Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

30
Ago 19

Fedor

O Primeiro Humanoide Terrestre

A Viajar no Espaço

(para mal de alguns − que não os robots-humanoides − sendo russo)

 

Apenas para confirmar o lançamento pela ROSCOSMOS (em 22.08.2019) − depois de um SER VIVO IRRACIONAL (uma cadela) e de um SER VIVO RACIONAL (um homem) − do primeiro HUMANOIDE para o ESPAÇO (um Robot), entrando pela 1ª vez em ÓRBITA da TERRA e tendo já atingido a ISS (em 26.08 à segunda tentativa):

 

Skybot-800x424.jpg

FEDOR

Ao comando da SOYUZ MS-14

(com a bandeira do seu país)

 

Lançado – do COSMÓDROMO de BAIKONUR no CAZAQUISTÃO por um foguetão SOYUZ 2.1a transportando a bordo a nave espacial SOYUZ MS-14 e acoplando pouco depois com a ISS (Estação Espacial Internacional). Já instalado na ISS e (certamente) dando início às suas funções.

 

snaps_soyuz-ms-14-and-ms-13-about-soyuz-ms-14-dock

Aproximação

Da nave SOYUZ à ISS

(e acoplando à 2ª tentativa)

 

Como se vê tendo sempre como pioneiros (neste campo da Exploração Espacial) SOVIÉTICOS ou RUSSOS, se de início com seres vivos ditos irracionais como a cadela LAIKA (sem se saber se muito inteligentes ou não) ou racionais dotados de inteligência natural como GAGARINE como o HOMEM,

 

snaps_soyuz-ms-14-liftoff-about-unpiloted-soyuz-ms

Lançamento

Da SOYUZ do cosmódromo de BAIKONUR

(e preparando o novo foguetão p/ 2020)

 

Agora com seres HUMANOIDES ROBOTIZADOS e dotados de inteligência artificial como o SKYBOT F-850, mais conhecido entre “os colegas” como FEDOR: tal como com os seres vivos (irracionais/racionais) testando as suas capacidades (e funcionalidade) em microgravidade. Para no Futuro (esperando-se que a curto-prazo) individualidades como FEDOR colaborem, completando o “Círculo da Vida”.

 

(imagens: ROSCOSMOS e NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 20:02

21
Ago 19

“Russia Is About to Send a Humanoid AI Robot

to the International Space Station”

(newsweek.com)

 

A dias do lançamento HISTÓRICO do primeiro HUMANOIDE – o SKYBOT F-850 mais conhecido por FEDOR − para o Espaço (enviado pela Agência Espacial Russa ROSCOSMOS), dirigindo-se para a ISS e aí devendo passar uma dezena de dias − antes de regressar de novo à Terra. A bordo da nova nave SOYUZ-MS e transportado pelo também novo foguetão SOYUZ-2.

 

Fedor2.jpg

FEDOR

1º Humanoide no Espaço

 

No próximo dia 22 de agosto de 2019 (quinta-feira) dando-se um novo e decisivo passo na Exploração Espacial (e indo mais além na Descoberta do Universo), depois do primeiro ser vivo a ser colocado em órbita da Terra – a cadela LAIKA em 3 de Novembro de 1957 – e do primeiro Homem a repetir a proeza – IURI GAGARIN em 12 de Abril de 1961 – seguindo-se agora a vez do primeiro Humanoide o fazer – um ROBOT com cabeça, tronco e membros, dotado de inteligência (artificial) e fazendo mesmo lembrar um Humano (fixem para a História a 22). Para os outros (e suas proezas) − e como se vê − ficando a LUA (abandonada há 50 anos).

 

"This [launch] will be the first stage of work with anthropomorphic systems, enabling us to proceed further into the far space," Rogozin said about the mission to the ISS.

[Fedor will be] very important for operations aimed at replacing humans in performing the riskiest tasks, including future manipulations outside space stations."

(Dmitry Rogozin/Director general of Roscosmos/newsweek.com)

 

Curiosamente, mas certamente que não por acaso ou por coincidência (ou não integrássemos um mesmo Holograma), com todos estes intervenientes a terem o mesmo remetente e destinatário (comum a todos eles), sendo o mesmo designado como URSS (sob a liderança de Nikita Khrushchev) ou Confederação Russa (sob a liderança de Vladimir Putin): podendo-se assim assumir (faltando a confirmação) que o primeiro ser biológico ou mecânico a sair da TERRA e a lançar-se no ESPAÇO, não era (em princípio, pois nunca se sabe) Norte-Americano, mas sendo-o (pelo feito) excecional. Com os olhos (para uma missão a curto-prazo) já na Lua.

 

1076318072.jpg

A 1º vez que um Robot

Se sentará na cadeira de um comandante

 

E tendo-se iniciado com o nome de AVATAR − em missões de recuperação e de salvamento (civis como militares) em terra (na TERRA) − sendo posteriormente reconvertido e passado a FEDOR − agora destinado para o exercício de funções no ESPAÇO – antes de retornar (a casa) preparando-se para a sua Grande Viagem: natural ou artificial (a dita inteligência) depois do Homem (o Rival-Inteligente Norte-Americano) tornando-se o 1º Humanoide (Robot-Inteligente Russo) a pisar a superfície da Lua.

 

(imagens: room.eu.com/Donat Sorokin/TASS − sputniknews.com/Alexandre Ovcharov/Sputnik)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:15

22
Set 17

Uma criatura eventualmente estranha mas com muitas familiaridades fisionómicas com muitas outras vistas antes por cá (curiosa e estranhamente parecida com o próprio Homem), foi avistada mais uma vez passeando-se na escuridão protetora da noite mas agora na Argentina.

 

extra.jpg

 

Para quem por qualquer motivo ainda não viu um ser com grande potencial para ser visto como sendo de origem Extraterrestre (ou sendo terrestre não circulando à vista de todos especialmente durante o dia), chega-nos da Argentina um testemunho visual enviado através de um registo fotográfico de uma figura estranhamente esguia e aparentemente humanoide, circulando com alguma tranquilidade durante o período noturno num parque turístico da cidade de Torrientes (mais rigorosamente no Parque Mitre localizado no norte da Argentina fazendo fronteira com a ponta sudoeste do Paraguai).

 

Um facto testemunhado por um grupo de jovens passeando-se junto a um lago do Parque turístico e de diversões de Mitre (situado na capital da província argentina de Torrientes) e comunicado de imediato às autoridades locais, que comparecendo no local (respondendo ao alerta dos jovens e desse modo identificando o sujeito desconhecido e com comportamento aparentemente estranho) já nada observaram para além da presença desses mesmos jovens (perto de uns barcos estacionados no lago) ‒ para além de um registo fotográfico de “uma pessoa estranha com um comportamento estranho” (naturalmente podendo ser verdadeira ou falsa e mais uma vez produzida de noite) e da mesma (ser humano ou humanoide) ao ter sido avistada pelos jovens se ter lançado para o lago desaparecendo debaixo de água.

 

extra B.jpg

 

Numa notícia publicada a 13 de Setembro pela rádio LT7AM 900 (no Facebook), deixando uma questão no ar para todos os seus leitores: “Un extraterrestre en el Parque Mitre de Corrientes”? E tal com o reproduzido na mesma estação de rádio “uma notícia impactante, podendo indicar a presença de extraterrestres, num estranho episódio ocorrido de noite, num parque de lazer da cidade” ‒ e com um retrato na hora do dito extraterrestre. Um acontecimento que (numa situação normal) passaria despercebido face ao objeto, ao momento e às circunstâncias da sua observação, com o que poderia ser muito bem um Homem passeando-se de noite numa zona florestal ‒ em princípio sem grandes presenças (de outros seres seus semelhantes) nos arredores (estando nu sendo um pormenor de apresentação) ‒ sendo surpreendido na sua caminhada (ou pretensa exposição) e imediatamente reagindo (expondo-se e mostrando-se ainda mais) e desaparecendo (aplicando e escondendo todos os seus poderes: em princípio mais uma fraude (bem montada) ou então mais um extraterrestre perdido (como o ET) há muito fora de casa e sendo protagonista faltando saber de quê ou até mesmo de quem (existem ET marginais?).

 

(notícia ‒ imagem: Radio LT7 AM 900/@RadioLT7corrientes ‒ diarioprimeralinea.com.ar)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:18

07
Mar 17

“Talvez por ser tudo a mesma coisa e mesmo assim nunca chegarmos a lado nenhum.”

 

Num conjunto de imagem espetaculares (com sombras de cariz nómada) obtidas recentemente pelas câmaras instaladas no veículo motorizado da sonda norte-americana Opportunity (movimentando-se sobre a superfície do planeta desde 25 de Janeiro de 2004), é possível sugerir (através da análise da sequência de imagens recolhidas no seu 4662º dia de estadia no planeta Marte) a possibilidade de estarmos em presença de algum tipo de entidade alienígena que no seu trajeto através da região onde se encontrava o artefacto (terrestre) e ao encontrá-lo (sem qualquer tipo de intenção dirigida), aproveitou a ocasião para descansar, se apoiar progressivamente nele e descaindo, acabando por se estender e adormecer. Como a observação visual e analítica de qualquer um de nós procurando desesperadamente novas formas de vida, o confirmaria – e mais uma vez e tal como as entendemos com as mesmas (imagens) a serem o reflexo de um objeto real. Com a cabeça da entidade (à esquerda) a descair juntamente com o resto do corpo (como sobre o assento de uma mota).

 

1P542054197EFFCWD1P2547L6M1.JPG   1P542054582EFFCWD1P2547R6M1.JPG

Com o humanoide deixando-se adormecer

Descaindo progressivamente sobre o veículo de apoio

 

Algo de compreensível e de absolutamente lógico para qualquer tipo de organismo terrestre (como qualquer máquina parando para se recarregar), habituado à reação do atrito e da força de gravidade (num Universo Elétrico orientado por campos Magnéticos) e convivendo simultaneamente com ambas, neste sistema partilhado e de consumo obrigatório: onde tudo o que existe faz parte de um todo em movimento, necessitando de recursos energéticos para se transformar e evoluir (naturalmente) e onde a Matéria (sendo a matéria-prima fundamental e o centro mineral da estrutura central) vista como una, diversificada e interativa, é o centro da fonte de Vida e ao mesmo tempo a plataforma básica de processamento. Necessitando forçosamente de fazer uma pausa, reorganizar pequenos detalhes, introduzir alterações imprevistas, readaptar ideias e objetivos, repensar em estratégias … e só depois de parar e de retemperar bem as forças (dormir e sonhar faz sempre bem), então levantar-se de novo e regressar à estrada. Como o terá feito a entidade face a tão extenso e penoso percurso.

 

 1P542055633EDNCWD1P2265L1M1.JPG   1P542055657EDNCWD1P2265L1M1.JPG

Com o humanoide a ser apanhado numa verdadeira travessia do deserto

Integrando um toque de aventura, um pouco de risco, mas também de calor e de desejo

 

Com os habituais consumidores das Teorias da Conspiração a poderem afirmar tratar-se de um ser biomecânico de contornos obviamente humanos (apesar dos seus limites não curvilíneos, apresentando várias arestas intrusivas e denunciando alguma falta de flexibilidade adaptativa dos seus materiais constituintes), atravessando uma parte da superfície marciana num percurso prolongado, certamente pouco recomendável e sobretudo solitário e deparando-se no seu caminho com um objeto não relevante mas podendo-lhe proporcionar alguns momentos de diferença, simplesmente utilizado mas não escrutinado. Por um acaso (para nós e por uma necessidade para o ser) com o mesmo expondo-se às espreitadelas (das câmaras) e permitindo a sua revelação. Entendendo-se todo o trabalho árduo e persistente desenvolvido pelo ser biomecânico (demonstrando experiência, insistência, organização, objetivo e inteligência) correlacionando-o com o seu ecossistema e com as suas referências orgânicas: um sistema semelhante ao da Terra mas noutro período cronológico da sua evolução, onde ser orgânico será uma condição proibitiva mas onde a parte mineral poderá ser dominante e tomar o comando das operações. Ou não fosse o nosso corpo esmagadoramente constituído por água e outros elementos de origem mineral.

 

1P542054781ESFCWD1P2110L6M1.JPG

Na Terra como no Céu ou até noutro planeta

O símbolo fálico ereto (mesmo que impotente) e sempre omnipresente

 

Na sequência de mais esta revelação comprovando que o planeta Marte jamais estará morto (até agora não se tendo encontrado nenhum relógio que possa contrariar o facto de ainda não se terem encontrado registos oficiais certificando o nascimento e a morte do mesmo) – e após detalhada observação das protuberâncias apresentadas pelo nosso Rover e seu possível significado para a entidade presente – tendo-se concluído após mais um período de reflexão (profunda), sem qualquer tipo de restrições (como tal abrangente), sem nenhum exercício de condicionamento (mesmo que referido como não ético) e sendo suscetível de utilização em todas as áreas temáticas (curiosamente a nós próprios aplicadas), que o desejo do ser poderia não ser só o de se movimentar mas também o de comunicar (e de interagir). Isto porque no Universo (onde existimos) o mais certo é tudo ser baseado no mesmo molde – se o quisermos material (com todos os nossos órgãos ativos incluindo o reprodutor) e até mesmo espiritual (desejando não ser o único e tendo como objetivo socializar).

 

Pelo que após detalhadas investigações coordenadas a partir da Terra e levadas a cabo por equipas completamente isoladas, independentes e (já agora) imparciais constituídas exclusivamente por especialistas (para o produto final não ser afetado por qualquer tipo de intrusão vinda do exterior – e além do mais tornando a afirmação dita por eruditos irrefutável), a conclusão não só era evidente como estava logo ali à nossa frente: o que na realidade se passara e que em nada contrariava uns e outros dos adeptos de duas ou mais versões, era que uma das protuberâncias pertencentes ao nosso Rover talvez tendo sido excitada por um aumento brusco do nível de raios solares e dos raios cósmicos aí presentes, tomara a iniciativa no processo e no seu movimento ereto e inconsciente (desenvolvido no exterior mas passando praticamente impercetível) reagira, produzindo sombras, construindo imagens e fazendo-nos imaginar objetos – obviamente de desejo. E á qual a Máquina utilizando o seu processador não conseguiu resistir.

 

(imagens: nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:06

06
Mar 17

Mais uma projeção cujos efeitos especiais tiveram uma origem e uma causa (sendo tal facto inequívoco), tendo como tela a Terra e os seus seres primitivos (e não sendo apenas os extraterrestres a considerarem-nos como tal).

 

F1.jpg

 

Numa notícia divulgada por alguns órgãos de comunicação social ingleses referindo-se a um estranho fenómeno (atmosférico) ocorrido na semana passada nos céus da Zâmbia sobre a localidade de Kitwe – mais especificamente sobre um centro comercial e com várias testemunhas presentes – ficamos a saber ontem dia 4 que as pessoas que frequentavam a área desta zona comercial e que na altura do acontecimento aí estavam presentes, observaram incrédulas ao aparecimento entre as nuvens que parcialmente encobriam o céu de uma figura de contornos humanoides e dando a impressão de estar a olhar para baixo (para terra).

 

Como se pode comprovar pela imagem publicada em diversos canais de notícias (desde o site ufosightingshotspot.blogspot.pt até ao jornal thesun.co.uk) – um conjunto materializando-se no ar com forma humana e com os contornos de cabeça, de tronco e de membros bem delineados, estilizados, quase como se fossem perfeitos mas também extremamente esguios (levando ao seu desaparecimento) – com a enorme figura com cerca de 100 metros de comprimento e parecendo flutuar no ar (enquanto ia observando algo) a naturalmente acabar por aterrorizar trabalhadores e clientes pondo muitos deles em pânico e de imediato em fuga.

 

F2.jpg

 

Entre outros detalhes acompanhando a notícia referindo-se ainda que se alguns destes trabalhadores e clientes se puseram de imediato em fuga dado não compreenderem o fenómeno que enfrentavam e ao mesmo tempo terem medo do que ele poderia significar (para a sua segurança), outros mais temerários (ou talvez mais desesperados) e julgando provavelmente que um novo deus estaria a chegar (por ali), se ficaram para o ver e aí o adorar (pelo menos enquanto o evento persistiu e o deus não se esvaiu);

 

E para aumentar ainda mais o mistério e a incerteza sobre a origem e causa deste fenómeno (ou seja como explica-lo cientifica e oficialmente), com as testemunhas mais atentas a indicarem que o material que dava forma a esta entidade humanoide projetada não se sabe como e tendo como tela o céu e as nuvens, seria constituída por material diferente daquele que a rodeava (confirmando uma intrusão).

 

(imagens: World News & EveryThing About Life/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 08:31

Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO