Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

30
Abr 16

No local mais profundo da Terra

A MEDUSA ALIENÍGENA

 

alien-jellyfish.jpg

 

Numa visita de estudo organizada por um grupo de cientistas (da NOAA) ao oceano PACÍFICO, o objetivo da sua viagem centrou-se num ponto particular desse extenso volume de água (salgada), localizado numa região para muita gente associada ao Círculo de Fogo do Pacífico: uma área extremamente ativa da Terra a nível vulcânico e sismológico. O seu destino era as Fossas das Marianas: “A Fossa das Marianas é o local mais profundo dos oceanos, atingindo uma profundidade de 11 034 metros. Localiza-se no oceano Pacífico, a leste das ilhas Marianas, na fronteira convergente entre as placas tectónicas do Pacífico e das Filipinas. Geologicamente, a fossa das Marianas é resultado geomorfológico de uma zona de subducção.” (wikipedia.org)

 

 

 

mariana-trench-map.jpg

 

O objetivo desta visita às Fossas das Marianas seria o de estudar a evolução dos habitats marinhos existentes a grandes profundidades, num local conhecido como a montanha submarina ENIGMA (apresentando declives mais acentuados): com o seu navio de pesquisa OKEANOS EXPLORER (equipado com um pequeno submergível de exploração oceânica) a atingir com o seu ROV (veículo de operação remota) uma profundidade de 3700 metros (no dia 24 de Abril) e aí fazendo descobertas para lá do nosso mundo (conhecido). Observando pela primeira vez uma espécie até hoje desconhecida, sugerindo pela situação extrema e misteriosa algum tipo de intrusão alienígena, com luzes amarelas e vermelhas a brilharem no seu interior aparentemente esférico e com uns tentáculos tipo pernas para se movimentar e impor.

 

alien-jellyfish-2.jpg

 

Uma Medusa Alienígena. Que no entanto só o era por até esse momento ser totalmente desconhecida e por habitar numa zona exterior à generalidade das outras esmagadoramente ocupadas, por todas as espécies conhecidas e há muito integradas. Tratando-se apenas de um ramo familiar (da família das medusas) do género CROSSOTA. Vivendo num meio ambiente um pouco hostil (pela sua profundidade e diminuta luminosidade), onde a presença de animais será escassa e bastante suscetível às transformações provocadas na crosta terrestre, pelas movimentações das placas tectónicas e pelos fenómenos de subducção. Que no entanto se poderá tornar definitivamente numa armadilha mortal, se assim o permitirem aos loucos deste mundo. Como? Assim: “Tal como outras fossas oceânicas, a fossa das Marianas foi proposta para local de armazenamento de resíduos nucleares na esperança de que a subducção de placas tectónicas que se verifica no local possa eventualmente fazer entrar o lixo nuclear no manto da Terra.” (wikipedia.org)

 

Pelos vistos já desistiram de transformar o Espaço numa Lixeira. Continua ainda a ser a vez da Terra.

 

(imagens: noaa.gov e freeworldmaps.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:42

Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Crossota Alienígena

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO