Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Poluição Luminosa ─ Desmentido (pelo menos um)

Sexta-feira, 09.07.21

“Que em poluição luminosa as lâmpadas LED poluam menos,

que outras lâmpadas como as de descarga (vapor de sódio).”

A partir de dados recolhidos em Chelan County (um dos condados do estado de Washington, nos EUA) pelo grupo de trabalho liderado pela cientista Li-Wei Hung (do “Natural Sounds and Night Skies Division of the National Park Service”) ─ observando o céu noturno sobre esta região dos EUA, antes e depois da substituição da sua tradicional iluminação pública noturna (lâmpadas de descarga de vapor de sódio) por iluminação a LED’Sa conclusão, ao contrário do que se pensava e do que se afirmava repetidamente, do aumento da “poluição luminosa” (substituindo lâmpadas de descarga por Led’s).

5129 A.jpg

Lâmpada de Descarga

Vs.

Lâmpada LED

5129 B.jpg

Não desmentindo o facto da iluminação LED diminuir o consumo de eletricidade, sendo mais barata a sua utilização (e durabilidade, sendo menos poluente por exemplo que as lâmpadas utilizando mercúrio, como as fluorescentes, ainda em uso em muitos casos), sendo agora neste estudo desmentida a sua “menor poluição luminosa” (face às tradicionais lâmpadas de descarga, como as de vapor de sódio): com uma maior iluminação noturna (mais intensa/atingindo maior distância/penetração) dificultando-se ainda mais as “observações do céu” ─ entre estas as observações astronómicas como os da nossa Via Láctea ─ isto como se já não bastassem na perturbação dessas observações (noturnas), os comboios de Elan Musk (satélites Starlink) com as suas numerosas carruagens (centenas, que serão milhares), atravessando por vezes em linhas paralelas o céu escuro, entrepondo-se entre nós (na superfície da Terra) e o Espaço.

(imagem: universetoday.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:51