Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

02
Mar 21

Vivendo num estado de Pandemia por muitos justificado como uma consequência natural (ação/reação) do modo como tratamos o Ecossistema onde vivemos (e que partilhamos)  ─ “tratamos mal a Natureza e como resposta ela trata-nos mal” ─ recordando-nos de momentos passados ou mesmo remotos onde a nossa espécie (Homem) ou mesmo outra (dominante) de uma forma ilusória (filmes de  SCI-FI) ou real (extinção dos Dinossauros) poderá ter sido posta em causa (aqui na TERRA) e associando tudo isto ao cenário ambiental atualmente montado isolando o Homem, reabrindo trilhos fechados e há muito abandonados e convidando a fauna e a flora daí natural ao seu regresso ─ connosco condenados ao isolamento em casa (com medo) e com os animais livres/sem restrições visíveis a substituírem-nos no exterior (não só no campo, como na cidade)

 

haan-crows-mohawk.jpg

Num combate de galos ilegais

"acidentalmente" esfaqueando e matando

o seu dono e treinador

 

Tornando-se cada vez mais claro e evidente (aos olhos dos que ainda veem, sem utilizar palas) passado já tanto tempo e sucessão de eventos (uns noticiados/realçados, outros não) e face a tantas evidências colocadas aos nossos pés/diante de nós (sempre encobertas pelo manto nebuloso das teorias da conspiração), que nada disto será acidental: pondo de lado a Natureza proporcionando tudo o de que (de belo) vemos e sentimos (incluindo-nos a nós) dando-nos algo de extraordinário (como usufruto) para simplesmente podermos viver como se estivéssemos num paraíso (bastando unicamente servir-se dele), com os únicos a poderem estar no “Livro dos Suspeitos” por se encontrarem envolvidos direta/indiretamente neste incidente ─ podendo ter consequências catastróficas para nós, passando por uma lobotomia ou terraplanagem ─ a só poderem ser ou ALIENAS (extraterrestres), ALIENADOS (terrestres) ou outra qualquer  subespécie (das anteriores). Mas sempre com um Chefe-Produtor a controlar/investir no holograma e um Chefe-Diretor a impor/orientar a projeção, colocando-se no final o produto daí saído (artesanal/industrial) nas mãos do Criador, cabendo-lhe posteriormente distribuí-lo por outros níveis e hierarquias.

 

E entre “Alienas, Alienados e outros derivados” podendo estar presentes neste vasto (e para nós misterioso, intrigante, por vezes assemelhando-se como para os fanáticos, a uma ideologia/religião) leque de poder ─ certamente definidos e indicados como os corresponsáveis pela nossa existência de um certo modo fechada (como num Aviário) e condicionada (por uma linha de montagem levando-nos daí ao nosso destino, engolindo-nos e fazendo-nos desaparecer “integrando-nos”) ─ literalmente conduzindo-nos e absorvendo-nos (em redor de um falso coletivo construído em torno de uma indicada/imposta única referência) para além da presença tantas vezes repetida dos “Humanoides” ou de outras espécies (como nós afirmadas como) dominantes, surgindo ainda os outros animais (os irracionais) como um certo dia (repararemos nisso então) poderão até ser plantas:

 

603c011b2030274e80735c74.jpg

Entrando no cockpit de um avião,

atacando os pilotos e "sequestrando o veículo",

obrigando-os a uma aterragem de emergência

 

Nestes últimos episódios envolvidos por esta bruma espessa e de efeitos incertos (físicos/covid-19 como mentais/isolamento) que nos envolve e nos separa (uns dos outros) desde há mais de um ano (mantendo-nos estáticos sendo por natureza nómadas) ─ e analisando em conjunto as novas migrações e comportamentos (dos animais) ─ interiorizando e compreendendo o comportamento destes (entre outros exs. voltando a ouvir os passarinhos nas árvores, observando o regresso dos golfinhos nos estuários, reparando na ausência da poluição afetando a vegetação envolvente/mais bela e brilhante) acabando por aceitar não só esses factos positivos, como a fazê-lo igualmente (sendo cobardes) com os factos negativos. Surgindo então alguns desses casos, ultimamente por algum critério noticiados e envolvendo Galos & Gatos; como serão os casos do GALO-LUTADOR (na Índia) e do GATO-SEQUESTRADOR (no Sudão). No primeiro caso (do Galo) com o respetivo animal entrando numa luta de morte (ilegal) com um galo adversário, acidentalmente (equipado de uma navalha presa a uma das suas patas) esfaqueando o seu dono levando-o até à morte e no segundo caso com o protagonista sendo agora o gato ─ com o mesmo (de uma forma ou de outra introduzindo-se no interior do avião) entrando/sendo colocado na área de passageiros ─ imiscuindo-se no interior do cockpit do avião e atacando os pilotos obrigando-os a uma aterragem de emergência.

 

Se se podendo afirmar numa 1ª versão estarmos perante um cenário num contexto envolvendo “o Homem e os Outros” (estes últimos animais/plantas/irracionais) ─ TERRESTRES ─ já noutra versão não sendo de descurar a hipótese de se tratar de uma “Intervenção Exterior” ─ EXTRATERRESTRE. E numa espécie de “mistura de ambas” surgindo uma 3ª versão, tendo a Terra como centro de uma “Experiência Alienígena” (sendo nós as cobaias neste zoo terrestre com observador) ─ depois dos ALIENAS e de outras subespécies, talvez aqui com ALIENADOS (inseridos como poderemos estar, num momento experimental, numa Guerra Biológica).

 

(dados: rt.com/boinboing.net ─

imagens: Sputnik/Natalia Seliverstova/Facebook/Tarco Aviation/rt.com ─

Pexels/boingboing.net)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:32

06
Fev 21

A scientific detective story starting with a single patient in Pittsburgh unearths how the SARS-CoV-2 virus mutates to create new variants, including the UK strain B.1.1.7, and escapes neutralizing antibodies.

(University of Pittsburgh/February 3, 2021/sciencedaily.com)

 

210203144533_1_900x600.jpg

 

Agora que a poderosa raça dominante reinando no planeta Terra (o HOMEM) combate diariamente e a céu aberto (com toda a força e pulmão) contra um micro inimigo invisível e mortal (o SARS COV-2), eis que é o organismo vivo mais pequenino a parecer ter a melhor estratégia de intervenção (de pequenino se torce o pepino) e a estar (aparentemente) mais próximo de vencer.

 

Frente a esta mega invasão, interpretada (decretada) como extrema e inesperada (e ao deixa andar) ─ apesar de todos os antecedentes, como o SARS, o MERS  e até o Ébola ─ afetando os 8 biliões de terrestres, face ao novo recurso-de-guerra pelo Homem criado para se defender (sobreviver) agora materializado nas vacinas, com o vírus a ripostar alterando o seu código (dissimulando-se).

 

"You can't fix what's not there.

Once it's gone, it's gone,

and if it's gone in an important part of the virus that the antibody 'sees,'

then it's gone for good."

(Paul Duprex/University of Pittsburgh)

 

Evitando (capacidade de prever) ser destruído com possíveis ataques (de agentes inimigos externos) como a introdução das vacinas (contra a ação do SARS COV-2 ─ original ─ e respetiva pandemia Covid-19), metamorfoseando-se dando origem a novas estirpes (variantes do vírus inicial) reduzindo a eficácia das vacinas ou mesmo tornando-as ineficazes (ultrapassadas no combate).

 

Para tal ao apagar (manifestação de inteligência e organização) partes da sua sequência genética (do SARS COV-2) detetável pelos anticorpos originados (instalados no corpo) pelas vacinas, como que se lhe mudando as matrículas, tornando-os inidentificáveis/invisíveis e confundindo na sua função (objetivo e diretivas de combate) os anticorpos aliados (inseridos pelas vacinas).

 

(imagem: dottedyeti/stock.adobe.com em sciencedaily.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:25

03
Fev 21

A Invasão das Aranhas-Canibais

 

Est2X_eU4AE4nJV.jpg

 

O que é que aconteceria se um dia ao acordares, ao lançares os teus primeiros olhares sobre o que te rodeava, visses no teto e paredes rodeando a tua janela, centenas de grandes aranhas?

 

Algo que terá acontecido na passada quarta-feira num quarto de crianças de uma habitação localizada na cidade australiana de Sidney, invadido por centenas de jovens aranhas-caçadoras. Numa infestação reportada por outros residentes.

 

Uma espécie de aranha de grandes dimensões (podendo a aranha-gigante da mesma espécie atingir uns 30cm), nestas (menores) com as pernas a serem o maior elemento (cerca de 13cm) ─ o corpo 2,5cm.

 

Com o fenómeno desta invasão de aranhas-caçadoras no interior deste lar australiano a ser justificada pelas condições meteorológicas (aí prevalecendo durante vários dias), com altas temperaturas, chuva e muita humidade.

 

Est2YQfUwAQuchi.jpg

 

Levando logicamente as aranhas a procurar refúgio para estas condições ambientais extremas (para as aranhas), introduzindo-se no interior da habitação para se protegerem (e esconderem) e até para se reproduzirem.

 

Uma espécie de aranhas tendo como característica não tecer a sua habitual teia (até para caçar), deslocando-se rapidamente e atacando de imediato a sua presa. Nestes casos como o aqui relatado sendo aranhas canibais (comendo a própria espécie) acabando por se devorarem rapidamente e desaparecerem.

 

Mas apesar da dimensão, não sendo uma tarântula.

 

Uma situação podendo ocorrer noutro ponto qualquer do globo terrestre ─ mesmo nos antípodas da Austrália, como o é Portugal ─ participando aranhas ou então outro bicho (próximo ou não); como o já terei verificado pessoalmente (habitando então nas Ferreiras-Albufeira) num dia de tempo idêntico ao ocorrido em Sidney, com centenas de formigas-voadores a invadirem (igualmente próximo da janela) o meu quarto e a desaparecerem (aberta a janela) tão rapidamente como tinham aparecido.

 

(imagens: @PrinPeta/twitter.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:13

07
Set 19

[Tendo à distância PUTIN, com um controlo remoto na mão e daí comandando o SALMÃO.]

 

Segundo notícia da passada quinta-feira (06.09) do diário inglês online DAILY MAIL (dailymail.co.uk), com os russos utilizando de novo a estratégia da manipulação (preparando uma invasão) neste caso na população marinha mais especificamente nos SALMÕES-ROSADOS, a enviarem em direção à costa do Reino Unido (infiltrando-se posteriormente em rios e até lagos) um grupo numeroso de salmões-rosa (no seu caminho invadindo e colonizando), tendo como objetivo (primordial) da sua missão colocar (telecomandados à distância pelos russos sobre as ordens do ex-KGB PUTIN) os peixes nativos ingleses em eminente risco de vida.

 

1280px-Pink_salmon_FWS.jpg

Salmão-Rosado

Segundo os Britânicos um novo agente russo ao soldo de Putin

infestando o mar e infiltrando-se como um invasor

em águas e território soberano do UK

 

E para provar sem qualquer tipo de dúvida esta informação (como tantas outras tendo origem tanto no Governo inglês como nos Média, sistematicamente e de uma forma absurda, atacando a Rússia e/ou Putin) pondo em Alerta e em Risco todos os Peixes-Ingleses (sem exceção, sejam de água doce ou salgada) e o território pelos mesmos ocupado e percorrido – ou seja a Ilha, o Reino Unido, todos os cidadãos britânicos e de restantes nacionalidades – o fornecimento da estatística (pelos vistos num “exclusivo” Daily Mail) referindo-se a 7 salmões-rosa detetados em 2017 contra os já 10 registados este ano (ainda por terminar):

 

Com o Daily Mail numa exposição teórica assumidamente paranoica, ignorante e deprimente, afirmando que, apesar de serem salmões-rosados oriundos do Alasca ou do Canadá (em gerações anteriores) tendo por volta dos anos sessenta (do século passado) aproximado da costa russa, introduzindo-se nos cursos dos seus rios e aí sendo capturados, sujeitando-se a uma lavagem cerebral e a partir daí, sendo agenciados e entrando em modo de ação, de confrontação, de Guerra (contra as forças Aliadas do Ocidente), via Noruega chegando aos UK (os descendentes dos salmões-rosados, mais de 50 anos depois).

 

E de 7 salmões passando a 10 (ainda incompleto, podendo aumentar) num período de dois anos (o tempo do ciclo de vida de um salmão) – um aumento de 43% ou superior − e com 6 detetados em Inglaterra, 3 na Escócia e 1 no País de Gales.

 

The invasion of the Pacific pink salmon!

Influx from Russia to British waters is putting native fish at risk

 

 An invasive breed of salmon, from Russia,

is colonising Britain's rivers and lakes;

Pacific pink salmon have been spotted

in 'unprecedented' numbers in the UK;

And Environment Agency is warning

that yet more will return to the UK to spawn.

(Colin Fernandez/Daily Mail/Setembro,6)

 

[Como informação adicional e final (para além de elucidativa) destacando-se o gosto dos britânicos por este peixe tão apreciado como é salmão, não só o pelos mesmos pescado (no mar) como o em viveiros produzido (de aquacultura): e não estando os rios (como por exemplo o Tamisa) e os lagos britânicos a ser invadidos por enormes contingentes de vorazes salmões − exceção feita aos possíveis fugitivos (dos tanques de aquacultura).]

 

(imagem: wikipedia.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:45

15
Ago 19

A meio do Verão com as máximas a 35 (°C) e sob Índice Ultravioleta UV9 (numa escala de UV1/UV11), no fundo para se estar protegido só ficando mesmo à sombra e de preferência (pela água) em casa.]

 

“Nos EUA e no mês de Setembro, provavelmente com a lotação já esgotada

− Ou então e desde logo, não passando de mais um Flop.

Que se saiba ainda sem a presença dos asteroides Trump e Hillary.”

(para já um Evento com propaganda, publicidade, luzinhas

e como não poderia deixar de ser, russos)

 

2c6238b0-baf1-11e9-bdb6-3217c164d4d6.png

 

Aproximando-se rapidamente a data da invasão da ÁREA 51 no estado do NEVADA (20 de Setembro) por uma multidão de indivíduos decididos a LIBERTAR definitivamente pretensos ALIENÍGENAS (que não Mexicanos ou afins) retidos numa base militar norte-americana (das mais secretas nas suas competências)

 

– Numa campanha propagando-se rapidamente (e de uma forma viral) na Web e incitando à adesão maciça à iniciativa

 

“STORM AREA 51, THEY CAN’T STOP ALL OF US”

 

Duas notícias sugestivas para quem neste triste e quadrado período da Silly Season (que inevitavelmente muitos de nós têm que obrigatória e anualmente percorrer, querendo ser de novo reconhecido − por exemplo através da apresentação do chamado “bronze” − e a partir daí certificado)

 

65627098_658057611273743_2898309468246769664_n.jpg

 

− Em que se tendo o sangue-a-ferver tudo se pensa poder fazer

sem que nada ou ninguém fique no nosso arquivo de memória

(nunca comprovando o nosso usufruto e a nossa existência)

 

Ainda se pretende dedicar a um tema alternativo e situado um pouco mais Além, juntando (de uma forma divertida) o Imaginário ao Real e criando como réplica uma nova Projeção, apresentando-se sob a forma de um holograma “perfeito” não só por estar de acordo com muitos dos trâmites legais (adotados pela Sociedade, como o da Defesa das Minorias) como de se complementar sem se anular com o seu oposto:

 

Tentando revolucionar os campos de experimentação (e comportamento) como por exemplo ultrapassando muros/fronteiras/limites

 

https _s3-us-west-2.amazonaws.com_the-drive-cms-co

 

− Invadindo o Território “Ocupado”

(só depois dos físicos sentindo a pele dor/prazer, os mentais)

 

De modo a revelar detalhes que de uma forma mais passiva nunca alcançaríamos, nunca compreenderíamos e integraríamos (como conhecimento).

 

Como o da existência de OVNI’S e de EXTRATERRESTRES − seja de origem externa (origem fora da Terra), se não mesmo interna (ainda subterrânea/secreta/desconhecida) – e do interesse de muitos sobre tais temas (marginais) aqui expostos em dois acontecimentos (uns os locais/norte-americanos outro os mirones/russos) bons para a promoção e engrandecimento do EVENTO:

 

Sem título.png

 

Um deles e prévio a estes últimos acontecimentos (levando à decisão da organização do Evento de “Libertação Alienígena” − não numa iniciativa anti russa, mas anti-norte-americana), o envolvimento dos Russos e da sua Força Aérea em missões de espionagem sobre esta região do Nevada onde se localiza a base militar norte-americana denominada como ÁREA 51 (com voos autorizados de observação, a passarem pelo seu espaço aéreo)

 

− Demonstrando bem o interesse (curioso e particular) despertado tanto entre nacionais como entre estrangeiros por um tema em princípio tão vago e tão pouco profundo (mais de jovens aventureiros acreditando ainda na sua Imaginação, do que na Realidade que mais tarde e forçosamente lhe será proposta) como o será a dupla UFO/ALIENS

 

O outro o aparecimento talvez como pré-aviso (aperitivo ou entrada) do que aí virá (na Invasão de Setembro) de luzinhas movimentando-se e iluminando o céu noturno e cada vez mais misterioso rodeando a mítica ÁREA 51:

 

Para muitos (os Desesperados) um prenúncio de que o Evento (certamente mais pessoal) possa mesmo ser real.

 

(imagens: stormarea51.us − Alien Stock − thedrive.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:44

27
Mai 19

[A partir do dia 23 de Maio com a Terra a ser invadida por pequenas luzes brilhantes, atravessando ordeiramente e como que vigilantes a escuridão do nosso Céu Noturno.]

 

uwxXhvy8WC2ukLTMERQeee-1200-80.jpg

Just short of a day after the launch (SpaceX launched STARLINK, a series of 60 satellites), near 22:55 UT on May 24, this resulted in a spectacular view over NW Europe, when a "train" of bright satellites, all moving close together in a line, moved across the sky (SatTrackCam Leiden)

 

“No final desta segunda década do segundo milénio após o nascimento de Jesus Cristo (o representante na Terra desse DEUS talvez vindo das Estrelas, sendo eventualmente um Astronauta, tendo entretanto partido e como consequência, sido inevitavelmente esquecido), podendo-se estar perante o início de uma Invasão (seguida de Colonização) – se não soubéssemos “a priori”, ser obra de ELON MUSK − com os primeiros batedores abrindo caminho para a imensa Frota Intergaláctica, vindo na nossa direção. E não sendo a Invasão (Extraterrestre) talvez ainda sendo pior (o nosso Cenário Geral e final) bastando para tal imaginar a Terra (a nossa única casa) cercada (só numa 1ª fase) numa iniciativa interna (Terrestre) por 12.000 contentores ou (simplificando) Caixotes-do-Lixo. Expondo a uma nova poluição (visual) toda a observação do Espaço (com tanto lixo interpondo-se).”

 

Curiosamente coincidindo com o último lançamento na passada quarta-feira, 23 de Maio do foguetão FALCON 9 da Agência Espacial Privada SPACE X − e nada tendo a ver com STARMAN e o seu TESLA ROADSTER (outra das obras de arte do Milionário ELON MUSK) de momento nas cercanias de MARTE (assim se presumindo), nem com qualquer tipo de manobra publicitária (como  o da insistência de que estaremos, na próxima década em Marte) – eis que nos últimos dias e nos nossos Céus (num Evento apenas visível conforme o lugar e a hora, durante espaços limitados do respetivo período noturno) têm sido avistados um número indeterminado de Objetos Voadores Não identificados (igualmente visíveis a partir do nosso Hemisfério Norte), aparecendo surpreendentemente no nosso horizonte visual (noturno, rodeado maioritariamente por escuridão) e despertando-nos de imediato (quase que inconscientemente, como por instinto, inato) o nosso interesse e a nossa mais extrema atenção, deixando-nos inicialmente perplexos e depois como que subjugados (face a todas as hipóteses explicativas, para o que de tão estranho e raro, estaríamos a testemunhar): à vista desarmada ou utilizando um simples instrumento ótico (como auxiliar), tal com antes e ainda no dia de hoje (domingo, 26 de Maio, depois do  anoitecer), no local certo e à hora certa e pelo menos (segundo previsões de entusiastas, não necessitando de ser dos conspirativos) durante os próximos dias, podendo-se observar aparecendo no Céu um grupo de objetos bem iluminados e em fila ordenada, deslocando-se uns seguindo os outros como as carruagens de um comboio, continuando o seu trajeto e rumo até desaparecerem definitivamente (até o início de um novo ciclo) na escuridão mais  profunda e distante

 

spacex-starlink-satellite-internet-global-network-

Com a Terra ficando entrelaçada por uma verdadeira rede de alta-velocidade, facilitando ainda mais as Comunicações, mas podendo por outro lado e apertando-se essa rede, transformar-se num instrumento asfixiante e numa armadilha mortal

 

spacex-starlink-internet-satellites-falcon-9-rocke

Um total inicial de 60 satélites para provedores de Internet de alta-velocidade, distribuídos ordenadamente e como que abraçando toda a Terra,

(dos 12.000 já programados) lançados a bordo de um Falcon 9 da Space X

 

“Olhando o Céu noturno com os observadores a serem surpreendidos com a passagem inopinada por nunca vista de um “Comboio-Voador” integrando 60 carruagens, nem um dia passado sobre o lançamento do foguetão Falcon 9 da Space X, segundo o que dizem transportando consigo (e libertando-os de seguida um a um) 60 artefactos (pela generalidade do público não identificados, desconhecidos), podendo ser qualquer coisa mas pelos vistos não passando de comuns satélites: por esta hora (23:00 horas em Portugal) com o “Comboio” da SPACE X (Starlink Group) lançado a 23 de Maio dos EUA, a atravessar (já depois de ter passado no Céu e sobre o Atlântico a noroeste da Península Ibérica) os céus noturnos do continente Europeu − a caminho do Continente Asiático e da Austrália – em mais uma das suas órbitas em torno da Terra, feita a pouco mais de 400Km de distância e em cerca de hora e meia (e ao longo dessas órbitas e do tempo, ascendendo para as suas órbitas pré-programadas a mais de 500Km de distância).”

 

– No Meio do Natural envolvendo o Ecossistema Terrestre e ainda tudo o que o rodeia (protege e integra), face a um Evento (por um lado) tão estranho (de rara/difícil observação) e por outro tão ordenado (sendo o oposto do Caos, necessariamente complementando-o e um ou o outro, justificando organização, inteligência, ou seja presença de Vida), denotando-se alguns traços (por alguma razão de conhecimento profundo mas não ativo, incómodos) podendo ser interpretados como de Artificialidade (simbolizando a presença simultânea no Espaço e no Tempo de um Mundo Artificial) − Inteligência Artificial, seja nossa (da nossa Criação, uma réplica mais ou menos fidedigna do Homem) ou Alienígena (nada tendo a ver com o nosso molde e Criador). Podendo-se assim estar perante uma Manifestação Terrestre (veja-se o caso doa alienas mexicanos, ilegalmente tentando saltar o Muro e invadir os EUA) como até perante a preparação de uma INVASÃO EXTRATERRESTRE, agora que eles sabem − os ALIENAS − que o Presidente do nosso planeta (a nossa única Terra) se prepara para lançar a Contra Ofensiva (num ataque decisivo) com as suas extraordinárias e poderosas (bastando-lhe carregar num botão para o brinquedo funcionar) FORÇAS ARMADAS ESPACIAIS. Segundo os cálculos de muitos observadores interessados no Fenómeno (sejam quais forem os seus pontos de vista) com a “frota” integrando numa 1ª fase (de chegada e de início de intrusão e levada a cabo por “batedores”) cerca de 60 veículos, futuramente (talvez mesmo a curto-prazo) e desenvolvendo-se a respetiva missão (e através de previsões mantidas secretas) podendo atingir a cifra espetacular de 12.000 – segundo as duas alternativas em presença e clamando pela normalidade tratando-se simplesmente de Satélites Artificiais (sendo-o por terem sido cridos não na sua totalidade pela Natureza, mas por apenas uma das partes o Homem), mas por outro lado (talvez já tendo ocorrido noutro Espaço/Tempo semelhante, paralelo, talvez mesmo coincidente) podendo não ser (mesmo que não seja este o caso) obra da nossa intervenção.

 

[Ou alguém ainda se acredita sermos os Únicos Por Cá? Sendo apropriado dizer (tal sucedendo) que seria uma Desgraça.]

 

(imagens: sattrackcam.blogspot.com; Mark Handley/University College London/businessinsider.com; Elon Musk/SpaceX via Twitter/businessinsider.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:23

08
Abr 19

Alerta Geral

Notícia de Última Hora

(transmitida há momentos na TV)

 

A Rússia acaba de Invadir a Estónia

NATO a caminho

 

Putin-Russia-EU-NATO-invasion-771755.jpg

Invasão Russa

 

À Moda da Guerra dos Mundos (da autoria via escrita de H. G. Wells e dramatizado via rádio por Orson Wells) num episódio reproduzido pela nossa Imaginação (infinita), mas também utilizado para outros fins (sejam bons ou sejam maus dependendo do critério) − e substituindo-se agora norte-americanos por alemães e alienígenas por russos – num episódio imposto por esta Realidade Virtual (por limitada no Tempo/Espaço) − a reposição 90 anos depois (de 100 em 100 anos regredindo-se na cultura e na memória) de uma nova versão/temporada da referida Guerra dos Mundos (agora com Claus Kleber como escritor e com a ZDF como palco da dramatização), envolvendo apenas terrestres mas mantendo ao mesmo tempo o medo e a propaganda: respondendo-se à G. dos M. 1.0 com a G. dos M. 2.0 e pacientemente esperando-se (á base de incentivos) e almejando-se que cole.

 

“Together with European and German allies,

the US army is currently moving through land, air and sea

to Estonia to expel Russian forces,

which have once again invaded, as in Crimea before.”

(Claus Kleber/apresentador-consagrado

do telejornal do canal alemão ZDF/4 Março)

 

Com milhões de espetadores a verem e a ouvirem ao vivo e pela voz do conhecido (respeitado e credível) locutor/apresentador (o tal Claus Kleber) da estação alemã ZDF (quinta-feira à noite) a notícia de última hora referindo-se ao movimento das tropas russas dirigindo-se e entrando ilegalmente em território estoniano, levando desde logo a uma resposta imediata das forças da NATO e deixando absolutamente surpreendidos, aterrados e em sobressalto todos os alemães como todos os seus (países) vizinhos − pelo menos por uns curtos mas (dadas as circunstâncias e a paralisia de muitos) intermináveis segundos.

 

“There will be a war with Russia,

so you must love NATO.”

(Claus Kleber)

 

5ca9f7a0fc7e9381748b465f.jpg

Claus Kleber

 

[Segundo a RT, sendo o verdadeiro objetivo de mais este episódio aparentemente inocente e exemplarmente representando o que são as FAKE NEWS − aproveitando de uma forma oportuna a participação da NATO em manobras na Estónia – uma forma de assustando as pessoas, justificar a existência de uma organização militar como a NATO. Se calhar sendo verdade e de acordo com a propaganda.]

 

Para de seguida mantendo-se sério e profissional nos dizer

 

GOTCHA!

(Apanhei-te!)

 

Mas com outras palavras e sendo acompanhado (como no passado no tempo do outro senhor) pelo moral da história:

 

“Do not worry.

It is not true.

This is just a fantasy scenario – but a realistic one.”

(Claus Kleber)

 

Como se não bastasse o matraquear constante por parte das autoridades ditas oficiais e Ocidentais (ou seja, dependentes dos EUA e da sua força militar adicional a NATO) sobre uma possível Invasão Russa da Europa − deixando muitos de nós num constante sobressalto (mesmo que contido) dada a possibilidade da eclosão de um novo conflito regional, podendo rapidamente e pelas partes envolvidas (a Europa Ocidental velha Aliada dos EUA) evoluir para uma nova guerra (muito mais ampla), a WW3 no presente e aproveitando as agora na moda FAKE NEWS com os mesmos (Políticos/Empresários/Formadores/Etc.) utilizando as suas Marionetas selecionadas e profissionalizadas (ordenadas) para esta Sociedade do Espetáculo (entranhando-se em nós e manipulando-nos, não só por fora(fisicamente como por dentro/mentalmente),  a Gozarem-nos de frente, como por detrás, como por todos os lados: Ameaçando-nos de Morte e de seguida Mijando-se (ou seja no fundo Cagando-se em nós) de tanto rir!

 

Como comportamento da Presa, relativamente ao seu Predador:

 

A esmagadora maioria das vezes com o Povo

(os mais de 99% dos mais de 7,5 biliões)

Ainda-por-cima a aplaudir

(os restantes nem 1% da referida multidão de mais de 7,5 biliões).

 

(texto/consulta: rt.com − imagens: Getty/express.co.uk e ZDF/zdf.de)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:19

26
Dez 18

FAKE … FAKE … FAKE … = TRUE

 

Com NICOLÁS MADURO (Presidente da Venezuela) e VLADIMIR PUTIN (Presidente da Rússia) no Comando das Operações – mas graças a Deus com DONALD TRUMP (Presidente dos Excecionais, o T-Original) como sempre vigilante e defendendo o VIRA-LATAS DE ESQUINA (e o seu atual Presidente JAIR BOLSONARO aqui o T-Réplica).

 

thumbs.web.sapo.io.jpg

Segundo as FAKE NEWS brasileiras com o Eixo do Mal Venezuela/Rússia

Atacando o desprotegido Brasil e logo à Bomba – utilizando desde logo bombardeiros

(mas fugindo face à chegada do poderoso Amigo Norte-Americano)

 

Últimas Notícias oriundas do BRASIL – e sendo apenas divulgadas em plena Quadra Natalícia (interessante …) quando todo o Mundo se encontra (naturalmente) profundamente distraído e absolutamente absorvido (religiosa e gastronomicamente) – vêm-nos agora informar de uma forma emotiva e deveras alarmante (com JAIR BOLSONARO ao leme da sua Arca de Noé, recentemente eleito como próximo Presidente do Brasil) que os céus do BRASIL terão sido INVADIDOS por aviões alienígenas (ou estrangeiros, violando ilegalmente o espaço aéreo brasileiro e sendo de fabrico russo) – bombardeiros TU-160 – eventualmente pilotados por venezuelanos (ou em alternativa por russos os seus fornecedores) certamente com motivações retaliatórias e logicamente agressivas.

 

Felizmente e após o alerta lançado pelo Brasil e suportado pelo seu PRESIDENTE JAIR BOLSONARO – graças às boas relações estabelecidas entre o Trump da América do Norte (o Multimilionário Original) e o Trump da América do Sul (a Remediada Réplica da inicial) – com os EUA a enviarem para a região a sua Frota da Marinha (a 4ª, situada mais por perto) colocando de imediato em fuga os agressores e expulsando os seus aviões. Levando mesmo alguns a sugerir dada a (atual) fraqueza militar deste grande (e supostamente rico) país – “onde estão as Juntas Militares que governaram durante anos e anos com autoridade e firmeza este enorme Brasil” – que outros espiões pró-russos (traidores), terão contribuído para tal cenário (no seu próprio país), quando estiveram no poder (governando o Brasil): sugerindo como não poderia deixar de ser os rivais (de Jair) LULA e DILMA – para o cadafalso – e até aí incluindo o conservador FHC (o 34º Presidente do Brasil, talvez perseguido no presente por também o ter sido no passado, nos Tempos Gloriosos/pelo menos p/Jair das Juntas Militares).

 

Safando-se (para já) MICHEL TEMER (como assim ainda Presidente, pelo menos até à tomada de posse/oficial e a 1 de Janeiro de 2019, do próximo Jair Bolsonaro).

 

Esperando-se que proximamente e assumindo o ocorrido – como vítima (o Brasil), dado o predador (Venezuela e Rússia) estar calado – que o poder brasileiro exija ao poder russo explicações pelo (grave incidente) sucedido com bombardeiros invadindo o Brasil, ameaçando a sua soberania territorial e podendo provocar um conflito (perigoso por regional e não só)! Exceto se for mais um caso de mais uma estratégica FAKE NEWS. Ou não existisse previamente o problema da Venezuela (ou não fosse um país produtor de petróleo ainda com assinaláveis reservas/julgada uma das maiores), com o agravar das sanções (impostas pelos EUA) a atirá-la para outros lados (por exemplo para as mãos dos russos, fornecendo entre outros, os tais aviões TU-160) e como consequência (deliberada) agravando ainda mais a situação na América do Sul e convidando os EUA a mais uma (necessária) intervenção militar.

 

E assim se concluindo como as FAKE NEWS

(tão antigas elas são, que até já se perdeu a patente)

São tão importantes por n/profundas (por s/memória e por s/cultura):

Conseguindo desde eleger um Presidente até iniciar uma Guerra.

 

(a partir de notícia/imagem: sapo.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:45

11
Dez 16

Depois das Primeiras Vagas dos 100 e dos 300 Chineses

(escondidos e disfarçados nas suas lojas)

 

A Rússia prepara-se agora para invadir Portimão e os primeiros sinais já aí estão

(e logo num local sagrado e simbólico da bela e saborosa sardinha do Algarve)

 

Foi ao passar numa das principais vias de acesso localizada nas proximidades do Hospital de Portimão, que algo de inesperado me bateu na cabeça e de imediato abriu o meu cérebro a novas e delirantes perspetivas – que por acaso até estavam a ocorrer nesse preciso momento em Portimão. E assim foi.

 

B.jpg

Residente observando o pilar mais a ocidente da ponte rodoviária

 

Na passada sexta-feira (dia 9) ao passar junto ao cais localizado bem próximo da ponte velha de Portimão, provavelmente um seu residente completamente absorvido e estático enquanto observava um dos pilares da ponte rodoviária, chamou-me inevitavelmente a atenção para algo de particular e de revelador impresso nesse mesmo pilar.

 

A.jpg

Pilar mais a ocidente da ponte rodoviária de Portimão

 

O individuo desconhecido ali colocado (como que a meu pedido), completamente imobilizado sobre o seu pedestal (filosófico e existencial) e dirigindo enigmaticamente o seu olhar para o seu lado esquerdo, olhava perturbadoramente o pilar fixando os seus olhos em símbolos muito provavelmente mensagens – certamente alienantes.

 

A1.jpg

Inscrição no pilar da ponte rodoviária localizado mais a ocidente

 

Sendo mesmo muito fácil para um deficiente visual ou para um atrasado mental, ler naquelas simples pedras mais uma ameaça final (naturalmente vinda de Oriente das profundezas da Terra) e a mensagem original do início da invasão: que eles já aí estavam misturados entre nós atacando ideias e minando fundações.

 

C.jpg

A sardinha algarvia podendo protagonizar o objetivo da invasão

 

Passando-se à fase seguinte da procura de respostas, como o do objetivo da missão destes invasores estrangeiros: tal como simples turista procurando diversão e comida ou então como bandido e ladrão apropriando-se dos símbolos dos outros. Neste caso com os invasores vindos do lado mais frio do continente, certamente querendo roubar a saborosa sardinha algarvia.

 

D.jpg

Habitação onde se reúnem periodicamente os invasores

 

Segundo círculos de conspiradores e outros teóricos alternativos (cansados com a monotonia ultra repetitiva do seu quotidiano), já com reuniões secretas concretizadas numa determinada habitação (apesar de necessitar de reparações de aspeto agradável e bem ornamentada no topo) aí se discutindo os planos da invasão e a ocupação prioritária do museu (da sardinha).

 

E.jpg

Menu cruel incluindo pirilau frito decorado com muito feijão

 

Graças à minha experiência e ao facto da minha marginalidade me dar a usufruir momentos da realidade que para os outros nunca passariam de ficção (e no entanto com os leigos como eu nunca me dando crédito nem moral nem científico), com algo ou alguém pondo à minha disponibilidade mesmo sem nada fazer (intromissão de um qualquer periférico) o Menu inicial desta diabólica aplicação (azul na imagem vermelha no objeto): propondo-nos sem intenções que não as meramente gastronómicas (suspeito pelo prazer misericordioso pela vítima) deleitar-nos com um menu percecionado como perfeito mas obviamente e pelas instruções subliminares transmitidas manipulado, adulterado e mal sentido: mesmo provocatório e cruel como o comprova a opção de “pirilau frito c/arroz de feijão”.

 

(imagens: Portimão/08.12.16-15:00/Produções Anormais)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:40

21
Out 15

50,75 É Maior Que 38,46
(e a hora muda a 25)

 

Enquanto a contínua barragem de fogo ANTI-COSTA se expande para além das nossas fronteiras (até com o célebre semanário parisiense Charlie Hebdo aparentemente como contra barragem a juntar-se à festa e a atirar para a ribalta o nunca declarado monhé português), Portugal treme de angústia e de medo face à tão propalada e cada vez mais próxima invasão ALIENÍGENA.

 

pt04_01c.jpg

O Homem que Evitará a Invasão
(Inoculando os Invasores com o vírus PÀF e digerindo-os de seguida)

 

Como é possível um Presidente ignorar que apenas 38,46% dos cidadãos da sua Republica votaram no seu partido para Governar (nomeando de imediato o seu atual líder partidário para Primeiro-Ministro), pondo de lado como se fosse um ceguinho a opinião contrária visualizada por 50,75% dos seus cidadãos? Até por que é esmagadora a diferença entre as duas coligações, cifrando-se em 658.392 votos (ou 12,29%). Como cidadão privilegio a opinião coletiva do meu grupo (os cidadãos) e nunca a opinião individual de terceiros (os partidos).

 

Coligações/Partidos PSD+CDS PS+BE+CDU PAN
Votos 2.086.165 2.744.557 75.140
Percentagem 38,46 50,75 1,39
Deputados 107 122 1

 (Coligações ou Partidos com representação parlamentar)

 

E enquanto este filme se continua a desenrolar diante dos nossos olhos com o guião do mesmo a poder seguir trajetos bem diferentes e até mesmos opostos em simetria (até hoje invariável e infelizmente com o mesmo destino), sem nada fazermos e prosseguindo pacientemente o nosso quotidiano protegido, monótono e essencialmente de miséria (privilegiando o parâmetro segurança face à secundária liberdade), esperamos que a alternativa mais realista predomine e que alguém (ou algo) então nos venha salvar.

 

Com Cavaco a apresentar a solução à hora habitual do jantar. Depois é só ir dormir e de manhã trabalhar.

 

(imagem: WEB)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:54

Abril 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO