Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

05
Abr 20

“Nyberg flew to the space station again as a flight engineer for Expedition 36/37 on May 28, 2013. Nyberg and her crewmates spent 166 days in orbit, participating in hundreds of research experiments in the areas of physical science, technology, education, medicine and more. She also generated interest around the world by posting on social media including how to wash your hair in space, quilting in space, and being a mom while in space. She completed that mission and landed on Nov. 10, 2013.” (Megan Sumner/Johnson Space Center, Houston)

 

karen_nyberg_in_cupola_0.jpg

Karen Nyberg

Expedição 36/37 a bordo da ISS

(maio a novembro de 2013)

 

Recuando à Crise Económica de 2008 atingindo Portugal no final do mandato do 1º Ministro José Sócrates (2005/2011) e posteriormente mergulhando o país numa das maiores crises económicas desde o 25 de abril de 1974 já com o 1º Ministro Passos Coelho (2011/15) no poder, fazendo a muitos recordar a crise económica de 1929 (no tempo da ditadura nacional 1928/33 e antecedendo a implantação do Estado Novo 1933/74) mais conhecida como a “Grande Depressão”, aproveitando a recente aposentação da astronauta da NASA a norte-americana Karen Nyberg (50 anos de idade) para neste novo momento em que se vive uma das maiores Crises Planetárias não Económica mas Sanitária provocada por um “Agente Biológico Infiltrado e Invisível” o vírus mortal Covid-19, observar como era a Terra vista do Espaço por essa altura (2013) a partir da Estação Espacial Internacional (ISS) quando cá por baixo Portugal estava mergulhado num dos maiores períodos de miséria desde há quase quatro décadas.

 

(imagem: nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:02

02
Abr 20

1º Dedo

 

“Antarctica's Denman Glacier is sinking into the world's deepest canyon.”

(Brandon Specktor/livescience.com)

 

The melting glacier could raise sea level by almost 5 feet (1.5 meters).

 

200401130825_1_900x600.jpg

Denman trough (dark blue strip) sinks some 11,000 feet (3,500 meters) below sea level, and could soon become the burial plot of a massive, dying glacier.

 

The glaciers of Antarctica are melting at unprecedented rates, and a giant canyon in the continent's rocky underbelly could make matters much worse.

 

2º Dedo

 

“Traces of ancient rainforest in Antarctica point to a warmer prehistoric world.”

(Imperial College London/sciencedaily.com)

 

Researchers have found evidence of rainforests near the South Pole 90 million years ago, suggesting the climate was exceptionally warm at the time.

 

rLPS3K9BPKpTK4T9SazYCa-650-80.jpg

A team from the UK and Germany discovered forest soil from the Cretaceous period within 900 km of the South Pole. Their analysis of the preserved roots, pollen and spores shows that the world at that time was a lot warmer than previously thought.

 

The preservation of this 90-million-year-old forest is exceptional, but even more surprising is the world it reveals. Even during months of darkness, swampy temperate rainforests were able to grow close to the South Pole, revealing an even warmer climate than we expected. (Tina van de Flierdt/Department of Earth Science & Engineering/Imperial College London)

 

3º Dedo

 

“A COMET TALE.”

(Gerald Rhemann/spaceweather.com)

 

That's 3.3 million km, or more than twice as wide as the sun. The outer reaches of ATLAS's tail are still faint, but the gossamer filaments can be seen sweeping across the stars (in Rhemann's animation).

 

Gerald-Rhemann-facebook_1585496769_lg.jpg

Comet ATLAS (C/2019 Y4) has sprung a tail − and it's impressive

 

Comet ATLAS is now shining like an 8th magnitude star − too dim to see with the unaided eye but and easy target (for backyard telescopes like Rhemann's). The comet is expected to become much brighter. By the time it sweeps by the sun closer than Mercury in late May, it could rival Venus in the evening sky. That would be a comet tale, indeed.

 

4º Dedo

 

“Melting Swiss Glacier Reveals Link Between the Killing of Thomas Becket and Lead Pollution.”

(Paul Seaburn/mysteriousuniverse.org)

 

Scientist have long theorized that a rise in lead production, lead pollution and deaths and health problems from lead exposure in Europe came from the increased production by lead mines in Germany.

 

Screenshot_2020-04-02 Melting Swiss Glacier Reveal

Archaeologist and lead author Chris Loveluck found earlier evidence (of the rise in lead production in an unlikely location – the Colle Gnifetti Glacier in the Swiss Alps. Exposed by the warmth of climate change, they noticed a 50-year concentration of lead pollution – the highest levels until the Industrial Revolution began in the 1800s.

 

High-resolution analysis of the ice core from Colle Gnifetti, Switzerland, allows yearly and sub-annual measurement of pollution for the period of highest lead production in the European Middle Ages, c. AD 1170–1220. Here, the authors use atmospheric circulation analysis and other geoarchaeological records to establish that Britain was the principal source of that lead pollution.

 

5º Dedo

 

“Science Expands on Station, Dragon Departs on Monday.”

(Mark Garcia/nasa.gov)

 

The International Space Station expanded its research capabilities overnight after robotics controllers installed a new external science platform. Meanwhile, the Expedition 62 crew is packing cargo for return to Earth while getting ready for its own departure.

 

Screenshot_2020-04-02 Live_ISS_Stream.jpg

NASA astronaut Chris Cassidy and Roscosmos cosmonauts Anatoly Ivanishin and Ivan Vagner will take a six-hour ride to their new home in space and begin a 195-day mission aboard the orbital lab.

 

Commander Oleg Skripochka with NASA Flight Engineers Jessica Meir and Andrew Morgan are preparing to end their mission in space on April 17. They checked their Sokol launch and entry suits they will wear when they parachute to Earth inside the Soyuz MS-15 crew ship for leaks today. The crew is also gathering personal items for stowage inside the Soyuz spaceship.

 

(texto/legendas/imagens: as indicadas)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:21

31
Mar 20

Agora que estamos em casa sem saber o que fazer e verdadeiramente não nos apercebendo o que está realmente a acontecer,

 

Screenshot_2020-03-31 Space online - SPACE-START N

ISS

Com as suas duas câmaras offline

 

− Constatando apenas que somos o alvo de qualquer coisa,

pelo número de mortes que estão a acontecer –

 

Entre vários sites que antes não tínhamos disponibilidade de tempo para consultar até porque não passavam de meros loucos adeptos das “Teorias da Conspiração”, muitos deles já sem qualquer tipo de credibilidade pois há muito afastados do acesso aos canais oficiais e certificados, e sistematicamente utilizados pelos mesmos que em público os denegriam, com outras intenções que não as propaladas pelos seus editores e responsáveis,

 

− Caso de sites de base norte-americana como “Above Top Secret (muitas vezes no passado recente sendo colocado curiosamente “Off Line” em períodos coincidindo com tempos de crise e de paralisia Governamental, não havendo dinheiros injetados e simples e temporariamente fechando/hibernando) e “Before Its News (já na altura pelo seu conteúdo sendo suspeitos e agora esmagados pelo “lixo que cada vez mais noticiam”)

 

Screenshot_2020-03-31 Aliens Are Observing Us Whil

Nas proximidades da ISS

Objetos Voadores – 1ª vaga

 

E sendo no presente (hoje 31 de abril) completamente surpreendidos (tipo “estalada ou murro na cara”) após semanas ininterruptas de divulgação de registos sucessivos oriundos da transmissão “Live Feed” da Estação Espacial Internacional (ISS) observando objetos estranhos passeando-se em frente à ISS (com cortes de transmissão aparecendo pelo meio, quando não dispondo de qualquer tipo de justificação oficial minimamente aceitável) pela interrupção total de qualquer tipo de imagem daí oriunda (câmaras 1 e 2 da ISS) como até de outros satélites (satélite Gosat),

 

– E como já afirmado antes, tendo tempo de sobra para encetar uma busca mais profunda e sistemática, reparando desde logo no desaparecimento em massa de muitas dessas notícias (e sites dedicados ao tema), ao mesmo tempo que (colocando na procura por exemplo o tema Espaço, nada aparecendo de novo e sendo massacrados em substituição pelo surto epidémico do novo coronavírus) em seu lugar aparecia o nosso novo companheiro de viagem interior (e terrestre)

“o agente infiltrado, invisível e mortal Covid-19”

 

Colocando-se definitivamente a questão suportada pela nossa natural estupefação, de saber e logicamente tentar compreender (sendo dotados como todos os entendidos afirmam de Psique, ao contrário dos outros animais definidos por nós sem psique, apenas aqui presentes para nos servirmos deles, por exemplo comendo-os) o que está na realidade a passar-se:

 

Screenshot_2020-03-31 ISS 1 camera online - SPACE-

ISS

Câmara nº 1 offline

 

Para lá de não se entender nada bem como estes Teóricos da Conspiração foram afastados e substituídos  por estes novos sites/notícias sobre este novo coronavírus (francamente “qual será a relação?”), tendo-se logicamente de concluir (existindo ou estando − sim ou não − por perto, os tais alienígenas) que em princípio as explicações para o sucedido (e constado, não existindo para já emissão) se resumirão apenas a três (uma interna, outra externa e a outra sendo mista) − da simples fatia de pão com manteiga, até à mais elaborada tosta mista.

 

Uma entrada em hibernação destes sites devido à crise Global sanitária instalada (por ação de agentes internos), uma ausência de difusão de notícias passando-se mesmo algo no exterior ao nosso Ecossistema (por ação de agentes externos) ou então uma operação conjunta agora por qualquer razão levada a cabo e envolvendo uma Coligação a nós estranha por desconhecida e não claramente visível (por ação de agentes internos e externos):

 

Screenshot_2020-03-31 Space online - SPACE-START N

Satélite Gosat

Câmara off-air

 

Mas desde logo reconhecendo nunca tendo visto um objeto estranha nem o seu tripulante, podendo-se tratar obviamente (sendo mais rigoroso, na utilização da palavra) não de uma intervenção de terrestres e/ou alienígena, mas de uma constatação de que poderão existir terrestres habitando ainda a Terra e outros tendo há muito partido desta (sabendo-se que tal como o fazem os emigrantes muitas vezes para sobreviver tendo-se mesmo que partir, só o animal morto logicamente não se mexendo − ficando-se sem movimento e parado, estando mortos ou a caminho disso).

 

Com o Sistema Solar e os seus biliões de anos (de existência) “podendo já ter passado por vários Ciclos (não de extinção, mas de desaparecimento/reaparecimento) e diversos Saltos (Civilizacionais)”:

 

Sendo natural não encontrarmos qualquer tipo mesmo que mínimo de sinais ou de vestígios com estas hipóteses relacionados (até como prova) sabendo-se que num segundo se vai a carne sendo os ossos uma questão de tempo (cronologicamente apenas nos reportando no passado à Idade dos Dinossauros).

 

Screenshot_2020-03-31 ISS 2 camera online - SPACE-

ISS

Câmara nº 2 offline

 

E assim com a única explicação a ser a da sua não existência (de UFO´S e ALIENAS) sendo pois natural que num momento de Crise Planetária (podendo levar-nos ao colapso) se invoque o mais importante (a nossa sobrevivência), dirigindo toda a nossa atenção exclusivamente para o que aqui se passa  não nos distraindo do fundamental e urgente:

 

Num Mundo em que milhões e milhões morrem num curto espaço de tempo (sem que ninguém ligue, ou sequer se incomode) pouco se incomodando com as consequências da Guerra, com o Mundo colocado em histeria por apenas uns milhares de mortes

 

− Ou seja, sendo mais profícuo e barato para quem nos controla e manipula, em vez da utilização do poder das armas como fator decisivo (não o sendo como se vê, com guerras localizadas e da maioria dos Povos afastada), optar-se por utilizar o Poder Ilimitado do Medo servindo-se apenas um simples organismo básico, mais barato, eficiente e a qualquer momento podendo-se ligar ou desligar (por alguém interior, exterior ou misto ou com outra forma qualquer).

 

Screenshot_2020-03-31 Aliens Are Observing Us Whil

Nas proximidades da ISS

Objetos Voadores – 2ª vaga

 

Deixando-vos aqui as imagens à vossa apreciação (usufruto, neste “tempo de nada e de cabeça rapada” com prazer ou então não), no mínimo (não se deixando levar muito pela psique, podendo-nos induzir em erro) para nosso divertimento e para assim passarmos o tempo, algo a que já estamos bem habituados “deixando sempre para amanhã, a vida que poderíamos ter hoje”

 

− E como católico-romanos esperando a nossa vez de chegarmos (depois de mortos) ao Paraíso, é certo que não os dos pagãos cheios de mulheres e de virgens.

 

(imagens: space-start.net − ufosightingshotspot.blogspot.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:38

23
Mar 20

Com o Espaço bem no Escuro e todo Limpo

 

Imagem da Terra obtida a partir da ISS (Estação Espacial Internacional) este domingo (22 de março), quando a mesma orbitava o planeta (uma órbita em pouco mais de 90 minutos) a cerca de 420Km de distância e a uma velocidade de 27.600Km/h (quase 8Km/s).

 

Screenshot_2020-03-22 Live_ISS_Stream.png

 

E sem Objetos Voadores desconhecidos visíveis

 

Sobrevoando o sudeste do litoral dos EUA (oriunda do Oceano Pacífico) em direção ao oceano Atlântico e atravessando a parte da Terra não iluminada pelo Sol (sendo noite), a Europa e o Golfo de Áden em direção à parte iluminada pelo Sol (sendo dia), aos mares do sul da Austrália.

 

Screenshot_2020-03-23 Live_ISS_Stream.jpg

 

Após uma Órbita diurna/noturna completa da ISS

 

Aproximadamente 1,5 horas depois e já inserida de novo na parte iluminada pelo Sol (já 23 de março), atravessando o oceano Índico ao largo da Grande Baía Australiana (a sul da Austrália) e dirigindo-se para o cumprimento de mais uma órbita (à Terra) para a América Central.

 

(imagens: ustream.tv)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:17

06
Mar 20

“Com os únicos alienígenas presentes nas imediações

(bastando para tal ver como nos tratamos e à Terra,

como se ela não fosse nossa e estivéssemos aqui de visita − será?)

a sermos nós!”

 

Com a ISS movimentando-se a pouco mais de 7,6Km/s e a 420Km de distância da Terra, sobrevoando o seu lado iluminado a nordeste da Austrália.

 

Screenshot_2020-03-05 Live_ISS_Stream.jpg

DIA na ISS

Figura 1

Sobrevoando o Pacífico e deixando o Sol para trás

(a caminho do lado não iluminado da Terra)

 

Cumprindo a sua órbita em volta da Terra em pouco mais de 90 minutos (92/93) e de momento (fig. 1) sobrevoando o Oceano Pacífico, a caminho da ponta sul do continente Americano.

 

Screenshot_2020-03-05 Live_ISS_Stream(1).jpg

NOITE na ISS

Figura 2

Sobrevoando o Atlântico e a caminho de África

(já do lado não iluminado da Terra)

 

E perto das 22:00 (hora de Lisboa) interrompendo-se a transmissão, mas apenas por segundos e s/ nada de estranho à vista (como UFO’S c/ ALIEN’S). Momentos depois (fig. 2) a noite.

 

Screenshot_2020-03-05 Live_ISS_Stream(2).jpg

DIA na ISS

Figura 3

No Índico a caminho do Pacífico e ainda do Sol

(de novo no lado iluminado pelo Sol)

 

Viajando no interior do lado temporariamente não iluminado da Terra ficando tudo escuro (o ecrã do monitor) tendo para a obtenção da próxima imagem de esperar ainda uns momentos   até voltarmos de novo a ver a ISS (fig. 3) passar (sobrevoando-a) ao lado (da Austrália).

 

Por volta das 23:00 (hora de Lisboa) sem que nada de estranho se percecione (UFO/ALIEN) e cumprida mais uma órbita da ISS à Terra: aqui a uma V = 7,6Km/h e a altitude de 420Km (igual à volta anterior).

 

0f5a3cd3-478e-4def-a718-520ebe372956.jpg

Um corte neste Live Feed da NASA

Figura 4

Objeto misterioso nas imediações da ISS

(podendo ser um meteoro e cortado, alimentando conspirações)

 

Ao contrário de tantos e tantos outros já tendo encontrado a presença de objetos (mais ou menos) estranhos, antes vendo-os a partir da Terra agora a partir da ISS (fig. 4): e eu, nada!

 

E já dentro de poucos momentos com a colocação de milhares (ou dezenas de milhares) de satélites em órbita em redor do nosso planeta (SPACEX de ELON MUSK) deixando de estarmos sós, mas acompanhados e vigiados (monitorizados) por uma espécie de sucata agora presente nos céus (não sendo Deus): talvez umas espécies de minas a utilizar contra ET’S.

 

(imagens: ISS/NASA e NASA/Live Feead/youtube/newsmax.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:29

04
Mar 20

[Mas como sempre e ao contrário de alguns (sortudos até pela diferença), sem resultados.]

 

Enterrado em casa (Albufeira) e (como quem diz) em princípio sem ter nada que fazer e com os canais de televisão (portugueses) a balançarem entre a presença do coronavírus em Portugal, o AVC de D. Dolores e a condenação no caso to triatleta assassinado, virando para os canais internacionais e enquanto na CNN e na FOX os comentadores se preparavam para mais uma noite (madrugada em Portugal) eleitoral com as primárias da SUPER TERÇA-FEIRA DEM, decidi mais uma vez dirigir-me para o meu PC e introduzir-me na rede da WEB  e aí visitar o site ustream.tv (já passava das 23:30) para a partir da transmissão ao vivo da NASA diretamente da ISS tentar observar (nem que fosse acidentalmente e por momentos) algo que nunca vi um OVNI − e tal como já me tinha informado (confirmação) e acontecendo assiduamente (durante muitas transmissões) aparecendo-me no ecrã a seguinte mensagem:

 

Screenshot_2020-03-03 ISS HD Earth Viewing Experim

 

Nada de imagem, nada de OVNI’S, sem transmissão (1 hora depois).

 

Sem nada para ver e com a outra câmara transmitindo a partir da ISS a igualmente nada mostrar (estando a estação espacial a atravessar a face não iluminada da Terra), pensando apenas no azar de sempre que queria poder confirmar (tal como todos os outros o fazem, pelos vistos alguns com êxito) a presença de possíveis objetos eventualmente de origem não terrestre (se terrestres desconhecidos ou sendo um erro induzido de perceção) nas imediações do nosso planeta − observando-nos e à ISS − algo contrariando-nos sempre acontecer (sistematicamente sem explicação/dos ditos eruditos, acabando por dar algum suporte às Teorias da Conspiração/dos referidos como leigos).

 

E uma hora depois continuando tudo na mesma (com a presença da mensagem) − nada de OVNI, nada de ET − e com a outra câmara (antes tudo escuro) agora a proporcionar-nos um ecrã azul – perdão, repentinamente regressando a imagem da ISS (de volta à parte iluminada do nosso planeta) vendo-se a Terra ao fundo (registo seguinte):

 

Screenshot_2020-03-04 Live_ISS_Stream(1).jpg

 

E duas horas depois (01:30 do dia seguinte) o que nos mostrariam as câmaras 1 e 2 da ISS? Ao contrário dos constantes avistamentos (se reais e não sendo qualquer tipo de erro por nós introduzido na projeção, misteriosos, desconhecidos e sem explicação) proporcionados a observadores atentos das transmissões tendo origem na ISS (diários) – com o mais diverso tipo, forma e cores de objetos movimentando-se nas nossas imediações, aproximando-se, afastando-se e desaparecendo, sem entendermos muito bem o que se passa (por estas bandas do Sistema Solar tão próximas do Sol e a apenas 1 UA do mesmo) provavelmente nada (veremos), sendo assim à 01:00.

 

Infelizmente − talvez com todo o Mundo, terrestres e extraterrestres, assistindo à SUPER TERÇA-FEIRA  eleitoral nos EUA (“Território de Excecionais”) − confirmando-se o esperado.

 

(imagens: ustream.tv/ISS/NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 08:52
tags: , , , ,

25
Fev 20

NASA tracks cone-shaped UFO before it disappears into deep space

(fev. 22/ufosightingshotspot.blogspot.com)

 

snapshot1.jpg

1a

Aparecendo a uma altitude inferior ao da ISS

 

Num registo de vídeo de 21 de fevereiro obtido a partir da Estação Espacial Internacional (ISS) orbitando a Terra a cerca de 400Km de distância, a imagem de um objeto voador não identificado (pelo menos para nós, público em geral) habitualmente designado como OVNI (ou UFO) aparecendo, movimentando-se e (de seguida) desaparecendo perante as câmaras (da ISS).

 

snapshot2.jpg

1b

Aparecendo a uma altitude inferior ao da ISS

 

Naturalmente podendo ser um objeto de origem terrestre e não tanto naturalmente como extraterrestre (apenas tendo fé e acreditando em entidades superiores), no primeiro caso com a imagem capturada pelas câmaras da ISS podendo muito bem ser um satélite ou uma sonda construída pelo Homem e no segundo caso apresentando (no mínimo) três alternativas:

 

snapshot4.jpg

2a

Acompanhando a ISS na sua órbita em torno da Terra

 

Como antropocentristas que somos − “conceção que considera que a humanidade deve permanecer no centro do entendimento dos humanos, isto é, o universo deve ser avaliado de acordo com a sua relação com o ser humano, sendo que as demais espécies, bem como tudo mais, existem para servi-los (wikipedia.org)

 

snapshot5.jpg

2b

Acompanhando a ISS na sua órbita em torno da Terra

 

Podendo tratar-se de terrestres (ascendentes ou descendentes), de uma mera ilusão de ótica (inserida pelos nossos órgãos dos sentidos) ou não restando mais opções, de Extraterrestres do Espaço (aparentemente) mas nada tendo a ver connosco. E existindo estes ALIENS (FROM SPACE) pelos vistos e sem provas em contrário, nada querendo connosco.

 

snapshot6.jpg

3a

E finalmente desaparecendo no Espaço

 

Mas não existindo explicação (para o Povo) para mais esta transmissão da NASA (ISS Live Feed) com as câmaras instaladas na ISS (ISS HD Earth Viewing Experiment HDEV on UStream) a mostrarem-nos (durante mais de vinte minutos) a movimentação diante de si de “um objeto metálico em forma de cone”,

 

snapshot7.jpg

3b

E finalmente desaparecendo no Espaço

 

Suscitando de imediato e como seria natural (e lógico) o levantar de muitas dúvidas, não só sobre o que seria (aquele objeto), mas igualmente sobre qual a sua origem (obra do Homem ou não): e numa versão “softcore (os adeptos das Teorias da Conspiração têm tudo mais elaborado, melhor) sugerindo-se logo ser um UFO (terrestre ou extraterrestre), ou um satélite ou uma sonda (terrestre) lançada pela ISS.

 

(imagens: ISS Live Feed/Skywatch International/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:02

18
Fev 20

“Como Terrestres, os Animais Racionais (ou seja, o Homem) têm psique

e os Animais Irracionais

(todos os Restantes Animais que não o Homem) não têm psique:

E existindo, o que se passará então, com os Extraterrestres?”

 

Screenshot_2020-02-18 Live_ISS_Stream.jpg

ISS

Fig. 1 (cores)

 

Imagem (1) obtida esta terça-feira (fevereiro, 18) a partir da Estação Espacial Internacional (ISS) orbitando a Terra a cerca de 400Km, pouco depois das 14:00 (hora de Portugal) − e com a ISS oriunda do lado da Terra onde “era de noite quando sobrevoava a América do Norte: como se pode constatar sem presença visível de nenhum objeto estranho.

 

Mais tarde sendo substituída por uma outra imagem (2) transmitida cerca de três horas depois (pouco depois das 16:00 em Lisboa) − tendo a ISS já entrado no lado da Terra onde “é de dia− mostrando-nos já a superfície da Terra (uma das suas faces) aqui sobre o Atlântico (a caminho de África) iluminada pelo Sol: ainda sem a presença de nada de estranho.

 

Screenshot_2020-02-18 Live_ISS_Stream b.png

ISS

Fig. 1 (p/b)

 

Nada de estranho (por exemplo o aparecimento de um objeto voador desconhecido) se tendo passado neste curto espaço de tempo − ao contrário de outros casos tendo sido interrompida a transmissão ao vivo inesperadamente e sem qualquer tipo de justificação − com a transmissão da ISS via NASA a prosseguir normalmente sem nenhum corte inesperado.

 

Ao contrário de outras situações tendo acontecido com outros observadores periodicamente atentos às transmissões ao vivo oriundas da ISS, acidentalmente visionando algo de estranho aparecendo diante das camaras (instaladas na Estação Espacial Internacional) e repentinamente sendo-lhes cortadas as imagens com sendo uma interrupção técnica.

 

Screenshot_2020-02-18 Live_ISS_Stream(1).jpg

ISS

Fig. 2 (cores)

 

Naturalmente e apesar do corte imediato na transmissão da ISS (algo pelos vistos muito frequente por estes dias) dando tempo a muitos daqueles que assistiam à mesma (transmissão ao vivo) de poderem registar algo admirados − pela estranheza e raridade do fenómeno − o que iam vendo.

 

E postos perante o corte (ISS/TERRA) ainda mais credibilidade atribuindo aos adeptos das Teorias da Conspiração, afirmando poder tratar-se da confirmação da presença de extraterrestres por perto (do Sol, da Terra, do Homem) pilotando as suas naves espaciais (certamente interestelares ou intergalácticas e não utilizando os nossos meios tradicionais de transporte) e espiando (nada de contactos) o que aqui se passa.

 

Screenshot_2020-02-18 Live_ISS_Stream(1) b.jpg

ISS

Fig. 2 (p/b)

 

Com a rede da WEB já inundada por centenas/milhares de imagens/registos da presença de objetos estranhos aparecendo e movimentando-se (com bastante regularidade) nas proximidades da ISS, é certo que com alguns desses casos podendo ser explicados naturalmente (sem recorrer a algo inexplicável, apenas científico) mas com outros (e não são poucos) deixando muitos extremamente confusos: e até podendo ser eventos (fenómenos) de origem terrestre.

 

Eu que saiba e na Terra (na terra, no mar, ou no mar) nunca tendo visto nada de estranho (ou de semelhante) como um objeto voador desconhecido − por exemplo um OVNI/UFO − e mesmo (por desespero, por sem alternativas na Terra)Querendo Acreditar”, mas não o fazendo nem deixando de o fazer (julgando-nos talvez superiores): ou não fossemos antropocêntricos e daí com uma visão do Mundo deformada.

 

(imagens: ISS Live Feed/UStream/NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:32

25
Jan 20

Perante estas imagens oriundos do Espaço tão próximo rodeando a Terra − entregues inadvertidamente para nosso usufruto pelas câmaras da ISS (a menos de 400Km de altitude) − com todos e cada um de nós e face à estranha (parecendo deliberada) falta de informação (qual a justificação?), a termos o direito e o dever de podermos assumir como uma entre muitas probabilidades, estarmos perante a presença de Extraterrestres (para os norte-americanos, não sendo alienígenas mexicanos, podendo até ser russos ou chineses).]

 

NASA abruptly cuts live feed ISS after THIS appears over the U.S.

(Ufo Sightings Hotspot e Very Top Secret Information)

 

nasa-iss-live-feed-ufo.jpg

Anomalia

(aparecendo antes do corte, à frente das câmaras da ISS)

 

Numa apresentação [ufosightingshotspot.blogspot.com] e [verytopsecret.info], mais um registo de um observador (Jujubee’s Adams) das transmissões em direto e ao vivo da Estação Espacial Internacional (ISS), referido à passada quarta-feira (janeiro, 22): com as câmaras da ISS viradas para a escuridão do Espaço − rodeando-a e ao nosso planeta − repentinamente sendo surpreendidas pelo aparecimento diante delas de um objeto estranho e brilhante (um UFO), para logo de seguida a transmissão (segundo a NASA ou por perda de sinal ou por necessidade momentânea) ser interrompida.

 

I just turned on my ISS app

just to take a look like I usually do.

This appeared. Some kind of object or what?

So I took photos and a video.

It only lasted under a minute before the cut the feed.

Wow dumbfounded!

(Jujubee's ADAMS/youtube.com)

 

Um exemplo entre muitas outras observações desde há muito divulgadas e oriundas de transmissões ao vivo da ISS, curiosa e invariavelmente sendo interrompidas sem nenhum tipo de explicação devida aos seus (muitos deles fiéis) espetadores − senão uma versão norte-americana dos slogans justificativos portugueses (numa tradição RTP), “devido a problemas técnicos” e “regressamos dentro de momentos e naturalmente (pela repetição) deixando-os (e a nós) muito desconfiados: podendo ser projeções (presenciais ou não) de um Outro Mundo, como simples projeções (como por exemplo artefactos) terrestres.

 

(imagem: Jujubee's ADAMS/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:02

07
Dez 19

[Na Venezuela e no Espaço]

 

Entre as diversas imagens obtidas do Espaço a partir da ISS (Estação Espacial Internacional) − provando tal como a SPACE (space.com) afirma que “SPACE CAN BE A WONDROUS PLACE− um registo fotográfico de 2 de dezembro (segunda-feira) mostrando-nos o passeio espacial do astronauta italiano LUCA PARMITANO (integrando a Expedição 61 à ISS) a pouco mais de 400Km da Terra.

 

G2Xqp3KMDRpNVWoWyoPn5j-650-80.jpg

Lá em cima − Fora de Casa − a ISS

(num exemplo de convivência entre seres humanos)

Cá em baixo − na Casa onde nascemos, o nosso “Berço− a Venezuela (incompreensivelmente, num exemplo contrário)

 

Simultaneamente mostrando-nos numa mesma e “única imagem” englobando a Terra e o Espaço exterior (rodeando-a) – enquanto constatávamos através do aparecimento de nuvens de uma das camadas protetoras da Terra e do seu Ecossistema (integrado nela o HOMEM) a ATMOSFERA – como mesmo não sendo possível em TERRA a amizade e a solidariedade, nunca tal será impossível pelo menos no ESPAÇO (como se tem comprovado a bordo da ISS): lá em cima com a tripulação internacional da ISS (incluindo maioritariamente norte-americanos e russos, além de outras e variadas nacionalidades) a colaborar – em “conjunto, partilhando” − num projeto internacional, enquanto cá por baixo (literalmente e dadas as coordenadas geográficas) com a VENEZUELA (localizada a norte da América do Sul, confrontando o oceano Atlântico) atravessando um período de grave crise económico e social (e logicamente até pela imposição de sanções financeira), desorganizando completamente a sua máquina de estado (a sua estrutura básica), face à sua instrumentalização política das grandes potências mundiais − e envolvendo os mesmos “interessados” como (por ex.) os EUA e a Rússia.

 

[O Céu não pode esperar]

 

ET-Moses-and-UFOs7.jpg

Homens, Deuses & Astronautas

Tendo de existir uma ligação (n/ só religiosa)

Umbilical e como réplicas dum mesmo molde

Entre Terrestres e Extraterrestres

 

[Talvez se confirmando estar lá por cima o “Céu− por nós desejado por equiparado às nossas Origens, ao Paraíso – um dos lugares mais comuns de origem das Aparições (para qualquer religioso) e um dos espaços mais propícios para a passagem dos Deuses-Astronautas (não só para os leigos e teóricos da Conspiração, como para um número crescente de eruditos e cientistas oficiais) − nas suas viagens exploratórias pelo Universo – ficando cá por baixo o “Inferno”, uma gaiola arredondada e fechada ocupada por um número incontável de espécies uma delas sendo o Homem − com os seus 7,5 biliões (de indivíduos) − tal como com a (gaiola) de Faraday sugerindo-nos (para nosso bem) ficarmos por cá protegidos e na nossa zona habitual de conforto, sabendo-se que lá por fora a proteção contra os raios, deixaria simplesmente de existir: e com medo de ao ultrapassarmos a fronteira podermos ser vítimas mortais dela (encerrando-se assim, definitivamente e antes do previsto, a nossa estadia na Terra) equiparando-a a um Inferno e nada querendo fazer para sair dela (ultrapassando-a) − não entendendo ser o Purgatório, apenas uma fase de transição necessária, entre o Inferno e o Céu – nem sequer pensando poder ser essas Entidades apenas, mais uma das muitas imagens do Homem noutros Espaços & Tempos. Lá se encontrando mesmo o Céu (o Futuro do Homem), assim como à nossa imagem, os “Deuses & Astronautas”.]

 

(imagens: NASA − religionnerd.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:19

Abril 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO