Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

15
Out 19

Humans Will Never Live on Another Planet, Nobel Laureate (Michel Mayor) Says

(livescience.com)

 

DbNM7tShzkFw6V39nvuQk5-650-80.jpg

Remetendo-nos à nossa minúscula dimensão − muito menor do que a de “um grão de areia– devendo-se perder a ilusão de alguma vez alcançar “Outros Mundos” e até “Outros Nossos Semelhantes– e assim devendo-se ficar pela Terra “Lar-Doce-Lar

 

Numa afirmação Misteriosa − de um dos galardoados com o Prémio Nobel da Física deste ano (de 2019) − ainda-por-cima tendo-o sido por “ter descoberto o primeiro planeta a orbitar uma estrela como a nossa, o Sol– não só por nem sequer conseguirmos manter o nosso (planeta, a Terra) – e desse modo como poderíamos colonizar outros, mesmo que próximos? (como Marte) – e porque a distância também se torna uma impossibilidade (de ultrapassar para os Humanos): limitada no seu cumprimento pelo Tempo, excluindo desde logo os EXOPLANETAS (motivo de estudo do próprio laureado).

 

"If we are talking about exoplanets, things should be clear: We will not migrate there."

(Michel Mayor)

 

Convidando-nos a tratar da Terra (desta, a única) e ficar por cá tendo fé (no sedentarismo geocêntrico) em mais uns milhões de anos − de evolução (e de inovação tecnológica revolucionária) − com a Terra ainda intacta e o Homem (apesar de estático) ainda presente. Sem Dinâmica e Expansão (no mínimo contraditório, estranho)?

 

"So that's where we stand, firmly on the Earth,

and unlikely to change for a very, very long time."

"We must take care of our planet,

it is very beautiful and still absolutely livable."

(Michel Mayor)

 

[Artigo: LIVESCIENCE − Humans Will Never Live on Another Planet, Nobel Laureate Says. Here's Why Yasemin Saplakoglu livescience.com/will-we-ever-live-exoplanet.html]

 

152_posternormalsize.jpg 153_Kepler_16b_preview.jpg

De alguma forma negando-nos Mundos como TRAPPIST-1 (a uns 40 anos-luz da Terra) e KEPLER-16b (a uns 200 anos-luz da Terra), proporcionando-nos uma beleza noturna nunca vista ou um descanso relaxante sob a presença de dois Sóis

 

[Um forte Golpe na Teoria (pelos vistos talvez mais uma “Crença”, nestes tempos tornada inviolável por algum tipo de necessidade ou obrigação – pontual e de funcionamento do sistema − sendo assumida “pedagogicamente” por um “Iluminado”) de que “Não Estaremos Sós no Universo”, não só por nos ser comunicada por um erudito e especialista (dedicado, até pela atribuição do Nobel) na área (do estudo dos planetas exteriores ao nosso Sistema Solar − extrassolares, exo-planetas − tendo como referência uma determinada estrela, aqui o Sol), como pela sua (quase − aqui ou ali dando alguma hipótese, caso se verifique uma extraordinária Evolução Científica na conquista do “Espaço ao Tempo” deformando-o/encurtando-o) perentória afirmação de que “jamais habitaríamos outro planeta, traduzindo-se não só numa impossibilidade (nossa, do HOMEM) – de Viajarmos a grandes distâncias, dado o nosso conhecido limite de tempo − como numa confirmação de não existência (deles): jamais nos contactando, jamais nos querendo ver, provavelmente nem existindo, os Extraterrestres (do Espaço). E assim e pelos vistos estando todos nós condenados (no passado/presente/futuro) a continuarmos sós (ou então vivendo estes em charcos isolados como nós). Face à conjugação fatal da “Morte e da Solidão”, podendo-nos conduzir à Loucura e antecipadamente a uma (outra) atitude, alterada e Suicidária (levando-nos à Extinção).]

 

(de artigo e imagem: livescience.com/Shutterstock − imagens: exoplanets.nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:41

14
Mar 18

“Not since Albert Einstein has a scientist so captured the public imagination and endeared himself to tens of millions of people around the world.”

(Michio Kaku professor of theoretical physics at the City University of New York)

 

Stephen-Hawking-adv-obit-slide-KWD8-blog427.jpg

 

Stephen Hawking, one of the brightest minds of modern physics, has died at the age of 76 at his home in Cambridge, England, The Guardian reported today (March 14).

 

(texto: inicial/nytimes.com e final/livescience.com ‒ imagem: nytimes.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 10:16

Junho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO