Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


MIAMI BEACH OUT OF ORDER

Domingo, 21.03.21

Este fim-de-semana aproveitando o início da Primavera, a subida de temperaturas e um ambiente geral todo propício para uma ida até à praia ─ colocando-se de lado a Pandemia e tentando esquecer-se por momentos, os mais de 500.000 norte-americanos mortos (ainda hoje registando-se quase 800 óbitos)

 

0865f1d0-9a20-45b8-89aa-e508915310da-AP_Virus_Outb

Coisas do Novo Normal

Juntando isolamento e calor, entrando-se em módulo de fuga,

sendo livres e enclausurados em urbes,

fugindo para o campo ou para a praia.

 

Registando-se na praia de MIAMI (MIAMI BEACH) um afluxo bastante intenso de “veraneantes”, tentando aproveitar ao máximo o curto espaço de tempo (de férias) disponível, deslocando-se até à praia e usufruindo da mesma, do Sol e do Mar.

 

Uma cidade integrando o estado da Flórida, banhada pelo oceano Atlântico e ocupando uma das pontas limite do Golfo do México, renascendo das cinzas a partir da sua promoção na série MIAMI VICE e sendo mundialmente conhecida pelas suas áreas comerciais (clubes/discotecas), praia e vida ao ar livre: nada de bom, dada a Pandemia.

 

Uma cena esperando-se de suceder e de se rever (infelizmente) nos EUA com a população (completamente dividida entre dois lados, durante mais de quatro anos “impedida” de se ver) tornada (por outros) inconciliável tomando atitudes contrárias ao seu próprio interesse

 

snapshot 2.jpgsnapshot 6.jpg

Metade dos estados aberta e a outra metade fechada

Recebendo-se ordens contraditórias e ineficazes

face ao isolamento e incerteza,

optando-se pelo convívio.

 

Sendo contra ou a favor não interessando o tema, mas opondo-se sempre ao seu adversário ─ irresponsavelmente deslocando-se para a praia e originando concentrações sem a devida proteção e distanciamento (uns estados sendo contra e outros a favor):

 

Obrigando as autoridades a intervir, declarando o estado de emergência (fechando bares, restaurantes e outros negócios) a partir das oito da noite.

 

Quando os EUA (554.867 mortos) juntamente com o Brasil (292.856), o México (197.219), a Índia a Grã-Bretanha e a Itália (107.642), já tendo ultrapassado a barreira das 100.000 vítimas mortais (Portugal com 16.762).

 

(imagens: usatoday.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 03:07

Urso Siberiano em Módulo de Perseguição

Sexta-feira, 19.03.21

Como um homem peludo, feio, pouco inteligente e rude ─ fazendo figura de “URSO” ─ permite que o seu melhor URSO ─ confirmando qualidades ─ se coloque em fuga, causando o pânico (já que nem todos, somos URSOS) na cidade.

 

Screenshot_2021-03-18 Peak Russia Man chased acros

 

Num episódio ocorrido na cidade russa de Nizhnevartovsk (Sibéria Ocidental) com cerca de 380 mil habitantes ─ o “palco da cena” ─ o registo de uma sequência inesperada provocada indireta/inconscientemente por alguém ─ um homem “fazendo figura de urso” ─ envolvendo como protagonista um outro urso (este verdadeiro) e (necessário para causar alguma emoção) um homem (dito como racional) pelo mesmo animal (dito como irracional) perseguido.

 

Screenshot_2021-03-18 Peak Russia Man chased acros

 

Entre o homem “fazendo figura de urso” (tendo-o retido em casa o urso), o verdadeiro urso (soltando-se do seu cativeiro e fugindo) e o homem-em-fuga (a vítima deste episódio) tudo acabando bem. Esta quarta-feira (17 de março de 2021) com um URSO libertando-se e abandonando a sua atual “prisão” ─ concedida e dada como substituição ao seu ambiente natural, por um figurante mascarado de homem, mas sendo “urso” (comportando-se de modo estúpido, ridículo, idiota/priberam.org)

 

Screenshot_2021-03-18 Peak Russia Man chased acros

 

Deparando-se rápida e repentinamente não no seu ambiente habitual (na floresta, inexistente nas proximidades desta cidade), mas no interior de um mundo para si (urso) estranho tal como a sua aparição o foi para as pessoas presentes: e introduzindo-se numa zona movimentada (com trânsito/pessoas), perdido e desorientado, sem consciência e sem objetivo definido (no seu ato e como reação) escolhendo aleatoriamente um alvo e como sendo só uma a espécie presente, saindo sem surpresas um homem.          

 

Screenshot_2021-03-18 Peak Russia Man chased acrosScreenshot_2021-03-18 Peak Russia Man chased acros

 

Entre as várias pessoas presentes escolhendo curiosamente uma estando ao telemóvel, lançando-se na sua perseguição (com o homem em fuga) e perseguindo-o em correria ainda alguns metros ─ inicialmente pelo passeio e depois tentando atravessar a rua (estrada) ─ até que providencialmente uma viatura (aproximando-se desta cena e no fundo, mesmo não o sendo, vindo em seu socorro) o salvou: ao atravessar em fuga essa rua levando atrás de si o urso, apanhado acidentalmente por uma viatura (sem ferimentos para o urso, apenas o deixando tonto) e interrompendo aí a sua perseguição (sendo depois sedado, tratado e recolhido).  Com as autoridades locais procurando o “dono-do-urso”.

 

(imagens: rt.com e Senpai/@Efremovv_/twitter.com/rt.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:43

A Deus

Sábado, 12.05.12

(Marta – 50watts.com)

 

O adeus a Deus é o caminho que os Diabinhos mais gostam de percorrer, porque sabem que mais cedo ou mais tarde, o voltarão a encontrar, a obedecer e a doutrinar. Não há nada como uma fuga sem destino, sem tempo e sem programa – os armários são objetos inanimados, escuros e vazios de esperança e nunca será com eles, que descobriremos a vida: é que os nossos armários estão cheios de esqueletos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:04