Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

08
Abr 15

Mars Rover Curiosity Spots 'Ice Cream Sandwich' Rocks
"Some of them look like ice-cream sandwiches: dark on both edges and white in the middle"
(space.com)

 

Enquanto que na Terra os estrategas militares norte-americanos continuam todos entretidos e entusiasmados com os seus constantes e tonificantes WAR GAMES – tentando verificar com os seus métodos bastante intrusivos e destrutivos o que o planeta ainda lhes poderá fornecer – por outro lado no distante planeta Marte os cientistas do mesmo país andam muito ocupados e intrigados com a recente descoberta feita em GARDEN CITY. Ao contrário da região da Terra associada à localização dos Jardins de Alá (e actualmente a ferro e fogo), em Marte a calma aparentemente é total, só sendo aqui e ali perturbada por alguns artefactos terrestres (como é o caso do rover CURIOSITY).

 

0944ML0041500030403177E01_DXXX.jpg

SOL 944 – 03.04.2015

 

Os cientistas pioneiros na Conquista do Espaço foram como todos nós sabemos russos e norte-americanos. Hoje em dia além de um vasto grupo de países da Europa colaborando em conjunto na ESA (Agência Espacial Europeia), outros países se juntaram individualmente a este projecto (que deveria ser colectivo). A China (com as suas diversas sondas e com a construção da sua estação espacial) e a Índia (com a sua mais recente sonda a atingir Marte) são dois desses expoentes máximos. Mas ninguém poderá negar a grande supremacia norte-americana neste campo de grande inovação tecnológica, só não sendo esta mais significativa devido à forte influência (negativa) da poderosa estrutura militar norte-americana, esvaziando com o seu envolvimento (para protecção dos seus interesses particulares muitas das vezes com fins duvidosos) muitas das antigas e mais importantes (por fulcrais para a sua não estagnação) competências da NASA.

 

E assim lá andam montes de sondas atravessando o espaço escuro e sem fim, não tripuladas mas talvez transportando de origem exemplares da nossa vida microscópica e tendo nelas acoplado umas quantas câmaras e braços robóticos controlados da Terra e dirigidos por uma mão de um astronauta munida de um joystick.

 

0948MH0004920000304134R00_DXXX.jpg

SOL 948 – 07.04.2015

 

À primeira vista (para um leigo habituado a ver algumas paisagens rochosas de origem evidentemente terrestre) a construção parece ser de origem natural, com algumas excrescências mais brilhantes/escuras surgindo sobre o solo marciano e reflectindo/absorvendo a luz enviada pelo Sol. Com alguns dos muitos curiosos afirmando poder estar-se na presença de ouro. Esta região do planeta vermelho situada a poucos quilómetros do Monte SHARP apresenta nalgumas das rochas localizadas à sua superfície pequenos veios de minerais provavelmente constituídos ao longo de milhões de anos como resultado do seu transporte contínuo utilizando fluidos. O que só vem confirmar a teoria de que Marte possuiria num passado muitíssimo longínquo grandes extensões de água (talvez mesmo um oceano), algum tipo de vida orgânica mesmo que primitiva e quem sabe mesmo a presença de vida inteligente.

 

Nisso acreditam os adeptos das muitas teorias da conspiração em circulação por todo o mundo (especialmente os norte-americanos), ao afirmarem convictamente que estes vestígios naturais arqueológicos agora descobertos pela NASA na zona de YELLOWKNIFE, seriam os derradeiros vestígios de uma civilização outrora existente em Marte.

 

(imagens – Curiosity Rover/NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:12

16
Mar 12

 

Será que temos algum valor para estes indivíduos?

 

 

Já chegava o aproveitamento imoral aprovado por lei, que as companhias de seguro vão fazendo cada vez mais primorosamente e de uma forma estritamente economicista, sobre o nosso corpo e a nossa vida, para agora ainda termos de suportar a prepotência de certos indivíduos diplomados à pressão, mas de cultura e respeito social nulo, com o velho, cansado e único objetivo de manter aquela estrutura, que sempre os protegeu dos seus crimes praticados, não os criminalizando na lei e tornando-os para sempre impunes por vocação profissional.

 

 

Aplicação de um princípio formidável de imunidade total, só possível em países do terceiro mundo, que desrespeitam os direitos humanos fundamentais de “animais como nós”, existentes à face deste jardim à beira mar plantado e em avançado estado de decomposição. A isto chama-se desplante sem vergonha!

 

 

(imagens retiradas da web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:16

Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13
14

23

25
26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO