Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

20
Abr 14

“Uma besta nunca vem só: traz sempre outra com ela, para se sentir acompanhada, assim como reflectida”

 

PPC, PP e o Indígena Indigente

 

Why is he staring at us?

 

O dia em que Coelho e Portas caíram por acaso e por necessidade no desgraçado planeta Terra e durante o qual se convenceram que já eram muito conhecidos e apreciados, podendo assim e como consequência ganhar eleições e conquistar o território – uma pequena e estreita faixa de terreno perigosamente inclinada para o mar devido ao excesso de peso por ela suportada, situação por sua vez provocada pela elevada concentração local de indígenas e de outros animais de carga; indígenas classificados pelo duo alienígena como amantes da comida e da boa vida e como tal potenciais indigentes (se viveram em cima também o podem fazer em baixo).

 

E não é que só de os olharem os portugueses se excitaram e se vieram em votando?

Correram com o Pinóquio – que até apresentava um apêndice bem comprido – para ficarem com uma praga de coelhos!

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:34

16
Mar 13

Vivo em Albufeira num apartamento normal mas preferia viver na Praia da Coelha (como o Cavaco, o Catroga ou o Fantasia), mais rigorosamente na Aldeia BPN. Com praia à frente e uma marina mesmo ao lado, o que poderia desejar mais para a minha sonhada reforma?

 

“Diz-me com quem andas – ou andaste – e dir-te-ei quem és”!

 

Retrato de dois pobres pensionistas

 

Cavaco Silva é o maior responsável pela situação actual que o país atravessa. Sendo o homem que comandava o leme do barco aquando da chegada a Portugal dos milhões da Comunidade Europeia, foi pelas suas mãos como Primeiro-Ministro que se iniciou a destruição criminosa da Indústria, da Pesca e da Agricultura e ainda a grande caminhada para a alienação e comercialização da Educação e da Saúde ou seja, da obliteração deliberada da generalidade do tecido vivo de qualquer país. Resumindo miseravelmente a sua actuação como líder político incontestado na altura, a sua opção interventiva foi muito simples e estritamente contabilística: a nossa elite decadente e parasitária receberia dinheiro aos milhões para poder manter por mais uns largos anos o seu excelente nível de vida – trocando os seus negócios já há muito falidos por moradias, automóveis, restaurantes, viagens e caridade – enquanto os outros portugueses também conhecidos como pobres, miseráveis, analfabetos, indigentes, excedentários, logo sem a escola toda, receberiam os restos que antigamente os poderosos guardavam para os porcos, a lavagem.

Mas se tudo a que hoje assistimos é nojento, prepotente e provocador – e revelador do oportunismo e hipocrisia dos nossos políticos e das suas forças vivas associadas – esta situação e ao contrário do que muitos pensam, ainda poderá atingir proporções muito mais perigosas e degradantes: é que ao princípio o veneno (como a doença) estranhasse mas depois entranhasse – e aí já ninguém nos poderá salvar!

 

Última Hora:

 

“Cavaco chocado com o preço da água”

(Económico – Sapo)

 

E com o preço do vinho?

 

(imagem – Sapo)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:37

Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO