Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

06
Nov 18

6 Novembro 2018:

Senado (35 de 100), Representantes (435 de 435),

Governadores (36 de 50).

 

dims.jpg

2018

US MIDTERM ELECTIONS

Apesar de mais uma Tentativa dos Russos

De Manipularem as Eleições Norte-Americanas

 

Esta terça-feira dia 6 de Novembro de 2018 coincidindo com o cumprimento de metade do mandato do Republicano DONALD TRUMP como 45º Presidente dos EUA (tendo ganho as Eleições Presidenciais a 8 de Novembro de 2018) – e coincidindo igualmente com a 2ª grande derrota da Democrata Hillary Clinton (a 1ª em 2008 na corrida a candidato presidencial pelos DEM derrotada frente a Barack Obama – curiosamente com Hillary a ganhar no Voto Popular mas com Obama a ter a Maioria de Delegados) – realizam-se as ELEIÇÕES INTERMÉDIAS de 2018 para o SENADO, para a CÂMARA dos REPRESENTANTES e para o cargo de GOVERNADOR. Mantendo-se o Presidente (cumprindo o seu mandato pelo menos mais dois anos/e podendo candidatar-se ainda a um 2º mandato).

 

SENADO

 

S

(composição atual)

Partido

S

(atribuídos)

S

(em disputa)

S

(total)

S

(em jogo)

51

Republicano

42

S1

42+S1

9

49

Democrata

23

S2

23+S2

26

100

(Totais)

65

35

100

35

(S: Senadores)

 

Para o SENADO estando em disputa 35 dos seus 100 lugares (maioria do Senado aos 51), para já com os REPUBLICANOS em vantagem (sobre os DEMOCRATAS) com 42 senadores REP contra 23 senadores DEM; para a CÂMARA dos REPRESENTANTES estando em disputa todos os seus 435 lugares (maioria da Câmara aos 218); e para o cargo de GOVERNADOR de momento com REPUBLICANOS e DEMOCRATAS empatados (7 Governadores REP e 7 Governadores DEM) estando em disputa outros 36 cargos (sendo 50 os Estados). Com os primeiros resultados a começarem a aparecer por volta das 07:00 p.m. ET (costa Atlântica) e com os últimos a surgirem pelas 11:00 p.m. ET (costa do Pacífico) o Alasca às 01:00 a.m. ET. Ou seja durante a madrugada de 7 (quarta-feira).

 

REPRESENTANTES

 

R

(composição atual)

Partido

R

(atribuídos)

R

(em disputa)

R

(total)

R

(em jogo)

241

Republicano

0

R1

R1

241

194

Democrata

0

R2

R2

194

435

(Totais)

0

435

435

435

(R: Representantes)

 

E de acordo com as últimas sondagens realizadas nos EUA (mantendo-se estas e acreditando-se nessas mesmas previsões) com os REPUBLICANOS a manterem a Maioria no SENADO (mantendo-se a sua composição mais ou menos na mesma), com os DEMOCRATAS a reconquistarem a CÂMARA dos REPRESENTANTES (mas não com uma grande diferença) e com os REPUBLICANOS (mais uma vez) a manterem a maioria de Governadores (mas agora com uma vantagem mais pequena). Mas como na América nunca ninguém sabe bem o que dali sairá – ou não fossem extremistas de DEPLORÁVEIS a EXCECIONAIS – restando-nos apenas esperar (norte-americanos e o Mundo) e descobrir qual o Vencedor: no fundo os TRUMP ou os CLINTON e certamente Mais Ninguém (e nada para o ZÉ NINGUÉM já quase nos 8 biliões).

 

GOVERNADORES

 

G

(composição atual)

Partido

G

(atribuídos)

G

(em disputa)

G

(total)

G

(em jogo)

33

Republicano

7

G1

7+G1

26

17

Democrata

7

G2

7+G2

10

50

(Totais)

14

36

50

36

(G: Governadores)

 

(imagem: engadget.com/Getty Images)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:43

05
Nov 18

If You’re Sure You Know What’s Going to Happen on Tuesday,

You’re Wrong.

The rise of Trumpism has changed the shape of the electorate.

We are working our way toward a new political dispensation.

(Christopher Buskirk/nytimes.com/04.11.2018)

 

merlin_145897416_ee34a75f-ae4f-449f-98fd-428689fa4

Supporters of President Trump cheer as he arrives on stage

(during a MAGA campaign rally in Charlotte, N.C. last week)

 

A menos de 24 horas da realização das Eleições Intermédias Norte-Americanas de 2018 (a meio do mandato de Donald Trump como 45º Presidente dos EUA) – US MIDTERM ELECTIONS elegendo parte do Senado (35 dos 100 senadores), a totalidade da Câmara dos Representantes (435 em 435 deputados) e os Governadores de cada estado (50 em 50) – as últimas sondagens realizadas mantêm as tendências até aqui observadas: vitória no SENADO para os REPUBLICANOS, vitória na CÂMARA dos REPRESENTANTES dos DEMOCRATAS e maioria de GOVERNADORES sendo REPUBLICANOS.

 

8561538trump_2718891a.jpg

2018 US Midterm Elections

(episódio da 2ª Temporada da série CLINTON VS. TRUMP)

 

No entanto e face ao que se passou no último ato eleitoral de 6 de Novembro de 2016, entre outras consequências tendo como resultado surpreendente a eleição de DONALD TRUMP e a inacreditável derrota de HILLARY CLINTON – com DT apesar do menor número de votos expressos a conseguir a maioria no Colégio Eleitoral sobre HC – com todas estas sondagens a poderem mostrar-se inconclusivas e a poderem originar resultados contrários (aos sugeridos nas consultas): dada a divisão dos EUA ao meio e a grande aproximação – entre REP e DEM – nas sondagens.

 

Eleições

REP

DEM

P/Atribuir

Total

Maioria

Senado

50

(52)

43

(48)

7

(0)

100

51

Representantes

 

195

(-)

202

(-)

38

(-)

435

218

Governadores

20

(26)

18

(24)

12

(0)

50

26

Eleições Intermédias – Sondagens

(e Previsões de resultados)

 

Pelo que fazendo FÉ nas últimas sondagens oriundas dos EUA (aqui consultando realclearpolitics.com) tudo se podendo manter na mesma – Presidência, Senado, Representantes e Governadores com maioria REP (controlando tudo mas com uma margem menor) – ou então modificar-se mas apenas um pouquinho – com os DEM a conquistarem a Câmara dos Representantes (obtendo a maioria) e a poderem fazer a vida ainda mais negra ao Presidente Donald Trump (e aos REP). Na madrugada de 6 para 7 (de Novembro) – e como um Episódio na sua 2ª Temporada – se verá se ganha TRUMP ou os CLINTON (e os norte-americanos e o mundo que se lixem).

 

(imagem/legenda: Doug Mills/The New York Times e madan.org.il)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:04

15
Out 18

A 5 de Novembro e de novo a mesma história:

TRUMP ou CLINTON?

 

trump-clinton-map-comp.jpg

Duplo Impacto sobre os EUA

 

Com a realização no próximo dia 6 de Novembro (precisamente a meio do mandato do 45º Presidente dos EUA o Republicano Donald Trump eleito a 6 de Novembro de 2016) das Eleições Intermedias de 2018 – para a Câmara dos Representantes (todos os 435 lugares) e para o Senado (35 dos seus 100 lugares) para além de alguns Governadores (30/40) e outros cargos estaduais – todos os que se interessam pelo que se passa nos EUA (a nível de Poder) ainda mais quando o mesmo (a maior Potência Global) atravessa um dos seus piores períodos de Confrontação Política Interna – alimentada pelos Média e transformada em Guerra Civil (no mínimo) Comunicacional – aguardam com algum tipo de expetativa (ou não tivesse já ocorrido uma surpresa dois anos antes) os resultados desse ato eleitoral.

 

Ficando-se aí a saber se o cenário político e partidário norte-americano (atual) ainda se mantem – com os Republicanos a dominarem o Senado, os Representantes e a deterem a Presidência (ou seja a controlarem tudo) – ou se pelo contrário os Democratas surpreendem (ainda com os Clinton por detrás) chamando a si a maioria nas duas câmaras e a partir daí partindo para um renovado e eficaz ataque (esperando-se que Demolidor) ao seu Inimigo Público nº 1: Donald Trump. Isolando-o (TRUMP) e ao seu partido (REP) e relançando outro (CLINTON) para a sua 3ª tentativa (um feito pré presidencial).

 

maxresdefault.jpg

Os protagonistas das eleições intermédias

 

E de momento (sondagens de 12 de Outubro) com os Republicanos com uma ligeira vantagem no Senado (REP/50% e DEM/44% com maioria a 51%), com os Democratas com uma ligeira vantagem nos Representantes (DEM/205 lugares e REP/201 lugares, maioria com 218 lugares) e com os Republicanos com uma ligeira vantagem nas corridas para Governador (REP/23 e DEM/19); não significando que tais sondagens se confirmem dentro de aproximadamente três semanas (a 6 de Novembro) – com o cenário final a poder ser completamente diferente (mas no final e como sempre, tudo se encaixando de novo) – mas restando desde já a certeza que o período de forte convulsão política se manterá mesmo após as Eleições Intermédias de Novembro.

 

Coincidindo com o início (temporal e antecipado) do Tour Clinton (Bill Clinton & Hillary Clinton) talvez como lançamento (espacial e alargado) da recandidatura (dita/não confirmada a terceira/decisiva de Hillary). E dependendo a sua apresentação – e logicamente Estreia & Revelação (a 3ª de Hillary) – dos resultados de 6 de Novembro (naturalmente com duas versões para o que der e vier). E Donald Trump que se cuide.

 

(imagens: metro.co.uk/Getty – JurogalayDailymotion/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:41

Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO