Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

12
Abr 19

1º A Bíblia de Bolsonaro

 

A opção do Brasil no que toca às votações da UN:

(em ptjornal.com/sapo.pt)

 

x82166900_RIRio-de-Janeiro-RJ-11-04-2019Encontro-d

O Presidente Jair Bolsonaro

Reunindo-se no Rio de Janeiro com os pastores Evangélicos do Brasil

E assegurando-lhes que a partir de agora

O país seria dirigido segundo a Bíblia

(e de acordo com o mencionado em João 8:32)

Abril 2019

 

 

“Nós não fugimos a tradição nenhuma.

Nós passamos a votar na ONU, nas questões dos Direitos Humanos, de acordo com João 8:32

 

“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”

 

E, de acordo com a verdade,

então, por coincidência,

passamos a votar junto com Estados Unidos e Israel, além de outros países.”

(Jair Bolsonaro num encontro com pastores Evangélicos realizado no Rio de Janeiro)

 

"Na sua pregação [de John Hagee/pastor norte-americano conhecido como apoiante do reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel], falou muito da Embaixada americana em Jerusalém. Da nossa parte, passamos a votar na mesma sintonia de Israel e dos Estados Unidos na Comissão de Direitos Humanos da ONU. Então é uma mudança radical de um voto de cabresto [voto controlado] do Brasil que era sempre afinado com a Venezuela, Irão, Cuba e outros países que não têm qualquer amor à democracia e à liberdade."

(Jair Bolsonaro sobre o seu encontro nos EUA com pastores Evangélicos entre eles John Hagee)

 

2º A Herança de Bolsonaro

 

Desabamento de dois prédios no Rio de Janeiro na favela de Muzema:

(em globo.com)

 

x79756436_RI-Rio-de-Janeiro-RJ-07-11-2018-Predios-

Junto à Lagoa da Tijuca na favela de Muzema (Rio de Janeiro)

Um aglomerado descontrolado de casas (ilegais)

Construídas pelas milícias locais

E com algumas dessas casas sendo vendidas (em finais de 2016)

Por preços na ordem dos 160.000 reais (aproximadamente 36.500€)

Novembro 2018

 

Desabamento de prédios na Muzema, Zona Oeste do Rio

Há 17 desaparecidos (para além de dois mortos já confirmados), e corpo de Bombeiros trabalham no resgate de mais vítimas em condomínio na comunidade, no Itanhangá.

 

“Aqui, constroem sem parar, é uma poeirada sem fim.

Só pensam em construir e vender, não importa as condições.”

(Érica − moradora no bairro de Muzema no Rio de Janeiro)

 

“Em dezembro de 2016 apartamentos com varanda gourmet e garagem com vagas cobertas eram vendidos por R$ 159 mil. Eram dezenas de edifícios novos, muitos irregulares e em construção. Em muitas áreas, algumas dominadas por milícias, a velha imagem de casas simples havia desaparecido. Enquanto se verticalizava, a paisagem na Muzema era de uma selva de pedra, de verdadeiras favelas de prédios.”

 

(textos inseridos: ptjornal.com/globo.com − imagens: globo.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:15

Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


18
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO