Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

26
Dez 18

FAKE … FAKE … FAKE … = TRUE

 

Com NICOLÁS MADURO (Presidente da Venezuela) e VLADIMIR PUTIN (Presidente da Rússia) no Comando das Operações – mas graças a Deus com DONALD TRUMP (Presidente dos Excecionais, o T-Original) como sempre vigilante e defendendo o VIRA-LATAS DE ESQUINA (e o seu atual Presidente JAIR BOLSONARO aqui o T-Réplica).

 

thumbs.web.sapo.io.jpg

Segundo as FAKE NEWS brasileiras com o Eixo do Mal Venezuela/Rússia

Atacando o desprotegido Brasil e logo à Bomba – utilizando desde logo bombardeiros

(mas fugindo face à chegada do poderoso Amigo Norte-Americano)

 

Últimas Notícias oriundas do BRASIL – e sendo apenas divulgadas em plena Quadra Natalícia (interessante …) quando todo o Mundo se encontra (naturalmente) profundamente distraído e absolutamente absorvido (religiosa e gastronomicamente) – vêm-nos agora informar de uma forma emotiva e deveras alarmante (com JAIR BOLSONARO ao leme da sua Arca de Noé, recentemente eleito como próximo Presidente do Brasil) que os céus do BRASIL terão sido INVADIDOS por aviões alienígenas (ou estrangeiros, violando ilegalmente o espaço aéreo brasileiro e sendo de fabrico russo) – bombardeiros TU-160 – eventualmente pilotados por venezuelanos (ou em alternativa por russos os seus fornecedores) certamente com motivações retaliatórias e logicamente agressivas.

 

Felizmente e após o alerta lançado pelo Brasil e suportado pelo seu PRESIDENTE JAIR BOLSONARO – graças às boas relações estabelecidas entre o Trump da América do Norte (o Multimilionário Original) e o Trump da América do Sul (a Remediada Réplica da inicial) – com os EUA a enviarem para a região a sua Frota da Marinha (a 4ª, situada mais por perto) colocando de imediato em fuga os agressores e expulsando os seus aviões. Levando mesmo alguns a sugerir dada a (atual) fraqueza militar deste grande (e supostamente rico) país – “onde estão as Juntas Militares que governaram durante anos e anos com autoridade e firmeza este enorme Brasil” – que outros espiões pró-russos (traidores), terão contribuído para tal cenário (no seu próprio país), quando estiveram no poder (governando o Brasil): sugerindo como não poderia deixar de ser os rivais (de Jair) LULA e DILMA – para o cadafalso – e até aí incluindo o conservador FHC (o 34º Presidente do Brasil, talvez perseguido no presente por também o ter sido no passado, nos Tempos Gloriosos/pelo menos p/Jair das Juntas Militares).

 

Safando-se (para já) MICHEL TEMER (como assim ainda Presidente, pelo menos até à tomada de posse/oficial e a 1 de Janeiro de 2019, do próximo Jair Bolsonaro).

 

Esperando-se que proximamente e assumindo o ocorrido – como vítima (o Brasil), dado o predador (Venezuela e Rússia) estar calado – que o poder brasileiro exija ao poder russo explicações pelo (grave incidente) sucedido com bombardeiros invadindo o Brasil, ameaçando a sua soberania territorial e podendo provocar um conflito (perigoso por regional e não só)! Exceto se for mais um caso de mais uma estratégica FAKE NEWS. Ou não existisse previamente o problema da Venezuela (ou não fosse um país produtor de petróleo ainda com assinaláveis reservas/julgada uma das maiores), com o agravar das sanções (impostas pelos EUA) a atirá-la para outros lados (por exemplo para as mãos dos russos, fornecendo entre outros, os tais aviões TU-160) e como consequência (deliberada) agravando ainda mais a situação na América do Sul e convidando os EUA a mais uma (necessária) intervenção militar.

 

E assim se concluindo como as FAKE NEWS

(tão antigas elas são, que até já se perdeu a patente)

São tão importantes por n/profundas (por s/memória e por s/cultura):

Conseguindo desde eleger um Presidente até iniciar uma Guerra.

 

(a partir de notícia/imagem: sapo.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:45

15
Abr 18

From

“Yes We Can”

To

“Catch Me If You Can”

 

Vivendo-se um momento Histórico de um dos Máximos de Hipocrisia Humana, substituindo-se o Verdadeiro e o Falso pelo Praticamente Verdadeiro e pelo Praticamente Falso: dispensando desde logo provas e defensores (parasitas e intermediários) e deixando a decisão na mão dos acusadores (os oráculos oficiais).

 

88435-catch_me-dreamworks.jpg

Catch Me If You Can

(um filme de Steven Spielberg com Leonardo DiCaprio)

 

Com a população do planeta Terra (entre 257 países e territórios) estimada em mais de 7,6 mil milhões de seres humanos (e com 192 estados-membros integrando a maior organização intergovernamental Mundial a ONU, ou seja, quase 75% do total), três Estados representando apenas 6% da População Mundial (mas por outro lado representando mais de 42% do investimento global em armamento) – EUA, Reino Unido e França – decidiram mais uma vez e unilateralmente (com a liderança a ser assumida pelos EUA, apenas acompanhado pelo Entreposto e pelo novo Dançarino) fazer Justiça pelas próprias mãos, desrespeitando simultaneamente toda a Comunidade Internacional e utilizando as agora na moda Fake News: de uma forma rápida e simplificada colocando todo o Mundo à beira de uma nova Guerra Mundial não Convencional (sendo convencional com feridos e mortos) mas Nuclear (não sendo convencional com mortos a prazos variáveis), baseando a construção de todo este cenário de Guerra e de Ataque Eminente aos seus próprios países – e como tal (e segundo as suas Profecias) ao Resto do Mundo – numa mistura de ingredientes nunca julgados possíveis de se juntarem e de se interligarem (e até de se fundirem, criando uma nova Ideologia dirigida ao objeto, entretanto e no decorrer do processo já com o sujeito transformado num subobjecto) formando um composto sólido e para a esmagadora maioria aparentemente credível. Juntando apenas Mentiras (Fake News) com muita Hipocrisia (“Faz o que eu digo mas não faças o que eu faço”). E assim no dia 13 de Abril (ainda sexta-feira dia de azar, mas só para os lados de Washington) – já sábado (dia 14 de madrugada) na capital da Síria (Damasco) – com a Tríade liderada pelos Excecionais apoiada esmagadoramente pelos Média e Senhores da Guerra e pelas estratégicas, sucessivas e implantadas Fake News (sem dúvida excecionais nos resultados obtidos a curto-prazo), invocando mais um pretenso Ataque Químico do regime de Bashar al-Assad sobre a população Síria (depois de um outro russo sobre a população inglesa) a responder durante uns quinze minutos com mísseis e bombardeamentos (dizem que com o dobro do impacto do de há um ano atrás também como resposta a um Ataque Químico do regime mas nunca confirmado) de novo sobre o já tão martirizado povo da Síria, pelos vistos podendo ainda ser sujeito à prossecução do genocídio. E com três pessoas nada recomendáveis como TRUMP, MAY e MACRON – acusando, julgando e condenando – a decidirem o futuro do Mundo como se não existissem muitos outros (7,15 mil milhões) com os mesmos direitos à existência. Um caminho minado e extremamente perigoso – até para o líder da Tríade (os EUA) quanto mais para os acompanhantes (Reino Unido e França) – numa ameaça e insulto a outras grandes potências (estando ao lado de quem estiverem sendo todos perigosos): como a China, a Índia, a Rússia, o Japão e a Alemanha entre outros (e a estes se juntando os outros países nucleares como o Paquistão, a Coreia do Norte e Israel). E com qualquer um dos Blocos EUA-RÚSSIA-CHINA com todas as suas ogivas nucleares (num total global aproximado de umas 14.900 mais de 14.000) a poder ser o detentor da agora inequívoca e válida Quase Verdade (cada um logicamente com a sua) e como justificação a poder destruir muitas outras terras e em conjunto toda a Terra (e num Evento ao Nível da Extinção exterminando o Homem, a raça dominante habitando o planeta, dita racional e inteligente).

 

(imagem: dreamworksanimation.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:26

16
Mar 18

Neste período (com um fato nascido a ferros)

Do extremar da tensão (inicialmente virtual, posteriormente real)

UK/Rússia,

 

maxresdefault.jpg

Teresa May e Vladimir Putin

(China ‒ Hangzhou ‒ Cimeira do G20 ‒ 04.09.2016)

 

Com a Líder da Grã-Bretanha (porventura por viver numa ilha) talvez pensando estar a lidar com Seres Extraterrestres (como o tem feito impunemente com o Resto da Europa), quando afinal são Terrestres, vivendo mesmo ao lado, muito mais poderosos e amigos dos chineses (talvez por pequeninos, amarelos e de olhos em bico igualmente extraterrestres).

 

Porventura com o Reino Unido (assumindo-se como uma Ilha) a aproveitar o suspeito do costume (PUTIN) para confirmar o BREXIT e o abandono da Europa (e do seu principal adversário a Alemanha), encostando-se definitivamente aos EUA (como seu Entreposto) e a um possível apoio a um mais que certo conflito à espreita e a surgir a muito curto-prazo no horizonte de 2018: numa iniciativa norte-americana (fielmente seguida pelo Reino Unido) tendo como alvos de provocação indireta não só a Rússia (podendo intervir na Síria) mas também a China (podendo intervir na Coreia Norte).

 

1

 

Levado pelo verdadeiro TSUNANI (numa vaga gigante e obliteradora) que invadiu e se infiltrou (como um vírus extremamente mortal) no já tão débil Mundo da Comunicação Social Global (para muitos já doente e em decomposição) ‒ apresentando-nos o seu novo protagonista as FAKE NEWS ‒ o REINO UNIDO (abandonada a Europa dos 28 e assumindo o seu futuro de entreposto e 51º estado norte-americano) decidiu assumir anteontem (14 de Março de 2018) uma atitude extrema e em tudo espetacular,

 

Face a este Novo Fenómeno Mediático promovido ultimamente pelas Corporações que controlam 90% dos Media Norte-Americanos e Mundiais (GE, NEWS-CORP, DISNEY, VIACOM, TIME WARNER e CBS).

 

Em apenas 28 anos (1983/2011) com os Media (de modo a tornarem-se economicamente mais lucrativos e a consolidarem a sua mensagem) a passarem de umas 50 companhias para apenas 6 (controlando estações como a NBC, a FOX, a ABC, a CNN), controlando a maioria da distribuição por cabo e toda a informação aí disponibilizada ‒ não só nos EUA como a nível Global com as suas Corporações a infiltrarem-se em todos os Continentes (como é por exemplo do caso da atrás referida NEWS-CORP dona dos principais títulos/jornais em 3 dos principais continentes, América, Europa e Ásia).

 

5aa8ca863be59f1a008b4694-750-375.jpg

UK VS. RUSSIA

(levando agora o conflito até ao nível da utilização de armas químicas proibidas)

 

2

 

A partir de um simples episódio (noturno e neste mundo banal por comum e NATURAL) de tentativa de assassinato (pretensamente com objetivos políticos) levado a cabo por um individuo (ou grupo) num setor certamente bem identificado (pelas autoridades) do Underground (envolvendo o submundo da espionagem, dos tráficos de armas, drogas, órgãos e pessoas e da corrupção e da lavagem de dinheiro) da sociedade Britânica,

 

‒ De momento com as autoridades responsáveis pela investigação a não indicarem ninguém como suspeito ‒

 

Com a 1ª Ministra Teresa May (atualmente atravessando ‒  pela sua inépcia face ao Brexit ‒ um período de descrédito político mesmo entre os seus pares Conservadores),

 

- Antes mesmo de se tirarem as primeiras conclusões (da recentemente iniciada investigação policial),

- De se anunciarem as primeiras suspeitas e indicações (a partir das primeiras provas recolhidas)

- E de serem nomeados os primeiros arguidos (até para lhes dar uma hipótese de se inocentarem assumindo a sua própria defesa),

 

Também por simples associação mas aqui ARTIFICIAL a definir por sua iniciativa (e estratégia) qual o CULPADO (mesmo antes de receber o relatório policial) olhando apenas para a etiqueta (da arma) dizendo (depois de traduzida) Made in Russia.

 

E por aí ficando-se desde já a saber quais os responsáveis pela completa obliteração das estruturas básicas do estado e pelo genocídio atualmente em curso no Iémen (sendo a base de justificação a mesma) com as armas (pesadas e decisivas) aí presentes bem identificadas e dizendo Made in USA ou Made in UK.

 

3

 

Com Teresa May (como Primeiro-Ministro Britânico) a fazer um Ultimato a Vladimir Putin (como Presidente da Confederação Russa) ‒ impondo-lhe uma explicação em 24 horas e com o mesmo reconhecendo-se imediatamente como culpado ‒ posteriormente e reconhecido o erro (de Putin) colocando-se à sua disposição (de May).

 

SNmet.jpg

Bertrand Russell

(filósofo e matemático)

 

14ee25025967369dfaa08cfe92afae2a.jpg

Stephen Hawking

(físico e cosmólogo)

 

4

 

No momento do desaparecimento de mais uma personagem como a do físico britânico Stephen Hawking,

 

‒ Pertencendo a uma sociedade decadente e extremada, dominada por um lado por uma aristocracia ultrapassada e por sociedades bancárias e por outro emparedada entre o esquecimento rural e uma concentração brutal de serviços em torno de umas quantas localidades (com Londres bem no topo acolhendo mão-de-obra barata oriunda de todo o Mundo)

 

E olhando para a paisagem não só física como intelectual apresentada pela Memória e pela Cultura Histórica deste país e da sua população, ficando-se (à primeira impressão, por vezes a mais correta, por não sujeita a intrusão) com a ideia de,

 

- Estarmos perante um território agora reconvertido numa grande área de serviços, numa plataforma de importação/exportação,

 

- Num grande centro de transformação (processamento e embalagem) e num grande entreposto e depósito (de objetos e de sujeitos),

 

- E que adicionando-lhes pessoas (preferencialmente das mais diversas origens) numa quantidade apreciável e de modo a manterem-se as necessárias e fundamentais (boas) contas,

 

Se parece mais com um Circo com os Animais todos lá dentro (uns trabalhando outros usufruindo) e a Diversão em redor (sobretudo álcool e futebol).

 

E recuando apenas um século recordando (de um Lado do espelho) Bertrand Russell (representando a Inglaterra Idealista e Revolucionária de então, intelectualmente progressista-humanista-evolucionista ‒ disposta a discutir tudo como aceitável e possível, senão mesmo de certa e futura concretização)

 

‒ Matemático e Filósofo do séc. XX (1872/1970) prémio Nobel da Literatura em 1950, visto por muitos como um profeta e por outros como uma figura bem controversa (pelos seus temas fraturantes escolhidos) e do qual li obras bem relevantes para mim (para a minha formação) como o foram (entre outras) Crimes de Guerra no Vietname (tendo como tema a intervenção militar norte-americana) e Por Que Não Sou Cristão (colocando em causa a razão para a Sua existência) ‒

 

Refletindo (do Outro Lado do Espelho) Stephen Hawkins:

 

‒ The 76-year-old theoretical physicist, one of science’s most famous luminaries died on March 14, also known as National Pi Day. Suffice it to say that the noteworthy coincidence was not lost on the internet. The date of Hawking’s death — 3/14 — is significant because 3.14 are the first three digits of pi, a bedrock of geometry. Specifically, it’s the ratio of a circle’s circumference to its diameter. Naturally, the fact that science’s big celebration overlapped with the day the life of the party left us is making people geek out about the details (time.com)

 

Hoje com ambos (o Filósofo e o Físico e tal como acontece com todos) do mesmo lado do Espelho (da nossa companheira de infância a Alice) e com os outros (mais de 7,5 biliões não o sabendo mas esmagadoramente já descontinuados e com alguns reservados para colecionadores) aguardando na fila sem fim (e aí apodrecendo) da Linha de Desmontagem.

 

hillary.0.jpg

Fake News

(segundo a CNN a primeira vítima anterior às Presidenciais)

 

photo_verybig_186659.jpg

Fake News

(e utilizando o espelho da CNN o predador e Rei das Fake News)

 

5

 

Tendo em consideração a construção de um possível e futuro (provavelmente a curto-prazo) Cenário de Guerra e tendo em atenção a importância central e fundamental de preparar a audiência Global de modo a garantir antecipadamente o Sucesso da missão (tenha a mesma resultados gerais positivos ou negativos),

 

‒ E confrontando-nos com o enorme e pelos vistos infindável sucesso que a mesma campanha tem tido nos EUA, atacando sistematicamente o seu Presidente eleito e destruindo ainda mais a já pouca credibilidade norte-americana em todo o Mundo ‒

 

Com as FAKE NEWS a oficializarem-se e com o contributo de todos (bloco EUA e bloco Rússia/China, já que os outros são simples adereços) a lançar-nos ainda mais um pouco em direção ao abismo.

 

- Com a bênção dos Milionários (com um deles Presidente da maior potência do Mundo),

 

- O apoio dos nossos políticos (assalariados ocidentais com direitos adquiridos, definitivos ou temporários conforme a hierarquia

 

 - E a subserviência forçada dos outros desqualificados mas preservados em Stock (em troca de um quotidiano monótono, de miséria e de sobrevivência).

 

6

 

Com o dia 14 de Março de 2018 ‒ O Dia em que Teresa May fez um Ultimato a Vladimir Putin (na defesa patriótica do território e da soberania Britânica das inadmissíveis e provocatórias ações de pretensos agentes russos) expulsando de imediato (sem provas nem contraditório como faz um grande líder) 23 diplomatas ‒ a poder ser considerado um dos picos máximos e de intervenção decisiva da líder Conservadora Teresa May (desde que o povo britânico votou a favor do Brexit) em direção ao outro lado do Atlântico (EUA) virando definitivamente as costas à EU (ao continente a que pertence). E assim provocando a Rússia (declarando-se como um Entreposto, tipo Colónia-Modelo, sabendo-se protegida pelos EUA) ‒ curiosa e por coincidência em vésperas de eleições Presidenciais e com Putin como candidato e obviamente como favorito/o que no Ocidente seria declarado como Interferência Externa Inadmissível ‒ deixando o Continente com o problema à sua parte (pela própria Grã-Bretanha criado) e a Alemanha em desespero: tal como fizeram os alemães na II Guerra Mundial traindo sem vergonha nem pudor o próprio Continente ‒ e todos os povos ocupando o seu território (sendo pelos vistos agora a vez dos ingleses o fazerem) ‒  e colocando verdadeiramente a Alemanha (e com ela ‒ a Líder ‒ por associação toda a Europa) sem solução visível e cada vez com menos crédito (no fundo entregue a si própria), entre a Espada (a China fornecedora de moeda enchendo o Banco Central Europeu) e a Parede (a Rússia fornecedora do gás que ainda vai aquecendo a Europa e a Alemanha) ‒ ainda-por-cima forçada a defender (a envolver-se e a dizer Ámen) esta Intriga Internacional. Quando infelizmente a Europa já deixou de ser o centro do Eixo Económico Mundial, hoje em dia localizado na Ásia e centrado na China. Que o digam os norte-americanos.

 

(imagens: RT/youtube.com ‒ gettyimages.com ‒ pinterest.pt e reddit.com ‒ National Enquirer/recode.net e novinite.com/twitter.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 10:52

15
Mar 18

The Origins Of Fake News Exposed

(February 18, 2018 ‒ Niamh Harris ‒ yournewswire.com)

 

fakenews-678x381.jpg

 

How real is “fake news”?

 

Investigative journalist Sharyl Attkisson, former correspondent and anchor at PBS, CNN and CBS News and a five-time Emmy Award winner and recipient of the Edward R. Murrow award for investigative reporting, has done her research.

 

In her latest TedX Talk, Attkisson exposes the origins of the “fake news” narrative that was aggressively pushed by the liberal media and Democrat politicians during the 2016 election, and how it was later flipped by President Donald Trump.

 

PJ Media reports: Attkisson pointed out that “fake news” in the form of tabloid journalism and false media narratives has always been around under different names.

 

But she noticed that in 2016, there seemed to be a concerted effort by the MSM to focus America’s attention on the idea of “fake news” in conservative media. That looked like a propaganda effort to Attkisson, so she did a little digging and traced the new spin to a little non-profit called “First Draft,” which, she said, “appears to be the about the first to use ‘fake news’ in its modern context.”

 

“On September 13, 2016, First Draft announced a partnership to tackle malicious hoaxes and fake news reports,” Attkisson explained. “The goal was supposedly to separate wheat from chaff, to prevent unproven conspiracy talk from figuring prominently in internet searches. To relegate today’s version of the alien baby story to a special internet oblivion.”

 

She noted that a month later, then-President Obama chimed in.

 

“He insisted in a speech that he too thought somebody needed to step in and curate information of this wild, wild West media environment,” she said, pointing out that “nobody in the public had been clamoring for any such thing.”

 

Yet suddenly the subject of fake news was dominating headlines all over America as if the media had received “its marching orders,” she recounted. “Fake news, they insisted, was an imminent threat to American democracy.”

 

Attkisson, who has studied the manipulative moneyed interests behind the media industry, said that “few themes arise in our environment organically.” She noted that she always found it helpful to “follow the money.”

 

“What if the whole anti-fake news campaign was an effort on somebody’s part to keep us from seeing or believing certain websites and stories by controversializing them or labeling them as fake news?” Attkisson posited.

 

Digging deeper, she discovered that Google was one of the big donors behind First Draft’s “fake news” messaging. Google’s parent company, Alphabet, was (formally) run by Eric Schmidt, who happened to be a huge Hillary Clinton supporter.

 

Schmidt “offered himself up as a campaign adviser and became a top multi-million donor to it. His company funded First Draft around the start of the election cycle,” Attkisson said. “Not surprisingly, Hillary was soon to jump aboard the anti-fake news train and her surrogate David Brock of Media Matters privately told donors he was the one who convinced Facebook to join the effort.”

 

Attkisson declared that “the whole thing smacked of the roll-out of a propaganda campaign.” Attkisson added, “But something happened that nobody expected. The anti-fake news campaign backfired. Each time advocates cried fake news, Donald Trump called them ‘fake news’ until he’d co-opted the term so completely that even those who [were] originally promoting it started running from it — including the Washington Post,” which she noted later backed away from using the term.

 

Attkisson called Trump’s accomplishment a “hostile takeover” of the term and cautioned people to always be aware of “powerful interests might be trying to manipulate” their opinions.

 

She described two warning signs to look out for.

  1. When the media tries to shape or censor facts and opinions rather than report them.
  2. When so many in the media are reporting the same stories, promulgating the same narratives, relying on the same sources — even using the same phrases.

Attkisson pointed out that there’s an infinite number of ways to report stories, so “when everybody’s on the same page, it might the result of an organized campaign.” She warned the audience about the latest effort to quell speech through something called “media literacy,” where liberal elites tell everyone else whom they should trust. She said, “Media literacy advocates are busy trying to get state laws passed to require that their version of media literacy be taught in public schools.”

 

What’s more, they’re developing websites and partnering with universities. She warned that these people have their own agendas and want to tell you what to believe.

 

(The Origins Of Fake News Exposed/Niamh Harris/yournewswire.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 09:26

09
Fev 18

[E o caso de possivelmente poder estar envolvido no encobrimento de um assassinato.]

 

Carnaval

 

O Carnaval decorre este ano no dia 13 de Fevereiro (como sempre a uma terça-feira) sendo inicialmente uma festa pagã (posteriormente também festejada pelos católicos) que decorre (47 dias) antes do domingo de Páscoa. Nos EUA e talvez para comemorar o período festivo um Milionário (não sendo aqui Donald Trump) aproveitou para lançar um Automóvel (seu) em direção ao planeta Marte e pilotado por um Manequim.

 

“No Carnaval ninguém leva a mal”

 

E0.jpg

O Tesla Roadster de Elon Musk

Com Starman ao volante

Orbitando o planeta Terra

 

Fake News

 

Num Mundo submergido por uma Nova Ordem Social (tornada efetiva desde que o Milionário se candidatou ao poder) baseando significativamente o seu funcionamento na utilização de uma mera Manipulação Informativa Generalizada (MIG 2018) ‒ as agora denominadas FAKE NEWS ‒ é fácil de concluir que face à ininterrupta torrente de notícias (duvidosas senão mesmo objetivamente falsas) atravessando e ao mesmo tempo queimando (deliberadamente) os nossos já tão sobrecarregados neurónios (obrigados a aceitar tudo e se necessário/e ao mesmo tempo o seu contrário), as alternativas recorrendo sistematicamente às Teorias da Conspiração comecem agora a disparar: não nos contando a Verdade (provavelmente por não ser importante ou Real) podendo-se sugerir (Imaginar) e a partir daí construir e edificar (integrando a Imaginação na Realidade) uma Nova e mais aceitável Verdade (e um Novo Sistema Social). E no meio desta extrema confusão (colocando a nossa memória e cultura em causa) inerente à aplicação deste modelo de Espetáculo Extremamente Intrusivo e Comunicativo (EEIC) ‒ e pondo de lado este enorme problema podendo transformar o sujeito num perigoso subproduto do objeto (como já se vê no presente com a expulsão do Homem/sujeito da produção sendo substituído por Máquinas/objetos) ‒ colocando-se desde logo a questão de o que é Verdade e Realidade e de qual o motivo pelo qual deveríamos credibilizar mais uma das opções relativamente a tantas outras (coexistindo no mesmo conjunto e dando-lhe a sua forma e conteúdo). Estando-se agora a viver a época do CARNAVAL e tendo-se em consideração o escrito anteriormente, sendo mais fácil de aceitar as mais diversas teorias (mesmo que conspirativas) sabendo-se que no final (e retiradas as Máscaras) ninguém levará mesmo a mal (nem se sabendo quem são).

 

“Promovendo-se mais um pouco as empresas Tesla e Space X do milionário Elon Musk”

 

E4.jpg

O Tesla Roadster de Elon Musk

Com Starman ao volante

Dirigindo-se para Marte

 

Elon Musk

 

Num artigo de Paul Seaburn publicado hoje (9 Fevereiro) no Site Mysterious Universe (mysteriousuniverse.org) The ‘Dial Musk for Murder’ SpaceX Falcon Heavy Conspiracy ‒ e com o mesmo sendo colocado perante boatos e rumores envolvendo uma personalidade como ELON MUSK (um milionário com rendimentos na ordem dos 20 biliões de dólares, dono da Tesla e da Space X), expondo desde logo e publicamente uma das teorias já em circulação ainda-por-cima das mais extremas e como tal Conspirativas:

 

“But nothing beats the conspiracy theory floated on reddit and other Internet sites suggesting that the entire launch may have been a coverup for a murder!”

(Paul Seaburn)

 

Explicando: tudo não passaria de uma encomenda feita previamente (certamente que à Tesla, à Space X e contando com a conivência e participação da NASA) tendo como objetivo o encobrimento de um assassinato de uma determinada pessoa (aproveitando toda a última tecnologia posta ao dispor do milionário Elon Musk), montado num cenário exterior e espetacular (o Espaço) onde o detalhe ‒ como veremos mais à frente o Protagonista (e associado a um mero objeto) ‒ passaria completamente despercebido. Concretizada com o lançamento para o Espaço a bordo de uma nave da Space-X e conduzindo um Automóvel da Tesla (em direção ao planeta Marte, onde deveria chegar cerca de meio ano depois) de um pretenso Manequim (enfiado no seu fato espacial), que na realidade seria um corpo de uma pessoa assassinada e que desse modo ninguém jamais conseguiria confirmar (e muito menos identificar).

 

E com outros alternativamente a colocarem o Cadáver (da responsabilidade de Elon Musk) na pequena bagageira do Roadster ‒ mas sem ninguém (por um sistema qualquer de associação) o conseguir identificar. Para já apenas com suposições (não se confirmando por estarem vivas) ou então com a via final: nas suposições incorporando desde Jeff Bezos (um seu rival no Dinheiro e no Espaço) a Amber Heard (a sua namorada ex-Johnny Depp) e no final concluindo-nos ao próprio; e chegados a este ponto (das teorias da conspiração) com o cadáver a não o ser por ainda estar vivo, sendo o próprio Elon Musk a conduzi-lo (ao seu automóvel da Tesla) até ao longínquo planeta Marte (e na Terra ficando um seu clone).

 

Sabendo-se de antemão que o material constituinte do Roadster (o automóvel) e do seu respetivo condutor (o presumível Manequim), dentro de um ano estará destruído (parcial ou totalmente) deixando de ser (efetiva e decisivamente) elemento de prova (no caso de se enviar uma sonda para se tirarem as dúvidas). Como diria Paul Seaburn num episódio bem indicado para uma nova série tipo CSI Mars.

 

(dados: Paul Seaburn ‒ imagens: spacex.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:37

13
Dez 17

Mais ou menos FAKE NEWS com a Memória e a Cultura Norte-Americana (personificadas na concretização do Sonho Americano) a serem sistematicamente delapidadas (cada dia que passa) pelos interesses obscuros de Democratas e Republicanos. Mas quem (ainda) poderá salvar a América (da Queda do seu Império)?

 

“His fingers went into the crack of my ass!”

(Terry Richard/dailymail.co.uk)

 

4738A32400000578-5156899-image-a-18_1513011489777.

Larry King e a ex-modelo

(acusando-o de a apalpar por duas vezes enquanto tiravam fotografias)

 

Não deixando de fazer tudo o que pode (UK) para agradar aos seus Patrões (USA) ‒ não sendo nada de criticável deste que graciosamente pago (em dólares) ‒ o Reino Unido através dos seus múltiplos tabloides especializados em intrigas e escândalos (sejam verdadeiros ou sejam falsos), vem agora na sequência da vitória Global das FAKE NEWS como instrumento imprescindível de trabalho político-ideológico (acelerada aquando da inesperada vitória de Donald Trump nas Presidenciais norte-americanas de Novembro de 2016) acusar o conhecido apresentador e comentador norte-americano LARRY KING (durante 25 anos à frente do programa da CNN Larry King Live) de Assédio Sexual ‒ um tema atualmente muito em voga nos USA para Perseguições Políticas e Caça às Bruxas (pelo Homem-Político) e mais uma vez utilizando de uma forma oportunista (com o fim de atingir um objetivo nada tendo a ver com ela) a figura da mulher:

 

Com o tabloide online Daily Mail (dailymail.co.uk) na sua edição de segunda-feira (dia 11) a publicar a acusação da ex-modelo Terry Richard (atualmente com 63 anos de idade e nunca tendo ouvido falar dela), indicando que Larry King (atualmente com 84) a teria assediado (por duas vezes) há uns anos atrás (em 2005 e posteriormente em 2006 ou seja há cerca de 11 anos). Naturalmente e dada a encomenda (mais uma Eliminação Dirigida como se utilizasse um drone) com o tabloide a derramar muito eficazmente pelo espaço disponibilizado letras, palavras, frases e linhas, e simultaneamente a decorá-las com fotos bem inseridas e apropriadas de forma a assim melhor associarmos (as ideias deles para nós) chegando finalmente à Mensagem (direta e incisiva nada de subliminar):

 

“Once sliding his hand down the back of her dress and again squeezing her butt so hard, it left a bruise.”

(dailymail.co.uk)

 

maxresdefault.jpg

Larry King e o seu programa transmitido pela RT

(Politicking with Larry King emitido desde 2013)

 

Sendo verdade ou sendo mentira a acusação de assédio sexual proferida por Terry Richard sobre Larry King (uma dúzia de anos depois) e tendo-se que reconhecer que atualmente os Casos de Assédio (Sexual) se transformaram em (meros) Casos Políticos, chegando-se à conclusão de que era finalmente chegada a Hora de se tratar da saúde do querido e ingrato (Ex) Símbolo da CNN: depois de 25 anos ao serviço de um dos maiores símbolos dos Estados Unidos da América no interior do seu território e mesmo muito para além das suas fronteiras ‒ a cadeia de televisão CNN ‒ permitindo que um seu programa emitido quando já deveria estar reformado, passasse periodicamente na estação russa (RT) e fosse pago (certamente) pela mesma.

 

Aos olhos da atual política norte-americana (onde vale tudo até arrancar olhos) com o Herói (dos USA) Larry King a transformar-se rapidamente num autêntico Predador, passando-se para o outro lado (da Rússia) e tornando-se um traidor (e iniciado nos USA o Período de Caça à estação de televisão russa RT/Russia Today inaugurando-se agora a perseguição aos produtos adquiridos): apenas porque um programa seu (com seu conhecimento e tal como é normal em qualquer negócio) foi adquirido pela RT. E então apareceu (reapareceu) a ex-modelo Terry Richard e a ex-mulher do cantor romântico Eddie Fisher (também não sabendo quem é).

 

(imagens: Ron Densford/dailymail.co.uk e RT America/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:09

24
Mai 17

E a 1ª vítima por denúncia não provada dos apoiantes de Hillary Clinton no diário The Washington Post foi o pouco conhecido site apoiante de Donald Trump SuperStation95 ‒ asfixiado financeiramente e rapidamente obrigado a fechar.

 

015e87849a08c0f24a8e8573a4819976 A.jpg

SuperStation95 News Closed

Killed by Phoney Washington Post "Russian Propaganda Fake News"

False allegation

(superstation95.com)

 

Na persistente campanha ANTI-TRUMP criada (há já 10 meses) no decorrer da última fase das eleições Presidenciais Norte-Americanas (Donald Trump foi nomeado candidato Republicano em Julho de 2016) e ainda hoje em movimento (4 meses depois de ter tomado posse como o 45º Presidente dos EUA), o espírito MACARTISTA de perseguir todos os que se lhe opõe colando-lhes o rótulo de traidor e de Comunista (pelos vistos uma estratégia dos Democratas Norte-Americanos em situações de desespero) começa agora a tomar corpo e a executar as suas primeiras ações no terreno (de eliminação por silenciamento): utilizando a expressão FAKE NEWS lançada por Donald Trump (então ainda candidato a Presidente) e aplicada pelo mesmo contra a campanha absolutista da esmagadora maioria da imprensa norte-americana que constantemente o denegria apoiando incondicionalmente Hillary Clinton (logo que a comitiva de Hillary Clinton tentando diminuir as revelações da WIKILEAKS tentando destruir-lhe a campanha lançando-o nas mãos de Putin) para invertendo a posição do remetente e do destinatário e confundindo a voz com o Eco, atirar o rótulo aos apoiantes do agora já Presidente, associá-los aos traidores e aos russos, persegui-los e calá-los, para no fim associá-los a Trump e ainda poderem sonhar com o seu IMPEACHNENT.


SuperStation95​

 

CLOSED. 95.1 FM now airs Christian Religious Programming in New York City and this news web site is no more.

 

SuperStation95.com came online in October, 2015 and skyrocketed to over two million visitors p/mo. quickly. As the US Presidential Election got heated, sites like this one which opposed Hillary Clinton got smeared in a Washington Post story as "Fake News" to discredit them. The allegation was completely false, but that didn't matter to WaPo, which admitted they never investigated the claims by a new, unknown group, who lobbed the Fake News accusation. WaPo ran the story nonetheless and like a sledge hammer, our visitor count began plummeting. Useful idiots who supported Hillary Clinton made tremendous use of the WaPo story, even after WaPo eased-off their un-investigated report. Hurling the "fake news" allegation as often as they could. They needed to discredit the massive damage being done to Hillary's campaign by the WikiLeaks email revelations. Visitor counts to this web site began dropping immediately after WaPo ran that story, and have now dropped so low, the revenue from this site can no longer support its existence. We have provided the names and home addresses of the WaPo reporter(s) who did the story, to all our employees who have now lost their jobs, in case those employees want to have a personal word with those folks. We thank all the people who visited this site and helped propel our growth because they knew we were credible, accurate, and - many times - FIRST with breaking news. We're sorry we have to go, but such is the case. Goodbye and best of luck to all of you. (hotcopper.com.au - 23.05.2017)

 

Com uma das primeiras vítimas a ser o site SUPERSTATION.95 existente desde 2015 (em Outubro fazia 2 anos) declaradamente apoiante de Trump (desde que se tornou candidato REP) e agora asfixiado e colocado fora de serviço: segundo o mesmo SuperStation95 de cerca de 2 milhões de visitantes e após denúncias como divulgador de Fake News pelo seu colega de Comunicação Social o diário WASHINGTON POST (que se saiba não sendo propriamente essa a função de um colega de profissão, a denúncia a partir de outra denúncia) ‒ e mesmo depois do diário ter confessado não ter confirmado a veracidade da mesma denúncia, como tem sido usual neste e noutros jornais com tudo o que esteja associado a DT ‒ com as visitas a descerem drasticamente e a levarem ao fim do SITE (deixando de poder ser suportado financeiramente). E assim para alguém que não tendo nada a ver com a ideologia HC (os políticos a dirigirem o território sendo pagos como intermediários pelos patrões ‒ os criadores e apoiantes da Pirâmide Social) e muito menos com a ideologia DT (os patrões a tomarem em mãos o seu território dispensando progressivamente os políticos como intermediários e parasitas ‒ num regresso à IDADE MÉDIA a que eles chamam desregulação do mercado), mais uma preocupação senão mesmo mais um alarme (talvez o derradeiro aviso) do caminho sem retorno que parecemos já percorrer: recuperando alguns momentos dos mais negros da nossa História perdendo mais uma vez a memória e regressando à CAÇA às BRUXAS e à MORTE na FOGUEIRA (pelos vistos a estratégia Democrata até às suas eleições internas de 2018 onde esperam lançar de novo HC na corrida à Presidência ‒ em 2021 perdendo DT e ganhando HC).

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 10:29

Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO