Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

20
Mar 18

Ponto I

 

Com (1º) Fátima (e os 3 Pastorinhos), (2º) o Fado (e Amália Rodrigues) e (3º) o Futebol (e Eusébio) a serem na realidade (ainda hoje) os principais produtos (mesmo que através da utilização ‒ no presente ‒ de outros derivados igualmente eficazes) de exportação portugueses (confirmando o que os nossos pais já diziam),

 

Num desses campos (1º/2º/3º) como em todos os outros e como concretização do nosso Destino,

 

Com o produto (original) a diversificar-se (obrigatório para a sua Evolução) e felizmente a abrir as portas a outros (produtos): no caso do desporto (e relevando sempre o fenómeno de massas de Fátima e o Fado como Património Imaterial da Humanidade),

 

Com a chegada Revolucionária do Triplo-Salto (no masculino c/ Nelson Évora)

E ainda do Judo (no feminino c/ Telma Monteiro).

 

1454675352_780342_1454675783_album_grande.jpgthumbs.web.sapo.io.jpg

Cristiano Ronaldo

(sem dúvida um dos maiores futebolistas de sempre)

 

Ponto II

 

Dispensada a referência ao futebolista Cristiano Ronaldo (33 anos) tão conhecido é o seu currículo (e logo a nível Global),

 

‒ Supertaça 2002 (Sporting), 4 Ligas dos Campeões (Manchester United/1 e R. Madrid/3), 5 Ligas Nacionais (MU/3 e RM/2), 4 Taças Intercontinentais (MU/1 e RM/3) e o inesquecível Europeu de 2016 (entre outros e para além dos seus incontáveis títulos a nível individual)

 

Convém adicionar a este Embaixador Público-Privado do Desporto Português dois outros nomes (que poderiam ser outros dois, dados os tantos casos existentes, com a enorme maioria deles não passando, de simples seres perdidos e anónimos),

 

Que pelo seu valor (inegável pelas conquistas) e persistência (bem visível mesmo em situações limite como o será o caso das lesões), humildade (grandeza) e acima-de-tudo não exigência (de remuneração merecida e sobretudo compatível), merecem sem dúvidas partilhar o pódio do Atual Momento do Desporto de Portugal:

 

Ponto III

 

O atleta Nelson Évora e a judoca Telma Monteiro.

 

Um pódio ocupado por 3 atletas ainda vivos e no ativo (representando Portugal), periódica e alternadamente colocando o nome do nosso país nos Maiores Cartazes do Mundo (Desportivos e por associação Turísticos e Económicos) e deixando-nos para já com a certeza (renovando a nossa Esperança) de que ainda existimos e de que (mesmo que não o saibamos e nos digam o contrário) todos sem exceção terão sempre o seu valor.

 

Dúvidas? Então vejam as Origens e o Percurso (para assim aprenderem algo) destes Nobres atletas!

 

img_797x448$2016_08_12_20_33_53_181831.jpgNelsonEvoraAP1.jpg

Nelson Évora

 

vip-pt-20928-noticia-telma-monteiro-onde-nao-ha-namw-960.jpg

E Telma Monteiro

(dois atletas felizmente perdidos para o futebol)

 

Ponto IV

 

Com Nelson Évora (33 anos) filho de pai cabo-verdiano e de mãe costa-marfinense (certamente uma família modesta mesmo para os nossos padrões) migrando para Portugal (aos seus 5 anos de vida) e acabando por adotar o país como seu destino final (adquirindo como consequência a nacionalidade portuguesa), tornando-se pela sua técnica, performance, dedicação e muito esforço (sendo acompanhado ao longo da sua carreira pelas sempre presentes e inevitáveis lesões) num atleta de nível internacional, consagrado no ano de 2008 com a conquista da medalha de Ouro ‒ Triplo-Salto ‒ nos Jogos Olímpicos de Pequim (entre muitas outras conquitas, como em 2001 com a sua primeira competição e primeira vitória no salto em comprimento em Múrcia/Espanha, passando em 2009 com a conquista da medalha de Ouro na Universíada de Verão realizada em Belgrado/Sérvia e após uma interrupção mais prolongada/2010/14 regressando em 2015 para o Ouro em Praga com a sua vitória no triplo-salto no Europeu de Pista Coberta).

 

Neste ano de 2018 e ainda na modalidade do triplo-salto, conquistando a medalha de Bronze no Mundial de Pista Coberta. Prestes a atingir os 34 anos (20 de Abril) um fenómeno extraordinário (apesar de todas as lesões que quase o fizeram desistir) de resistência e de longevidade.

 

Ponto V

 

E por outro lado com Telma Monteiro (fazendo com Nelson Évora guarda-de-honra a Cristiano Ronaldo) igualmente andando pelos trinta (32 anos), nascida em Lisboa e inicialmente lançando-se (no desporto) no atletismo e no futebol, entrando finalmente no judo aos 14 anos e projetando-se definitivamente no futuro (da modalidade nacional como posteriormente internacional) com a conquita do 9º lugar no Europeu de Juniores (de -52Kg) ‒ à qual se seguiria a conquista da medalha de Bronze nos Europeus de juniores de Serajevo (com 17 anos) realizados em 2003. E a partir daí explodindo internacionalmente para a modalidade com vários títulos de Campeã da Europa (5), vários títulos de Vice-Campeã do Mundo (4) e 1 medalha de Bronze nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro de 2016 (os últimos disputados na categoria de -57Kg) ‒ entre um número incontável de outras participações internacionais e de muitos outros títulos (medalhas de Ouro, Prata ou Bronze). E formando-se em Educação Física (em 2011).

 

Neste ano de 2018 e na modalidade que a consagrou mundialmente ‒ o Judo ‒ com Telma Monteiro a mostrar toda a sua grande técnica e excelente forma física, conquistando a medalha de Ouro (categoria de menos de 57Kg) no Grand Slam de Ekaterinburgo realizado na Rússia.

 

(imagens: as.com/sapo.pt/sabado.pt/vip.pt/abola.pt/sicnoticias.sapo.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:47

Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Cristiano, Nelson & Telma

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO