Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

12
Mar 20

Com a região do Porto e de Lisboa a serem no presente as mais atingidas pelo surto de Covid-19: 86% dos infetados. E ainda hoje se ficando a saber se a nossa estratégia futura de combate a esta nova versão (mortal) de Covid-19, se inclina para a China (prevenindo) ou então para a Itália (remediando): fazendo soar o alarme somente depois de se ter a certeza (absoluta) da casa já estar (mesmo) a arder ou seja, já lá estando bem instalado o Diabo! Não fechem as escolas (jovens), não estejam atentes aos lares (idosos), mantenham  o intercâmbio … e logo se verá!

 

Screenshot_2020-03-12 Coronavirus COVID-19 (2019-n

Distribuição Global da pandemia de Covid-19

(12.03.2020)

 

Segundo a ANMSP (Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública) − associação portuguesa de médicos de Saúde Pública sem fins lucrativos – numa informação publicada no seu site (anmsp.pt) e dedicada ao surto epidémico do novo coronavírus Covid-19 em território português (Continente e ilhas), o ponto de situação registado esta quinta-feira 12 de março por volta das 13:00 (de Lisboa) – no momento em que os números globais apontam para 127.863 infetados, 4.718 vítimas mortais (3,7%) e 68.310 recuperados (53%):

 

Covid-19

12.03.2020 13:00

Em Vigilância

Casos

Suspeitos

Casos

Confirmados

Doentes

Internados

Doentes em c/ Intensivos

Óbitos

4.923

637

12,9%

78

1,6%

69

1,4%

0

0%

0

0%

 

Relativamente ao dia anterior com o nº de infetados (por dia) a crescer mais de 30%, com o número de novos casos a passar de 18/19 indivíduos (quando ainda desde há uma semana, andava pelos 2/4 indivíduos) e com o número de suspeitos a saltar de 471 para 637, num aumento de mais de 37%. Números ainda elevados indicando estarmos ainda numa fase de crescimento deste surto epidémico (a caminho de um pico máximo de atividade) agora já tendo passado (segundo a WHO) a Pandemia, com a maioria dos infetados localizados a Norte – região do grande Porto c/ 44 casos (56%) – seguido da região litoral acima do Tejo − região de Lisboa c/ 23 casos (29%) – e finalmente pela região do Algarve Faro c/ 5 casos (6%) e de Coimbra distrito c/ 5 casos (6%).

 

A nível Global com a ITÁLIA continuando a ser (infelizmente) o “mau exemplo a seguir” infelizmente e pelos primeiros sinais observados parecendo ser o modelo a ser seguido (pelo menos para já) em Portugal − atrasando encerramentos e o possível e indesejado alarmismo social, esperando que o próximo infetado seja confirmado (apareça ou seja descoberto) e só depois, tendo já sido assaltados, ou pondo trancas à porta ou instalando-se o caos: não admirando pois que no meio desta grande confusão (conforme certos interesses, onde uns desvalorizam o surto e outros o extremam) as pessoas ontem e em Portugal (por exemplo, em Lisboa como poderia ser o Algarve) fugissem do “stress provocado pela possível presença do pelo Covid-19” para a praia, tal como de certa forma mal foi declarado o período de Quarentena no Norte de Itália os italianos do norte fizeram enquanto puderam fugindo para Sul e aí contaminando todo o país.

 

Screenshot_2020-03-12 Coronavirus COVID-19 (2019-n

Casos diários e globais de Covid-19

(20 de janeiro a 12 de março)

 

Depois da China (quase 2/3 dos infetados globais e com o maior número de vítimas mortais) com a Itália a apresentar o pior cenário, hoje já a caminho dos 13.000 infetados (10% do total Global) e das 900 vítimas mortais (em redor dos 20% do total Global). E enquanto no nosso país os debates entre a nossa elite intelectual e certificada (com a participação elevada de especialistas e de influenciadores) se divide entre uma opção por uma Via Mais Soft ou uma outra Via Mais Hard – questionando-se sobre se devemos ser duros e antidemocráticos como os Chineses e os Macauenses (obrigando-nos ditatorialmente a cumprir os nossos deveres, entre eles a Quarentena) com o sucesso evidente ou permissivos por amplamente democratas como os italianos e pelos vistos os portugueses (colocar tudo em alvoroço descoberto o foco infectocontagioso e tendo o transmissor andado a passear à nossa volta) com os resultados que se vêm – em vez de agirmos continuamos à espera: com a componente económica e contabilista a ingerir-se e a tornar-se na sua ação predominante no esquema montado de resolução deste problema de saúde, não querendo perder “nem tempo, nem dinheiro”, categorizando-nos como um dos seus mais fundamentais produtos e subobjectos (despromovidos de sujeitos) e instrumentalizando os imediatamente abaixo (na hierarquia fechada do poder) colocando-os sob seu controlo – tal como é o escândalo de “se fechar ou não as escolas” com aqueles que deveriam ser os responsáveis por tal decisão coletiva (que já deveria ser tomada) a esconderem-se nos seus gabinetes, passando a pasta e a responsabilidade a cada uma das escolas e ainda-por-cima algo correndo mal e nada tendo feito, acusando todos os outros (pais, filhos, alunos, professores, velhos, novos, etc.).

 

E a partir do que aqui se passa e no Resto do Mundo qual a admiração da confusão aqui e acolá instalada: com as ditaduras a recuperarem (China podendo estar a estabilizar e a descer) e com as democracias a perderem (Itália ainda a crescer) esperando não capitularem e assumirem (como os EUA antes ignorando mas face aos factos deixando de o poder fazer) como humanos (que são) os seus erros. Para já não falar da obsessão positiva com os mais novos esquecendo-se quase completamente nos debates de uma outra obsessão positiva muito mais importante (central), dos que poderão ser as maiores vítimas deste vírus (o Covid-19) e de que pouco se fala: os idosos. Naturalmente que os grandes espaços sobretudo sendo fechados sendo os mais preocupantes (para a transmissão do vírus), assim como o contacto diário depois de diferentes percursos diários percorridos (não se respeitando uma correta Quarentena, com uns entrando/saindo outros não) uns feitos pelos jovens outros pelos seus familiares mais idosos, sabendo-se da “velha relação de apoio” avós-netos, devendo ser idênticos e não diferenciados e colocando-os tal como agora em Itália “todos não sozinhos mas acompanhados e em casa”.

 

Casos Globais

133.080

(12.03.2020 − 18:009

Casos Ativos

59.235

(44,5%)

Casos Encerrados

73.845

(55,5%)

Condição de Saúde

Situação

Média

Crítica

Vítimas Mortais

Recuperados

53.312

(40,1%)

5.923

(4,4%)

4.947

(3,7%)

68.898

(51,8%)

 

Esperando-se que não se imitando Itália e às suas autoridades e hierarquias (sobrepondo o valor do objeto − matéria-prima/lucro − ao valor do sujeito – dispendioso/de desgaste rápido), a Vida do ser Humano se sobreponha ao valor do Dinheiro: não necessitando de representantes por nós eleitos (e na altura ajoelhando-se e até rastejando para terem o nosso voto) nada fazendo e não tendo um único pingo de vergonha (aliás, impedindo os outros de fazer algo, não fossem eles por inutilidade ultrapassados), sem ideias, nem opções, nem mesmo desejo – tendo apenas um “emprego” não um “trabalho” e incomodados como diria alguém por deploráveis − desafiando-nos e chamando-nos  de estúpidos. Como o fez exibindo a sua autoridade e prepotência e sabendo os inferiores hierárquicos por “obediência ao chefe (obviamente por receio e represália) nada dizerem − por medo, mas igualmente por pura covardia, querendo proteger igualmente e no respetivo assento (o indicado) o seu querido “rabinho – mesmo sendo mulher e nesse aspeto nada ficando a dever aos homens – a atual presidente (a 12 de março de 2020) da autarquia (câmara municipal) de Portimão.

 

(imagens: gisanddata.maps.arcgis.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:34

24
Jun 18

Dust storm on Mars intensifies covering the whole Red Planet

(Steven Anderson/newsspaceflight.com/23.06.2018)

 

adeb250628eb4ac1a95c946aa00ef904.jpg

Uma Gigantesca Tempestade (de areias e de poeiras) observada desde o início do mês de Junho, há cerca de uma semana cobrindo 1/4 da superfície marciana e no presente afetando (engolindo) todo o planeta Marte ‒ e colocando em risco o funcionamento futuro do Rover Opportunity (impedindo de carregar as suas baterias devido à ausência de luz-solar)

 

A dust storm has been growing very rapidly since the last week in Mars. Only a week ago, the dust storm covered about one-fourth of the planet; it has not covered almost the whole planet.

 

NASA’s nuclear-powered Curiosity is clicking pictures of the Martian land which cannot be seen due to the excessively dark sky as a result of the storm. The storm has caused a bit of trouble for the agency as its Opportunity rover went offline since it couldn’t receive sunlight anymore. 

 

Also being called as a “global weather event,” NASA officially regarded it as a “planet-encircling,” or “global,” dust event.

 

This event is not one of a kind. A similar “global” dust storm occurred back in 2007 in Mars.  This came after the Opportunity Rover started exploring the plains of Meridiani Planum on Mars in 2004. The dust storm of 2007 had resulted in the loss of communication with Opportunity rover for some days caused by the lack of power in the rover due to blockage of sunlight. 

 

NASA reported a loss of contact with the Opportunity rover on June 12 when it didn’t respond to a check-in call. It is assumed that the rover is operating at low power and occasionally powering up to check whether batteries have charged enough to communicate back on Earth. As of now, all operations have stopped temporarily by the rover while it waits for the storm to calm down.

 

Mars_duststorm.jpg

Uma Tempestade Atmosférica (vislumbrada pela 1ª vez a 1 de Junho) envolvendo atualmente toda a superfície marciana (tal como em 2001 e 2007) ‒ como se pode ver nesta imagem do antes e durante (do Evento) relativa ao ano de 2001 ‒ mas agora podendo afetar os Rovers anteriormente não estando presentes (sobretudo o mais velhinho o Opportunity)

 

The space agency was positive about the endurance of Opportunity rover to the extreme environment on Mars and said that the batteries could stay warm enough to function. But it was also told that the atmosphere is so filled with dust that accurate measurements were very much not possible for the rover.

 

The storm has affected the working of the rover. However, NASA officials said that the wind was not as big as the one back in 2007, which the rover survived. Compared to the present, dust storms seen by NASA’s Mariner 9 spacecraft and Mars Global Surveyor were much larger. 

 

NASA’s Curiosity may not be affected by the dust storm, but the thick atmosphere is making it challenging to capture visible photographs for the scientists. 

 

An update from NASA officials said that the storm shows “no sign of clearing.” The scientists also fail to answer why specific dust storms cover the whole planet while others fade away in mere weeks.

 

(texto/inglês: Steven Anderson ‒ imagens: cgtm.com e wallstreethedge.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:01

16
Jan 18

A1.jpg

Especialmente Lisboa e toda a área a sul do Tejo

(incluindo a região do Algarve e até o Reino de Marrocos)

Fevereiro 1969

 

A nível SISMOGRÁFICO e depois do sismo registado ontem a NE de Arraiolos (M4.9) – e das 10 réplicas que se lhe seguiram, 8 ainda ontem e 2 já hoje (M1.8 e M1.2) – em Portugal Continental e no que diz respeito à Região do Algarve, registando-se ainda 3 pequenos sismos 2 tendo como epicentro Monchique (o primeiro a SE/M0.7 e o segundo a NE/M1.2) e 1 o Cabo de S. Vicente (a SW/M1.9). E relativamente aos sismos (de intensidade igual ou superior a M4.0) ocorridos ontem a nível Global (15 Janeiro 2018) com o sismo de ARRAIOLOS (Portugal) a ser o 7º do dia (exe aequo com mais 4) entre 29 – e com o de maior intensidade a ocorrer (ontem) em VANUATU na Oceânia (segundo a EMSC colocando Arraiolos com M4.6) com M5.3 (durante a madrugada).

 

A3.jpg

Lisboa de madrugada

 (a seguir ao sismo de 7.5 na escala de Richter)

28 Fevereiro 1969

 

JÁ HOJE terça-feira (16 Janeiro) com o maior sismo ocorrido (até às 16:00) a ser registado na América Central há cerca de hora e meia (pouco passando das 15:00), com um sismo de intensidade M5.9 ao largo da costa da NICARÁGUA (virada para o Pacífico). E referido a este ano de 2018 (com quase 16 dias dos 365 concluídos) com os dois maiores sismos registados (e de magnitude igual ou superior a 7) a serem o ocorrido próximo da costa sul do PERÚ (a 14 de janeiro e de M7.1) e a norte das HONDURAS (a 10 de Janeiro e de M7.6) – para já o Campeão (provisório) do Ano 2018. Referindo-nos a terras próximas e ao Continente Europeu (neste ano de 2018) com a GRÉCIA e o MONTENEGRO a estarem sismologicamente ativos: com um sismo M5.1 (Grécia a 2 de Janeiro) e outro de M5.0 (Montenegro a 4 de Janeiro).

 

(imagens: Diário de Lisboa/pinterest.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:26

20
Jul 16

Confirmando mais uma vez a realidade do Aquecimento Global os cientistas da organização norte-americano para o Ambiente NOAA vêm agora informar que as temperaturas médias do nosso planeta continuam a bater recordes comparativamente com as do passado século XX. Colocando-nos no mês anterior no 14ºmês consecutivo em que as temperaturas superam a de períodos idênticos no passado, com temperaturas a equipararem-se aos recordes registados no longínquo ano de 1880 (há apenas 137 anos).

 

IMAGE-june-land-and-ocean-temp-percentiles-071816-

Um mês de Junho em que pela 14ªvez consecutiva se atingem recordes mensais de temperaturas médias tanto em terra como no mar

 

Relativamente às temperaturas em terra e no mar e no que diz respeito ao nosso país (Portugal) – uma faixa à beira-mar plantada e com o oceano Atlântico como seu vizinho – com as temperaturas em terra a serem mais altas do que é normal (e com as temperaturas do mar ligeiramente mais altas); e com as águas do Atlântico Norte mais frias do que o normal. Talvez mais uma justificação para um Verão (este ano) ainda mais quente em terra (um convite para os turistas) mas talvez mais frio no mar (uma ameaça para as sardinhas).

 

Dados que serão divulgados e analisados na próxima quinta-feira pelos especialistas na área das alterações climáticas em mais uma reunião organizada pela NOAA: “On Thursday, July 21, climate and weather experts will discuss key findings from NOAA's June U.S. and global climate analyses, as well as the latest forecast for La Niña and how that may influence temperature and precipitation through October. In addition, an expert will discuss the record-breaking heat across the Southwest in June and the current monsoon season.” (noaa-gov)

 

(imagem: noaa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:41

12
Jan 15

Aqui se pode constatar o poder esmagador do DÓLAR na economia global:

 

01 greater_british_empire_by_generalhelghast-d59op

Influência norte-americana (AZUL)

 

Adoptando alegremente a sua intermediação obrigatória (do dólar) todo o mundo tem que produzir, enquanto para eles (norte-americanos) basta imprimir.

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:50

24
Jan 14

 

Decorre entre quarta-feira e sábado (22 a 25) na estância alpina de Davos na Suíça, o 44.º Fórum Económico Mundial (WEF). Estarão presentes neste importante evento global 2.500 personalidades seleccionadas entre a nata das elites da nossa sociedade, entre executivos (1.500), investidores, políticos (48), banqueiros (20) e até algumas das mais destacadas celebridades internacionais – para além da esmagadora maioria dos bilionários (80) e de muitos mais milionários. Como pormenor adicional e paralelo à realização deste Fórum Económico, o mesmo ocorre no preciso momento em que 85 bilionários detêm uma riqueza equivalente à de mais de 3.500.000.000.000 de pessoas – mais de metade da população mundial, estimada em cerca de 7 biliões.

 

(dados – sott.net)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:10

11
Dez 12

O Homem e a Superfície Polar

 

Desfiladeiros com quase 20 metros de profundidade originados pela água resultante do derretimento da sua superfície gelada

 

Há já mais de vinte anos que muitos dos especialistas mundiais em alterações climáticas perceberam antecipadamente a dinâmica do aquecimento global, prevendo quase que na perfeição o que hoje está a acontecer no nosso planeta – um aquecimento generalizado e o derretimento progressivo e acelerado das calotes polares.

 

(dados e imagem – NASA)

 

O Universo e a Matéria

 

Nebulosa IC 1396 – Constelação de Cepheus

 

Imagem de uma brilhante maternidade de estrelas situada a cerca de 2450 anos-luz do nosso planeta. A nebulosa em forma de “tromba de elefante” é constituída por uma grande concentração de gás condensado, sobrevivente de uma forte radiação ionizante exercida por uma estrela maciça situada nas proximidades.

 

(dados e imagem – earthsky.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:56

Junho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO