto: “espinha dorsal” inspirada no artigo de Patrícia Fonseca/A "terça-feira negra"/29.10.2019/visão.sapo.pt – imagens:  Icon Communications/Bettmann/Keystone-France/visao.sapo.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:36

28
Out 19

Uma imagem de uma cooperação inexistente em TERRA, mas existindo no ESPAÇO e envolvendo no mesmo projeto − e sem colisão – os EUA e a RÚSSIA (entre outros): de tal modo que já existem negociações entre os EUA e a RÚSSIA para um novo empreendimento conjunto (estando prestes a esgotar-se o período de atividade da ISS), a construção de uma nova Estação Espacial Internacional numa obra conjunta NASA & ROSCOSMOS (e outros). Apesar de só se falar (talvez porque dê mais dinheiro) em “Guerra no Espaço.”

 

Como será possível que perante tantas proezas tecnológicas alcançadas (durante o século passado) podendo-nos não só oferecer (numa 1ª fase) melhorias no nosso LAR − a TERRA − como abrir-nos a porta de entrada (numa 2ª fase) para a aventura e descoberta de todo o ESPAÇO exterior que nos rodeia (e ao nosso BERÇO) − o UNIVERSO – e enquanto (simultaneamente) se assiste à cooperação Espacial estabelecida e continuada entre vários países (ligados à Exploração de Espaço, desde os EUA  à RÚSSIA, os seus impulsionadores) e tendo como palco (comum) a ESTAÇÃO ESPACIAL INTERNACIONAL ou ISS,

 

issue14-zero-gravity-and-the-human-heart.jpg

Astronauta trabalhando no exterior da ISS

(Estação Espacial Internacional em órbita a cerca de 400Km da Terra)

 

Nos demitamos do nosso Destino e em vez de como todos os animais (como nómadas que somos, seres vivos tendo capacidade de pensar e − sendo dinâmicos − de se movimentar) sair de casa, encontrar um novo lar e apontar para um novo rumo”, optemos por nos deixarmos ficar por cá (pela Terra e até ao seu fim) e por aqui desaparecer: não percebendo que só evitaremos a nossa extinção (sejamos nós únicos no Universo ou não) se tal como qualquer ser vivo nos movimentarmos − de um ponto para outro (caso contrário estando-se estático, estando-se morto) – apenas se sobrevivendo por uma “Sucessão de Saltos” dando origem a “Novos Ciclos”. E dependo dos Seres HUMANOS a sua presença aí ou não (depois do Salto, num novo Ciclo), conforme opte ou não pelo Salto: certamente que para um outro planeta (ou outro corpo celeste, natural ou mesmo artificial) e entrando-se num novo ciclo diferenciado e Civilizacional − talvez com outros seres, não com a mesma base (psíquico-física e algo mais) que a nossa (tão ligados como estamos, à base H₂O).

 

“Necessitando-se para tal de partir, para a Lua, para Marte, para “O Outo Lado” e tal como os nossos Antepassados (arriscando, num risco mais ou menos controlado, a base da Aventura) para “Outros Mares Nunca Antes Navegados.

 

(imagem: NASA/room.eu.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:16

26
Out 19

[NORTH AMERICAN SHIT: SHIT, SHIT, SUPER-SHIT!]

 

Um exemplo de como as MINORIAS são tratadas nos EUA

 

– Sejam crianças, mulheres, negros, ou os outros Bodes Expiatórios do Costume e das Circunstâncias, como os ORIENTAIS −

 

(habitando o Hemisfério do “Outro Lado da TERRA”, donde nada de novo e de positivo para as nossas “crenças” alguma vez surgiu e onde as Cruzadas foram sendo necessárias não apenas no passado como no presente − e no futuro − de modo a impedir a destruição da Civilização Católico-Romana)

 

AP_18252351625892_edited.jpg

Maria Butina aqui (na foto) em Moscovo

When someone is found guilty by the media

there is no way to right the wrong

when the story shifts and starts to break down.

(Philip M. Giraldi/mintpressnews.com)

 

Neles incluindo-se de momento (num processo já com três anos de idade, contabilizados apenas após o “Parto”, de DT) os RUSSOS (como irão ser a curto-prazo os CHINESES)

 

– Apenas por numa das suas VIAGENS “estarem no lugar errado, à hora errada (talvez por não serem portadores de um GPS) ainda-por-cima “sem a identificação apropriada, por nesse preciso momento exigida(só tendo provavelmente BI e Passaporte Russo, sem nenhum documento norte-americano confirmando-o, logo validando-o):

 

Intencionalmente exigida nesse momento pela outra face da Moeda (o DÓLAR) detendo anteriormente o poder nos EUA, os DEMOCRATAS, mas tendo perdido (inesperada e surpreendentemente − o que mais custou engolir − a Cadeira do Poder) em 2016 (período da COLISÃO COM A RÚSSIA e do envolvimento da dupla diabólica TRUMP/PUTIN) a autoridade de MANDAR, para os REPUBLICANOS e para DONALD TRUMP (para os DEM “A Cereja no topo do Bolo Diabólico e Vermelho”).

 

E nesse trajeto de envolvimento, decorrendo do então período (aí em vigor) da versão “Colisão Russa

 

(depois da sua aparente morte, dado tudo podendo ser de uma forma ou de outra ressuscitado, sendo substituída recentemente pela Colisão Ucraniana), surgindo nesta história (dita de espionagem, para a tornar mais convincente e até como “uma série de TV real e do género”)

 

A cobaia, que mesmo nada fazendo de relevante e até respeitando “os semáforos e a passadeira propostos pelos EUA (Terra da Esperança, do Sonho e do Amigo Americano), acabou presa por espionagem ao serviço da Rússia, sem qualquer tipo de provas ou acusações minimamente credíveis, mas apenas (e como justificação) por se ter inserido (ou atrevido a inserir-se, sendo RUSSA e quando decorria o período histérico da “Colisão”) até com o consentimento dos Conservadores (nada tendo contra ela) na Sociedade Norte-Americana e (por pelos vistos)  gostar de armas (e eventualmente conhecendo responsáveis da poderosa e logicamente pró-armas, National Rifle Association of America/NRA).

 

ap_18347686348319-f5569022d55e0645713a8ae10dd622dd

Maria Butina aqui (na ilustração) em Washington

Is shown next to her attorney Robert Driscoll

before U.S. District Judge Tanya Chutkan

during a hearing in December.

(Dana Verkouteren/AP)

 

Mas sendo INOCENTE ou CULPADA

 

− E sendo MINORIA, como MULHER, RUSSA e ORIENTAL −

(como poderia ser para o RACISTA, “Mulher, ainda-por-cima sendo Negra, africana”)

 

Com esta cidadã russa (de 31 anos e um metrado em Relações Internacionais pela Universidade Americana de Washington) sendo logo julgada e mesmo depois de libertada, ainda sendo triturada:

 

(unicamente na defesa dos interesses daqueles escondendo-se atrás da acusação e recorrendo mais uma vez à manipulação do individuo em geral, sendo nós os estúpidos a quem se dirigem, tendo de recorrer à sua “tradução” para “compreender”)

 

Certamente que com razão, ou não fosse a conclusão “OCIDENTAL ESMAGADORA”, exatamente 100%, mas aqui “não Antidemocrática ou Ditatorial, RACISTA” – mas e evidentemente, tendo como base o Pensamento Norte-Americano conhecido como Excecional, sendo evidentemente

 

CONSENSUAL!

(outra palavra agora sendo de uma forma oportunista e temporária,

adulterada no seu significado)

 

E num total de 12 títulos publicados a NÍVEL GLOBAL e estrategicamente hierarquizados (certamente os mais credíveis)

 

− Ou não consultássemos, a norte-americana YAHOO –

(norte-americana)

 

Com todos eles a apontarem MARIA BUTINA como uma espia de PUTIN. Como a seguir se constata (com 12 títulos de 12 publicações diferentes, representando todo o MUNDO e sendo claramente unanimes) com todos a dizerem o mesmo − 100% deles Norte-Americanos e integrando um ou outro ajudante de nacionalidade britânica:

 

E assim sobre

Colisão Russa & Maria Butina

 

merlin_163332204_958bac82-20d6-4c51-88f1-ea952d4c7

Maria Butina aqui (na foto) à sua chegada a Moscovo

No passado sábado após ser libertada

(podendo incorrer numa pena de prisão até15 anos)

e de imediato deportada dos EUA

(por não se ter registado obrigatoriamente, como “agente russo”)

Não se tendo declarado às autoridades norte-americanas como um “FOREIGN AGENT”, provando com essa sua tomada de posição (e como é óbvio por, pelos vistos relacionado) sê-lo e como tal sendo detida pelo crime de espionagem e podendo ser condenada até um máximo de 15 anos de prisão.

 

Nesse sentido e posta perante tão extenso período de privação de liberdade, aceitando a proposta (norte-americana) de se considerar culpada por espionagem e aí e como contrapartida não cumprindo mais pena e sendo deportada: algo que qualquer um aceitaria na sua posição, não por reconhecimento, mas por coação.

Maria Butina Receives Hero’s Welcome in Moscow

(The Daily Beast

Russian agent Maria Butina deported to Moscow

(BBC News

Maria Butina, Deported to Moscow, Is Defiant: ‘Russians Don’t Give Up’

(New York Times

Russian operative Maria Butina released from prison, deported to Moscow

(NBC NEWS

Maria Butina, gun-loving Russian operative, is being deported to Moscow after prison release

(Los Angeles Times

Maria Butina, Russian Woman Who Admitted Being Kremlin 'Secret Agent,' Released From Prison

(Time Magazine

Convicted Russian agent Maria Butina released from prison and expected to be deported

(USA Today

'Russian Agent' Maria Butina Heads Home

(Voice of America

Maria Butina: Russian agent who tried to infiltrate the NRA released from prison and deported

(The Independent

Russian Operative Maria Butina Deported

The Wall Street Journal

Maria Butina, Russian woman who admitted being secret agent, released from Tallahassee prison

(Tallahassee Democrat

A plane carrying convicted Russian agent Maria Butina from the United States has landed in Moscow

(The News-Times

 

Screenshot_2019-10-26 Maria Butina - Wikipedia.png

Maria Butina aqui (na imagem) versus USA

Presa e condenada (sem aviso prévio da falta)

por não ter preenchido uma certidão (sem nexo) declarando-se como

uma “Agente Estrangeira”

e acabando (não sabendo bem o que se passou, mas felizmente) deportada

 

E neste ciclo parecendo sem fim (por doentio e vicioso) em que o Mundo hoje se encontra (ou seja, o Império Norte-Americano, baseado no poder do Dólar e no poder das Armas) mental-e-fisicamente castrado pela ideologia norte-americana e limitando-nos o acesso à totalidade da palete de cores (não só a nível interno como por contágio igualmente a nível externo), com as únicas opções a nós disponibilizadas e estritamente apresentadas a PRETO & BRANCO (como se o Mundo se dividisse apenas, entre TRUMPISTAS e NÃO TRUMPISTAS) – e aí aproveitando a oportunidade para erguer a novo Ícone Global a nova palavra da moda (de um Estado caminhando para o extremismo ditatorial, bipolar − por assente nas duas faces da mesma moeda − e assente em “IMPRESSORAS de PAPEL”) o “CONSENSO – com o Mundo Ocidental a preferir fazer como o faz a avestruz  “mantendo a cabeça enfiada na areia”, não querendo ver em frente (e até para os acontecimentos passados, para trás) e aceitar o fim inevitável do atual IMPÉRIO e a chegada cada mais próxima ao poder (seja ele o que for no futuro, sujeitando-se igualmente à Evolução) de um Novo Império (não por deslocação de qualquer Eixo Virtual da Terra, mas do seu centro Económico-Financeiro, de WASHINGTON para PEQUIM): com o Eixo do Mundo (o Eixo do Bem ou o Eixo do Mal, conforme as suas coordenadas geográficas, “mais para um lado ou para o outro”) deslocando-se do ATLÂNTICO para o ÍNDICO. Numa Temporada de Série já há muito iniciada e mesmo sem fim intermédio, palpável ou minimamente à vista (desarmada ou mesmo armada) – de modo à preparação de uma nova Temporada, de uma série há muito (sendo continuamente emitida) parecendo esgotada.  Será que a TERRA aguenta, a SÉRIE durante mais uma Temporada?

 

(imagens: Pavel Ptitsin/AP/usatoday.com − nytimes.com − tpr.org/flipboard.com – wikipedia.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:57

25
Out 19

A 24 de Outubro de 2019 (a confirmação do registado a 14), a pouco mais de um ano das “PRESIDENCIAIS NORTE-AMERICANAS de 2020” (3 de Novembro de 2020) e com DONALD TRUMP ainda como PRESIDENTE (e tentando alcançar um 2º mandato, à frente da CASA BRANCA), o plano dos líderes da luta contra os “DEPLORÁVEIS” continua – centralizado e personificado no “CLÃ CLINTON”, e aparentemente em marcha e em velocidade de cruzeiro apesar de persistir num rumo algo arriscado e perigoso (devido ao caos político instalado e à falta de ideias e de visão) muito semelhante ao do TITANIC britânico – seja o do século XX (1912) resultando no naufrágio do RMS TITANIC,  seja o do século XXI (no presente) podendo dar origem ao naufrágio do Reino Unido sob a liderança do seu atual comandante (nem sequer tendo sido eleito pela sua tripulação) BORIS JOHNSON.

 

Nomeação do candidato REP às Presidenciais EUA 2020

 

Bill_Weld_campaign_portrait.jpg800px-Donald_Trump_official_portrait.jpg

Bill Weld e Donald Trump

 

Limitando-se neste momento os candidatos a dois – BILL WELD e obviamente DONALD TRUMP (apesar de outros 4 terem demonstrado algum interesse) − algo de natural no sistema (norte-americano) quando um dos candidatos é no presente o Presidente: logicamente e tendo esse direito, candidatando-se a um 2ª mandato (2020/2024).

 

Depois de quase três anos numa campanha (deliberadamente caótica e conscientemente fraturante, da dividida sociedade norte-americana) incessante e provocadora (para além do seu parceiro de negócios Vladimir Putin, demonizando-o constantemente como se fosse a única criatura − desde que há registos − “Diabólica à face da Terra”) contra o seu 45º PRESIDENTE (legalmente) ELEITO – campanha essa que contra todas as expetativas (e desejos de alguns) continua perigosamente a manter Donald TrumpBem Vivo e Ainda na Luta” pela sua reeleição em 2020 – e não se vendo para já resultados palpáveis no sentido de destruí-lo definitivamente e despedi-lo, não desejando alterar o seu rumo (sem sentido por dirigida a uma única pessoa) e dada a necessidade de manter a autoridade (e estratégica) do CLÃ exercendo ainda o seu poder (no interior do partido DEMOCRATA e através dos MEDIA − se necessário por manipulação − sobre a esmagadora maioria da sociedade norte-americana) eis que os Democratas anti Deploráveis atuando (como sempre) na sombra e desejando “queimar de imediato mais uma das suas etapas (de chegada de novo e custe o que custar, ao Poder) optam por “DEIXAR ARDER E QUEIMAR JOE BIDEN (o candidato Democrata à nomeação DEM como candidato presidencial a 2020 e desde o início com uma grande vantagem, até ao despoletar – “perdido o caso da RÚSSIA” – agora do caso da UCRÂNIA),

 

united-states-america-power-dollar-economy-3547972

Estados Unidos da América

(dreamstime.com)

 

Tentando colocar para já no seu lugar e substituindo-o, a até agora 2ª na hierarquia (ou não tivesse sido Joe Biden o Vice do prémio Nobel da Paz e ex-Presidente dos EUA Barack Obama) mas com a sucessão de sondagens (não parando e tentando alcançar o seu objetivo, o de que as financia) sendo transformada (se necessário metamorfoseando-se) e sendo já 1ª, a candidata (no fundo, segundo o CLÃ e cumprindo o objetivo e a estratégia, “o candidato que se segue”) ELISABETH WARREN.

 

E cumprindo-se o Plano (se por acaso existe algum e existindo, deixando o caso resolver-se, não por si mas por eles, DEM ou REP, as faces da mesma moeda) a 24 de Outubro de 2020 começando-se (definitivamente e após confirmação) a “tirar o tapete a JOE BIDEN” e a oferecer-se a “Passadeira Vermelha” à estrela de momento em ascensão ELISABETH WARREN. Com a empresa de sondagens QUINIPIAC (na sua última sondagem sobre os candidatos DEM à nomeação para candidato a Presidente) − a 24 − a repetir a inversão na liderança (a 14 já se sentindo a inversão) tirando-a de BIDEN e dando-a a WARREN. Como se constata a seguir:

 

Nomeação do Candidato DEM às Presidenciais EUA 2020

(sondagens)

 

 

800px-Elizabeth_Warren--Official_113th_CongressionJoe_Biden_2013.jpg

Elisabeth Warren e Joe Biden

 

R

C

%

(24.10)

V

%

(14.10)

R

C

%

(24.10)

V

%

(14.10)

Warren

28

-2

30

Yang

1

-1

2

Biden

21

-6

27

O’Rourke

1

-1

2

Sanders

15

+4

11

Booker

1

-1

2

Buttigieg

10

+2

8

10º

Gabbard

1

+1

0

Harris

5

+1

4

11º

Steyer

1

0

1

Klobuchar

3

+1

2

12º

Castro

1

0

1

(R: Ranking C: Candidato V: Variação)

 

E como se vê pela última sondagem Quinnipiac (24 Outubro) apenas com quatro (senão mesmo 3) candidatos com alguma hipótese de ainda poderem ser nomeados (como candidatos DEM às Presidenciais de 2020): WARREN, BIDEN e SANDERS e com poucas chances para BUTTIGIEG (apesar de e comparando-se com os outros candidatos, conseguir arrecadar bastantes dólares para a sua campanha). Mas neste momento de viragem caindo Biden e “Erguendo-se WARREN” – como já o confirmam o IOWA, a CALIFÓRNIA e o MASSACHUSETTS (entre outras sondagens).

 

Quanto aos Republicanos sendo de constatar que apesar dos persistentes e ininterruptos ataques à figura do atual Presidente o REP Donald Trump (levados a cabo pela outra face da mesma moeda, os DEM), a taxa de popularidade do mesmo seja qual for o seu possível opositor (colocados frente-a-frente) continua sempre acima dos 40% (entre os 43%/46%, logo, muito perto dos 50%, nem sendo necessário para ganhar, como se viu em 2016): com Biden aparentemente a ter a melhor prestação enfrentando Trump (53% contra 43%) e com Buttigieg a ter a pior perdendo frente a Trump (43% contra 45%) . Um mau sinal para os opositores de Trump (os Anti-Trump), nada estando ainda decidido: exceto para os infelizes votantes, alternando sempre entre os extremos, desta entidade bipolar, cunhada na sua moeda.

 

(imagens: wikipedia.org − dreamstime.com – wikipedia.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:49

24
Out 19

E não é que a COCA COLA recebe de novo a Medalha

de “maior entidade POLUIDORA em todo o Mundo”,

premiando-se a sua liderança não com a atribuição de uma medalha

de ouro

mas de uma outra muito mais óbvia por protagonista, a

MEDALHA de PLÁSTICO.”

 

[Daqueles que personificando esse mundo fielmente (como detentores da verdade, sem nos permitirem questioná-los) − o “MUNDO de PLÁSTICO” − se auto intitulam agora (tendo as armas e o dinheiro nas suas mãos) com os novos líderes revolucionários, “Recicladores e Sem Carbono”. Com os outros biliões nada podendo fazer, senão obedecer.]

 

a2dbc9a2-gp0stsj0l_medium_res.jpg

 

E o prémio NOBEL criado por um fabricante de ARMAS (sendo a mais famosa a DINAMITE) que tanto contribui para a GUERRA e para a MORTE em todo o Mundo e que já perto do fim do seu percurso na TERRA, afogado sob um forte sentimento de CULPA (sendo cristão-luterano) e numa tentativa de se ressarcir dos seus PECADOS (ou não tivesse lido num falso obituário seu, “O Mercador da Morte Morreu”) deu origem a tal “Condecoração – a atribuir ao Maior Poluidor do Mundo pela sua decisiva (E LUCRATIVA) intervenção na DESTRUIÇÃO GLOBAL da TERRA através da sua intrusão permitida por (oficialmente) legal na CADEIA ALIMENTAR (tanto em terra, como no ar, como nos oceanos) não só do HOMEM como no de todas as outras espécies terrestres, tem desde logo três potenciais Vencedores (segundo um estudo levado a cabo pelo movimento BREAK FREE FROM PLASTIC): abrangendo este estudo mais de 40 países de todos os continentes, sendo citadas a COCA COLA (na Liderança deste Ranking Mundial Poluidor), a PEPSI COLA e a NESTLÉ.

 

Falando-se aqui e como não poderia deixar de ser dos PLÁSTICOS, já integrados na nossa CADEIA ALIMENTAR e começando a fazer parte em números bastante preocupantes da nossa própria COMPOSIÇÃO BIOLÓGICA (e da restante Fauna e Flora Terrestre, integrando-se progressiva e irreversivelmente, no nosso “único” Meio Ambiente) − bastando olhar para o lado para ver a poluição provocada (com os plásticos como derivados do petróleo e das suas múltiplas Industrias associadas, presentes por todo o lado), sendo ainda importante de relevar, ser muito dessa poluição (para não se constatar o Cenário ainda ser pior)  exportada (para países subdesenvolvidos, do Terceiro-Mundo, sem regras nem leis e nem sequer fazendo ideia do que é a RECICLAGEM): PLÁSTICOS − e como todos os cidadãos já verificam mesmo no seu quotidiano monótono, repetitivo e de miséria (de sobrevivência), vivendo sempre e sem alternativa (e esperança) o mesmo espaço e tempo (estáticos/limitados) morto por apodrecido – dominando já as LIXEIRAS em terra (crescendo em altura e diâmetro), já não sendo apenas “inundadas” por Gaivotas (outro mau sinal) e começando já a Conquistar os Oceanos com os seus Barcos e Submersíveis (de plástico) flutuando ou integrando-se como se fizessem parte dela, da Vida Marinha, da Natureza (do NATURAL). Para no final nos oferecerem verdadeiros RIOS ou MARÉS não de ÁGUA, mas de PLÁSTICOS e para “já hoje”, termos plástico fazendo pate integrante do nosso CORPO (e Mente) com todas as consequências negativas que há muito conhecemos, mas que nada fazemos para as combater: até engolindo “sapos” ainda-por-cima “mascarados(aqueles que nos dizem servir mas pelo contrário servindo-se mais uma vez de nós, agora vistos não como pecadores mas purificados e certificados, ou seja, como virtuosos) − escondendo-se pelo lucro − tanto a nível público (de ESTADO) com as ONG, como a nível privado com as multinacionais Alimentares (esmagadoramente ligadas às Empresas Químicas/Farmacêuticas), as designadas “ECO-VERDES”.

 

Screenshot-from-2019-10-23-11-10-02-1080x675.jpg

 

E aqui se apresentando o TOP 10 destas maravilhosas companhias, associados ao Ramo Alimentar e a tudo o que nos entra pela boca (vindo da terra, do mar e até, pela transformação e transporte de produtos, pelo ar):

 

TOP 10

POLUIDORES EM PLÁSTICO

(FILHO PRÓDIGO do PETRÓLEO)

 

RM

Empresa

Origem

RM

Empresa

Origem

Coca

Cola

EUA

Procter & Gamble

EUA

Pepsi

Cola

EUA

Unilever

GB/HOLANDA

Nestlé

SUIÇA

Perfetti van Melle

ITÁLIA

Danone

FRANÇA

Mars Incorporated

EUA

Mondelez International

EUA

10º

Colgate-Palmolive

EUA

(RM: Ranking Mundial)

 

E ao contrário do que se pensava não se encontrando entre eles (por exemplo neste Top 10) os Grandes Recicladores, mas pelo contrário e não se confirmando o por eles tão propalado (sendo muitíssimo mais barata a publicidade, do que a Intervenção no terreno) por Todo o Mundo (que verdadeiramente não o nosso mas o deles, “o da imagem refletida no espelho”), o TOP DOS POLUIDORES. Como se pode ver através de alguns exemplos das intervenções destes, agora afirmando-se como “Recicladores e Descarbonizados”:

 

Com apenas 3 dessas marcas (1º/5º/8º do Top 10) a serem responsáveis por 30% da poluição de PLÁSTICOS por toda a Ásia (e nela se podendo também incluir o (7º)) que o diga as Filipinas;

 

No continente Americano com os maiores poluidores locais (com os seus Plásticos) a serem o trio do Top 10, contribuindo a norte com cera de 64% e a Sul (ainda mais) com cerca de 70% e aproveitando pata tal e sistematicamente, “territórios sem governo e a pobreza da sua respetiva população”;

 

Na Europa mantendo-se o mesmo “Trio Magnifico”, COCA COLA, PEPSI COLA e NESTLÉ − que todo o Mundo conhece, tão entrosado ele está (em nós, no nosso Corpo, fazendo já parte dele) – responsável pelo menos por 45% da poluição total com Plásticos;

 

Finalizando-se com a Oceânia e com a África (os dois continentes que faltavam para se poder montar e perceber melhor o puzzle da “ROTA GLOBAL do PLÁSTICO”), respetivamente com a Coca Cola e a McDonald’s a deterem só na Austrália mais de 80% da cota (total e poluidora) de plásticos e com o grupo ASAS, a Coca Cola e a Procter & Gamble a dominarem no continente Africano com a sua taxa poluidora em torno dos 74%.

 

Num autêntico Genocídio Global sendo a arma o Plástico.

 

(imagens: Justin Hofman/Greenpeace/greenpeace.org − breakfreefromplastic.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:18

18
Out 19

[Tal como o “Outro Lado da Lua (ou o “Lado Oculto da Lua”) EXISTINDO, apesar de não se ver (diretamente).]

 

How Asia transformed from the poorest continent in the world

into a global economic powerhouse

 

file-20191011-96262-1xa9u6c.jpg

 

By the late 1960s, Asia was the poorest continent in the world …

(e meio século depois)

 

By 2016, as my analysis of UN data shows, it accounted for 30% of world income, 40% of world manufacturing, and over one-third of world trade, while its income per capita converged towards the world average …

 

[E com o Hemisfério Norte Ocidental, em decadência por arrastado pela Queda do Antigo Império (Americano, sediado nos EUA) e em estado de choque (parecendo não estar à espera, pelo menos tão cedo) pelo erguer do seu sucessor – agora localizado no Hemisfério Norte Oriental, o Império Asiático (sediado na CHINA) – a ver o Eixo do Mundo a mudar com a evidente mudança para o “OUTRO LADO”.]

 

(texto/inglês e imagem: heconversation.com/how-asia-transformed-from-the-poorest-continent-in-the-world-into-a-global-economic-powerhouse-123729 e sladkozaponi/Shutterstock)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:02

16
Out 19

A economia mundial está a abrandar de forma sincronizada e vai crescer apenas 3% este ano, o ritmo de crescimento mais baixo desde a crise financeira de há uma década.

(eco.sapo.pt)

 

Uma Crise, tal como a de há uma década?

 

Global_economy_cartoon_12.16.2014.png

Everything Good?

"Nowhere to run to, baby ... Nowhere to hide."

(llustração Martha and the Vandellas/hedgeye.com)

 

Com todo o Cenário Económico-Financeiro a apontar − cada vez mais suportado por uma contínua descida da Taxa de Crescimento anual do PIB e por todos os sinais (ainda por cima num mesmo espaço/tempo sendo contraditórios) vindos dos Estados Unidos América (os donos da moeda de referência − o DÓLAR − e de longe, a Maior Potência Militar Terrestre − com os seus mísseis apontados e cercando, por vezes mesmo junto às suas fronteiras, o território dos seus principais adversários, a CHINA e a RÚSSIA) − para um Novo Período de Recessão Internacional (Global), sendo interessante de verificar como o FMI interpreta (à sua maneira, de duas maneiras, conforme o destinatário) todo este Quadro emergente (certamente por alguém ou algo, agora montado), apresentando-o (ao público em geral) numa versão (virtual) SOFT, em vez de nos presentear com uma Realidade significativamente mais HARD: de uma forma mais suave afirmando que a “Economia mundial vai crescer ao ritmo mais fraco desde a crise financeira da última década (alerta o FMI) (eco.sapo.pt) − a portuguesa incluída em vez de (como o deveria fazer, para nos proteger) de uma forma mais dura nos preparar para um novo Ciclo Económico Negativo, no caso de Portugal, possivelmente em tudo idêntico (com este Governo para 2019/23, podendo os efeitos serem mais suavizados ou não, dependendo da evolução da crise internacional) ao tempo (de maior miséria) passado por todos nós durante o período de Governo de Passos Coelho (2011/2015).

 

Uma taxa de crescimento, descendo 50%!

 

Sem título.png

Economia Mundial

Taxa de Crescimento Anual (em %) − PIB 2009/19

(dados FMI/eco.sapo.pt)

 

Tudo estando dependente do que se passará nos EUA até às Eleições Presidenciais Norte-Americanas a realizar-se daqui a pouco mais de um ano (em 3 de novembro de 2020) – e a partir daí continuando o Mundo sob a batuta do Republicano TRUMP ou (única alternativa fornecida pela outra face da mesma moeda, o Dólar, dominando um Estado Bipolar) de um outro qualquer Democrata (tal a confusão aí instalada), o “Diabo (que não Putin) que escolha – apesar do período de incessante trabalho já imposto às impressoras (“Made In The USA”) espalhando pela Economia (não só norte-americana, como Mundial) Biliões e Biliões de Dólares, podendo a Nova Crise rebentar a médio (depois das Presidenciais dos EUA) ou mesmo a muito curto-prazo (antes das mesmas): talvez dependendo do IMPEACHEMENT, talvez do agravar da Crise Económica, talvez de uma nova Guerra Regional ou Mundial … ou muito simplesmente tratando-se dos primeiros sinais (mais visíveis) de claustrofobia e implosão do grande Império Norte-Americano, posto face à crescente asfixia provocada pelo erguer dos marcos (de referência) do Novo Bloco Político a Oriente (China e Rússia) – tendo matematicamente fortes probabilidades de se impor a médio-prazo como o Novo Império do Oriente, traduzindo o IMPÉRIO CHINÊS. Talvez ainda com a EUROPA a ver (e como tal Portugal) e sem saber bem o que fazer.

 

No primeiro grande evento de Kristalina Georgieva como diretora-geral,

o FMI deixou um dos alertas mais sérios da última década aos líderes mundiais:

não há margem de erro e os países têm de tomar medidas urgentemente

para estimular o crescimento.

(eco.sapo.pt)

 

Não confiando no mercado económico-financeiro (atual) (1º) mau sinal − com os Investidores aguardando (cheios de dinheiro) por um maior crescimento … e, entretanto (2º) péssimo sinal evoluindo do (1º) − não investindo?

 

Trump-trade-war-GDP.jpg

EUA vs. CHINA − Guerra Económica entre Blocos

Encaminhando-se para uma trégua na guerra das tarifas

(imagem: pymnts.com)

 

E entre alguns dos dados fornecidos pelo FMI, olhando apenas para o gráfico (da taxa de crescimento mundial e anual do PIB) e para a tabela de projeções (mundiais para 2020) − inseridas no artigo de Nuno André Martins (15.10.2019/eco.sapo.pt) – constatando-se e relevando-se entre eles o contínuo decrescer da taxa (mundial) de crescimento do PIB (de 5,4%/em 2010 para 3,6%/em 2018 e ainda/no decurso de 2019, continuando em descida, prevista no final do ano ser de 3%) − numa descida nas previsões para 2019, tendo que ser modificada “ainda mais para baixo” pela 5ª vez este ano – para além do agravamento mais acentuado das previsões Económicas (de crescimento) para o futuro próximo e global (relativamente à média geral para o resto do ano de 2019 e ano de 2020) − com a taxa de crescimento variando (2018/2020) de 3,6%/3,0%/3,4% – nos EUA fixando-se pelos 2,9%/2,4%/2,1% e na Europa (ainda mais baixa) pelos 1,9%/1,2%/1,4%. Se comparadas com as taxas de crescimento da Índia ou da China (e de outras nações asiáticas) nada tendo mesmo a ver (andando pelos 7%/6% respetivamente). E nem se falando aqui, das guerras e sansões (como Arma) declaradas − numa Guerra Económica em curso (total e entre dois Blocos) e sem fim claro à vista (enquanto Trump o quiser) … e “com a Europa à espera para ver”.

 

Aguardando-se para já o resultado

do “TRUMP vs. XI, MANO a MANO”

(washingtonexaminer.com)

 

0ce80b8823bd9977222c36bf54c935bb.jpg

“Which of the two sovereigns is imbued with the Moral law?

Which of the two generals has most ability?” – The Art of War

(imagem/legenda: Tyler Grant/10.10.2019/washingtonexaminer.com)

 

“A year out from the U.S. presidential elections, escalation isn’t clearly preferable for either party. But as U.S. elections near, the Chinese bargaining position grows stronger — with a short-term position across the table from a desperate Trump or a long position against a new president saddled with a weak U.S. economy, negotiating against and apologizing for the trade war of his or her predecessor.” (Trump vs. Xi, mano a mano/Tyler Grant/October 10, 2019/washingtonexaminer.com)

 

E se quisermos associar o Ciclo do SOL (com cerca de 10/11 anos) com o Ciclo do PIB − ou não estivesse tudo correlacionado − se nesta última década a atividade do SOL se encontra num MÍNIMO − encaminhando-se de seguida para um novo MÁXIMO − ainda no mesmo período de tempo e quando a evolução do PIB se aproxima do seu respetivo MÍNIMO, encaminhando-se de seguida e como esperado (sabendo-se ler os “sinais”) o PIB e a CRISE, para um MÁXIMO. Sendo mais fácil de acreditar nesta teoria (associando e utilizando a experiência, SOL e PIB) do que na outra afirmando, estar maioritariamente nas mãos do Homem (sinal de um Mundo Homocêntrico de ilusões de grandeza do Homem, sentindo-se/desejando-se igualmente personificar o “Criador”) a preservação (tal e qual como ele é Hoje e como se tal fosse possível, num conjunto baseado na Energia e na Dinâmico) do nosso PLANETA.

 

[Em caso de desespero e não se sabendo o que fazer, devendo-se recorrer aos leigos bem-vividos e com EXPERIÊNCIA: como o será o caso dos nunca reconhecidos EMIGRANTES, em tempo de férias já antigos (e tal e qual os PIONEIROS) recorrendo ao OURIVES nas suas aplicações financeiras – investindo tal como as Grandes Potências (“a necessidade aguça o engenho” − e até a engenhoca, denominada “Geringonça”) em METAIS PRECIOSOS.]

 

Mind Matters!

 

(imagens: as indicadas)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:20

20
Set 19

“Enquanto nos Pássaros de HITCHCOCK (de 1963) – com Rod, Jessica e Suzanne estes atacavam, já nos Pássaros de TRUMP (de 2019) – com Gore, Obama e Greta − e passado mais de meio século (sem nada se fazer, a favor ou contra) eles (os Pássaros) optam por fugir.”

 

Em 1970 com 10 biliões de pássaros residindo e passeando-se pela América (do Norte), para quase meio século passado 3 biliões de pássaros o terem abandonado (definitivamente). Não tendo por qualquer razão perecido e restando 7 biliões, para onde e porquê?

 

693a36c9-5902-4e67-b1b5-3f18c84f7cf8-rosenberg2HR.

Quase 3 milhões de pássaros

desaparecidos nos últimos 50 anos

numa média de

2 pássaros/segundo

 

Quando num total de 6 Tempestades Tropicais a costa leste e a costa oeste dos EUA corre o risco de ser simultaneamente atacada e colocada sob aviso e alerta de possível Furacão – a este e pelo Atlântico pelos furacões JERRY, HUMBERTO e IMELDA (apenas os remanescentes) e a oeste pelo Pacífico Norte Ocidental pelos furacões KIKO, MARIO e LORENA – suscitando a afirmação “It's not something that you see all the time … (Danielle Banks/Weather Channel/usatoday.com)

 

1.jpg

O Pardal-do-Norte do fim da tarde

uma ave maioritariamente originária

da Europa e da Ásia,

mas tendo-se mais tarde introduzido na América

(imagem: Jay McGowan)

 

E a memória de que “This combined number of active storms in both basins was believed to tie a modern record, set in September 1992 … (Eric Blake/National Hurricane Center/usatoday.com) e mesmo assim não preocupando por aí além os meteorologistas (e outros especialistas das Ciências da Terra) com estas questões das previsões a seu cargo (e responsabilidade) − de momento com o ciclone tropical IMELDA a ser aquele a ter maior impacto, com chuva intensa a cair sobre o sudeste do estado do TEXAS (tendo como consequência grandes inundações)

 

2.jpg

Com a queda nas últimas 5 décadas

de 30% da população de pássaros

a afetar sem exceção todas as espécies de aves

incluindo aquelas sempre consideradas

as mais abundantes

 

Eis que surge uma outra notícia (muitíssimo mais dramática) tendo o mesmo protagonista (os EUA) mas agora em vez de anunciar uma chegada (de um furacão ou de GRETA) informando-nos de uma partida: de cerca de 3 biliões de pássaros tendo abandonado definitivamente os territórios dos EUA e do Canadá desde 1970 (e até os parques urbanos e os quintais de suas casas), numa queda populacional extremamente alarmante de perto dos 30%. Devido à perda dos seus habitats habituais (rurais como urbanos) não tendo condições mínimas e aceitáveis para a criação dos seus descendentes (perdendo os seus locais de nidificação e não encontrando sossego e comida para a criação dos seus filhotes),

 

3.jpg

Corrupião-de-Baltimore

Segundo estudos científicos debruçando-se

sobre a população de pássaros nos EUA e Canadá

com quase 3 biliões a desaparecerem

em menos tempo do que uma vida humana

(imagem: Gary Mueller)

 

Abandonando progressivamente o continente e dirigindo-se para outras paragens (a uma média de 2 pássaros/segundo, tendo partido, ou então sido vítimas mortais dos pesticidas e do declínio do número de insetos, o seu alimento). E com as Alterações Climáticas (crendo no que GORE e GRETA afirmam, como Nova Religião e Seita) a assumirem a sua (eventual) cota de responsabilidade.

 

(imagens: Cornell Lab of Ornithology/usatoday.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:36

19
Set 19

“Deixando a Silly Season e entrando na Miserable Season”

(rompendo um pouco com a monotonia desta realidade)

 

Iranian Military shooting at fast moving UFO near Pakistani Border

Recorded on the night of 7 September 2019

by a soldier of the Iranian Revolutionary Guard

from the position of the anti-aircraft

(ufosightingshotspot.blogspot.com)

 

A large pocket of American citizens have NO idea about the reverse engineered alien technology that our military has. Black budgets and all. THIS is the backstory to all the American government’s war propaganda with Iran. Wake up humans.

(THE RIDAH G.O.D/@TheRidahGod/twitter.com)

 

Comprovando mais uma vez a afirmação (tantas vezes citada tal como a afirmação de que “temos uma criança dentro de nós”, ou seja e não sendo o caso, podendo estar “possuídos”) de que “não estarmos sós neste Mundo (tendo de existir obrigatoriamente e “à nossa imagem” algo de superior que nos proteja da extinção) – ou não fossem os EUA uma Entidade Superior, para além do mais Omnipresente, sendo capaz simultaneamente de “Tudo ou de Nada(podendo ser obra deles ou de Outros), mas de qualquer forma ou por qualquer motivo sendo invariavelmente e por direitos adquiridos “O Protagonista” – mais um avistamento agora numa Área de Conflito de um objeto voador não identificado (OVNI/UFO):

 

snapshot 1.jpg

 

Let me explain ‘why’ I needed to post this. In the midst of all the ‘war talk’ coming from the White House, THIS happened! For those of you that know what the @&$% is really going on out here, peep this INCREDIBLE video clip before it gets taken down.

(THE RIDAH G.O.D/@TheRidahGod/twitter.com)

 

Visualizado na nossa atmosfera e sendo certamente de origem terrestre (norte-americana, russa, chinesa, etc.), apesar de alguns apontarem como tendo origem no Espaço exterior, ou seja, sendo Extraterrestre (não se percebendo no entanto qual o interesse deles, confrontando-se com uma Civilização para além de primitiva, sendo violenta e suicida).

 

Um Evento para nós nada comum de ocorrer (e de ser noticiado) sendo este um ponto da periferia localizado em coordenadas pelos vistos consideradas não estratégicas (apenas com relatos esporádicos, não sendo replicados) e para já (felizmente) esquecidas (de Paz) – mas em muitos outros não sendo bem assim:

 

snapshot 2.jpg

 

The Iranian Revolutionary Guard is shooting at what ‘they’ believe to be a U.S. drone on the border in IRAN. This was recorded on SEPTEMBER 7, 2019. This video was recorded by one of the soldiers in the Iranian Revolutionary Guard. Benevolent ETs don’t move like that.

(THE RIDAH G.O.D/@TheRidahGod/twitter.com)

 

Pela sua (dura pela intensidade) assiduidade, apresentação e envolvência (de Guerra). Um “incidente” ocorrido na cidade iraniana de SARAVAN (localizada na fronteira com o Paquistão) no passado dia 7 de Setembro (no período noturno e sendo bem visível no céu), com as defesas antiaéreas da cidade a entrarem em nível de alerta máximo − ou não estivesse o Irão em conflito aberto com os EUA e (para já) os seus DRONES − devido à presença de um objeto voador desconhecido movimentando-se no seu céu noturno, face à presença do mesmo (e sem qualquer tipo de resposta) respondendo de imediato com tiros contínuos de artilharia pesada/mísseis.

 

snapshot 4.jpg

 

That is military all the way. That’s either a covert U.S. UAV or it’s a Israeli UAV. THIS is what possibly took out the oil refineries In Saudi Arabia. A large pocket of American citizens have NO idea about the reverse engineered alien technology that our military has.

(THE RIDAH G.O.D/@TheRidahGod/twitter.com)

 

Pelos vistos e pela evolução do objeto − chegando, evoluindo e partindo − com efeitos nulos. Sendo certamente um relato/registo verídico com “selo” da Guarda Revolucionária Iraniana (ou seja, do Regime).

 

Inicialmente com a Guarda Revolucionária a julgar tratar-se de um DRONE − naturalmente inimigo (provavelmente norte-americano ou israelita) − mas com o início da sua resposta e continuar do bombardeamento por parte da sua artilharia sem qualquer tipo de sucesso (eficácia nula) – com o objeto brilhante a deslocar-se a velocidades incríveis, fazendo manobras impossíveis, como se estivesse “a brincar” – a abandonar a ideia inicial, face à tecnologia avançada, desconhecida, mas ali presente (“ou talvez não”).

 

snapshot 5.jpg

 

Black budgets and all. Peep this very important clip of General Wesley Clark also. He laid it all out there for everyone to know. So many Americans are SLEEP that they didn’t even peep game.

(THE RIDAH G.O.D/@TheRidahGod/twitter.com)

 

Ou talvez não(sem ser “a brincar”).

 

Podendo ser simplesmente um artefacto (terrestre) circulando sem o nosso conhecimento (da opinião pública em geral) no espaço aéreo da Terra − pelo seu local de inserção (a fronteira Irão/Paquistão) e pelo tipo de intrusão (talvez de observação e recolha de dados) ligado a alguma organização e sector militar – envolvido aparentemente no conflito (entre terrestres) há muito existente nesta parte do Globo Terrestre, demonstrando (com a sua ação) em pleno espaço aéreo e de guerra (em mais operação de publicidade e de marketing direto) a importância e relevância de um determinado equipamento e/ou aparelho cientifico-tecnologicamente avançado (provavelmente norte-americano), na obtenção de supremacia.

 

Ou então e sendo um caso típico de uma “demonstração mais pobre”, um simples jogo de luzes com uns a serem os LASERS e os outros a serem os GATOS − meios loucos e correndo atrás da fugitiva “luzinha”.

 

No entanto uma notícia a surgir num contexto de outros relatos semelhantes (muitos nas mesmas zonas, maioritariamente de conflito), suscitando sempre dúvidas (alguns deles noticiados nos tabloides ingleses) e montes de teorias.

 

(imagens: Hawashinawa Ma Ri/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:17

Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO