Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


IRÃO – Potência em Ascenção

Segunda-feira, 16.12.13

“Com o seu regresso do exílio a partir de França e após a queda do último Xá do Irão Reza Pahlavi, o grande líder espiritual da Revolução Iraniana Ruhollah Khomeini fundou com todos os seus fiéis e religiosos seguidores, o moderno estado islâmico: hoje em dia uma grande potência petrolífera militar e nuclear e complementarmente com poderosos apoios de dois dos maiores países do mundo – Rússia e China”

 

E entre as novas potências emergentes, eis que surge o Irão


Fargam – O Segundo Herói Espacial Iraniano

 

O Irão acaba de lançar o seu segundo primata (um nosso semelhante) em direcção ao Espaço Exterior – mais precisamente em 14 de Dezembro de 2013. No interior duma cabine colocada no topo dum foguetão lançado pela ISNA dum local desconhecido (em território iraniano), o nosso semelhante tornou-se no segundo primata a ser lançado com sucesso no espaço, regressando de novo à Terra sem problemas e em perfeitas condições. O nosso primata – um pequeno macaco macho de nome Fargam – terá sido lançado a bordo de uma pequena cápsula acoplada a um foguetão Pajohesh, resultado do desenvolvimento científico de tecnologia estrangeira adaptada e desenvolvida por cientistas nacionais e internacionais, trabalhando no interior do Irão.

 

Na sua primeira aventura “extra-terrestre” efectuada no início deste mesmo ano, o Irão já lançara um outro primata no espaço – um macaco de nome Pishgam – chegando este a atingir a bordo da sua cápsula uma altitude na ordem dos 120 km. No entanto muitas vozes se levantaram contra o sucesso total do programa espacial iraniano, mencionando que o macaco não teria sobrevivido à viagem – afirmando mesmo alguns especialistas em questões espaciais iranianas que o macaco inicial não seria o mesmo apresentado no fim da referida viagem (uma das fotos poder-se-ia mesmo referir a um outro macaco já falecido, associado ao projecto espacial iraniano).


Lançamento do foguetão iraniano com Fargam a bordo

 

Mas aqui o que interessa para o Irão (e para os seus líderes) e numa primeira etapa de concretização efectiva do seu programa espacial – seja ele qual for – não é se o macaco sobreviveu ou não, mas a capacidade efectiva dos seus foguetões em concretizar o que se lhes é exigido: e nisso o Irão parece ir de vento em popa na confirmação do seu projecto, o que associado ao seu crescente poderio na área da energia nuclear e no seu desenvolvimento e aplicação imediata, o poderá tornar a curto prazo numa grande potência mundial – e isso a administração norte-americana já o reconheceu através do seu presidente Barack Obama, não se percebendo no entanto ainda muito bem a sua opção final (ou alternativa se quiser continuar a impor-se na zona).

 

Como as ambições não se ficam por aqui – o que acontece quando a recompensa pode ser grande – o Irão projecta já o envio doutros animais para o espaço exterior numa nova viagem de ida e volta, mas agora utilizando outros animais preferencialmente de maiores dimensões. Podemos assim projectar no futuro que gorilas e humanos poderão estar na calha dos Novos Pioneiros Iranianos.

 

(imagens – Web)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:05