Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

14
Mai 14

Não sei se o escritor George Orwell no seu magnífico e esclarecedor romance “1984”, alguma vez imaginou que o Grande Irmão pudesse ser mais ou menos colorido: mas que Obama com os seus drones tinha grandes possibilidades de assumir o seu papel numa versão paralela, ninguém o pode negar.

 

In God We Trust (antes), In Drones We Trust (depois)”

Why?

 

A preto-e-branco A Única Versão

 

That’s Why:

E Pluribus Unum (antes), E Unum Pluribus (depois)”

 

Ao olhar para Martim Luther King só me vem ao pensamento a imagem de um homem bom, que nunca se esqueceu de que os outros também tinham o direito a existir – mesmo que com ele poucos o fizessem ou sequer o apoiassem – lutando sempre e duma forma intransigente na defesa da universalidade dos direitos humanos, facto que lhe criou muitos inimigos na sociedade norte-americana de então, levando mais tarde ao seu assassinato. Martim Luther King era um sonhador, acreditava profundamente num Deus e certamente que contando com todos os seus irmãos, queria construir uma grande nação.

 

E agora a maior desilusão desde o fim da II Guerra Mundial para os povos de todas as nações do mundo: internamente ainda é suportado pelos estados norte-americanos que o elegeram, estando no entanto em queda permanente nas sondagens periodicamente aí realizadas – isto apesar do seu único acto decente e patriótico realizado no campo da assistência na saúde com o programa público Obamacare. Mas a crise de identidade da sociedade norte-americana, não definindo para si própria nem para o mundo o seu projecto de sociedade e o seu papel futuro no mundo e preocupando-se unicamente com o seu tempo presente e desprezando as consequências das suas acções no futuro (de todos, eles incluídos), apenas a tem afastado cada vez mais dos Novos Centros de Verdadeira Decisão Global (nunca na defunta ONU ou na suicidária UE) com a China a comandar – a nível económico ainda este ano – o cada vez mais amplo pelotão. E não serão as suas armas de marca – os Drones – que o salvarão do Inferno e os Estados Unidos da América do precipício.

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:29
tags: , ,

14
Out 12

Asteroide 2012TC4

                                                                              

O asteroide 2012 TC4 passou ontem e como previsto a uma distância inferior a 100.000 Km do planeta Terra – apresentando uma dimensão desconhecida que vai dos 20 aos 140 metros, ou seja, do tamanho de um prédio de poucos andares até ao tamanho de um arranha-céus!

 

Os astrónomos da NASA demonstraram desde logo, interesse na passagem deste asteroide nas vizinhanças da Terra, de modo a tentarem compreender os efeitos provocados por um corpo celeste como este, passando tão perto de nós.

 

Asteroide “rasando” o nosso planeta

 

O que não quer dizer que a sua dimensão não provoca-se na NASA uma certa preocupação, até para alertar e prevenir o país para futuros acontecimentos como este. No entanto a possibilidade de haver alguma ameaça associada à sua passagem foi desde logo descartada, até pela distância da Terra a que este iria passar.

 

Para finalizar, este terá sido um dos asteroides conhecidos e com dimensões semelhantes, a passar tão perto de nós. O que nos deixa pairando no ar com esta dúvida premente, acompanhada como um irmão gémeo, por esta pequena e ao mesmo grande interrogação: o que nos aconteceria se o asteroide 2012 TC4 nos tivesse atingido?

 

(consulta de informação e imagem – Google.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:02

Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13

19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO