Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

13
Out 19

“At New York Comic Con on Oct. 5, the show's cast and creators presented a glimpse of this broken Earth, the strange "ark" that barrels ceaselessly onward and the surviving humans who ride onboard. TNT's version of the tale unfolds seven years after the global climate catastrophe and the train's departure, when untold millions of people (not to mention all of Earth's animals and plants) were left behind to die.” (Mindy Weisberger/livescience.com)

 

Snowpiercer_poster.jpg

SNOWPIERCER

Um filme SCI-FI de 2013 dirigido pelo sul-coreano Bong Joon-ho

 

Partindo de um “Romance-Gráfico(ao contrário da banda desenhada, não periódica) francês – “LE TRANSPERCENEIGE (mais Tarde intitulada “THE ESCAPE”), uma obra de ficção-científica pós-apocalíptica − publicado em forma de livro em 1982 (por Jacques Lob e Jean-Marc Rochette) e posteriormente (31 anos mais tarde) passando pela sua recuperação (de uma forma aleatória, talvez por puro acaso) de modo a concretizar-se a sua transposição (por um realizador sul-coreano) para filme – “SNOWPIERCER(ou o “EXPRESSO DO AMANHÔ) um filme de SCI-FI tendo como realizador o sul-coreano Bong Joon-ho – eis que em 2020 (talvez pela crítica ao filme/aclamado pela mesma  e entrando no Top 10 de 2014, talvez pelo tema tratado/uma experiência de Engenharia Climática aplicada à Terra, tornando-a acidentalmente num Mundo Gelado)

 

snapshot0.jpg

 

Trailer da série SNOWPIERCER

 

snapshot10.jpg

 

E aproveitando a “Extraordinária Oportunidade” − proporcionalizada por TRUMP (e personalizada nele pelos seus adversários − não melhores do que ele, como faces da mesma moeda − tornando-o o Protagonista) voltando as costas à luta (considerada inadiável e decisiva) contra as “Alterações Climáticas – a TNT decide pegar de novo na História (em 2020 fazendo 38 anos) integrando a Terra Gelada e um grande Comboio (com os sobreviventes deste APOCALIPSE, obra do HOMEM – logo, como o poderá por ser a curto-prazo e só se tendo 12 anos, obra de TRUMP) inserido num cenário de FIM-DO-MUNDO:

 

snapshot2.jpg

Trailer da série SNOWPIERCER

(a estrear na Primavera de 2020)

 

Transformando-a numa série (de ação/aventura/ficção científica) a ser lançada no início do próximo ano.

 

E podendo com o seu lançamento no início de 2020 (falando-se da Primavera) e a poucos meses das Eleições Presidenciais Norte-Americanas − tendo possivelmente de um lado “TRUMP” e do outro o eleito do “CLÃ CLINTON” de momento BIDEN − vir a contribuir (talvez não decisivamente, mas no meio do Caos instalado, nunca se sabendo) para uma maior insistência e repercussão GLOBAL das preocupações (de mais de 7,5 biliões de almas) com o “Aquecimento Global e As Alterações Climáticas”:

 

snapshot5.jpg

 

Trailer da série SNOWPIERCER

 

snapshot4.jpg

 

Num confronto que certamente terá efeitos, não para os norte-americanos ou para o Resto do Mundo (positivos e como estes desejavam) – “já que nada se aprendeu, nem com o livro, nem com a 1ª versão em película (filme)” − mas para o futuro do CLÃ REP e do CLÃ DEM, pensando ainda eternizar-se (e ao IMPÉRIO) agarrando-se (desesperadamente) ao DÓLAR e às ARMAS.

 

“That dire scenario is especially relevant today. Unprecedented and human-driven climate change is raising sea levels; erasing glaciers and sea ice; and spawning dangerous wildfires, widespread droughts and intense heat waves. In fact, recent climate-related news fueled a sense of urgency for Graeme Manson, executive producer and showrunner of "Snowpiercer."” (Mindy Weisberger/livescience.com)

 

(imagens: wikipedia.org − Snowpiercer: Official Trailer/TNT/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:48

23
Mar 19

A Última Previsão para o Evento ao Nível da Extinção (incluindo obviamente a nossa e de todos os bichinhos) marca o Fim-do-Mundo lá para Janeiro de 2031 (logo após o que será a nossa derradeira passagem de ano).

 

During an interview at an event on Monday honoring Martin Luther King Jr. Day,

Democratic Rep. Alexandria Ocasio-Cortez said climate change is a concern

her generation is focused on.

 

AOC-Climate-Change.jpg

Alexandria Ocasio-Cortez

(AOC)

 

“Millennials and people, you know, Gen Z and all these folks that will come after us are looking up and we’re like: ‘The world is gonna end in 12 years if we don’t address climate change and your biggest issue is how are we gonna pay for it?'" Ocasio-Cortez said.

(Vijay Jayaraj/January 22, 2019/stream.org)

 

Segundo um dos potenciais candidatos (de momento entre 15/30) das primárias do partido Democrático às Eleições Presidenciais (de 2020) nos EUA (sondagens: Biden/29,4% logo seguido de Sanders/23,4%) – referindo-nos à jovem congressista nova-iorquina (Democrata) Alexandria Ocasio-Cortez – todos nós (e não apenas os norte-americanos) teremos o destino traçado pois o Mundo acabará dentro de 12 anos:

 

"The world is going to end in 12 years if we don't address climate change."

(Alexandria Ocasio-Cortez/Janeiro2019)

 

Tentando (AOC) assumir protagonismo na luta contra o inimigo e tirano (o usurpador e milionário, septuagenário Donald Trump) – numa luta sem quartel entre os DEM e os REP − e desse modo esmagando (sem piedade) o já periclitante Apophis (asteroide) antes deveras impactante agora tão só ameaçador (em tudo idêntico ao Me Too): um calhau (com mais de 300 metros de dimensão) previsto para colidir com a Terra (em 2029), posteriormente reavaliado (para 2036) e finalmente acabando por passar (por perto) mas pelos vistos sem colidir (pelos cálculos e para já).

 

(texto/itálico e imagem: stream.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:59

07
Jan 19

Agora a 2 biliões de anos de distância:

Mesmo sabendo-se antes (de 31) da nova data da chegada do FIM-DO-MUNDO, só se divulgando depois (de 1) para não perturbar a PASSAGEM DE ANO.

 

image_6788e-Milky-Way-Magellanic-Clouds.jpg

The Milky Way Galaxy and the Large and Small Magellanic Clouds

(texto/imagem: Nina McCurdy /Nick Risinger / NASA/sci-news.com)

 

Segundo um artigo publicado recentemente (a 13.11.2018) pela Royal Astronomic Society (organização de investigação astronómica, criada no início do século XIX e sediada em Londres), o Fim-do-Mundo na Terra está ainda mais próximo do que anteriormente se previa: um sinal deveras preocupante para todos nós (os animais racionais residentes neste planeta) para o Homem – quando um dos desejos mais prementes e sempre emergentes em qualquer tipo de conversa envolvendo o nosso ecossistema, o nosso quotidiano e a nossa sobrevivência, aponta não só para o Espaço disponibilizado (teoricamente sem problemas de aplicação por Infinito, apesar de pratica/tecnologicamente ainda não ser possível de concretização) como simultaneamente (e fundamentalmente – ou não fossemos católico-romanos dificilmente aceitando Lavoisier) para o Tempo atribuído (a cada um de nós) cronologicamente bem delimitado e extremamente curto – em tudo semelhante (quotidiano e tempo de serviço) à Vida ao nível de um inseto como será o caso Mosca.

 

The aftermath of the Great Collision between our Galaxy and the Large Magellanic Cloud

(Marius Cautun, Alis J Deason, Carlos S Frenk, Stuart McAlpine)

The Milky Way (MW) offers a uniquely detailed view of galactic structure and is often regarded as a prototypical spiral galaxy. But recent observations indicate that the MW is atypical: it has an undersized supermassive black hole at its centre; it is surrounded by a very low mass, excessively metal-poor stellar halo; and it has an unusually large nearby satellite galaxy, the Large Magellanic Cloud (LMC). Here, we show that the LMC is on a collision course with the MW with which it will merge in 2.4+1.2−0.8Gyr (68 per cent confidence level). This catastrophic and long-overdue event will restore the MW to normality. Using the EAGLE galaxy formation simulation, we show that, as a result of the merger, the central supermassive black hole will increase in mass by up to a factor of 8. The Galactic stellar halo will undergo an equally impressive transformation, becoming 5 times more massive. The additional stars will come predominantly from the disrupted LMC, but a sizeable number will be ejected on to the halo from the stellar disc. The post-merger stellar halo will have the median metallicity of the LMC, [Fe/H] = −0.5 dex, which is typical of other galaxies of similar mass to the MW. At the end of this exceptional event, the MW will become a true benchmark for spiral galaxies, at least temporarily.

(Royall Astronomical Society/2018)

 

E assim num momento em que no planeta Terra o Homem (o Ser Vivo Inteligente aí residente) caminha para os 8 biliões de indivíduos, repensando-se de novo e finalmente (numa ação interrompida há quase meio século) na exploração do Espaço e no relançamento dos voos tripulados – com norte-americanos, russos e chineses apontando para a Lua e para Marte (utilizando organizações governamentais ou privadas) – e como consequência dessa ação (inevitável se pretendermos evitar a nossa extinção, para tal sendo necessário movimento/evolução ou seja o abandono da zona anterior de conforto ou seja “de casa”) podendo posteriormente (o mesmo Homem) expandir o alcance destas expedições a outros corpos celestes, planetas (com as Viagens Interplanetárias) ou até mesmo galáxias (com as Viagens Intergalácticas) – estendendo-se de uns míseros 384 mil Km de distância (distância aproximada Terra/Lua), a centenas e milhares de UA (com a Nuvem de Oort a estender-se até umas 100.000UA e o sistema estelar Alpha Centauri/ o mais próximo da Terra a uns 4,37 anos-luz/mais de 63.000UA de distância) – com esta notícia a cair (literalmente em cima de nós) encurtando-nos ainda mais o tempo (já ínfimo a nível individual) e aconselhando-nos a acelerar: não daqui a 4 ou 5 biliões de anos ocorrendo o Fim-do-Mundo (tal com anteriormente previsto, devido à colisão da nossa galáxia/Via Láctea com a galáxia de Andrómeda) mas com tal Evento a ocorrer dentro de apenas 2 biliões de anos (com a colisão da Via Láctea com a Grande Nuvem de Magalhães, uma pequena galáxia rodando em torno da Via Láctea) – não existindo outro tipo de Evento (anterior) ao Nível da Extinção reduzindo a nossa permanência (na Terra) até uns 60%.

 

(imagem: a indicada)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:54

24
Set 16

“Todos os anos mais ou menos por esta altura e quase que perdida a Esperança (ainda-por-cima mais uma vez) os reformados da Terra e os seus fieis seguidores (pois com o andar dos ponteiros do relógio chegará a sua altura) procuram no Espaço exterior e no Universo Infinito o seu caminho para a Vida e a sua solução para a Morte.”

 

Com as persistentes e ininterruptas menções (e orientações) diariamente adicionadas nas intrincadas e por vezes obscuras redes de comunicação Global (agora disponibilizadas pela WEB) – de certos temas no mínimo bizarros neste caso particular tendo como tema a existência de pelo menos mais um planeta principal pertencendo ao nosso Sistema Solar – torna-se cada vez mais evidente por mais que se queira afunilar o tema (da existência de outros planetas), que o nosso conjunto planetário até pela definição de limite (uma mera abstração) poderá ser mais extenso do que o antes afirmado: apoiando-se em imagens reais mas de interpretação duvidosa para se afirmar perentoriamente a existência de um outro planeta (agora não sendo o X por despromoção de Plutão mas transformando-se no IX numa nova adaptação) numa órbita mais longa e muito mais distante.

 

Festa do Fim-do-Mundo

Este ano com Nibiru

 

20160214_0142_c3_512.jpg

SOHO – LASCO C3

14-02.2016 – 01:42

 

“Neste ano de 2016 marcado pelas Presidenciais Norte-Americanas, com o tema recorrente e existencialmente necessário do Fim-do-Mundo Apocalíptico (até para nos desintoxicarmos do nosso miserável quotidiano, aventurando-nos numa outra forma de realidade o imaginário) a ser personificado por um corpo celeste capaz de nos destruir.”

 

O que em princípio seria uma tese de fácil aceitação não fossem as interpretações tão divergentes e até mesmo inaceitáveis (mesmo para qualquer leigo minimamente informado): indo desde um corpo celeste circulando em torno do Sol com um período orbital de milhares de anos (de mais de 3 a menos de 40) e movimentando-se para lá da órbita de Neptuno (apoiando-se em escritos de astrónomos sumérios), até ao cenário absurdo por coexistência impraticável de um corpo monstruoso colocado entre o Sol e a Terra. Só possível de existir na mente perturbada dos teóricos da conspiração (transformando um erro num facto e originando o Apocalipse) capazes de ver mais além mas numa visão distorcida (ou de outra realidade): neste Verão de 2016 e à falta de melhor tornada a primeira referência para o próximo Fim-do-Mundo. Num Evento anual de catarse emocional.

 

[Existem textos específicos sobre o Sistema Solar e o movimento dos planetas em torno do Sol, na sua ordem correta. Os Sumérios consideravam o Sistema Solar um conjunto de 12 planetas, contando o Sol e a Lua. O décimo planeta era chamado por eles de Nibiru, um planeta além de Plutão com uma orbita muito extensa. (wikipedia.org)]

 

(imagem: nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:30

25
Fev 12

Preparem-se!

(preparem-se.gov.pt)

 

 Fim-do-Mundo confirmado para o ano de 2062

 

Segundo informações confidenciais obtidas através de fontes anónimas e credíveis do nosso atual Governo, o Ministro Inexistente da Ciência anunciou o lançamento de um novo imposto extraordinário, para fazer face à chegada futura do Fim-do-Mundo. Foi na sua passagem por Paris a caminho da Lua, que o brilhante Ministro se deparou inopinadamente com um cartaz alusivo à passagem do cometa Halley. Mais raciocínio menos raciocínio, uma lâmpada pareceu querer acender-se no seu cérebro e então, fez-se lhe luz na escuridão – à terceira passagem após o aviso, dava o ano de 2062, precisamente o resultado da soma do Fim-do-Mundo dos Maias (2012), com os cinquenta anos que fará o seu patriótico Governo na altura (o mais longo após Salazar). Isto tudo não poderia ser mera coincidência. O Governo teria que entrar imediatamente em ação!

 

As passagens do cometa Halley

 

1.ªTentativa: 19.05.1910 – O Aviso!

2.ªTentativa: 19.05.1986

3.ªTentativa: 19.05.2062 – O Fim-do-mundo!

 

E à 3.ª é de vez!

 

(o cometa Halley tem um período aproximado de setenta e seis anos)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:00

Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


18
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO